A maior abelha do mundo e a maior vespa

Apis Dorsata é o nome da espécie de abelha indiana produtora de mel com as maiores dimensões conhecidas.

A maior abelha do mundo e a maior vespa

Além de enorme ela é altamente agressiva, nunca tendo sido domesticada. Elas tem cinco olhos. São três pequenos no topo da cabeça e dois olhos compostos, maiores, na frente.
Uma abelha produz cinco gramas de mel por ano, para produzir um quilo de mel, as abelhas precisam visitar 5 milhões de flores.

Olha o tamanho da bitela:

A maior abelha do mundo e a maior vespa

Um ataque de apis dorsata costuma ser fatal, porque tal qual as africanas essas abelhas são sensíveis ao feromônio de ameaça e atacam em grupos organizados e em vôos contínuos.

Fonte: wikipedia, embrapa

Já a maior vespa do mundo, é esta aqui:

A maior abelha do mundo e a maior vespa

Trata-se da Tarantula Hawk. É um tipo de marimbondo super desenvolvido (chega a 7cm!) que tem como sua dieta as aranhas caranguejeiras e tarântulas. (veja uma fazendo uma boquinha) Curiosamente, existe um tipo de ranking bizarro das picadas de abelhas, vespas, marimbondos, formigas e outros insetos. Basicamente, um cara meio maluco chamado John Schimidt, um entomologista profissional irrita os animais e oferece seu corpo de livre e espontânea vontade para ser picado. Então analisa científicamente o que sente. Daí ele constrói o ranking Schimdt de picada venenosa.

A maior abelha do mundo e a maior vespa

Este ranking chama-se Schmidt Sting Pain Index. E adivinha quem figura com honras como a segunda picada mais dolorida? Isso mesmo, este bicho maldito aí. Segundo o ranking, esta picada é desesperante, cega o cidadão temporariaente e o único reflexo possível é gritar. A sensação equivale a jogar o secador de cabelos ligado dentro da banheira.

Obs: Se você está curioso sobre quem está no topo da lista, saiba que é uma formiga cuja picada equivale a levar (acredite) um TIRO. E este tiro dói durante 24 ininterruptas horas.

Então na verdade é uma definição estranha sobre quem deve ocupar o pódium da dor suprema. Uma picada de vespa que parece te eletrocutar ou uma mordida de formiga que equivale a um tiro?

Curiosidade: Um bicho muito similar a este mordeu a primeira dama aqui em casa. Ela ficou maluca com a dor. Eu fiquei em pânico. Tentei matar a criatura de tudo que foi jeito, mas ela era Highlander! Dei vassourada, sapatada, chinelada, joguei detergente, álcool. Porra nenhuma matou o desgraçado. A primeira dama chorou igual neném, mané. O bicho não era tão grande, sendo mais ou menos do tamanho de um marimbondo comum da cabeça vermelha. Só que morfologicamente era igual a esta vespa. Levamos para o instituto Vital Brasil para os especialistas examinarem, mas ninguém lá na entomologia identificou o bicho que era. Só disseram o óbvio: “è um tipo de vespa”. Quase que eu falei: Quando alguém pergunta qual é o tipo de carro que você tem e você diz: Do tipo automovel?”
Francamente…

Depois de varias horas de dor, a primeira dama se recuperou.

Este monstro aí foi uma dica do leitor “Maico Jacso pelado”.

A outra (deposta do cargo de maior vespa do mundo) é esta aqui:

A maior abelha do mundo e a maior vespa

Trata-se da Vespa mandarinia, que chega a 5 cm de comprimento e tem uma envergadura de asas de quase 8 cm. Seu veneno é tão potente que derrete o tecido humano dissolve os tecidos moles da região da picada. Além disso, ela tem mandíbulas poderosas. No japão, onde ela é nativa, entre 20 a 40 pessoas morrem anualmente mordidas pelo bicho. Ela voa a 95km/h e são extremamente agressivas com abelhas e outros animais. Bastam apenas algumas dessas vespas para destruirem inteiramente um enxame completo de abelhas comuns. (cerca de 30.000 oponentes)

As únicas abelhas que podem vencer estas vespas são as minúsculas abelhas japonesas, que percebendo uma vespa mandarina nas proximidades fazem-se de bobas, deixando que o animal penetre a colméia. Uma vez que a mandarina entra na colméia, as abelhas acumulam-se na entrada e todas iniciam um processo frenético de bater de asas. A temperatura na colméia sobe rapidamente e atinge o limite de 47 graus. As vespas não suportam temperaturas acima de 43 graus. Já as abelhas sim. Sem um ataque direto, a mandarina não emite feromônio de combate e suas amigas não podem ajudá-la. Engenhoso.

Fonte: Wikipedia

Related Post

41 comentários em “A maior abelha do mundo e a maior vespa”

  1. a cara
    eu podia ter visto tudo aqui, feridas abertas, ossos expostos, gente sendo decapitada, agora, abelhas e vespas desses tamanhos…

    não vou dormir hoje :/

  2. Realmente o tamanho e de assustar qualquer um. Ja imaginaram fugirem de um enxame desses bichos doidos pra planta o ferro em vc? Deus me livre! Mas olha, no litoral norte de Sao Paulo eu vi tb um inseto desses, acho que era tipo marimbomdo ( ou algo assim ), o bicho tb era bem dotado viu. Por lá eles o chamavao de ” cavalo do diabo”, imagina a cena! Aproveitando a deixa, parabens pelo blog, sempre que posso vejo.

  3. ahh eu adoro seus posts Phililipe, independente do assunto.

    🙂

    nossa é um saco fixar insetos.. fiz isso para o trabalho da faculdade, pra mais nunca fazer :/

  4. da próxima vez, ao invés de levar no vital brasil, leve no museu nacional ou em algum departamento de entomologia de alguma universidade… lá no vital brasil eles têm mais conhecimentos de cobras e aranhas, agora de insetos, non mt.

  5. Pô, “derreter o tecido humano” é sacanagem… Primeiramente porque temos vários tipos totalmente diferentes de tecidos no corpo, de pele até ossos passando pela cartilagem, e segundo porque “derreter” é processo físico (reversível) – também chamado de fusão – enquanto que o processo referenciado é químico (não-reversível). Um ácido causa reação de redução ou oxidação, algo bem diferente de uma mera mudança de estado físico.

    Não acho que dizer algo menos informal do tipo “dissolve os tecidos moles da região da picada” (que presumo que seja o certo) dificultaria a leitura.

  6. Olá Philipe!

    Tudo bem?
    Por um acaso vc tem uma foto da vespa q “mordeu” a primeira dama?
    Pq faço aprimoramento no lab. de entomologia do Instituto Butantan e identificamos vespas, pelo menos tentamos. Tá certo q por foto acho difícil chegar a espécie, mas não custa tentar.
    Fique a vontade para mandar fotos de insetos quando precisar.
    Beijos e bom fds.

  7. [quote comment="27334"]Olá Philipe!

    Tudo bem?
    Por um acaso vc tem uma foto da vespa q “mordeu” a primeira dama?
    Pq faço aprimoramento no lab. de entomologia do Instituto Butantan e identificamos vespas, pelo menos tentamos. Tá certo q por foto acho difícil chegar a espécie, mas não custa tentar.
    Fique a vontade para mandar fotos de insetos quando precisar.
    Beijos e bom fds.[/quote]

    Valeu camila, mas não tenho. Nem me lembrei de tirar uma foto do bicho. Volta e meia eles aparecem lá em casa. Acho que saem de uma mata próxima. Se aparecer de novo eu fotografo e te mando.

  8. Fala Philipe, o rei das abobrices e viagens maionézicas em geral !
    Quero dizer que ao ler seus posts, algo de estranho me acontece,despertando-me um lado curioso sobre assuntos não muito comuns
    e tão pouco faceis de se encontrar na nossa amada blogosfera,
    Congratulations !

  9. Cara, se uma pequena já é de fod*r…

    Me surpreende coisas essas. :O

    “Se você está curioso sobre quem está no topo da lista, saiba que é uma formiga cuja picada equivale a levar (acredite) um TIRO. E este tiro dói durante 24 ininterruptas horas”.

    To completamente pasmo. :O

  10. O Mundo Gump tem que dar um jeito de abrir uma nova janela quando se clica em alguns links interessantes dentro dos assuntos tratados aqui. É um saco clicar no link e ele muda toda a página do site que desejo que continue aberto. É um saco também ter que voltar para carregar o site novamente. Aí perde-se a graça de continuar navegando neste site, sabendo que quando eu clicar um link interessante aqui, vou sair da página atual para outra.

  11. Fala Philipe,
    Por acaso eu vi um programa no Discovery Channel sobre essas formigas (com picadas que parecem um tiro). Era sobre um tribo indígena que capturava essas formigas, etorpeciam-nas em uma solução de ervas e as prendiam em um emaranhado de folhas no formato de uma luva. Por que em formato de luva? É isso mesmo que você pensou, os índios enfiavam a mão na luva e ficavam gritando de dor após serem picados por até 100 dessas formigas. Notei que, apesar do programa ser em inglês e a língua original ser muito baixa, os índios falavam em português. Agora te pergunto: Para que????
    Hahahahahah. Abraços.

  12. Pow cara….

    tah ficando foda viu entrar nesse blog seu viu… tah tenso…. comeco a ler as noticias ae cada hora aparece um link de uma noticia diferente… ae quero ler e tal.. ninguem merece… deve ter umas 20 abas aqui abertas esperando para serem lidas… O_o

    Mas voltando… eheh… o lance eh o seguinte… imagina entao vc ver vespas do tamanho do seu dedo mindinho da mao??? E que moram sozinhas ENTERRADAS NA TERRA Q NEM TATU??? Pois eh cara…. o lance eh sinistro mesmo… uma vez que fui em Ubatuba, tem uma ilha lah chamada Ilha de Anchieta, onde tem um lance do projeto Tamar lah…. ae a biologa que estava me acompanhando falou assim ((exatamente assim)):

    – Olha… quando vc estiver andando aqui, preste muita atencao para nao pisar no buraco e ficar… pois aqui tem umas vespas bem nervosas…

    Ai nao entendi direito nao…. ai pedi pra me mostrar…. bem… ela me mostrou um buraco no meio do chao com a largura um pouco maior que um dedo mindinho…. ai fiquei olhando… ela pegou uma varetinha… cutucou o buraco rapidim e saiu um bichao preto de lah…. e jah saiu no sangue… nervosona….

    Ow… sinistraco…. e nao.. nao lembro qual eh a “”marca”” da bichinha….mas vou te contar…. eh sinistro…. bem Gump mesmo… ehhe

  13. É! Sei bem o que é isso de ser ferroado. Anteontem cá em São Pedro D’Aldeia (Norte Fluminense), meti inadvertidamente a mão numa casa de “marimbondo-cavalo”. Levei umas três ferroadas no indicador direito. Doeu como se me arrancassem o dedo! Descobri que sou alérgio ao veneno e estou com a mão toda inchada até agora. Mal dá pra dormir de tanta dor e coceira. Descobri que havia mais casulos no sótão. Chamei o dedetizador. O especialista detonou umas trinta casas dessas com um veneno mais sinistro que essas diabices da natureza.

    Me amarrei no comentário do Lopes acima (31 July, 2008): “Cavalo do Diabo”! Sugestivo!

    Essa matéria do blog foi maneiríssima! Valeu!

  14. CARA MORO NO JAPAO E AGORA POUCO FUI PICADO POR UMA DESSA VESPAS JAPONESAS, SAO EXATAMENTE COMO NA FOTO.. BOM NINGUEM A VIU MAS FUI NA CASA DE UMA JAPA AMIGA MINHA E ELA PASSOU ALOE EM MIM , OU BABOSA SEI LA… NA HORA INCHOU MAS LOGO DPOIS SUMIU , MAS AINDA ARDE, ALERGIA NAO DEU SO DOI COMO UMA PICADA MESMO.. HAVERA CONESEQUENCIAS ?? SE ALGUEM SOUBER ME AVISE ..!! 45

  15. RECENTEMENTE, NA SEMANA PASSADA, FUI FAZER UMA AVENTURA ECOLÓGICA EM FRENTE A MINHA CASA, NA PRAIA GRANDE, DEREPENTE, FUI “”ATACADO”” NOS PÉS/TORNOZELOS POR UMAS ABELHAS Q PARECIAM BEZOUROS, AINDA ESTOU COM DOR, MAS SE FOSSEM + DE 40, ACHO Q TERIA MORRIDO, INSUPORTÁVEL A DOR, TIVE FEBRE E NÃO PEGUEI NENHUMA NA HORA DO PÂNICO!!! PEDRO NUCCI>>PRAIA GRANDE-SP>> BRAZIL

  16. Apesar do tamanho e da periculosidade, saibam que esses insetos não são “agressivos”, mas sim defensivos. Só atacam quando se sentem ameaçados e são de extrema importância para os ecossistemas e biomas terrestres, atuando como polinizadores no caso das abelhas e como reguladores populacionais no caso das vespas!

    Como seres humanos racionais, devemos cuidar e respeitar esses nossos irmãos tão importantes para a manutenção da vida no planeta Terra.

  17. Acreditem se quiser, fui picado por uma vespa solitária, eu estava  pesquisando uma rocha, e quando me aproximei do paredão da rocha uma abelha,vespa ou maribondo,  me  ferruou,no meu braço, deixando um vinculo preto de 10 cm, que parecia tinta preta, e a minha pela começou a  abrir no lugar que o inseto deixou a marca, juntamente com a ferroada. este acontecimento já tem 15 dias de ocorrido e até hoje dia 02/04/2012, não cincatrizou o ferimento. acredito que  o Brasil esta cheio destes insetos  venenosos.

  18. Esse marimbondo gigante é relativamente comum em áreas de mata aqui no Rio de Janeiro, é conhecido como Mata-Cavalo, e eu já o vi algumas vezes quando saía para fazer trilhas, é de por medo! Seu nome científico é Pepsis Fabricius e tem esse tamanho porque caça aquelas grandes aranhas caranguejeiras para dar de alimento as crias.

  19. E hoje ao postar o causo do marimbondo, do excepcional Geraldinho Nogueira, encontrei este artigo e deixei uma referência na minha postagem 😉

  20. ola eu so tenho 11 anos de idade mais ja tomei uma picada das abelhas africanas e agora nao se pode aparecer um bicho voando na minha frente que eu nao me controlo saio critanto e correndo eu so nao tenho medo dos passarinhos e claro eu tenho 2 cachorras que eu amo muito e hoje elas levaram algumas picadas de abelhas totalmente negras e elas so picaram suas perninhas e agora elas nao param de mancar estou com muito medo de ´pedelas mais se deus quiser nao vou perdelas mais sera que da pra voce me indicar se essas abelhas sao ou nao venenosas . e muito bem pelo seu trabalho um beijo e por favor tente me ajudar com essas benditas abelhas negras mais um beijo e muito obrigado

    • Creio que elas vão mancar enquanto doer, mas não creio que vão morrer, porque é raro morte por mordida de abelha e a maioria desses casos é em decorrência a uma alergia e não ao veneno. Essa abelha preta grande deve ser a mamangaba. Doi pra dedéu a ferroada dela.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares