10 bichos que eu não colocaria na mão – parte II

Aqui está a segunda parte do post da lista de bichos que eu não colocaria na mão. Dá uma sacada e veja se você teria esta coragem aí: 1- Bathynomus

Fala sério que eu ia botar minha mão numa baratona deste tamanho. Bem, isso não é necessariamente uma barata, mas sim um isópode gigante, que fica passeando pelo fundo do mar comendo os restos que acha pela frente. Comportamento que é coisa de barata, hehehe. 2- Jacarés

Imagina só criar um jacaré. Depois de grande você poderia passear com ele na praia e chamar mais atenção do que se usasse uma melancia na cabeça. O jacaré é o típico bicho que só é legal de ver de longe. Eu já tive a estranha experiência de me sentar sobre um jacaré gigante do pantanal (que estava vivo). Mas colocar na mão eu acho que não colocaria. Esses dentinhos furam.

E o que dizer de alguém com coragem ou loucura para pegar um jacaré pelo estômago? 3- Tarântula

Tem muita gente (como o meu amigo Raphael) que manipula tarantulas sem problemas. Quando eu tive uma, nunca consegui manuipular porque ela era altamente agressiva. Imagina se eu ia dar mole de botar a minha mão ao alcance daquelas brilhantes quelíceras negras? Não tive peito. Depois ela até comeu a própria perna, o que indica que eu provavelmente estava certo. 4- amblipígios

O amblipígio é um aracnídeo, animal aparentado com as aranhas e os escorpiões. Ele enxerga mal e vive em cavernas. Ele não tem veneno, mas é feio de doer. 5- Sapão gigante

Muita gente deve ter tara de pegar em sapo. Só pode ser. Tem cada animal bizarro que este povo gosta de pegar. Veja por exemplo o tamanho descomunal deste sapo gigante que é um dos maiores existentes. Este é o cane toad. Ele é natural da américa do sul e foi importado para a Australia. Virou praga lá. Um bicho desse adulto é do tamanho de uma bola de futebol. 6- Lampreia

Isto é uma coisa que definitivamente, inexoravelmente, irrevogavelmente, eu nunca, jamais em hipótese alguma, sob nenhuma circunstância, nem ao menos negociação, colocaria a mão. O motivo?

As fotos falam por si. 7- Baratas

Tá aí uma coisa que praticamente ninguém gostaria de ter andando na mão. Eu tive o desprazer de sentir isso andando em mim algumas vezes na vida e não é nada legal.

Nem com pedrinhas de strass isso fica melhor. E o cheiro? Hummm… 8- Grilo mole

Confesso que neste aqui eu já peguei. Mas estava morto. Foi quando tive a idéia de colecionar insetos mortos no meu quarto. Fiz um quadro com isopor e ali eu fiz um pequeno insetário com animais que eu achava na praia. MAs deu bolor e eu joguei fora. 9- Parasita amazônico

Hahaha. Veja você se eu ia colocar um parasita amazônico na mão. Nem se minha mão fosse ciborgue feita a do Luke. Isso aí é uma mega ultra-power sanguessuga.

10- Cobra de duas cabeças

Cobras são animais legais. Mas a cobra de duas cabeças é altamente bizarra, porque é praticamente cega. Originalmente, eu achei que isso era uma “cobra-cega” pela espessura, mas a Bia esclareceu as coisas nos comentários. Então alterei aqui. Obs, esta também não tem duas cabeças. É o tipo do bicho que tem o nome-problema. Mas é uma cobra mesmo, e está aqui para representar todas as serpentes, venenosas ou não que os seres humanos teimam em manipular. 11- Tatu-bola

È improvável de acontecer, mas eu acho que se precisasse eu até pegaria nesta bela bolinha, que na verdade esconde um tatu em seu interior. Usado como proteção, este tipo de animal curioso consegue converter-se praticamente numa esfera, ficando fora de alcance dos predadores e fugindo rolando como uma bola.

BONUS Lagarta de chifres:

Artigos relacionados

43 Comentários

Compartilhe suas ideias