Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp

Papel feito de plástico reciclado pode ser usado para imprimir rótulos, livros e até dinheiro!

A notícia nem é tão nova, mas eu achei pertinente publicar porque estava falando com um amigo meu sobre isso e ele não conhecia a tecnologia do papel plastico, desenvolvida no Brasil.
Image Hosted by ImageShack.us

Um papel sintético fabricado com plástico descartado pós–consumo foi desenvolvido na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e testado em uma planta piloto da empresa Vitopel, fabricante de filmes flexíveis com fábrica em Votorantim, no interior paulista. Produzido em forma de filmes, o material produzido a partir de garrafas de água, potes de alimentos e embalagens de material de limpeza pode ser empregado em rótulos de garrafas, outdoors, tabuleiros de jogos, etiquetas, livros escolares e cédulas de dinheiro. “Ele é indicado para aplicações que necessitam de propriedades como barreira à umidade e água, além de ser bastante resistente”, diz a professora Sati Manrich, do Departamento de Engenharia de Materiais da universidade e coordenadora do projeto que teve financiamento da FAPESP para o desenvolvimento da pesquisa e o depósito de patente. O papel sintético comercializado atualmente é produzido com derivados de petróleo. “Existem várias patentes e produtos comercializados com matéria-prima virgem, mas não encontramos nenhuma patente ou papel sintético feito a partir de material plástico reciclado”, diz Sati.

Os testes na planta piloto, também chamada de escala semi-industrial, foram conduzidos por Lorenzo Giacomazzi, coordenador de tecnologia de processos da Vitopel, que tem a cotitularidade da patente. “O grande diferencial desse processo é fabricar um papel sintético com material totalmente reciclado”, diz Giacomazzi. Foram usadas várias composições e misturas de plásticos da classe das poliolefinas. “O aspecto final é o mesmo do produto feito a partir da resina virgem, com a vantagem que se aproveita o material que iria para o aterro sanitário ou lixões.” A negociação da patente foi uma permuta entre as duas partes. Como a empresa precisava conhecer a composição do material para permitir o uso do equipamento, foi feita uma parceria. “Não pagamos nada para usar a máquina necessária para o experimento e, em troca, eles ficaram com um terço da propriedade intelectual”, explica Sati. Atualmente a empresa está à procura de fornecedores de material reciclado para continuar os testes em escala ampliada.

fonte

Eu penso que a idéia é ótima. Hoje os rejeitos plásticos e o descarte inconseqüente das garrafas pet tornam estes produtos usados para embalagens grandes vilões da poluição mundial. Dá uma olhada nestas fotos e entenda o naipe do problema:

Image Hosted by ImageShack.us

Image Hosted by ImageShack.us

Image Hosted by ImageShack.us

Image Hosted by ImageShack.us

Image Hosted by ImageShack.us

Vem aí o papel plastico reciclado

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

11 ideias sobre “Vem aí o papel plastico reciclado

  • 3 de junho de 2009 em 11:17
    Permalink

    caramba
    me deu calafrios só de ver
    aquele muleque nadando no
    rio cheio de lixo
    em q país será isso???????????

    Resposta
  • 3 de junho de 2009 em 12:36
    Permalink

    Já tinha ouvida falar desse papel, senão me engano passou na televisão suas diversas formas de utilização como vc falou.
    É essencial o desenvolvimento de materiais que aproveitam matéria reciclada, pois caso contrário, a situação que vc trouxe nas fotos, terá proporções internacionais muito maiores.
    (as fotos parecem ser na India…a situação dos rios lá é crítica…mergulhar naquela água é suicídio)
    Em Curitiba, onde moro, há uma grande mobilização da população para separar o “lixo que não é lixo”, mas ainda acho pequena diante de tanto lixo que é produzido.
    Mas fico feliz quando vejo pessoas conscientes separando o lixo e supermercados que trabalham com sacolas plásticas biodegradáveis.
    Assim como acho o máximo o projeto do Maglev Cobra.
    Não acreditei quando vc disse que tem gente que reclama quando posta novidades sobre o projeto…Pode continuar postando!!
    Abs.
    Giovanna

    Resposta
  • 3 de junho de 2009 em 15:14
    Permalink

    Parabens por estar divulgando isso, acho uma otima iniciativa!!

    Pois moro em São Carlos a 21 anos, conheço mta coisa da cidade, mas só fiquei sabendo desse projeto pois domingo estava assistindo tv e vi uma reportagem sobre isso, se não ainda não estaria sabendo.

    Parabens pelo Blog.

    Abraço

    Resposta
  • 3 de junho de 2009 em 16:16
    Permalink

    Será que os dois mlks da última foto ainda estão vivos? Putz, muito nojeto. Tem algo perto da boca de um dos garotos que parece uma camisinha. 🙁

    Resposta
  • 7 de junho de 2009 em 12:45
    Permalink

    caraca esses mlks são loucos, deve ser na India?

    Resposta
  • 8 de junho de 2009 em 14:47
    Permalink

    Pelo amor de Deus onde é que esse mundo vai parar os meninos nadando no rio cheio de lixo tais doido :argh: :X :ohhyeahh: O_o :meh: :X :shocked: :sly: :wow: :worry:

    Resposta
  • 28 de outubro de 2009 em 20:13
    Permalink

    :omg: :X :love: :X :X :meh: :meh: O_o O_o :ohhyeahh: :ohhyeahh: D: D: D: :omg: :love: :injured: :injured: :injured: 😆 😆 :/ nosa x_x :gasp: =D :happy:

    Resposta
  • 16 de setembro de 2010 em 23:47
    Permalink

    Já tinha ouvida falar desse papel, senão me engano passou na televisão suas diversas formas de utilização como vc falou.
    É essencial o desenvolvimento de materiais que aproveitam matéria reciclada, pois caso contrário, a situação que vc trouxe nas fotos, terá proporções internacionais muito maiores.
    (as fotos parecem ser na India…a situação dos rios lá é crítica…mergulhar naquela água é suicídio)
    Em Curitiba, onde moro, há uma grande mobilização da população para separar o “lixo que não é lixo”, mas ainda acho pequena diante de tanto lixo que é produzido.
    Mas fico feliz quando vejo pessoas conscientes separando o lixo e supermercados que trabalham com sacolas plásticas biodegradáveis.
    Assim como acho o máximo o projeto do Maglev Cobra.
    Não acreditei quando vc disse que tem gente que reclama quando posta novidades sobre o projeto…Pode continuar postando!!

    Leia mais: http://www.mundogump.com.br/vem-ai-o-papel-plastico-reciclado/#ixzz0zkdadM68
    Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.