Doa√ß√Ķes para os desabrigados da chuva de Friburgo, Teres√≥polis e adjac√™ncias

Como alguns já sabem, perdemos conhecidos e amigos na tragédia ambiental que se abateu sobre a região serrana.

O drama que assola a regi√£o no Rio de Janeiro j√° est√° entre os dez piores deslizamentos do mundo nos √ļltimos 111 anos. O n√ļmero de v√≠timas do desastre ultrapassou o de uma trag√©dia na China que at√© ent√£o ocupava a d√©cima posi√ß√£o no ranking da Organiza√ß√£o das Na√ß√Ķes Unidas (ONU) – ainda n√£o atualizado. Al√©m disso, o deslizamento desta semana j√° √© o segundo maior do mundo no √ļltimo ano e o terceiro maior da d√©cada. A trag√©dia no Rio tamb√©m √© o pior deslizamento de toda a hist√≥ria do Brasil. Ele superou em n√ļmero de v√≠timas o registrado em 1967, em Caraguatatuba, quando 436 pessoas morreram.

√Č dif√≠cil saber at√© o momento quem est√° morto e quem est√° vivo l√°, pois nossos amigos viviam justamente na regi√£o rural de sumidouro, em Campinas.
Eu e a Nivea fomos no mercado e compramos coisas para enviar pra l√°, mas como sou meio cabreiro de safadezas nas doa√ß√Ķes, (lembra que na trag√©dia do morro do bumba teve gente que foi pega roubando mantimentos e fazendo triagem das melhores roupas para vender. Coisa que devia ser punida com pena de morte no Brasil) e como conhecemos as pessoas diretamente afetadas pelo merdelh√™, vamos mandar PESSOALMENTE nossas doa√ß√Ķes. Vamos entregar em m√£os amanh√£.

Leia maisDoa√ß√Ķes para os desabrigados da chuva de Friburgo, Teres√≥polis e adjac√™ncias