Canibalismo: Curso de sobrevivência na China? Não!

A Nivea me mandou horrorizada, uma série de fotos num email gigantesco.

Nas imagens temos o que seria um curso de sobrevivência na China, mostrando cerca de dez ou doze pessoas no que parece ser um cemitério abandonado, cortando em pedaços e COMENDO um cadáver. As fotos são pra quem tem estômago forte.
Quer ver? Estão no fim do post.
A Nivea não aguentou ver até o final. Eu que já vi até cabeça de bacalhau, que consigo ver 2 girls and 1 cup tomando sorvete de chocolate, não me impressiono tão facilmente. Dei uma boa olhada e de fato, os caras estão mesmo cortando defunto em bifes.
Saca só o tamanho da alcatra:
Se bem que tá mais pra um coxão mole que pra uma alcatra, hehehe.

E de fato, nas fotos os caras estão ali, cortando, cozinhando e até comendo.

Daí que qualquer sacana mal intencionado pega isso e cria um problema diplomático. As pessoas pensam que Chineses comem gente. Então, vamos  por partes (piadinha infame, eu sei):

Primeiro: Esse morto aí é de verdade.

Segundo:Ele está sendo dissecado descarnificado. Verdade também.

Terceiro: Num cemitério mesmo.

Quarto: Não há montagem aqui. São fotos reais.

Mas…

Há algum Chinês aí? Não. Os caras que foram apontados como chineses são tailandeses. E são da Sawang Boriboon Foundation, que é um grupo formado por voluntários tailandeses para o atendimento de situações de emergência como acidentes, incêndios e enchentes. A fundação também participa de trabalhos de limpeza de cemitérios e preparação de cadáveres para rituais budistas. Sacou o negrito? Pois é exatamente isso que as fotos mostram. Os voluntários ajudando a limpar um cemitério, preparando o corpo do indigente para uma cremação digna.
Se há algo de bizarro que podemos criticar aqui é como alguém corta um defunto que já deve estar apodrecendo a poucos centímetros do prato de comida. Mas ainda assim, não estamos diante de um dos maiores tabus da humanidade. Os caras não são canibais.

É intrigante pra mim como que as pessoas pegam essas fotos e espalham entre elas, alegando que se trata de canibalismo.

Como que alguém pode imaginar que isso é um curso de sobrevivência, minha gente? Todo mundo de branco? Sobrevivência em cemitério? O site Hoax buster foi claro em desmentir os fatos que vem sendo espalhados no email.

Essas fotos foram feitas na cidade de Pattaya, Tailândia durante uma cerimonia budista de exumação dos corpos de indigentes, de pessoas de identidade desconhecida ou sem parentes próximos.

Os caras estão mesmo comendo nas fotos, mas não é o morto. A sugestão de que isso está acontecendo está no texto, não nas fotos. Foi um ato maldoso alegar que eles estão comendo o pobre do defunto, e isso reflete em parte o preconceito dos ocidentais contra os orientais. Tudo bem que os Chineses comem cachorro, comem animais vivos, silvestres ou não. Eles já foram acusados injustamente até de comer fetos humanos. Isso é tudo mentira. É uma generalização sacana que as pessoas incorrem por ignorância. Pensar que as pessoas comem bebês ou defuntos porque são chineses é a mesma coisa que pensar que toda brasileira é piranha.
A galera recebe, fica chocada e repassa pra todo mundo que conhece. E a ignorância vai se espalhando. O nome disso é hoax.
Não é por aí. Eu acho que antes de repassar fotos bizarras e grotescas, convém dar uma pesquisada antes para se certificar de que o fato é real.

As pessoas ficam tocadas em imaginar pessoas comendo cadáveres de semelhantes. Mas isso acontece mesmo. Não só em situações de emergência, como naquele filme -baseado no caso real – “Vivos”, ou em situações de desespero. O ser humano é em última instância um animal, é parte da natureza e o canibalismo é um mero mecanismo de sobrevivência.

O que pode ser repugnante para alguns, para outros é normal. É parte da vida. Por exemplo, existem pessoas que comem cadáveres mesmo, na Índia. Eles são tão pobres que se alimentam dos restos de carne que sobram das pessoas que são cremadas na beira do Ganges. Ocorre que famílias muito pobres não tem rúpias para comprar madeira de boa qualidade. Como resultado, o cadáver não queima completamente e esses miseráveis, que estão na sola do sistema de castas, sobrevivem da antropofagia. Em outras situações, são os Agori Saddhus que realizam o macabro ritual de ingerir restos humanos por razões religiosas.

Pessoalmente não consigo ver em que comer um ser humano possa ser tão repugnante. É carne. O ser humano se acha no direito de comer a carna dos animais, por que comer a carne de outro ser humano seria algo tão horrendo? Eu sei que o lance do tabu tem um peso forte, há também as questões ocidentais-religiosas e etc. Mas eu pessoalmente não vejo uma diferença tão grande entre comer carne de gente e comer um bife de contra-filé de boi. (o que significa que antes de atravessar a Cordilheira dos Andes num avião junto comigo, você deve pensar duas vezes, hehehe)

Aqui termina o post. Abaixo estão o resto das fotos. Só veja se tiver estômago.

Leia maisCanibalismo: Curso de sobrevivência na China? Não!

Terremoto do Chile, mortos e tsunami

Acabei de saber da notícia do Terremoto no Chile. Ao que parece o número de mortos ultrapassa os 80. Segundo especialistas, este foi um dos terremotos mais poderosos da história, e seu ápice ocorreu na madrugada. O terremoto do chile deu origem a um tsunami e provocou o desmoronamento de residências em várias cidades, o …

Leia maisTerremoto do Chile, mortos e tsunami

Quem vai querer o cérebro de um ditador?

Falando sério. O ser humano é um bicho muito estranho mesmo. Acredita que alguém colocou à venda no e-bay um item que é nada mais nada menos que o cérebro de Benito Mussolini? (sei que não preciso dizer, mas o Mussolini é o que não tem bigode) Antes que alguém pergunte, Benito Mussolini foi um …

Leia maisQuem vai querer o cérebro de um ditador?

A arte da caça – Parte 2

Antes de começar a ler este texto, sugiro que você leia a parte 1.

Um ônibus corta a estrada no entardecer…

Leia maisA arte da caça – Parte 2

Eu desarmei a bomba atômica

Depois de passar uns dias com a minha esposa em Long Island, apenas pescando e me divertindo, eu havia esquecido completamente como o deserto é frio de madrugada. A verdade é que apenas as lembranças dos últimos dias me mantinham de olhos abertos. Eu estava morrendo de sono e preenchia um irritante formulário de segurança, …

Leia maisEu desarmei a bomba atômica

Viajando sem drogas

É impressionante o poder da mente humana. Nós temos a fantástica capacidade de viajar, de sair por aí em devaneios semi-delirantes, indo onde nenhum outro pensamento jamais esteve. Muitas pessoas precisam de drogas e instrumentos artificiais que libertem sua mente das garras cruas do real. Mas eu preciso confessar que bastam duas coisas para que …

Leia maisViajando sem drogas

Você visto de perto

Nós costumeiramente temos a tendência de pensar que somos aquela pessoa que aparece refletida no espelho para nós. Mas… Será mesmo? Será que você é realmente como aparece no espelho? Talvez não. Quem sabe as pessoas que vêem você tenham uma outra visão acerca do que você pensa ser você. Eu sei que parece estranho …

Leia maisVocê visto de perto

Videogame mata? 10 mortes ligadas aos videogames

Você acha que videogame mata? Eu como fã de videogames, não gosto da idéia de alguém pensando que o mesmo pode matar alguém. Mas de fato, tenho que reconhecer que existem mortes diretamente associadas aos videogames. Vejamos: 1- Morreu por jogar Starcraft Em 2005 um homem sul coreano chamado apenas como “lee” jogou tanto o …

Leia maisVideogame mata? 10 mortes ligadas aos videogames