A macabra torre do silêncio

“…Nenhum dos corpos em decomposição na fotografia foi identificado. Os moradores das proximidades ficaram chocados com o numero de corpos no Dakhma, e se mostraram incapazes de reconhecer quem eram aqueles mortos. Os corpos, por sua vez, não batiam com a descrição de nenhuma pessoa desaparecida. Não havia animais, exceto moscas e suas larvas. Os zoroastristas permitem que aves necrófagas alimentem-se dos mortos pois vêem nisso uma pratica onde de acordo com suas crenças “o corpo volta para a Terra”. Mas os oficiais encontraram os corpos relativamente preservados e intocados por qualquer animal. Não há contagem oficial de mortos. De fato, muito pouca investigação foi feita no local, e talvez seja esta a razão dessa foto ter aparecido. Os oficiais evitaram o lugar não só porque ele parecia difícil, mas pelo seguinte…”

Leia mais »

A cidade dos mortos

O dia amanhece preguiçosamente. Distante do farfalhar das penas de uma garça que com beleza de graça sobrevoa a superfície ondulada do Rio Ganges, estranhas torres sobem em direção ao céu. Ao longe já se pode ouvir o ruido da cidade despertando. Porém, ainda é um som fraco, que não distrai a gaivota de sua busca incessante por comida. A ave pousa suavemente sobre um montículo de junco e detritos perto da margem esquerda. Ali ela não espera por peixes ou pequenos crustáceos. A ave trepa com delicadeza entre pedaços de galhos, detritos e sujeira. Sem que possa perceber, a pequena ilha em que ela está pousada desce o rio lentamente, girando ao sabor das águas quentes. A Garça arranca com dificuldade algo comestível, que engole rápido, com indisfarçável prazer. É um olho humano…
A pequena ilha é só um dos muitos corpos humanos que boiam à mercê das correntezas do rio Ganges.

Leia mais »

Meenakshi Amã – O templo do exagero

Todo mundo sabe que a Índia é um dos países mais gumps do mundo. Casamento de gente com cachorro, cerimônias de jogar bebês do alto de prédios, a pratica de  desovar defunto no rio de onde as pessoas bebem água, cafeteria-cemitério,

Leia mais »

Pelasaquismo like a boss

Pense comigo: Como se destacar no meio de 1 bilhão de pessoas? Se você chutou colocar uma melancia na cabeça errou. Em uma população superior a 1 bilhão de habitantes, milhões estão com uma melancia na cabeça neste exato minuto…

Leia mais »

Artigos recentes

error: Alerta: Conteúdo protegido !!