Como que eu quase levei um tiro

Eu estou na penúltima aula. Um saco esperar aula do Sérgio Sklar. Sérgio Sklar é um professor de Filosofia II. Ele entra sempre vestindo um terno visivelmente apertado e meio puído. O sujeito tem uma bela cabeleira cinza. Quando eu ficar coroa, coisa que vai acontecer em menos de 25 anos, quero ter uma cabeleira …

Leia maisComo que eu quase levei um tiro

Língua do Pê

Quando eu era pequeno, via que as meninas da sala falavam numa língua secreta. As mulheres tem dessas coisas. Os meninos pensam em ser o Super-homem. As meninas nesta idade, já tem uma linguagem própria e herméticamente segregadora. Eu me sentia um completo idiota quando cercado por elas, apenas observava sem compreender absolutamente nada sobre …

Leia maisLíngua do Pê

Perfume de queijo – Minha alergia ao queijo ralado

Acredite ou não, a Associação americana do Queijo ( tem associação americana de tudo que se possa imaginar, né?) resolveu inovar na estratégia de divulgação e por tabela no campo dos perfumes femininos. Eles criaram um perfume de queijo. Espero sinceramente que não seja um perfume com o cheiro do Cheetos. Aquela merda me dá …

Leia maisPerfume de queijo – Minha alergia ao queijo ralado

Com ou sem – Minha noite no pior hotel do mundo

Com ou sem – Minha noite no pior hotel do mundo Naquele tempo eu trabalhava para a IDD miniaturas. Era um trabalho interessante, apesar do fato de que era uma furada só que ninguém normal além de mim e meu irmão Raphael encararmos. Nós criávamos bonecos de RPG. Fazíamos as matrizes, esculpindo os bonecos em …

Leia maisCom ou sem – Minha noite no pior hotel do mundo

O dia em que os marines americanos apontaram seus fuzis pra mim

Mais um Caso Gump. Eu pai ganhou uma grana num trabalho que ele fez e nós ( Eu, meu pai, minha mãe, meu irmão e minha tia, e alguns dias depois, minha esposa) havíamos viajado para os Estados Unidos. Fomos fazer um “Tour do Dudu” pela costa oeste dos EUA. Típico passeio burguês. Viajamos por …

Leia maisO dia em que os marines americanos apontaram seus fuzis pra mim

Quando o impossível acontece

Eu morava num prédio da Praia de Icaraí e acabei fazendo amizade com um garoto chamado fabrício, que era um pouco mais velho que eu. Nós líamos as mesmas revistas e acabamos trocando alguns livros de arte. Ficamos muito amigos. O Fabrício era um cara engraçado, mas muitas vezes eu o vi arriscando a vida. …

Leia maisQuando o impossível acontece

O barulhinho da cigarra

Eu estava esperando para atravessar a rua em plena Av. Rio Branco, no centro do Rio. Hora do almoço é fogo. Sai todo mundo, as ruas ficam apinhadas. Um caos. Eu estava ali parado só esperando o sinal fechar quando uma porra dum zumbido que mais parecia um abelhão grande pra caralho veio direto no …

Leia maisO barulhinho da cigarra