fbpx

Curiosidades

Profissão: Piloto de cafifa – Pipas foram pilotadas na primeira Guerra Mundial

Imagina só, já existiu um "piloto de pipa" que ficava no meio do tiroteio na guerra para ver o que inimigo...

Escrito por Philipe Kling David · 46 segundos de leitura >

Durante a primeira Guerra Mundial, pipas foram usadas como equipamento bélico. Mais incrível ainda, elas usavam um piloto, que literalmente decolava do solo usando pipas, pipas enormes.

(Fotos da SSPL/Getty Images)

 

A ideia parece meio esdrúxula, e é. Mas era a Primeira guerra e essas experimentações foram levadas à cabo nos EUA e até na Europa. Os europeus ficaram na frente, com pipas mais controláveis e com aplicações mais bem sucedidas que os norte-americanos que tinham grande dificuldade de controle.

Algumas pipas eram bem sofisticadas com intrincadas armações.

O equipamento acabou não dando certo, porque seu objetivo inicial era suspender um observador que poderia visualizar as manobras do inimigo no front. A razão do fracasso parece muito obvia: O piloto de cafifa era um alvo fácil, fora que controlar o aparato precisava de um time de soldados em campo, ocupados em controlar o aparato contra o vento, ao mesmo tempo que levavam bala dos inimigos. O projeto logo foi aposentado e toda a parte de fotografia aérea e varredura ficou à cargo dos aeroplanos que eram uma novidade da época.

As pipas acabaram esquecidas como um fracasso de guerra, como aquela ideia abilolada de usar cães para explodir tanques. 

 

Escrito por Philipe Kling David
Designer, blogueiro, escritor e escultor. Seu passatempo preferido é procurar coisas interessantes e curiosas para colocar neste espaço aqui. Tem uma grande atração por assuntos que envolvam mistérios, desconhecido e tecnologia. Gosta de conversar sobre qualquer coisa e sempre tem um caso bizarro e engraçado para contar. Saiba mais... Profile

Hackers atacam a radio misteriosa UVB 76

em Curiosidades
  ·   33 segundos de leitura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.