O secreto tanque laser soviético

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Categorias
Night mode

Tanques que liberam enormes quantidades de raios laser são coisas que só vemos em filmes, e assim mesmo, quando a terra é invadida por alienígenas hostis. Quem diria que algo assim existia mesmo! Olha só:

Tem cara de produto das indústrias Stark

O tanque utiliza lentes sintéticas de rubi pesando quase 30 kg para emitir um poderosíssimo feixe de laser que tem a finalidade de afetar a visão e os instrumentos de aeronaves inimigas.  O tanque acima foi descoberto em um museu militar perto de Moscou. Ele é uma evolução do “Stiletto”, um outro veículo de laser que foi contratado para entrar em operação, mas nunca foi produzido em massa.

O 1K17 entrou em serviço em 1992. O tanque laser deixou o serviço secretos dos EUA meio bolados, por causa do segredo em torno do seu poder destrutivo. Quando ele começou a ser produzido, a União Soviética estava há 10 anos de vantagem tecnológica em armamento laser. Logo após o colapso da União Soviética, o projeto foi cancelado.

fonte

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

5 respostas

  1. fico impressionado com nossa tecnologia,esta evoluindo a cada dia,e olha q esses tanques são de 1992,não vai demorar muito para existir armas de plasma e teletransporte.

  2. Gostei do post, mas morri de rir mesmo com com o Google Adsense dele! Na notícia “tanque laser” ele me oferece um “tanque de aço para combustíveis” e uma “nova cirurgia laser para catarata”! KkKKkkkk! O Google devia fazer um stand-alone qualquer dia desses. ^^

Deixe um comentário para Ygor Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

© MUNDO GUMP – Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução sem autorização.