O que é um casaco de pele?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Categorias
Night mode

A moda de transformar animais em casacos é do século XIX. Os vestidos de festa cobriam pouco o corpo das mulheres e eram fracos para enfrentar o inverno europeu. Para cobrir os ombros, as senhoras da sociedade começaram a usar peles macias de animais como raposas, martas, lebres, chinchilas e visons. As peles eram reluzentes e combinavam com o estilo de tecidos nobres usados naquele tempo. O hábito de usar peles se consagrou no século XX, que provocou uma devastação sem precedentes, com muitos animais, entre eles filhotes, sendo mortos até a quase extinção.

Pensando nisso, resolvi fazer uma pequena referência gráfica do que é UM CASACO DE PELE 7/8 (até o joelho). Cada uma dessas imagens lotadas de animais equivale a quantidade necessária -segundo tabelas internacionais – de animais para fazer apenas um único casaco.

Entre 24 e 30 raposas são assassinadas para fazer um casaco como este:

Entre 65 e 70 visons são usados para um único casaco de pele. Vison é o bichinho preferido da Iris Bruzzi.

Entre 10 e 12 Filhotes de foca que nem desmamaram ainda são usados para cobrir celebridades descartáveis e fúteis, como Jennifer Lopez:

Um casaco de lontra consome entre 30 e 40 animais para decorar Paris Hilton.

Já um casaco de pele de lebre ou coelho, mata cerca de 40 a 50 animais.Celebridades bizarras que surgem da noite para o dia adoram tirar onda com casacões de pele. Essas pessoas acreditam que usando peles de animais elas parecerão mais bonitas, mais finas, mais elegantes e chiques. A foto abaixo desmente esta ilusão.

O casaco de chinchila consome cerca de 200 animais. São duzentos bichinhos a menos só para enfeitar pela-sacos como o rapper 50 cent. (que não vale nem metade disso)

O casaco de pele de marta é um dos mais valiosos e extermina 60 animais por peça. Pessoas com conteúdo duvidoso acreditam que caprichando na embalagem terão mais chances. Abaixo vemos a Gisele Bunchen desfilando ao custo de um milhão de dólares os casacos feitos com peles de animais. Questionada sobre sua atitude, ela disse que não via nada de mais nisso.

A matança mais sinistra que tem é a dos esquilos. São 400 e poucos deles para um único casaco.

Agora eu entendo porque o casaco de pele é tão caro. Mas entendo ainda mais por que o show da Madonna custa 600 pratas o ingresso. É pra Madonna poder comprar casacos de pele pra ela e pro monte de bacuris que ela adota por aí.

Pense nisso. Enquanto houver quem pague, esses animais continuarão morrendo.

Quem quiser usar as imagens dos bichinhos para ilustrar esta sacanagem contra os animais, fique à vontade. Só peço que me dê o crédito pela criação.

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

175 respostas

  1. Não sou a favor dos casacos de pele, mas não é um pouco de hipocrisia contar qts animais morrem pra fazer um casaco de pele?
    Imagine qts vacas morrem, galinhas e peixes, “só” para comermos, não eu não sou vegetariano, mas lendo esse post me deu esse insight: julgamos as pessoas por suas ações, mas fazemos parecido, ou até pior.

    1. A pele é arrancada com o bicho VIVO, com muita crueldade (procure videos de guaxinins) as vacas são mortas primeiros de forma rápida pra depois a carne ser fatiada.
      De certa forma SIM, é hipocresia defender a vida de uns animais enquanto comemos outros.

  2. [quote comment=”35472″]Não sou a favor dos casacos de pele, mas não é um pouco de hipocrisia contar qts animais morrem pra fazer um casaco de pele?
    Imagine qts vacas morrem, galinhas e peixes, “só” para comermos, não eu não sou vegetariano, mas lendo esse post me deu esse insight: julgamos as pessoas por suas ações, mas fazemos parecido, ou até pior.[/quote]

    Não, eu não concordo. Eu não acho que isso é hipocrisia não. Acho que usar animais para alimentação é um destino infinitamente mais nobre que matá-los para arrancar a pele e depois jogar a carcaça fora.
    Além do mais, os animais usados para a alimentação são em quase sua totalidade animais de abate, o que significa que não são bichos silvestres caçados até a extinção para decorar celebridades fúteis.

    1. Philipe: há alguns anos passei a ser vegano, por não me sentir bem em pregar uma coisa e fazer outra. Pondo-se no lugar do animal que é criado e morto “industrialmente”, não há qualquer “nobreza” em viver e morrer para alimentação humana, ao invés de virar vestuário de luxo.

      1. Eu discordo, cara. Acho mais nobre um animal que é criado para o abate, de onde se aproveita absolutamente tudo do que um animal silvestre que é morto e descartado, retirando-se dele apenas a pele para atender a uma frescuragem da moda.
        Na natureza, um animal mata o outro para comer. Mas desconheço animal que mate o outro para usar a pele dele como enfeite.
        Penso que são destinos totalmente diferentes, já que os animais de abate não provocam a extinção de espécies.

        1. A questão é que não é necessario para a sobrevivencia humana comer carne, nós fazemos isso por escolha, nos alimentamos da morte por luxo , não é tão diferente assim de usar um casaco de pele…

  3. [quote comment=”35472″]Não sou a favor dos casacos de pele, mas não é um pouco de hipocrisia contar qts animais morrem pra fazer um casaco de pele?
    Imagine qts vacas morrem, galinhas e peixes, “só” para comermos, não eu não sou vegetariano, mas lendo esse post me deu esse insight: julgamos as pessoas por suas ações, mas fazemos parecido, ou até pior.[/quote]
    Te compreendo, mas existem posts falando sobre os mal tratos dos bichos que viram alimento, este esta falando sobre casacos de peles… se você generalizar, vai acabar falando também de árvores desmatadas, da água mal consumida e por ai a diante…
    O que o post diz é que a pessoas matam um monte de bichos para se parecerem melhores do que são, no momentos que as pessoas acharem que não é uma coisa descente matar um monte de bichos para aparecer, é provável que diminua a matança.

  4. Esses animais são todos criados em cativeiro? (acho q a foca, a marta e o vison não neh)

    se sim… não vejo grandes problemas… apesar de eu achar uma futilidade estúpida gastar mais de 100 reais em qqr peça de vestuário… (se bem q, por exemplo, gastaria uma boa grana com meus hobbies se pudesse…)

    o problema é extinguir os animais que não conseguem se reproduzir em cativeiro só pra pagar de bonitão……

    1. O problema é que esses animais também tem vida e sentimentos. Não há coisa mais desumana do que criar (ou caçar) seres que tem vida e sentimentos para torturá-los e depois matar.

  5. Caaaara, acho isso tão… Tão… Sei lá. –‘
    Tá certo que pode ser quentinho e talz, mas no mundo moderno de hoje existem outros modos de aquecer-se. ;@@
    E, existe pele sintética, poxa! –‘
    Não lembro onde li, mas um cara disse que a sintética não é a mesma coisa que a original, não tem o mesmo “brilho”.
    P*rra, véi! Olha o papo do cara.
    Sei lá, fico indignado com isso. u_______u

    Fora que adoro focas, lontras, esquilos e coelhos, acho eles tão fofos. :~~

  6. Então, o objetivo deste post não é de bancar o capitão planeta em defesa dos animais, mas apenas mostrar quantos animais morrem para fazer um único casaco. Eu penso que as pessoas que compram, o fazem motivadas pelo desejo. Ninguém em sã consciência (fora a prima de segundo grau da minha esposa, essa velha caquética idiota) quer matar animais. A pessoa apenas olha para o casaco e acha bonito. Não há uma cosnciência de que o que está ali na vitrine, a preços exorbitantes, é um monte de pedaço de animais, até filhotes. Eu mesmo me espantei e o que me motivou a escrever este post é justamente descobrir que os casacos usam muito mais animais do que parece.
    E o mais escroto de tudo isso, é que a pele de quem usa o casaco não está em contato com a pele do animal. A pele do animal é usada apenas para DECORAÇÃO. A parte interna do casaco é de cetim…

    1. E por que não virarmos os “Capitães Planeta”? Vou abominar quem mata para estuprar e financiar quem mata para roubar? O prazer do churrasco vale uma Amazônia que desaparece para virar pasto e soja para ração? Estar em cima do muro só tem um lado positivo: é a fronteira direta para se mudar de lado. Como dizia o capitão, “o poder é de vocês”.

    2. E verdade se fosse quente por dentro tbm ia ser menos absurdo mas existe sintetico entao pq fazer isso? se e so pra enfeitar pega o bichinho vivo e poem em cima do corpo ne?

      1. Eu espero que com a tecnologia genética, no futuro seja possível criar “fazendas de pelo”. Basicamente seria grandes áreas de pele geneticamente gerada, que produziriam pelagem real. Isso evitaria a morte de milhões de animais silvestres. Hoje ja temos pesquisas que geram pele sintética. Talvez fazendas de pelo venham a se tornar realidade num futuro não muito distante.

  7. [quote comment=”35477″]puta sacanagem!
    apesar de alguns serem até bonitos
    os sintéticos tão aí pra isso!

    uma curiosidade
    quanto vale em média um casaco desses??[/quote]

    Um simples pode ser econtrado na base de uns 600 dolares. Mas alguns de grife podem chegar facil aos 24 mil dolares.

  8. Eu tenho um casaco de couro, que comprei na argentina. Couro de carneiro, que junto com as vacas, é o animal que eles mais comem. Mas nunca ouvi alguém falar em comer carne de chinchila… e acho que esquilo nem deve ter carninha!

    E o problema não é consciencia, pois hoje em dia, quem tem dinheiro pra comprar um casaco tem acesso total à comunicação, e sabe que as peles não nascem das árvores. É vergonha que falta mesmo…

    Os famosos só decepcionam a gente… nunca ensinam o que é bom, até o lance das adoções virou piada…

  9. [quote comment=”35490″]Então, o objetivo deste post não é de bancar o capitão planeta em defesa dos animais, mas apenas mostrar quantos animais morrem para fazer um único casaco. Eu penso que as pessoas que compram, o fazem motivadas pelo desejo. Ninguém em sã consciência (fora a prima de segundo grau da minha esposa, essa velha caquética idiota) quer matar animais. A pessoa apenas olha para o casaco e acha bonito. Não há uma cosnciência de que o que está ali na vitrine, a preços exorbitantes, é um monte de pedaço de animais, até filhotes. Eu mesmo me espantei e o que me motivou a escrever este post é justamente descobrir que os casacos usam muito mais animais do que parece.
    E o mais escroto de tudo isso, é que a pele de quem usa o casaco não está em contato com a pele do animal. A pele do animal é usada apenas para DECORAÇÃO. A parte interna do casaco é de cetim…[/quote]

    Na boa velho, não querendo encher o saco ! Mas pq em vez de ‘defender’ os animais(zinhos), vc n posta imagens e relatos das crianças que morrem de fome, não só na áfrica, mas em todo o planeta? Não seria algo mais ‘útil’ do que pensarmos primeiro em salvar centenas de animais enquanto outras centenas de crianças morrem por não possuírem um abrigo ou algo para se alimentarem? Seria uma boa iniciativa fazer isso e divulgar contas de ONG’s que ajudam e protegem tais pessoas, pq tenho certeza que muitas pessoas, leitores assíduos do blog, como eu, se comoveriam e ajudariam de qualquer forma para ‘dar vida’ à essas crianças !
    É apenas o meu ponto de vista ! Não que eu não ache errado o que fazem com os animais. Acho errado a forma com que tratam os animais e esquecem de pessoas que passam por piores situações !
    Abraços

    1. Descordo com o que vc disse. A gravidade da miséria e problemas ambientais são iguais, pois tanto com a fome e a destruição da natureza o homem não vive. Nenhum é pior que o outro ainda por que todos são seres vivos com sentimentos, seja humano ou animal irracional, não acho que só pq n é humano é menos importante. E há também blogs voltados a assuntos sobre a miséria. Ainda bem que existem pessoas que lutam para amenizar a fome e tbm há aquelas que tbm se preocupam com os animais, pois se nós fossemos voltados só para a miséria…
      …Nosso mundo seria destruído devido à falta de animais, florestas, rios,etc. E o ser humano não vive sem a natureza!

    2. Entao vc ve os animais como nada? Tem muitas coisas que ajudam essas crianças enquanto poucos relatam isso os animais tem vida tbm nao acho errado falar isso das crianças mas vc esta julgando os animais como nada

  10. Qual a diferença entre criar um bicho em cativeiro pra matar e comer a carne e matar um bicho silvestre pra tirar a pele? É crueldade do mesmo jeito, ambos são animais.
    Mas eu tbm não sou vegetariana

  11. [quote comment=”35511″]Qual a diferença entre criar um bicho em cativeiro pra matar e comer a carne e matar um bicho silvestre pra tirar a pele? É crueldade do mesmo jeito, ambos são animais.
    Mas eu tbm não sou vegetariana[/quote]

    A diferença é que quando você mata um animal para comer está repetindo uma estrutura natural. Na natureza um animal carnívoro come um animal possivelmente herbívoro que por sua vez come planta que se alimenta de nutrientes do solo. É parte do ciclo natural. Quando o homem mata milhões de animais unicamente para vender sua pele a outros endinheirados, e nem sequer aproveita sua carne, estas mortes, estas extinções tem motivação fútil. É como matar um alce para ostentar a cabeça empalhada na parede.
    Na minha opinião, a única justificativa aceitável para a morte de um animal é ele servir de alimento para outro ou então o sacrifício para que ele não sofra.
    Não sou vegetariano mas acho uma puta duma sacanagem o que fazem com os animais, como por exemplo, a vitela ou “baby beef”. Não dão a chance nem do animal virar um adulto.

  12. De fato, não existe nada mais cruel e fútil, muito embora eu não condene muito casacos de coelho, já que muitos são mortos pra consumo da carne (que é muito gostosa), e não faz muita diferença tirar a pele neste caso, como fazem com as vacas. Mas o que fazem com as focas é hediondo. Nem uma morte rápida esses bichinhos tem direito. Devia ser proibido a confecção desses casacos.

  13. [quote comment=”35514″]Não sou vegetariano mas acho uma puta duma sacanagem o que fazem com os animais, como por exemplo, a vitela ou “baby beef”. Não dão a chance nem do animal virar um adulto.[/quote]

    Na verdade acho que não faz diferença. Ele vai virar carne na mesa, invariavelmente. E as condições de vida e o stresse que os bois sofrem durante a engorda são tão brutais (no brasil nem tanto, porque tem muita pastagem), que acaba abreviando a dor do bicho quando abatem novilhos.

    Eu não sou vegetariano, extremamente muito pelo contrário! XD

  14. Ok, comemos carne e matamos muitos animais para isso, mais pra q justificar um erro com outro? mania de brasileiro talvez? qm mente antes diz a verdade? qm rouba menos é menos ladrão de qm rouba mais? Puta merda, que coisa mais feia, isso tem q mudar, nem q for aos poucos, pedir que todos parem de comer carne é impossível, mais pedir pra uns idiotas pararem de comprar esse tipo de casaco seria teoricamente mais justo, ai qm sabe um dia não precisamos matar nenhum tipo de ser vivo para viver, não sou vegetariano mais admiro qm seja. Agora qm falou ai de hipocrisia porque matamos animais para comer não tem direito nem de reclamar por exemplo de um político q rouba dinheiro público para compra mansão, pq afinal de contas, tem ladrãozinho roubando galinha no quintal de casa (fora de escala, mais justo, partindo do mesmo princípio).

  15. Pois é, Guaré, eu não sou um especialista e por isso não sei quantos anos leva um boi para estar na idade de abate, mas suponho que o grosso seja de adultos.
    Mais correto seria se fossem velhos. Neste caso seria algo até meio parecido com as minhocas que acabam comendo a gente quando morremos e não somos cremados.
    O ideal seria que o boi só fosse abatido no fim de sua vida, depois de pastar, cruzar e tudo mais. Concordo que é impossível exigir o fim da pecuária, até porque esta idéia não só significaria a extinção do abate como também do nascimento dos animais, já que cada vez mais há menos espaço para um boi selvagem no país.
    Mas eu tenho muita pena saber que matam novilhos porque sua carne é mais macia. Fico imaginando que isso não é muito diferente de alguém comer um bebê humano porque “é mais macio”.
    Em certo ponto, quase toda morte de animais é desnecessária. No caso do boi, pelo menos resta o consolo de saber que dele absolutamente tudo se aproveita.
    Mas voltando o tema do post, eu fiquei assombrado com a quantidade de esquilos necessários para um casaco.

  16. Eu até acho bonitos os casacos de pele, mas sabendo quantos animais são mortos, mesmo que fosse só um, nunca compraria um casaco de pele…

    Concordo com o Philipe, no caso de matar um boi para comer será todo o resto aproveitado, e mesmo que não fosse as pessoas fazem campanha pros guepardos virarem vegetarianos? Não, é um ciclo natural da vida. Realmente só é necessária a morte de um animal para a alimentação de outro.

    E é mesmo impressionante a quantidade de esquilos mortos pra fazer um casaco! :/ :/

  17. Há de se lembrar que o abate geralmente é feito com choques elétricos ou pauladas na cabeça para que o resto da pelagem não seja comprometido…se o animal tiver sorte e morrer logo, tudo bem, mas o que acontece na maioria das vezes é que eles são despelados ainda vivos e nem mesmo podem reclamar, diferente dos humanos que choramingam só porque cortaram o dedinho na faca da cozinha…
    Maltratar animais é desumano, aliás, podemos dizer que nos tempos atuais, é humano.

    Um esguicho do gambá naqueles que não respeitam os animais e um forte abraços àqueles que os defendem, incluindo o bicho-homem.

  18. # Danilo Says:

    September 17th, 2008 at 12:26 pm Citar este comentário

    Esses animais são todos criados em cativeiro? (acho q a foca, a marta e o vison não neh)


    Entao animal criado em cativeiro não tem vida? não sente dor? nada? ah tá…
    Acho isso certissimo. Cada um tem o direito e o dever de levantar uma bandeira, e admiro quem levanta para defender os animais, pois sao vitimas que alem de nao falarem por si mesmos, têm digamos ‘inimigos’, muita gente contra eles e a sua defesa.
    Com certeza milhares de ongs estao ajudando crianças na Africa, e todos nos sabemos o quanto dificil é a situação delas, mas ao contrario do que acontece com as crianças, ainda existem muita gente lutando CONTRA a defesa dos animais e a favor do uso de coisas como casaco de pele, que alem de ser o cumulo da crueldade é algo futil, totalmente desnecessario e brega. Alem de tudo, brega.

  19. Eu vi um vídeo que dá mto nervoso… se quiser te mando pra você usar aqui como protesto… removendo a pele dos animais vivos… e a maneira que usam para atordoar… eu diria…. matar estes animais é tão cruel
    Valeu

  20. “Por que não vão defender as crianças com fome?” Questão
    interessante.Vamos ver se essa eu consigo responder de modo didático.

    1) Quem faz esta pergunta admite que existem dois tipos de pessoas no
    mundo:

    As Pessoas Que Ajudam e as Pessoas Que Não Ajudam.

    Além disso, admite também que faz parte das Pessoas Que Não Ajudam,
    afinal, do contrário, diria “Por que não me ajudam a defender as
    crianças com fome?”, ou “Venham defender comigo as crianças com fome!”,
    ou “Não, obrigada, vou defender as crianças com fome”.

    Então ela se coloca claramente através de sua escolha de palavras como
    uma Pessoa Que Não Ajuda.

    É curioso a Pessoa Que Não Ajuda, não faz nenhum esforço para ajudar,
    mas, sim, para tentar dirigir as ações das Pessoas Que Ajudam. É
    bastante interessante. Se eu fosse até sua casa organizar sua vida
    financeira sob a alegação de que eu sei muito mais sobre administração
    familiar eu estaria interferindo, mas ela se sente no direito de
    interferir nas ações que uma pessoa resolve tomar para aliviar os
    problemas que ela encontra ao seu redor.

    É uma Pessoa Que Não Ajuda, mas ainda assim quer decidir quem merece
    ajuda das Pessoas Que Ajudam e o nome disso é “prepotência”.

    2) Pessoas Que Ajudam nunca vão ajudar as “crianças com fome”. Nem
    tampouco os “velhos”, os “doentes” ou os “despossuídos”. E sabe por que?
    Porque “crianças com fome” ou “velhos” ou qualquer outro destes é
    abstrato demais. Não têm face, não são ninguém. São figuras de retóricas
    de quem gosta de comentar sobre o estado do mundo atual enquanto
    beberica seu uisquezinho no conforto de sua casa.

    Pessoas Que Ajudam agem em cima do que existe, do que elas podem ver, do que lhes chama atenção naquele momento. Elas não ajudam “os velhos”,
    elas ajudam “os velhos do asilo X com 50,00 reais por mês”.
    Elas não ajudam “as crianças com fome”, elas ajudam “as crianças do
    orfanato Y com a conta do supermercado”.
    Elas não ajudam “os doentes”, elas ajudam o “Instituto da Doença Z com
    uma tarde por semana contando histórias aos pacientes”.

    Pessoas Que Ajudam não ficam esperando esses seres vagos e difusos como as “crianças com fome” baterem na porta da sua casa e perguntar se elas podem lhe ajudar.

    Pessoas Que Ajudam vão atrás de questões muito mais pontuais.

    Pessoas Que Ajudam cobram das autoridades punição contra quem maltrata
    uma cadela indefesa sem motivo.

    Pessoas Que Ajudam dão auxílio a um pai de família que perdeu o emprego
    e não tem como sustentar seus filhos por um tempo.

    Pessoas Que Ajudam tiram satisfação de quem persegue uma velhinha no
    meio da rua.
    Pessoas Que Ajudam dão aulas de graça para crianças de um bairro pobre.

    Pessoas Que Ajudam levantam fundos para que alguém com uma doença rara possa ir se tratar no exterior.
    Pessoas Que Ajudam não fogem da raia quando vêem QUALQUER COISA onde elas possam ser úteis. Quem se preocupa com algo tão difuso e sem cara como as “crianças com fome” são as Pessoas Que Não Ajudam.

    3) Pessoas Que Ajudam são incrivelmente multitarefa, ao contrário da
    preocupação que as Pessoas Que Não Ajudam manifestam a seu respeito.
    (Preocupação até justificada porque, afinal, quem nunca faz nada
    realmente deve achar que é muito difícil fazer alguma coisa, quanto mais
    várias).

    O fato de uma Pessoa Que Ajuda se preocupar com a punição de quem burlou a lei e torturou inutilmente um animal não significa que ela
    forçosamente comeu o cérebro de criancinhas no café da manhã. Não existe
    uma disputa de facções entre Pessoas Que Ajudam, tipo “humanos versus
    animais”.

    Geralmente as Pessoas Que Ajudam, até por estarem em menor número,
    ajudam várias causas ao mesmo tempo. Elas vão onde precisam estar,
    portanto muitas das Pessoas Que Ajudam que acham importante fazer valer
    a lei no caso de maus-tratos a um animal são pessoas que ao mesmo tempo
    doam sangue, fazem trabalho voluntário, levantam fundos, são gentis com
    os menos privilegiados e batalham por condições melhores de vida para
    aqueles que não conseguem fazê-lo sozinhos.

    Talvez você não saiba porque, afinal, as Pessoas Que Ajudam não saem
    alardeando por aí quando precisam de assinaturas para dobrar a pena para
    quem comete atrocidades contra animais, que estão fazendo todas estas
    outras coisas, quase que diariamente. E acho que é por isso que você
    pensa que se elas estão lutando por uma causa que você “não curte”, elas
    não estão fazendo outras pequenas ou grandes ações para os diversos
    outros problemas que elas vêem no mundo. Elas estão, sim. E se fazem
    ouvir como podem, porque sempre tem uma Pessoa Que Não Ajuda no meio
    para dar pitaco.

    Então, como dizia meu avô, “muito ajuda quem não atrapalha”. Porque a
    gente já tem muito trabalho ajudando pessoas e animais que precisam
    (algumas até poderiam ser chamadas tecnicamente de “crianças com fome”,
    se assim preferem os que não ajudam).

    Como diz aquele ditado, “De onde menos se espera é que não sai porra nenhuma mesmo…

    1. Incrivel tua resposta Mariana. Parabens pela clareza de ideias e relevancia na explicacao. Se eu fosse a pessoa que perguntou da fome das criancas te pediria desculpas por tamanha ignorancia. Sempre achei que uma causa social pode se somar a outras. So um cerebro muito limitado para nao enchergar isso. Parabens mais uma vez.

  21. [quote comment=”35549″]Pois é, Guaré, eu não sou um especialista e por isso não sei quantos anos leva um boi para estar na idade de abate, mas suponho que o grosso seja de adultos (…) [/quote]

    Caraio, o povo se empolga em alta discutindo as coisas. 0__o

    Philipe meu xará:

    O caso é que não faz diferença a idade do abate, já que invariavelmente, o boi é castrado (pra engordar mais rápido e não ficar musculoso demais) e o propósito da vida selvagem é a reprodução. Logo, o boi passa a vida num marasmo sem fim, dependendo da fazenda, ainda vive estressado, confinado, com medo e sendo constantemente empanturrado. Pelo menos, e olha que nem sempre é assim, a morte do bicho é “indolor”, com uma martelada hidráulica na testa, que nem em “onde os fracos não tem vez”.

    Não discordo que, no momento em que qualquer bicho morre, meus argumentos pró-carne são totalmente invalidados, mas sou cabeça dura e não abro mão do meu bife.

    E pelo amor das criancinhas, não poste o vídeo dos bichos sendo escaupelados vivos. Aquilo é MUITO pior que 2 girls and a cup.

  22. Tipo a parada que eu não consigo entender, não faz o menor sentido, é por que pagar caro pra caramba numa parada que todo mundo sabe que gera a morte de milhares de animais se tem trocentas mil opções melhores (eu pessoalmente acho casaco de pele um troço bem feioso) de roupas…
    Só a necessidade fisiológica de aparecer de certas celebridades como o estilista John Galliano ao dar entrevistas propalando suas futuras coleções de pele real de animais. Eu não sei o que é mais triste, uma celebridade vazia que usa este expediente para aparecer na mídia e gerar fusuê ou um estilista necessitando deste tipo de material porque NÃO TEM CAPACIDADE CRIATIVA para ousar sem ser na base do assassinato.
    O problema é que enquanto houver maisons produzindo roupas de pele, haverá mulheres com déficit neuronal dispostas a pagar.

  23. [quote comment=”35569″]Eu vi um vídeo que dá mto nervoso… se quiser te mando pra você usar aqui como protesto… removendo a pele dos animais vivos… e a maneira que usam para atordoar… eu diria…. matar estes animais é tão cruel
    Valeu[/quote]

    Eu já vi. Muito triste mesmo.

  24. [quote comment=”35572″]
    E pelo amor das criancinhas, não poste o vídeo dos bichos sendo escaupelados vivos. Aquilo é MUITO pior que 2 girls and a cup.[/quote]

    Pode crer… aquilo é BEM pior que as meninas do copo de cocô. Mas acredite ou não, já vi algo ainda pior na internet. Uma vaca sendo moída VIVA.

  25. Eu penso que um trabalho sério pode ajudar a reduzir o uso de peles. Se a moda que dita as regras do jogo aceitasse o não uso das peles, isso representaria um enorme avanço na questão do uso indiscriminado das peles. E é possível, veja este caso abaixo.
    Eu vi isso num site de moda:

    Semana passada, um ativista do PETA conseguiu invadir a casa de Donna Karan (só Deus sabe como) e mostrou a ela vídeos de como os animais são mortos para se transformarem em produtos de luxo. E ainda teria dito à estilista: “Para você, estes bichos podem ser apenas bolsas ou acessórios, mas para milhares de pessoas eles são animais que sofrem ao serem mortos eletrocutados e asfixiados para virarem roupa”. Ui! Pelo menos no último desfile de Donna as peles não deram sinal de vida (ou melhor, de morte), apesar da fashion designer ter apresentado sua coleção de inverno.
    fonte:http://www.spfw.com.br/blogs.php?ct=381

  26. Dizem que pra tirar alguns quilos de carne de um boi são necessárias centenas de quilos de cereais para alimentá-lo até o abate, e considerando que existem em média 175 milhões de cabeças de gado no Brasil (quase um boi pra cada habitante :gasp: ), esse seria um puta dum desperdício de comida, que poderia bem ser usada para alimentar pessoas que muitas vezes passam fome. Carne não é um alimento essencial, por mais que muita gente ache que é. Uma pessoa pode viver sua vida inteira sem comer carne e ser saudável, já se algum maluco tentar se alimentar só de carne não dura nem um mês vivo por intoxicação alimentar. Sim, um bifinho é gostoso, não há como negar, mas acho que essa matança descontrolada de animais tem que se reduzir.

    Se você der para um filhote de um animal carnívoro qualquer que já tenha desmamado(leão, cachorro, etc), um coelhinho e uma maçã, ele vai brincar com o coelhinho e comer a maçã?
    Já se você der para uma criança as duas mesmas coisas, creio que ela não irá matar o coelho para comer e brincar com a maçã, irá? Compare sua arcada dentária com a de um animal herbívoro qualquer (cavalo, coelho,etc), e depois com a de um cachorro ou gato (naturalmente carnívoros). Veja com qual delas será que a sua é quase igual. Creio que isso já nos dá uma idéia da nossa natureza alimentar original. Mas o Homem, creio eu, é o único animal que pode dar-se a natureza que quiser. Muita gente diz que ele é onívoro. Onívoro igual ao porco que come cocô. Não estão errados em todo, afinal a gente come bastante porcaria mesmo… :B

  27. ABSURDO isso. Isso é maldade, é ser cruel. Tenho vontade de esfolar uma pessoa viva qnd vejo coisas assim. TOTALMENTE desnecessário, se fossemos homens das cavernas e nao soubessemos da existencia do bicho da seda, algodão…e outras fibras É uma coisa, mas NÃO . E fiquei pasma de saber q é um custume moderno . Como as pessoas tem coragem de achar lindo se vestir com a pele de um animal morto… Revolta Muito Grande… Ser Humano superior uma OVA tem q se lascar bem… Acho Tsunami…efeito estufa…escassez de agua… É POUCO … inteligente é criar coisas que tem utilidade ao curto prazo e acabar com outras coisas q dão continuidade a vida na Terra? …Isso pra mim é BURRICE… Homem é o unico animal capaz d destruir o mundo em q vive e acabar com a propria existencia… Evolução parou no Homo sapiens mesmo …

  28. Cara, quando vi vc falando deste vídeo, procurei no Google “Vaca moída viva” me achei num blog… Não conselho vere.. É muito triste. Pior que o dos animais? Acho que não. Ela morre mais rápido.. O dos animais, eles ainda continuam vivos quando tiram a pele e ficam agonizando….. Ninguém merece… Quando vi aquele vídeo, me deu tanta raiva que dava vontade de pegar os caras que fazem isso e tirar a pele deles pra ver se é bom… Mas isso seria um crime, e por que que com os animais não seria????

  29. esses animais sao fofos…eu via ele na tv no desenhos animados…eram demais…suas aventuras e tal..mas isso é vida real….e realmente tem pessoas q ao colocarem uma peça dessas no corpo nao pensa muito nos bihinhos sacrificados .sabe….é verdade…enquanto tiverem pessoas a pagarem por isso teremos sempre esse tipo de situaçao.

  30. Pois é ditas celebridades….voces precisam desses casacos para aparecer…já eu nao…sou totalmente contra matança de animais…deveria exitir lei pra isso… odeio as celebridades. odeio todos voces inuteis, futeis..queria tirar o couro de voces celebridades, para fazer casacos para mim!!!

    Palhaçada isso… D: D: D: D:

  31. [quote comment=”35570″]”Por que não vão defender as crianças com fome?” Questão
    interessante.Vamos ver se essa eu consigo responder de modo didático.

    1) Quem faz esta pergunta admite que existem dois tipos de pessoas no
    mundo:

    As Pessoas Que Ajudam e as Pessoas Que Não Ajudam.

    Além disso, admite também que faz parte das Pessoas Que Não Ajudam,
    afinal, do contrário, diria “Por que não me ajudam a defender as
    crianças com fome?”, ou “Venham defender comigo as crianças com fome!”,
    ou “Não, obrigada, vou defender as crianças com fome”.

    Então ela se coloca claramente através de sua escolha de palavras como
    uma Pessoa Que Não Ajuda.

    É curioso a Pessoa Que Não Ajuda, não faz nenhum esforço para ajudar,
    mas, sim, para tentar dirigir as ações das Pessoas Que Ajudam. É
    bastante interessante. Se eu fosse até sua casa organizar sua vida
    financeira sob a alegação de que eu sei muito mais sobre administração
    familiar eu estaria interferindo, mas ela se sente no direito de
    interferir nas ações que uma pessoa resolve tomar para aliviar os
    problemas que ela encontra ao seu redor.

    É uma Pessoa Que Não Ajuda, mas ainda assim quer decidir quem merece
    ajuda das Pessoas Que Ajudam e o nome disso é “prepotência”.

    2) Pessoas Que Ajudam nunca vão ajudar as “crianças com fome”. Nem
    tampouco os “velhos”, os “doentes” ou os “despossuídos”. E sabe por que?
    Porque “crianças com fome” ou “velhos” ou qualquer outro destes é
    abstrato demais. Não têm face, não são ninguém. São figuras de retóricas
    de quem gosta de comentar sobre o estado do mundo atual enquanto
    beberica seu uisquezinho no conforto de sua casa.

    Pessoas Que Ajudam agem em cima do que existe, do que elas podem ver, do que lhes chama atenção naquele momento. Elas não ajudam “os velhos”,
    elas ajudam “os velhos do asilo X com 50,00 reais por mês”.
    Elas não ajudam “as crianças com fome”, elas ajudam “as crianças do
    orfanato Y com a conta do supermercado”.
    Elas não ajudam “os doentes”, elas ajudam o “Instituto da Doença Z com
    uma tarde por semana contando histórias aos pacientes”.

    Pessoas Que Ajudam não ficam esperando esses seres vagos e difusos como as “crianças com fome” baterem na porta da sua casa e perguntar se elas podem lhe ajudar.

    Pessoas Que Ajudam vão atrás de questões muito mais pontuais.

    Pessoas Que Ajudam cobram das autoridades punição contra quem maltrata
    uma cadela indefesa sem motivo.

    Pessoas Que Ajudam dão auxílio a um pai de família que perdeu o emprego
    e não tem como sustentar seus filhos por um tempo.

    Pessoas Que Ajudam tiram satisfação de quem persegue uma velhinha no
    meio da rua.
    Pessoas Que Ajudam dão aulas de graça para crianças de um bairro pobre.

    Pessoas Que Ajudam levantam fundos para que alguém com uma doença rara possa ir se tratar no exterior.
    Pessoas Que Ajudam não fogem da raia quando vêem QUALQUER COISA onde elas possam ser úteis. Quem se preocupa com algo tão difuso e sem cara como as “crianças com fome” são as Pessoas Que Não Ajudam.

    3) Pessoas Que Ajudam são incrivelmente multitarefa, ao contrário da
    preocupação que as Pessoas Que Não Ajudam manifestam a seu respeito.
    (Preocupação até justificada porque, afinal, quem nunca faz nada
    realmente deve achar que é muito difícil fazer alguma coisa, quanto mais
    várias).

    O fato de uma Pessoa Que Ajuda se preocupar com a punição de quem burlou a lei e torturou inutilmente um animal não significa que ela
    forçosamente comeu o cérebro de criancinhas no café da manhã. Não existe
    uma disputa de facções entre Pessoas Que Ajudam, tipo “humanos versus
    animais”.

    Geralmente as Pessoas Que Ajudam, até por estarem em menor número,
    ajudam várias causas ao mesmo tempo. Elas vão onde precisam estar,
    portanto muitas das Pessoas Que Ajudam que acham importante fazer valer
    a lei no caso de maus-tratos a um animal são pessoas que ao mesmo tempo
    doam sangue, fazem trabalho voluntário, levantam fundos, são gentis com
    os menos privilegiados e batalham por condições melhores de vida para
    aqueles que não conseguem fazê-lo sozinhos.

    Talvez você não saiba porque, afinal, as Pessoas Que Ajudam não saem
    alardeando por aí quando precisam de assinaturas para dobrar a pena para
    quem comete atrocidades contra animais, que estão fazendo todas estas
    outras coisas, quase que diariamente. E acho que é por isso que você
    pensa que se elas estão lutando por uma causa que você “não curte”, elas
    não estão fazendo outras pequenas ou grandes ações para os diversos
    outros problemas que elas vêem no mundo. Elas estão, sim. E se fazem
    ouvir como podem, porque sempre tem uma Pessoa Que Não Ajuda no meio
    para dar pitaco.

    Então, como dizia meu avô, “muito ajuda quem não atrapalha”. Porque a
    gente já tem muito trabalho ajudando pessoas e animais que precisam
    (algumas até poderiam ser chamadas tecnicamente de “crianças com fome”,
    se assim preferem os que não ajudam).

    Como diz aquele ditado, “De onde menos se espera é que não sai porra nenhuma mesmo…[/quote]

    Estas são as palavras mais geniais que eu li em um comentário deste blog.

  32. Bom,já houve muitos comentarios nesse post,mas como sempre que me deparo com esse assunto,não consegui ficar quieto.

    Vou começar falando a respeito do drama vegetariano.
    É hipocresia reclamar o direito dos animais mortos pelo casaco mesmo comendo carne?
    Não.
    Por dois motivos:
    1º que como o Philipe já disse há uma questão de naturalidade onde alimentar-se é normal.De qualquer forma,isso não é uma justifiativa completa.
    Mas,porque chamar de hipocrita uma pessoa que é contra à um acesso de futilidade só porque ela participa de um sistema no qual meios parecidos são utilizados para os fins.Os fins são diferentes.Um é manter-se vivo e outro é glamour.Um é questão cultural outro é egoísmo individualista.Um não se muda da noite para o dia outro não devia ter continuado.
    2º que hipocresia seria uma pessoa falar mal da J.Lo e usar casacos como ela.Quem disse que eu,como alguem que come carne não me sinto mal pelo jeito que ela chega em minha mesa?Me sinto sim e quero mudar isso.
    Mas não acho que isso vai mudar simplesmente me tornando vegetariano.Isso vai mudar quando alguém disposto à trabalhar no governo fizer e aprovar leis que fiscalizem a condição de vida desses animais e conscientizem as pessoas.
    Se quem é vegetariano diz que é errado tirar a vida de um ser vivo,por que fazem isso com plantas?Só por que não “sentem dor”?

    Outra questão que o Philipe não abordou,talvez pelo sensacionalismo do qual seria acusado é a seguinte:
    Absurdo não é somente tirar a vida desses animais,mas além disso COMO ela é tirada.
    É abominável.Terrivel.Não se pode simplesmente dar um tiro pois,segundo eles,isso fere a pele e o casaco não teria o mesmo valor.Nem usar produtos quimicos,pois além de caros eles podem influenciar na condição e “validade” da pele.
    Desse modo,o jeito é arrancar a pele do animal com ele vivo e depois de ele ter perdido a pele inteirinha do corpo tirada de uma só vez ele é descartado ainda vivo até a morte.
    Isso é a etapa final do processo.
    Antes,esse animal é caçado,enjaulado em espaços absurdos juntamente com outros animais,sem nehum cuidado,sem agua,sem comida,passando por um sofrimento e stress tremendo,em depositos mal arejados ou em caminhões,no escuro,durante o tempo que for.
    Ou então,no caso das focas,que também bebês,são assassinadas de maneira violenta e cruel,ali no seu habitat natural.
    Tudo isso,simplesmente para aumentar o ego de pessoas estúpidas.E engana-se quem pensa que esse comercio é finaciado por celebridades.
    Pode parecer fácil pra mim,que não moro em um país frio e que não tenho essa cultura,criticar esse sistema.Mas é a verdade.É absurdo.

    Mas é tão absurdo como são tratados animais em experiencias laboratoriais,animais que tomam cargas absurdas de hormônios para darem leite,animais que são terrivelmente tratados para o abate.
    É preciso um trabalho maior não só na midia,mas em sistemas educacionais,é preciso regularização dessas situações e é preciso que a sociedade não seja ignorante e estúpida como a véia caquética que nuns 5 milésimos de segunda de fama declarou descartável frase.

  33. Eu sou homem suficiente pra admitir que chorei qdo vi o vídeo dos animais sendo escalpelados vivos. E olha que sou bagaceiro, já vi coisa bagaralho na net, e nada me chocou tanto quanto aquele vídeo.

  34. Podicre, eu tb chorei meu… Tava meio sem jeito de falar, mas já que vc falou… Muito tocante o vídeo, e tem num site de casacos de pele que eu me lembre…

  35. Assisti o tal video da vaca, mas não acho q esteja viva, não há sangue, nesse tipo de processo o sangue é esgotado antes, pode ver que nas lâminas do moedor não há marca de sangue. Ela já estava morta, o mugido deve ser de algum animal próximo.

  36. [quote comment=”35475″][quote comment=”35472″]Não sou a favor dos casacos de pele, mas não é um pouco de hipocrisia contar qts animais morrem pra fazer um casaco de pele?
    Imagine qts vacas morrem, galinhas e peixes, “só” para comermos, não eu não sou vegetariano, mas lendo esse post me deu esse insight: julgamos as pessoas por suas ações, mas fazemos parecido, ou até pior.[/quote]

    Não, eu não concordo. Eu não acho que isso é hipocrisia não. Acho que usar animais para alimentação é um destino infinitamente mais nobre que matá-los para arrancar a pele e depois jogar a carcaça fora.
    Além do mais, os animais usados para a alimentação são em quase sua totalidade animais de abate, o que significa que não são bichos silvestres caçados até a extinção para decorar celebridades fúteis.[/quote]

    Nobre? AHAHAHAHAHA

    Nescessidade natural não é a resposta para comer animais… se você não gosta de SABER QUE ELES SAO MORTOS para fins ilustrativos…
    Bom… A questão não é para que se utiliza o animal, vocês reclamam que o animal é morto para fazer um casaco ‘futil’.. mas nao seria futil matar uma vaca pra comer as mesmas proteinas que se encontram em frutas? verduras e legumes?

    dizer que é aproveitamento é hipocrisia, pois quer aproveitar? deixa ele vivo. O modo mais ‘aceitavel’ é o uso da vaca para a retirada de LEITE, não que isso seja certo, mas isso nao maltrada o animal (depende do maquinario)… nem por isso se deve sair fazendo falso moralismo.

    Muito mais animais morrem pra você encher o buxo, só porque uns fofinhos morrem pra embelezar alguns eles sao ANTI-ETICOS? não.

  37. Ser vegetariano não acontece da noite pro dia, se vc passou a vida toda comendo carne. ser vegetariano vem com o tempo, com o assistir muitos vídeos de assassinatos em abatedouros. vem de estabelecer uma relação de amizade e amor com os animais. Eu, Mariana, não como os animais pq os animais são meus amigos. E eu não me alimento dos meus amigos.

    “Se os matadouros fossem de vidro, todos seriam vegetarianos”, disseram Paul e Linda McCartney.

  38. [quote comment=”35681″][quote comment=”35475″][quote comment=”35472″]Não sou a favor dos casacos de pele, mas não é um pouco de hipocrisia contar qts animais morrem pra fazer um casaco de pele?
    Imagine qts vacas morrem, galinhas e peixes, “só” para comermos, não eu não sou vegetariano, mas lendo esse post me deu esse insight: julgamos as pessoas por suas ações, mas fazemos parecido, ou até pior.[/quote]

    Não, eu não concordo. Eu não acho que isso é hipocrisia não. Acho que usar animais para alimentação é um destino infinitamente mais nobre que matá-los para arrancar a pele e depois jogar a carcaça fora.
    Além do mais, os animais usados para a alimentação são em quase sua totalidade animais de abate, o que significa que não são bichos silvestres caçados até a extinção para decorar celebridades fúteis.[/quote]

    Nobre? AHAHAHAHAHA

    Nescessidade natural não é a resposta para comer animais… se você não gosta de SABER QUE ELES SAO MORTOS para fins ilustrativos…
    Bom… A questão não é para que se utiliza o animal, vocês reclamam que o animal é morto para fazer um casaco ‘futil’.. mas nao seria futil matar uma vaca pra comer as mesmas proteinas que se encontram em frutas? verduras e legumes?

    dizer que é aproveitamento é hipocrisia, pois quer aproveitar? deixa ele vivo. O modo mais ‘aceitavel’ é o uso da vaca para a retirada de LEITE, não que isso seja certo, mas isso nao maltrada o animal (depende do maquinario)… nem por isso se deve sair fazendo falso moralismo.

    Muito mais animais morrem pra você encher o buxo, só porque uns fofinhos morrem pra embelezar alguns eles sao ANTI-ETICOS? não.[/quote]

    clap, clap, clap, clap… (uma salva de palmas a esse comentário)
    assino aonde, Bruno????

    achar q é nobre matar pra comer soa contraditório com achar q é cruel matar pra vestir. não acho q os animais de abate (odeio esse termo) acham nobre morrer pra vc se alimentar. e se vc me questionar se eles falam ou se eles pensam, eu te respondo só uma coisa: eles sentem.

  39. Isso é uma grande bobagem. Vegetarianismo por motivos alegadamente éticos é a maior besteira que existe. Somos seres onívoros, feitos para uma dieta composta de vegetais *E* carne. Sem ela, ficamos desnutridos. Os vegetais não possuem os aminoácidos essenciais na quantidade adequada (além de outras desvantagens em relação a ferro, zinco e vitaminas B). Não matamos por maldade, mas por fazer parte da cadeia alimentar. É BEM diferente de matar por luxo (motivo torpe), como o caso dos casacos. Se for assim – oras, também matamos ou pelo menos dilaceramos os vegetais que consumimos, muitas vezes até para recreação (maconha e cocaína me vêm à mente… hehe).

    É possível ter uma dieta vegetariana saudável e nutricionalmente adequada? É, sim, mas é MUITO difícil. É necessária uma variedade muito grande de vegetais e cada um deles numa quantidade precisamente adequada para haver o equilíbrio de nutrientes. E se na nossa vida corrida já é difícil se alimentar bem até mesmo comendo carne, leite e ovos – vide o tanto de fast-food que comemos -, imagine então com uma dieta bem mais difícil de equilibrar. Onde você vai encontrar o matinho que precisa pro seu almoço em meio à correria do trampo?

    Tem benefícios, se você conseguir isso? Tem. Menos problemas de coração, menos colesterol. O que antes se falava sobre radicais livres vem sendo contestado, no entanto. E de qualquer jeito, como o risco de subnutrição (em qualidade, não em quantidade) é grande, não sei se vale a pena tentar. Quem tem necessidades de uma dieta bastante protéica, como é o caso dos homens, pode sentir muitas dificuldades com isso.

    Mas se fizer, que faça por motivos de saúde. Por ficar com “peninha” dos animais que morrem, nunca.

    Um aparte, no entanto: sou totalmente a favor dos direitos de outros seres vivos – o que não quer dizer que sou a favor de eles terem os mesmos direitos que seres humanos – e também não concordo com o tratamento cruel de bichos confinados, mortes dolorosas e estresse. Também não estou alegando a meu favor a falácia naturalista – não é por ser natural que matar os bichos não é anti-ético, e sim por ser uma necessidade biológica e não um capricho.

  40. Detalhe para o seguinte, ainda. Um fator importante realmente é que os animais que comemos (frango, bois, porcos, etc.) são animais de abate – como já foi dito. Não há risco nenhum de eles acabarem e de a falta deles gerar desequilíbrio em cadeias naturais (incluindo a alimentar). Mas os casacos geralmente são feitos com pele de animais difíceis ou ameaçadas – uma exceção notável é o caso dos coelhos (talvez as chinchilas também).

    Inclusive, em alguns lugares, como a Austrália, o coelho é uma praga ecológica que tira o lugar de outras espécies nativas. Nesse caso, já que é ecologicamente bom que se exterminem os coelhos lá mesmo, não vejo problema nenhum em utilizar de suas peles pra fazer casacos, além da carne como alimento.

  41. Como o próprio Philipe disse o problema maior é que a pele nem fica em contato com o casaco…. não ligo dos esquimós que matam ursos polares para usar a pele pra se aquecer… mas pra aparecer é cruel né…?

  42. Mariana, essa é pra você: esse cara aqui também é amigo dos animais, olha como ele os alimenta direitinho. E tem muita gente que é amigo de pulgas, carrapatos, solitárias e outros animais nem tão bonitinhos quanto os que você contempla. Não seja ingênua de romantizar a natureza.

  43. O homem vem lutando tanto para evoluir. A energia mecanica foi transformada em eletrica pra ninguém precisar ficar queimando óleo de baleia nas ruas, o nylon foi criado para suprir a carestia da seda, daí veio o plático e todos os demais sintéticos… aí me vêm esse povo que se dizem “sofisticados e moderninhos” que pagam milhares de doláres (que provavelmente ganharam por não usar muitas roupas) pra comprar a merda de um casaco, que poderia ser feito de qualquer outro material, com várias propriedades a mais. É até uma atitide retrogada e desrrespeitosa com as pessoas que passaram sua vida se dedicando ao estudo de novos materias, receberam premios Nobeis por sua dedicação.

  44. Ah, que se lasquem os animais !
    Qual a lei da sobrevivência? Não é cada um por sí ?
    Não é assim na nossa vida tb? Policiais e traficantes decidindo quem vive ou não?
    Pq n podemos fazer isso com animais tb? Se eles fossem inteligentes o bastante, não seriam mortos ! Se fossem, não nos perdoariam !
    Portanto, VAMOS COMER BIXINHOS E APROVEITAR-MOS DELES !

    E só uma pergunta:
    Já que é ‘errado’ sacrificar animais p uso, pq na idade de Cristo, utilizavam-no para forrar camas, mesas e blá blá blá?

  45. [quote comment=”35747″]Isso é uma grande bobagem. Vegetarianismo por motivos alegadamente éticos é a maior besteira que existe. Somos seres onívoros, feitos para uma dieta composta de vegetais *E* carne. Sem ela, ficamos desnutridos. Os vegetais não possuem os aminoácidos essenciais na quantidade adequada (além de outras desvantagens em relação a ferro, zinco e vitaminas B). Não matamos por maldade, mas por fazer parte da cadeia alimentar. É BEM diferente de matar por luxo (motivo torpe), como o caso dos casacos. Se for assim – oras, também matamos ou pelo menos dilaceramos os vegetais que consumimos, muitas vezes até para recreação (maconha e cocaína me vêm à mente… hehe).

    É possível ter uma dieta vegetariana saudável e nutricionalmente adequada? É, sim, mas é MUITO difícil. É necessária uma variedade muito grande de vegetais e cada um deles numa quantidade precisamente adequada para haver o equilíbrio de nutrientes. E se na nossa vida corrida já é difícil se alimentar bem até mesmo comendo carne, leite e ovos – vide o tanto de fast-food que comemos -, imagine então com uma dieta bem mais difícil de equilibrar. Onde você vai encontrar o matinho que precisa pro seu almoço em meio à correria do trampo?

    Tem benefícios, se você conseguir isso? Tem. Menos problemas de coração, menos colesterol. O que antes se falava sobre radicais livres vem sendo contestado, no entanto. E de qualquer jeito, como o risco de subnutrição (em qualidade, não em quantidade) é grande, não sei se vale a pena tentar. Quem tem necessidades de uma dieta bastante protéica, como é o caso dos homens, pode sentir muitas dificuldades com isso.

    Mas se fizer, que faça por motivos de saúde. Por ficar com “peninha” dos animais que morrem, nunca.

    Um aparte, no entanto: sou totalmente a favor dos direitos de outros seres vivos – o que não quer dizer que sou a favor de eles terem os mesmos direitos que seres humanos – e também não concordo com o tratamento cruel de bichos confinados, mortes dolorosas e estresse. Também não estou alegando a meu favor a falácia naturalista – não é por ser natural que matar os bichos não é anti-ético, e sim por ser uma necessidade biológica e não um capricho.[/quote]

    o cara posta algumas coisas contra o vegetarianismo, se baseando meramente em especulações, e depois vem falar de desequilíbrio ecológico na Austrália, fala a idiotice de q deve-se matar coelhos, chama-os de praga e depois mostra um vídeo… q salada mista, hein???

    para os animais, a maior praga q existe é essa espécie imprudente e pretensiosa, chamada não sei pq de “humana”… nós q causamos impactos ambientais onde bem enetendemos, nos achamos a última coca-cola do deserto e ainda queremos ser os tais só por causa de um cérebro desenvolvido e linguagem articulada???? faça-me o favor. puxe toda a linha da evolução. fomos a última forma de vida a aparecer, que direito temos de tirar a vida de seres q já existiam aqui??? QUE GRANDE M… PERTENCER A ESTA RAÇA!

    deveria ler mais sobre vegetarianismo pra aprender a não falar besteiras infundadas. e quanto ao vídeo, eu nao entendi… era uma representação? ele estava sendo atacado ou ele estava conivente em ser devorado? o q ele estava fazendo em meio a animais selvagens?

    adoro especistas com argumentos sem bases.

  46. [quote]o cara posta algumas coisas contra o vegetarianismo, se baseando meramente em especulações, e depois vem falar de desequilíbrio ecológico na Austrália, fala a idiotice de q deve-se matar coelhos, chama-os de praga e depois mostra um vídeo… q salada mista, hein???[/quote]

    Oi, Mariana. Interessante você escrever isso mas ao invés do “Ad Hominem” (ataque pessoal), preferiria que tivesse tecido os seus próprios argumentos – ou, melhor ainda, respondido aos meus. Por exemplo, poderia esclarecer quais as especulações que menciona, por que o desequilíbrio na Austrália pela introdução do coelho não é relevante, entre outras coisas.

    [quote]para os animais, a maior praga q existe é essa espécie imprudente e pretensiosa, (…)[/quote]

    Xingamentos aleatórios cortados. 🙂

    [quote]faça-me o favor. puxe toda a linha da evolução. fomos a última forma de vida a aparecer[/quote]

    Quem disse? Calha que eu estudo biologia molecular e genética, e não sei de nenhum estudo que corrobore esse “dado” seu. Pelo contrário, nossa espécie como é hoje tem uma idade estimada de 70 mil a 100 mil anos, e muitas outras espécies apareceram nesse intervalo de tempo. Podia passar sem essa.

    [quote]que direito temos de tirar a vida de seres q já existiam aqui??? QUE GRANDE M… PERTENCER A ESTA RAÇA![/quote]

    Extingüir espécies é uma coisa, agora tirar a vida de outros seres, se não for um direito meu, significa minha morte, pois e as espécies predadoras e parasitas? Citando o mestre Roberto Takata numa lista de discussão (o tópico era testes com animais):

    “Não. Do mesmo modo como a alface q vc come não concordou em ser sua refeição. Ou a zebra devorada pelo leão, não concordou em ser devorada. Os cães do mesmo modo não assinaram nenhum acordo de servidão. Aliás, nenhum animal desalojado pela cidade em q vc mora assinou o termo de venda do terreno. Tenho certeza de q os organismos mortos pelo sistema imune – ou pelos medicamentos q vc tomou – não
    assinaram qq documento autorizando seu extermínio. Também os peixes dos rios não fizeram acordo para q despejemos qq coisa na casa deles – ou mesmo que peguemos a água de lá. Claro, posso estar errado e vc ter toda essa documentação, bem como dos animais que foram desabrigados ou mortos pela plantação de algodão de sua roupa, da alface de sua
    salada, da mina q produziu o cimento q forma a argamassa de sua casa (ou pela derrubada da árvore q forneceu a madeira de seus móveis). E tb pedirei a partir de agora um termo de autorização de eutanásia das baratas q encontrar em casa.

    Se a questão for concordância, só nos resta a alternativa de morrermos – não poderemos nem mesmo viver como índios vegetarianos, pois não teremos autorização dos animais para concorrer com eles ou desalojá-los de seus hábitats.”

    [quote]deveria ler mais sobre vegetarianismo pra aprender a não falar besteiras infundadas.[/quote]

    Podia ter passado a bibliografia de uma vez. Quais títulos recomenda? Estou sempre aberto a aprender mais, já li alguns.

    [quote]e quanto ao vídeo, eu nao entendi… era uma representação? ele estava sendo atacado ou ele estava conivente em ser devorado? o q ele estava fazendo em meio a animais selvagens?[/quote]

    Ah, que chato. É muito ruim explicar uma piada. Era brincadeira, Mariana. Aquele vídeo é uma parte do filme “The Happening” do M. Night Shala… Shayala… Ah, aquele indiano louco que fez “Sinais”. A idéia era que seguindo o seu raciocínio à risca, ser “amiguinho” dos animais acabaria descambando nisso, oferecer seu próprio corpo como ração para gatinhos crescidos. Com isso, quis criticar sua visão ingênua e antropomórfica da natureza.

    [quote]adoro especistas com argumentos sem bases.[/quote]

    Ah… Já eu adorei seu post sem argumentos. :happy:

  47. [quote comment=”35852″][quote]o cara posta algumas coisas contra o vegetarianismo, se baseando meramente em especulações, e depois vem falar de desequilíbrio ecológico na Austrália, fala a idiotice de q deve-se matar coelhos, chama-os de praga e depois mostra um vídeo… q salada mista, hein???[/quote]

    Oi, Mariana. Interessante você escrever isso mas ao invés do “Ad Hominem” (ataque pessoal), preferiria que tivesse tecido os seus próprios argumentos – ou, melhor ainda, respondido aos meus. Por exemplo, poderia esclarecer quais as especulações que menciona, por que o desequilíbrio na Austrália pela introdução do coelho não é relevante, entre outras coisas.

    [quote]para os animais, a maior praga q existe é essa espécie imprudente e pretensiosa, (…)[/quote]

    Xingamentos aleatórios cortados. 🙂

    [quote]faça-me o favor. puxe toda a linha da evolução. fomos a última forma de vida a aparecer[/quote]

    Quem disse? Calha que eu estudo biologia molecular e genética, e não sei de nenhum estudo que corrobore esse “dado” seu. Pelo contrário, nossa espécie como é hoje tem uma idade estimada de 70 mil a 100 mil anos, e muitas outras espécies apareceram nesse intervalo de tempo. Podia passar sem essa.

    [quote]que direito temos de tirar a vida de seres q já existiam aqui??? QUE GRANDE M… PERTENCER A ESTA RAÇA![/quote]

    Extingüir espécies é uma coisa, agora tirar a vida de outros seres, se não for um direito meu, significa minha morte, pois e as espécies predadoras e parasitas? Citando o mestre Roberto Takata numa lista de discussão (o tópico era testes com animais):

    “Não. Do mesmo modo como a alface q vc come não concordou em ser sua refeição. Ou a zebra devorada pelo leão, não concordou em ser devorada. Os cães do mesmo modo não assinaram nenhum acordo de servidão. Aliás, nenhum animal desalojado pela cidade em q vc mora assinou o termo de venda do terreno. Tenho certeza de q os organismos mortos pelo sistema imune – ou pelos medicamentos q vc tomou – não
    assinaram qq documento autorizando seu extermínio. Também os peixes dos rios não fizeram acordo para q despejemos qq coisa na casa deles – ou mesmo que peguemos a água de lá. Claro, posso estar errado e vc ter toda essa documentação, bem como dos animais que foram desabrigados ou mortos pela plantação de algodão de sua roupa, da alface de sua
    salada, da mina q produziu o cimento q forma a argamassa de sua casa (ou pela derrubada da árvore q forneceu a madeira de seus móveis). E tb pedirei a partir de agora um termo de autorização de eutanásia das baratas q encontrar em casa.

    Se a questão for concordância, só nos resta a alternativa de morrermos – não poderemos nem mesmo viver como índios vegetarianos, pois não teremos autorização dos animais para concorrer com eles ou desalojá-los de seus hábitats.”

    [quote]deveria ler mais sobre vegetarianismo pra aprender a não falar besteiras infundadas.[/quote]

    Podia ter passado a bibliografia de uma vez. Quais títulos recomenda? Estou sempre aberto a aprender mais, já li alguns.

    [quote]e quanto ao vídeo, eu nao entendi… era uma representação? ele estava sendo atacado ou ele estava conivente em ser devorado? o q ele estava fazendo em meio a animais selvagens?[/quote]

    Ah, que chato. É muito ruim explicar uma piada. Era brincadeira, Mariana. Aquele vídeo é uma parte do filme “The Happening” do M. Night Shala… Shayala… Ah, aquele indiano louco que fez “Sinais”. A idéia era que seguindo o seu raciocínio à risca, ser “amiguinho” dos animais acabaria descambando nisso, oferecer seu próprio corpo como ração para gatinhos crescidos. Com isso, quis criticar sua visão ingênua e antropomórfica da natureza.

    [quote]adoro especistas com argumentos sem bases.[/quote]

    Ah… Já eu adorei seu post sem argumentos. :happy:[/quote]

    parei quando ele citou alguém q disse “Não. Do mesmo modo como a alface q vc come não concordou em ser sua refeição…”

    não sabia q alface possui SNC, q as bactérias q matamos quando tomamos antibióticos e outras coisas citadas aí têm qualquer relação com “matar pra se alimentar”. juro q pra um cara q estuda Biologia Molecular e genética nunca li tanta coisa leiga a respeito do argumento “falta de proteínas”… =S
    leigo até demais!

    recomendo este site:
    http://www.frent.info/irracional2.html

  48. [quote comment=”35852″][quote]o cara posta algumas coisas contra o vegetarianismo, se baseando meramente em especulações, e depois vem falar de desequilíbrio ecológico na Austrália, fala a idiotice de q deve-se matar coelhos, chama-os de praga e depois mostra um vídeo… q salada mista, hein???[/quote]

    Oi, Mariana. Interessante você escrever isso mas ao invés do “Ad Hominem” (ataque pessoal), preferiria que tivesse tecido os seus próprios argumentos – ou, melhor ainda, respondido aos meus. Por exemplo, poderia esclarecer quais as especulações que menciona, por que o desequilíbrio na Austrália pela introdução do coelho não é relevante, entre outras coisas.

    [quote]para os animais, a maior praga q existe é essa espécie imprudente e pretensiosa, (…)[/quote]

    Xingamentos aleatórios cortados. 🙂

    [quote]faça-me o favor. puxe toda a linha da evolução. fomos a última forma de vida a aparecer[/quote]

    Quem disse? Calha que eu estudo biologia molecular e genética, e não sei de nenhum estudo que corrobore esse “dado” seu. Pelo contrário, nossa espécie como é hoje tem uma idade estimada de 70 mil a 100 mil anos, e muitas outras espécies apareceram nesse intervalo de tempo. Podia passar sem essa.

    [quote]que direito temos de tirar a vida de seres q já existiam aqui??? QUE GRANDE M… PERTENCER A ESTA RAÇA![/quote]

    Extingüir espécies é uma coisa, agora tirar a vida de outros seres, se não for um direito meu, significa minha morte, pois e as espécies predadoras e parasitas? Citando o mestre Roberto Takata numa lista de discussão (o tópico era testes com animais):

    “Não. Do mesmo modo como a alface q vc come não concordou em ser sua refeição. Ou a zebra devorada pelo leão, não concordou em ser devorada. Os cães do mesmo modo não assinaram nenhum acordo de servidão. Aliás, nenhum animal desalojado pela cidade em q vc mora assinou o termo de venda do terreno. Tenho certeza de q os organismos mortos pelo sistema imune – ou pelos medicamentos q vc tomou – não
    assinaram qq documento autorizando seu extermínio. Também os peixes dos rios não fizeram acordo para q despejemos qq coisa na casa deles – ou mesmo que peguemos a água de lá. Claro, posso estar errado e vc ter toda essa documentação, bem como dos animais que foram desabrigados ou mortos pela plantação de algodão de sua roupa, da alface de sua
    salada, da mina q produziu o cimento q forma a argamassa de sua casa (ou pela derrubada da árvore q forneceu a madeira de seus móveis). E tb pedirei a partir de agora um termo de autorização de eutanásia das baratas q encontrar em casa.

    Se a questão for concordância, só nos resta a alternativa de morrermos – não poderemos nem mesmo viver como índios vegetarianos, pois não teremos autorização dos animais para concorrer com eles ou desalojá-los de seus hábitats.”

    [quote]deveria ler mais sobre vegetarianismo pra aprender a não falar besteiras infundadas.[/quote]

    Podia ter passado a bibliografia de uma vez. Quais títulos recomenda? Estou sempre aberto a aprender mais, já li alguns.

    [quote]e quanto ao vídeo, eu nao entendi… era uma representação? ele estava sendo atacado ou ele estava conivente em ser devorado? o q ele estava fazendo em meio a animais selvagens?[/quote]

    Ah, que chato. É muito ruim explicar uma piada. Era brincadeira, Mariana. Aquele vídeo é uma parte do filme “The Happening” do M. Night Shala… Shayala… Ah, aquele indiano louco que fez “Sinais”. A idéia era que seguindo o seu raciocínio à risca, ser “amiguinho” dos animais acabaria descambando nisso, oferecer seu próprio corpo como ração para gatinhos crescidos. Com isso, quis criticar sua visão ingênua e antropomórfica da natureza.

    [quote]adoro especistas com argumentos sem bases.[/quote]

    Ah… Já eu adorei seu post sem argumentos. :happy:[/quote]

    parei quendo o cara cita alguém q disse “Não. Do mesmo modo como a alface q vc come não concordou em ser sua refeição…”

    nao sabia q uma alface possui SNC. e q as bactérias q matamos quando tomamos antibiótico e todas as coisas citadas têm qualquer relação com matar pra se alimentar.
    aliás, pra quem diz estudar Biologia se apresenta leigo demais no assunto “falta de proteínas da dieta vegetariana”…
    mais leigo, impossível.

  49. Alguém por favor coloca essa Mariana em frente á um leão na savana e vamos ver se ela continua com esse papinho de “não ao natural”.

    Muita teoria,pouca prática.Pense um pouquinho mais.Não precisa ser professor de Biologia pra saber que os seres humanos não são por natureza herbívoros.
    Além do mais,não é qualquer pessoa que vai se adaptar dessa maneira,não só por questões físicas,mastambém por psicológicas.

    Eu sou totalmente contra a esse sistema de abate,de produção de casaco de pele,e de qualquer mal trato a natureza,PODE TER CERTEZA.
    Mas não sou hipócrita.Os vegetarianos querem fundamentar sua tese chamando quem come carne de hipócrita,mas estão esquecendo de não serem hipócritas em sua argumentação.

  50. Sou criador de gado e digo o seguinte:
    a maneira como mostram o abate de animais é totalmente ridicula e não praticada aqui no país ! Isso é um entre mil que faz isso, pegam um exemplo e colocam todos contra nós !
    O problema é que existem diversos estados que dependem da exportação bovina e derivados ! Se vier com esse papinho de ‘coitado dos animais’ os estados literalmente quebrarão, e consequentemente o país, que tem em sua fonte de PIB, uma das maiores empresas do país e do mundo, que é a FRIBOI. Ou seja, acaba com a exportação de gado, quebra o país.Além de desempregar MILHARES de pessoas. Aí eu quero ver neguinho vir reclamar e pedir de volta o ‘sacríficiio’ dos animais.Imagino que da mesma forma acontece com os animais de vestimenta. Imaginem quantas pessoas não estão por trás de uma simples jaqueta de coelho. Se já estudaram e sabem o que vem a ser a dinamica do trabalho,sabem que para cada peça de roupa estão por trás cerca de 20 pessoas, no mínimo que cuidam do abate ao retoque final.

  51. [quote comment=”35896″]Alguém por favor coloca essa Mariana em frente á um leão na savana e vamos ver se ela continua com esse papinho de “não ao natural”.

    Muita teoria,pouca prática.Pense um pouquinho mais.Não precisa ser professor de Biologia pra saber que os seres humanos não são por natureza herbívoros.
    Além do mais,não é qualquer pessoa que vai se adaptar dessa maneira,não só por questões físicas,mastambém por psicológicas.

    Eu sou totalmente contra a esse sistema de abate,de produção de casaco de pele,e de qualquer mal trato a natureza,PODE TER CERTEZA.
    Mas não sou hipócrita.Os vegetarianos querem fundamentar sua tese chamando quem come carne de hipócrita,mas estão esquecendo de não serem hipócritas em sua argumentação.[/quote]

    o dia q vc disser q possuímos dentes caninos desenvolvidos justamente para nos alimentarmos de carne eu rasgo e queimo todos os livros de Anatomia q eu vir pela minha frente!

    1. Mariana,
      No dia em que você disser que rumina e que possui em sua flora bactérias capazes de digerir celulose eu passo a concordar que os seres humanos não são onívoros, mas herbívoros…
      Defenda a sua causa sem condenar os outros, por favor.
      Att.,

  52. [quote comment=”35902″]Sou criador de gado e digo o seguinte:
    a maneira como mostram o abate de animais é totalmente ridicula e não praticada aqui no país ! Isso é um entre mil que faz isso, pegam um exemplo e colocam todos contra nós !
    O problema é que existem diversos estados que dependem da exportação bovina e derivados ! Se vier com esse papinho de ‘coitado dos animais’ os estados literalmente quebrarão, e consequentemente o país, que tem em sua fonte de PIB, uma das maiores empresas do país e do mundo, que é a FRIBOI. Ou seja, acaba com a exportação de gado, quebra o país.Além de desempregar MILHARES de pessoas. Aí eu quero ver neguinho vir reclamar e pedir de volta o ‘sacríficiio’ dos animais.Imagino que da mesma forma acontece com os animais de vestimenta. Imaginem quantas pessoas não estão por trás de uma simples jaqueta de coelho. Se já estudaram e sabem o que vem a ser a dinamica do trabalho,sabem que para cada peça de roupa estão por trás cerca de 20 pessoas, no mínimo que cuidam do abate ao retoque final.[/quote]

    ê laiá… e o capitalismo mostra as caras… tava demorando… em outras palavras, o cara disse “por interesse próprio (e chamo isso de ganhar a vida) eu mato os animais e ainda tenho a cara de pau de dizer q o matadouro q ele conhece os animais morrem ‘bonitinhos e felizes'”… adoro essa hipocrisia…

    pra vc, só uma frase:
    ““Quando a última árvore tiver caído, quando o último rio tiver secado, quando o último peixe for pescado, vocês vão entender que dinheiro não se come”. (Greenpeace)

  53. ““Quando a última árvore tiver caído, quando o último rio tiver secado, quando o último peixe for pescado, vocês vão entender que dinheiro não se come”. (Greenpeace)[/quote]

    Pq vc vive apenas na teoria?
    Me diz, já que vc n é capitalista, pq n se rodea de pedrinhas e viva apenas de luz e deixa eu ganhar meu dinheirinho em paz?
    Vc sendo ativista do greenpeace ou não, O MUNDO NÃO IRÁ PARAR POR DÓ DE ANIMAIS, coloquem isso na cabeça e aceitem ! Não aceitaram que 2+2=4, então aceite que nós utilizamos a natureza p nosso bem e lazer.
    Larguem de ser cabeças duras e aceitem isso !

  54. Mariana Kido , só pelo fato de nós termos dentes caninos já é uma prova de que o homem em algum momento da evolução só comia carne ou comia carne e poucos vegetais , e se fossemos herbivoros o nosso sistema digestivo não daria conta da carne que ingerimos . As proteínas existentes na carne além de serem mais completas do que as proteínas vegetais , também são bem melhor absorvidas e assimiladas pelo nosso organismo. Não conheço ninguém que coma carne que seja anêmico , sabia que também o ferro existente na carne é de melhor assimilação do que o ferro que é encontrado nos vegetais e esse mesmo ferro da carne é melhor absorvido se você ingere vitamina C proveniente dos vegetais , é tudo sinérgico , um nutriente depende do outro para que o organismo o aproveite da melhor maneira possível. Se fossemos realmente herbivoros não teríamos um estomago tão ácido e por acaso você já viu a arcada dentária de um herbívoro ? Não tem caninos !
    Eu também sou contra essa matança indiscriminada de animais para que se façam casacos de pele somente para satisfazer o ego e vaidade de certas pessoas.

  55. Diogo Mansur , que vídeo mais depressivo , um horror o que fazem com esses animais . Gostaria , eu, de ter uma arma e dar um tiro na cabeça desses débeis mentais que subjulgam esses pobres animais , escalpelar o animal vivo é muito sadismo !
    Todas as pessoas que compram peles deveriam assistir esse vídeo . :X :worry: x_x

  56. Pois é. Acho interessante que governos impõe sanções pesadas a quem bebe e dirige ( e não me refiro aos bêbados) mas são negligentes com o comércio de peles de animais em extinção.
    Parece esculhambação. Acho que devia ter uma comissão da Onu para deliberar sobre isso. Estabe