O maior livro do mundo

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Categorias
Night mode


Você pode até pensar que o maior livro do mundo é a Bíblia. Bem, não exatamente… Mas também.

O Codex Gigas, também conhecido como a “Bíblia do Diabo“, é o maior livro do mundo. Ele foi feito no início do século 13 em um monastério na Bohemia. A criação destes livros era um dos trabalhos mais especializados dos monges. Veja em (O nome da Rosa, do Humberto Eco) Naquele tempo, apenas os iniciados sabiam – e podiam – escrever, e a Biblia do Diabo com suas características únicas é considerada uma das mais preciosas obras deste tempo. Porque, como e por quem a Biblia do diabo foi feita, é um mistério até hoje.
Conta a lenda que o livro foi escrito por um monge que recebeu a ordem de fazer o livro em uma única noite como forma de escapar da punição por quebrar o código monástico.
O monge se matou de escrever, e sendo o gênio que era, conseguiu dar conta do recado. O problema é que seu superior, mesmo vendo que o desafio foi cumprido a contento, mandou puní-lo. O monge ficou irado e resolveu pedir ajuda a ninguém menos que Satã.

A prece ao tinhoso foi respondida e o demônio quis que o monge vendesse sua alma.
Este diabo é descrito em detalhes no capítulo penitencial, que faz do códice um manual para magos, listando vários sinais, bestas, seres mágicos e fórmulas mágicas.
O livro contém também o Velho testamento, o Novo testamento, a necrologia do monastério de Podzalice, uma lista de membros da fraternidade de Pozalice, um tratado de História Natural e a mais antiga crônica latino-grega, computando 11 capítulos ao todo.
Estima-se que a pele de uns 160 asnos foi usada para a confecção das páginas do livro, que foi escrito em latim e inclui fórmulas médicas para tratamento de doenças como a epilepsia e a febre. Mas não só isso. O livro tem até fórmulas mágicas para encontrar ladrões, e um dos capítulos mais valiosos é o Chronica Bohemorum – uma cópia do Chronicle Bohemian, redigida entre 1045 a 1125, que é considerado uma das transcrições mais antigas e perfeitas da crônica.

Se eu fizesse isso tudo em uma só noite e os caras me sacaneassem, eu também ia chamar o rabudo.

Fonte

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

11 respostas

  1. Uma história impressionante, principalmente para aqueles que já assistiram o filme O Nome da Rosa de Humberto Eco, incrivel…

  2. [quote comment=””]Uma história impressionante, principalmente para aqueles que já assistiram o filme O Nome da Rosa de Humberto Eco, incrivel…[/quote]
    :love:

  3. Filmaço, né? Tá aí um filme que eu pretendo ver em 42 polegadas e com som Dolby 5.1 tão logo este blog comece a dar lucro.
    Pretendo ver tb um clássico da sessão da tarde: O feitço de Áquila. :love:

Deixe um comentário para Gedson Araujo do Nascimento Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

© MUNDO GUMP – Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução sem autorização.