O crânio e o estranho mistério de um assassinato

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Categorias
Night mode

O especialista estava diante dos ossos do morto… Avaliou com cuidado, pois estava acostumado a fazer aquilo, porém aquele caso parecia promissor e também estranho. Era um buraco de bala, que indicava tiro na cabeça. A bala havia penetrado o crânio e estourado o outro lado do osso de dentro para fora. Casos de pessoas mortas à tiros são bastante comuns, mas não aquele. Simplesmente, porque aquela cabeça era a cabeça de um NEANDERTAL!

 

O MISTÉRIO DO NEANDERTAL FERIDO À BALA

cranio hn

Em 1921, próximo a Broken Hill, no sul da Rodésia (agora Zimbabwe), foi encontrado o crânio de um Homem de Neandertal. Aquela foi uma descoberta importante, até porque esse tipo de osso é muito difícil de ser encontrado.

Mas o crânio de Broken Hill era especial porque além de ser raro, havia na parte esquerda do crânio um pequeno buraco, perfeitamente redondo.

broken-hill-skull-banner-nocurve_112760_1

O crânio de Broken Hill  é de um Homo heidelbergensis , descoberto na África em 1921. O crânio pertencia a um homem adulto que pode pode ter 200.000 a 300.000 anos de idade.

 

Primeiramente, presumiram que se tratava de um ferimento produzido por uma lança ou outro objeto afiado, mas outras investigações mostraram que não era o caso.

Acontece que quando um osso é atingido por um projétil de velocidade relativamente baixa, tal como uma flecha ou uma lança, ocorrem rachaduras radiais, que são pequenas fraturas, tão finas quanto fios de cabelo, que se irradiam a partir do impacto:

90f4ec79117f53e1d0cad710bb6a71e0

 

Mas estranhamente, no crânio do Neandertal, não havia nenhuma rachadura radial.

Sem fratura radial a partir da perfuração no crânio, é provável que o que quer que penetrou a cabeça desse homem primitivo estava em uma velocidade muito maior do que flechas ou lanças conseguiriam. O problema é o que teria causado o misterioso ferimento.

Estranhamente, o outro lado do crânio do neandertal estava “explodido” com indicações que a fratura se deu de dentro para fora,  indicando que o que quer que tivesse atingido o pobre infeliz havia literalmente “estourado sua cabeça”.

cranio hn2w

chris-stringer-studying-broken-hill-skull-115873-1Segundo Rene Noorberegen, pesquisador que investigou o mistério do neandertal que parece ter levado um tiro, e o publicou em seu livro “Secrets of the Lost Races” (“Segredos das Raças Perdidas”), comentou:

 

“Esta mesma característica é vista na modernidade em vítimas de ferimentos na cabeça, as quais recebem um tiro de um rifle de alto poder”.

 

Especialistas forenses que estudaram o crânio em Berlim concluíram que, “O dano craniano ao Homem de Rodésia não poderia ter sido causado por nada mais do que uma bala”.

Outros “tiros”

Pra aumentar o mistério, há um outro crânio, de um tipo extinto de bisão que foi desenterrado na Rússia, ao lado do Rio Lena. Este animal também tinha um buraco na cabeça, mas tudo indica que ele tenha conseguido sobreviver por algum tempo após o ferimento, já que o buraco havia se calcificado.

A descoberta chamou à atenção do Professor Constantin Flerov, curador do Museu de Paleantológico de Moscou, que prontamente colocou o crânio em exposição.

Como esses ferimentos que parecem ser produtos de tiros poderiam ter sido obtidos tanto tempo antes da pólvora ser inventada?

Há quem apresente isso como evidência de civilizações avançadas na Terra primitiva, e claro, há os que atribuam tais ferimentos a um entrevero com um viajante do tempo.

Eu creio que deve haver alguma outra hipótese mais logica para o buraco na cabeça do neandertal do que um Marty McFly armado com fuzil.

Uma boa hipótese é que tudo não passa de um Hoax. Acho que alguém inventou essa história, que foi publicada originalmente aqui. O crânio tem sim um buraco na cabeça, mas ele pode ter sido feito pelos cientistas para datação do mesmo. Ocorre que este crânio em particular foi alvo de uma complexa análise de datas, como podemos ver no site do museu, onde estranhamente não há NENHUMA referência ao buraco no mesmo.

Podemos ler no site do museu que “Se o crânio tiver menos de 300 mil anos de idade, estaria perto da idade para os primeiros seres humanos modernos, deixando a sua posição evolutiva (de ancestral do homo sapiens e neandertais) em dúvida. Isso nos faria reconsiderar a evolução humana, mas a investigação ainda está em curso.”

O que me leva a pensar nisso é que nesta foto do próprio museu, o crânio parece com o buraco TAMPADO. Não creio que um paleontólogo iria tampar uma fratura incomum num espécime!

asl-2011-chris-briken-hill-skull-490_106418_2

 

No entanto, pesquisando sobre o assunto, encontrei este site onde um pesquisador sugere que o crânio realmente levou um tiro. Ele acredita que a única explicação logica é que o crânio não se trate de um fóssil de ancestral do homem e do Neandertal, mas sim numa pessoa moderna, que sofria de acromegalia, uma doença que faz os ossos crescerem. E esse cara foi abatido a tiros.

Análise balística do suposto "tiro"
Análise balística do suposto “tiro”

Poderia ser um resultado de trepanação? (ato religioso de perfurar o crânio comum em varias tribos primitivas do mundo)

Segundo o pesquisador, o lugar e ângulo indicam que a resposta seja não. A trepanação gera buracos maiores, irregulares e geralmente é feita em posições específicas do crânio.

Dessa forma, apesar de parecer facilmente desmascarável, o mistério permanece. Será mesmo que este é um crânio tão antigo quanto se pensava?

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

8 respostas

  1. Esse post me faz lembrar de um documentário dos anos 80 no qual um provável arqueólogo/paleontólogo russo exibia dezenas de crânios com perfurações perfeitamente circulares e no meio da testa. Ele explicava que as perfurações só poderiam ter sido feitas por projéteis e se não me engano, com os animais vivos.
    O mistério é que aquela espécie já estava extinta há centenas de milhares de anos.
    Até hoje não encontrei referências a essa notícia.

  2. Ninguem não levantou a possibilidade de alguém ter atirado no cranio depois de descoberto só para ficar famoso? Navalha de Occam, meus caros.

  3. Acredito mesmo que o buraco tenha sido feito para retirada de amostra para datação, senão o Museu teria destacado sua presença no crânio e os pesquisadores não o teriam tapado. Acho que tudo não passa de sensacionalismo criado por pessoas que desconhecem métodos de estudos antropológicos ou que queriam trollar geral mesmo.

  4. Existe uma possibilidade no qual o pobre coitado teria que ser o cara mais azarado da história: o resto de um meteorito que teria acertado o azarado.
    A reportagem fala de um projétil de alta velocidade, o que poderia ser o caso. Rifle de alto poder não deixaria um buraco tão pequeno.

    1. Não sou nenhum especialista em física, mas creio que um fragmento de meteorito com uma massa tão pequena, caindo do céu, não teria aceleração suficiente para atravessar a cabeça do cidadão.

      1. Cara acredite se puder, há um precedente para a hipótese do meteorito. Um sujeito (famoso por ser hiper-chato, do tipo carola que tenta converter todo mundo que conhece) foi convidado de uma festa e estava avulso, pq ele era muito, muito chato. O cara foi então para a varanda, super away e do nada deu uma explosão e ele caiu pegando fogo dentro da piscina. Convidados pularam para salvá-lo, e ao tirarem o cara da água, já morto, viram um buraco no peito dele, totalmente cauterizado, que entrava na frente e saía nas costas. O cara tinha sido a primeira pessoa do mundo a morrer de um micrometeorito que foi achado dentro da piscina. Se me lembro bem, pelo buraco que fez na lateral da piscina foi possível estimar a velocidade do objeto. Cheguei a postar o caso desse cara aqui no blog.

  5. Olá! Não sou nenhuma especialista mas me parece que o crânio mostrado na 4ª foto e o da foto do site que investiga a perfuração são diferentes, visto que o primeiro tem uma grande área estourada na lateral direita e o outro mostra apenas um buraco praticamente em baixo do crânio. Também tenho dúvidas quanto a tese do meteorito pois o objeto explodiu o outro lado do crânio e não sei como um meteorito tão pequeno, mesmo com a força gerada pela sua aceleração pode ter tido esse comportamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

© MUNDO GUMP – Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução sem autorização.