Fazendo a diferença

Sharing is caring!

Fiquei feliz em saber através do sub-reitor da UFRJ que graças à nosso denúncia, e a campanha que conseguimos mover no último dia, o prazo de aceitação de sugestões na ANTT foi prorrogado.

O que pesou foi a falta de material (volume 3).

É como eu disse, estamos dispostos a perder em uma análise econômica ou técnica, agora ficar de fora por conta de interesse é sacanagem. Este post é para agradecer a todos os leitores e amigos que colaboraram e fizeram sua parte como cidadãos, reclamando do procedimento burocrático da tal consulta pública, que se dá sem nem ao menos liberarem todos os relatórios.
Sintam-se vencedores.

Um abraço a todos

Comments

comments

Luminária Ufo

19 comentários em “Fazendo a diferença”

  1. Camarada, nos mantenha informado de todo o processo… Eu pelo menos como cidadão carioca, e como brasileiro, tenho muito interesse que o projeto dê certo e seja aprovado.
    2014 está logo aí e seria uma bela chance de fazer bonito e quem sabe até exportar a tecnologia.

    No que mais a gente puder ajudar, é só falar!

    Responder
  2. Que bom que deu certo! É como você falou, perder em termos econômicos ou técnicos tudo bem, o problema é ser deixado de fora por sacanagem ou falcatrua.

    Agora… a matéria no site do Terra diz que o MagLev pega atualmente 30km/h, e no futuro pegará 70K/h. É só isso mesmo? Pensei que andava mais rápido.

    Um amigo meu estava me lembrando que o Trem Bala Japonês demorou a beça para ter sua tecnologia homologada porque nas primeiras versões de teste ele se desintegrava quando atingia uma certa velocidade, devido à trepidação. No Maglev isso também conta ou a tecnologia usada não causa este tipo de problema?

    Responder
    • A materia do terra se refere ao maglev 01 que é basicamente um elevador horizontal que liga os dois cts. è uma linha de 180 metros apenas, por isso nem tem espaço para correr.
      A marca de 70km/h é só uma referência para o maglev 02, que operará dentro do fundão. Essa velocidade é estabelecida porque também há pouco espaço para correr entre as estações.
      Ocorre que como é necessário uma aceleração gradual e uma frenagem idem, quanto mais estações houver, mais lento o trem acaba andando, sacou? A limitação é esta. Há também a questão aerodinâmica, mas isso pesa mais na alta velocidade. Na velocidade do maglev 01 ele poderia ser até uma caixa, hehe.

      Responder
  3. Enfim, depois de tanta discussão no último post sobreo Maglev, uma notícia boa faz bem.
    Fico feliz que uma mobilização tenha surtado efeitos.
    Independente de ser do seu pai ou não,´devemos privilegiar um projeto brasileiro, entrar na concorrência é um grande passo para estar dentro do mercado.
    Ponto Final para aqueles que queriam tanta briga.
    Que coisa rs.
    Abraços e parabéns.
    Ah, gostaria de sugerir que procurasse a Prefeitura de Curitiba para pelo menos apresentar o projeto.
    A cidade, como você já deve sabear é modelo em urbanização e o transporte público é excelente. Além das canaletas exclusivas paraônibus, estão implantando o metro curitibano.
    Phillip, se tiver interesse e quiser vir a Curitiba, pode me enviar um e-mail que na medida do possível lhe apresento as autoridades locais relacionadas ao assunto e principalmente na Prefeitura.
    Engraçado escrever isso a um desconhecido não é? Mas seu blog dá credibilidade à você.
    Abraços

    Responder
    • Oi Giovanna, ganhamos uma batalha, mas não a guerra. O relatório ainda deixa a tecnologia maglev de fora da seleção propositalmente. Isso ainda viola a lei e constitui crime contra a ordem financeira. Mas com a extensão do prazo, mais pessoas podem reclamar disso e talvez, apenas talvez, surta algum efeito.
      Mas se não surtir, esperamos que a justiça nos ajude. E se ela não ajudar, pelo menos teremos a consciência limpa de termos tentado.

      Responder
  4. ei Philipe! Mudando de assunto rapidinho.
    Como é que vc faz com direitos autorais dessa imagem do filme “Forrest gump”? Nunca teve problemas pq o site era pequeno? E agora com tantas visitas e sucesso? Como é que funciona isso na internet com blogs?
    Desde já agradeço

    Responder
    • Até hoje nunca tive problemas. Suponho que isso se deva ao fato de que a imagem era usada na divulgação do filme, aparecendo em posteres e coisa e tal.
      Galho nunca deu. Caso me impeçam de usar, se eles me intimarem a tirar, eu vou lá e tiro, ué. Simples assim.

      Responder
  5. Cara, fiz a minha parte, mas e agora? O que fazemos?

    Você poderia deixar mais claro o que irá ocorrer a partir de agora? Pelo menos quero fazer a minha parte. Mais alguma coisa que precisar de ajuda… Enfim.

    Só queria saber a atual situação do projeto… Talvez num novo post?

    Abraço!

    Responder
    • Vou fazer uma atualização do post, assim que tivermos indícios de que vai acontecer alguma coisa. Atualmente eles estenderam o prazo para avaliação, sugestões e reclamações dos brasileiros, mas o terceiro volume que é bom, necas. Nós vamos entrar com uma ação contra a ANTT acusando o processo de ato inconstitucional com meras intenções políticas.
      Vamos pedir ajuda ao TCU e ao Ministério Público Federal.

      Responder
      • O problema da confusão toda é que o interesse do governo e de grupos privados é de licitar logo a obra, mas não fazer nada. Eles querem é a concessão, para quando – num futuro talvez distante – for realmente necessário construir, eles irão querer grana para abrirem mão da concessão que ganharam na tapetada.
        Esta é a vergonha da coisa toda. Uma corrida para ganhar algo pago pela nossa grana, que eles sabem que não vai sair.
        O Brasil tem a chance de avançar 50 anos no futuro, mas pelo que parece, a ANTT quer que o Brasil retroceda em 50 anos.

        Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Apoie este projeto

Criar este website não é uma tarefa fácil. Mais de 5000 artigos, mais de 100.000 comentários e conteúdo próprio, demandam muito trabalho. Saiba como você pode ajudar a manter o Mundo Gump cada vez melhor e evitar que ESTE SITE ACABE
Ajuda aí?
MUNDO GUMP – © 2006 – 2020 – Todos os direitos reservados.