Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Muito fera o maluquinho na Harpa. Saca só:

Neste video aqui ele dá um show num evento de jazz:

Tocar Harpa não parece algo muito fácil. Eu acho lindo,e o som é muito bom.
Segundo uma lenda, a harpa foi inventada pelo povo egipcio para tocar as melodias que agradavam seus deuses.
A harpa, juntamente com a flauta, é um dos instrumentos mais antigos existentes. Ela teria se originado dos arcos de caça que faziam barulho ao roçarem na corda. Ela é sempre triangular, lembrando um arco de caça. Tem-se conhecimento através de fábulas épicas, poesias e trabalhos de arte, que as harpas existiam séculos antes de Cristo, na Babilônia e Mesopotâmia. Foram encontrados desenhos de harpas na tumba do Faraó Egípcio Ramsés III (1198-1166 a.C.), em esculturas da Grécia antiga, em cavernas do Iraque que datam desde 2900 a.C. e textos religiosos judaico-cristãos afirmam que a harpa e a flauta já existiam antes mesmo do Dilúvio. A harpa é constituída por um corpo, pedais e cordas. Durante o crescimento do islamismo, ao longo do século VIII, a harpa viajou do norte da África até a Espanha e de lá rapidamente se espalhou pela Europa. Em torno de 1720 foi inventada a harpa com pedais, um desenvolvimento muito importante para o instrumento. Acredita-se que tenha sido inventada por Celestin Hochbrücker, tendo sido aperfeiçoada mais tarde pelo francês Érard em 1810. Actualmente a harpa sinfônica tem 46 ou 47 cordas paralelas e sete pedais, sendo quatro do pé direito e três do pé esquerdo e tem a extensão de seis oitavas.

De bônus mando também essas meninas que mandam muito no Stairway to heaven na harpa:

Antes que me perguntem, não é a mesma. São gêmeas idênticas de verdade. Camille and Kennerly.

fonte

Edmar Castaneda, o mestre da Harpa

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Related Posts