O texto-hambúrguer

Eu confesso que fiquei um bom tempo refletindo sobre colocar ou não textos ficcionais meus nesse blog. Por incrível que pareça, até agora não teve nenhum texto inventado nessa joça. Só casos reais dos mais escabrosos.Mas o que seria da vida sem uma pitada de ficção? Meu medo é o leitor achar que este é …

Leia maisO texto-hambúrguer

Morreu Bussunda

Uma pena. Acabo de saber da morte do Bussunda, há poucas horas atrás.Vai fazer falta. O mundo tá ficando cada vez mais sem graça.A pergunta agora é: Como ficará o Casseta&Planeta?

Trapalhões

Nossa como eu gostava daquele programa. Era a graça do meu domingo. Sentar e ver os trapalhões antes do Fantástico.Era incrívelmente engraçado, talvez porque os tempos fossem outros, o humor fosse outro, pela química e genialidade de quatro caras que só funcionavam bem juntos.Ou não? Ou isso se explique pelo fato de que quando eu …

Leia maisTrapalhões

Pra matar a saudade daquela novela

Lembra de quando a gente era guri e a Globo era a única soberana na TV? As novelas ditavam o que a gente ouvia, o que as radios tocavam. As roupas e comportamentos? Pra matar a saudade, aqui tá uma coleção bárbara de velharias musicais.

Presentes para animadores

Você é um animador? Está estudando animação? Pretende trabalhar com isso algum dia?Bom, aqui estão três presentes meus pra você. Mas antes de sair baixando feito louco, preste atenção: Estes livros contém copyright. Não é certo baixar os livros, a menos que você tenha um mínimo de bom senso e use apenas como uma referência …

Leia maisPresentes para animadores

666

Hoje é o dia do belzebú, satanás, catiço, demônio, capeta, anticristo, o imundo, o satã, o anjo caído, o inimigo, etc…A mulherada que tá pra ter filho teme esta data.Tenho um caso interessante pra contar de capeta e 666. No colégio, lá pelos idos de 1993 ou 1992, eu soube que uma amiga nossa lá …

Leia mais666

Olhando de soslaio

Fazia tempo que eu não praticava o delicioso esporte social de olhar o jornal alheio na lotação. E dessa vez foi no metrô. Metrô lotado de oito horas da manhã. Seis estações a percorrer e meus olhos saíram passeando pelo meio de cabeças e figuras que formavam aquela paisagem bagunçada. Eu tenho a estranha mania …

Leia maisOlhando de soslaio