Banquinho da felicidade 2

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Categorias
Night mode

Pessoal, estou começando a pensar seriamente em materializar o banquinho da felicidade. Eu reabri o tópico na nossa comunidade do Orkut para que a gente modele melhor o sistema.  O banquinho é uma ideia maluca, mas com bom potencial e o justo é que os leitores colaborem, dando ideias para que seja realmente feito.

Pra quem pegou o bonde andando, o banquinho da felicidade é basicamente a mesma coisa que o Faustão, o Pânico, e tantos programas fazem. Muita gente paga um pouquinho, eu compro um montão de prêmios fodas e sorteio entre os leitores que participarem. Só que o banquinho é um lance progressivo, que me ajudará a pagar meu apartamento, e que começa com um premio de valor mais baixo; à medida em que mais gente adere, o prêmio sobe de categoria, passando por carros de luxo importados 0km, até uma casa com piscina e carro zero na garagem!

O sistema é “código aberto” com os leitores podendo opinar e sugerir o premio e o mecanismo. Não tem nada oculto, e se eu ficar rico (o que seria ótimo e é o objetivo de tudo isso) , todo mundo vai saber.

Pra entender melhor como funciona e o que eu estou falando, leia este post antes.

Se funciona com o Fausto Silva, por que não vai funcionar pra nós aqui?

Então, a minha ideia inicial deu uma evoluída desde que eu escrevi o post do banquinho original. Eu pensei que o mais certo seria criar algum tipo de prêmio de baixo custo, para o leitor comprar e comprando, já tava automaticamente inscrito no primeiro sorteio. Eu pensei no seguinte:

Fazer o banquinho da felicidade sem oferecer nada em troca aumenta a dificuldade do negócio. Portanto eu estou em busca de algo que seja suficientemente barato e atrativo para que as pessoas queiram participar.
Minha primeira ideia é um cartão tipo de crédito, que é um pen drive de até 1Gb. Fácil de levar na carteira, todo mundo usa e é pratico e num valor acessível.
O valor deste produto (que viria com a marca do Mundo Gump) seria R$ 20,00 (praticamente o preço de uma entrada de cinema por um produto+ inscrição nos sorteios). Na compra do cartão, o cara está automaticamente cadastrado no banquinho. E isso também garante os dados, endereço, etc. Comprou, concorreu.

O custo do cartão, importado direto do fabricante na China seria R$ 12,00. Os R$ 8,00 de diferença são a contribuição individual para o premio do banquinho. A quantidade mínima para importar é 50 peças.

Isso me obrigaria a investir R$600. Agora só preciso descobrir onde e como obter este investimento inicial para o projeto.O sistema de compra seria via pagoseguro e o sistema de entrega via correios, PAC simples.

Obs: O limite de capacidade do cartão não é 1gb. Parece que vai até 64Gb. Quanto maior a capacidade, mais caro o cartão, e logo, menos dinheiro pro primeiro premio. Eu teria que negociar com o Chinês para saber a capacidade de melhor custo benefício.

O ideal seria trabalhar com o menor risco possível pra todo mundo. Pensei em oferecer o pen drive card num esquema de pré-venda, para sondar a taxa de interesse. O que vocês acham disso?

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

70 respostas

    1. Calma cara. Ainda não deu o start. Estamos elaborando ainda como vai ser. Não adianta a gente sair feito louco sem planejar com cuidado, pois isso é uma coisa criada pra todo mundo se dar bem. A ideia do cartão é que o leitor já começa adquirindo alguma coisa, não é como um papel de rifa que não serve pra nada. Assim se o cara não ganhar no sorteio, minimamente ele sai com um produto de boa qualidade.
      Precisamos de 50 leitores que garantam que tem interesse em adquirir o cartão. Essa é a massa crítica. Se chegarmos a 50 pessoas topando começamos.

  1. Sugiro comprar um livro chamado “Código Penal Brasileiro, Comentado para Leigos” e procure saber sobre a Lei 1521/51, de crimes contra a economia popular e outras leis similares.

    “Ah mas o Faustão pode!”. Sim ele pode. Qualquer um pode desde que seja algo autorizado pelo governo, o que requer autorização, alvará e auditoria.

    Até para fazer um sorteio de uma pen-drive, legalmente é preciso ter autorização para fazer. Muita gente não se preocupa com isso, mas quanto maior o esquema, mais exposto estará. E mais atenção atrai.

    Na boa, é só uma dica.

    1. Pedrão, eu fui no site da caixa pra ver como seria a regularização do sorteio. Mas não consegui encontrar em que tipo de categoria o banquinho da felicidade se enquadraria. O melhor seria concurso cultural, mas o sistema de concurso cultural não se enquadra nessa proposta. Talvez seja realmente ilegal. Aí nesse caso eu tô fora.
      Queria saber como que o faustão e o Pânico conseguiram criar este sistema de leilão deles.

  2. Caro Gump,

    Em 1° lugar leio sempre seu site, muito bacana mesmo, adoro os contos e histórias.

    Em 2° lugar, o banquinho da felicidade, amigo, isso é mais um tipo da famosa pirâmide…. eu como contador e auditor posso te explicar melhor como isso irá acabar, talvez bem para você que estará no topo do esquema que irei descrever, porem muito ruim para os que entrarem depois.

    O esquema é simples desenhe uma pirâmide no papel, e faça os tijolinhos dela, no topo da pirâmide será apenas 1 os de baixo 2 os abaixo 3 e etc… Para que o esquema pirâmide continue sempre funcionando, muitas pessoas terão que entrar nessa jogada, fazendo os “tijolinhos” aumentarem na base da pirâmide, e a cada pessoa que entra aumenta o valor para um premiado (o do topo)
    Quando a pessoa do topo da pirâmide ganha o “prêmio”, ele sai do topo e outra pessoa será “premiada”.

    Lembre se que o dinheiro das pessoas que entraram no esquema do inicio da pirâmide já não estará mais presente, pois foi utilizado para o “prêmio”, isso fará com que cada vez mais pessoas tenham que entrar na “base da pirâmide” para que outra pessoa seja premiada…

    isso cria uma corrente, que não termina mais……. não termina virgula, em algum momento nisso tudo, pessoas não vão entrar mais no esquema e todas as pessoas que entraram terão perdido seu dinheiro e não verão nenhum prêmio….

    Além disso tudo, o esquema de pirâmide é crime e dá cadeia …. portanto cuidado com esse tipo de esquema…. pois senão poderemos ter um texto com o seguinte nome para o melhor do mundo Gump “o dia em que achei que era uma grande ideia e me meti em uma furada”

    abs

    Tito

    1. Então, tito? Vc viu como é a ideia? Isso realmente constitui pirâmide?
      O sistema de pirâmide que eu conheço é só o clássico, onde o cara vai subindo e ao chegar no topo ganha o dinheiro de todo mundo. Neste caso da proposta aqui todo mundo contribui pra um tipo de fundo, que compra os prêmios e sorteia entre os que contribuíram. Não há subida de nível. O que melhora é o premio, a cada sorteio a base de leitores teria que aumentar pro premio aumentar de qualidade progressivamente.
      O cerne do projeto é que o cara já entra sabendo quantos sorteios serão. E ao entrar ele pagou para participar de cada um. O que ferra com o esquema pirâmide é que ele ilude a pessoa que aquilo vai funcionar eternamente. Nesse caso aqui não.
      E minha ideia era contratar uma auditoria mesmo, pra companhar o sorteio, as inscrições, compras, etc, pra tudo ser feito às claras, com as notas fiscais e etc.
      Mesmo sabendo que há um numero fixo de sorteios desde o início e que as pessoas participam comprando um produto isso constituiria uma pirâmide?
      Lógico que se é contra lei não vai rolar. O que eu teria que fazer para isso ser legalizado?
      O foda é isso. Tem um monte de leitor que gostaria, mas se não pode, não pode, né?

      1. Philipe,

        Infelizmente caracteriza-se pirâmide sim… Conforme mencionado no seu post:

        “Neste caso da proposta aqui todo mundo contribui pra um tipo de fundo, que compra os prêmios e sorteia entre os que contribuíram. Não há subida de nível.” – até esse momento tudo bem, isso pode ser reconhecido como um título de capitalização (tele-sena) ou algo do tipo, levando em conta que você teria que legalizar todo o processo e etc (o que demoraria um bom tempo, e ainda lembrando que no ano de 2008 até o próprio Silvio Santos teve alguns problemas com seu Título de Capitalização)

        O problema vem a seguir:

        “O que melhora é o premio, a cada sorteio a base de leitores teria que aumentar pro premio aumentar de qualidade progressivamente.” – Neste caso se caracteriza a pirâmide, temos que ter em mente o seguinte: o que acontecerá com as pessoas que fazem parte do fundo? Terão que investir novamente? Continuarão com suas “cotas” iniciais aplicadas no primeiro sorteio, participando assim do sorteio seguinte? Caso mais pessoas não entrem no “fundo” o que acontecerá com o dinheiro recolhido até então? Será devolvido? Convertido em prêmios de menor valor e um novo sorteio? Todos os fatos citados acima se caracterizam como pirâmide perante a receita Federal.

        Para legalizar esta idéia você tem que seguir a seguinte linha de raciocínio:
        A melhor forma de você divulgar o seu blog, premiar os seus leitores e ainda “lucrar algo” com isso seria montando um clube de investimentos, junto a um banco credenciado ao Banco Central, com o nome de todas as pessoas que participarem desse clube(saliento que o capital para abertura de um clube é um mínimo de R$ 30.000) além disso tudo, todos teriam que lucrar com o investimento em que o clube aplicar, não apenas os sorteados.

        Para que esse comentário não fique enorme me manda um e-mail, vou te passar meu e-mail pessoal e quando você me mandar o e-mail eu lhe mando o do meu trabalho, fica mais fácil para que eu responda, e podemos de repente discutir uma saída para investimentos onde você pode reconhecer seus leitores.

        [email protected]

  3. Pô Philipe…Nada a ver isso ai…
    Ficar rico assim não vale né.Entra pra política que assim tu fica rico logo, logo!!!
    Valeu…sou tua fãaaa, entro no site compulsivamente…hehehe :ohhyeahh:

    1. Mas Raca, ficar rico assim é melhor que entrar pra política ou abrir uma igreja. É um jeito de ficar rico onde todo mundo sabe como funciona. Contribui quem quer, sabendo do risco e tal. Minha ideia era fazer um jeito de ganhar grana rápido, divulgando o blog e ajudando os leitores. Mas se for ilegal como o Tito falou, já era. Eu não entro em nada que é ilegal porque não sou burro.

  4. Faaaaala Phillipe, blz? O que eu achei da idéia? Só te digo uma coisa: Onde é que eu assino? Hehehehe… Seguinte, a dona patroa trabalha na CEF, posso perguntar pra ela hoje à noite e ela pode se informar e depois te aviso dos procedimentos e se esse tipo de sorteio é ou não é passível de registro na caixa, blz? Abraço, Juliano.

  5. Quero entrar para o primeiro sistema de premios open source da historia….huahuaua….Depois que acertar a parte burocratica Phillipe comece pelo esquema de pre-venda mesmo…acredito que todos aqui darão o maior apoio.

    Abraços,
    Wes

    1. Engraçado foi que um cara me mandou um email assim: “Pô, cara, mas aí você vai ficar rico. É sacanagem!”

      Meu, é sacanagem eu ficar rico? Como assim? Não pode? Se meus amigos quiserem que eu fique rico e me derem dinheiro é imoral? É ilegal? Poxa, fiquei triste. Eu gosto de ter amigos ricos. (e tenho alguns que inclusive são fãs aqui do blog) Eu gosto que eles tenham grana. Aliás, se eu pudesse, eu gostaria que todo mundo que eu conheço fosse rico. (meus aniversários iam ser ótimos)
      O que eu disse pro cara é: Pensa bem,cara. Se eu pobre já invento boneco, escrevo roteiro e faço um monte de maluquice, imagina só o que dá pra fazer sendo rico! Eu poderia pagar do meu bolso meus próprios filmes e veríamos a trilogia da morte nos cinemas… Ia ser muito legal, hahahaha.

      Mas falando sério agora, – Mandaram eu apagar esta parte pra não ser sequestrado – Ficar rico é algo que pode acontecer de algumas horas a meros dias. Ou não, e mesmo se não acontecer, não vou deixar de ser feliz por causa disso. (mas algo – que não posso contar – me diz que vai funfar, hehehe)

      1. Phillipe, a única coisa que vc não pode depois de ficar rico, é parar de escrever o blog.. ehheheheheh isso vc vai ter que colocar em cartorio hein.. nada de simular morte para nao precisar escrever..

        abs.. tô dentro do que vc achar a melhor ideia.

      2. Hey, num vale querer fazer area restrita `a quem comprar :P. Nao tenho como participar, mas acho uma ‘otima id’eia, claro, vc tem que tomar suas precauc’oes em rela’c~ao a isso, mas ter que ouvir que sua ideia ‘e furada, e nem tentar, ‘e coisa de gente que nunca far’a nada, por medo ou falta de ideias pr’oprias. O que vou fazer na net sem poder ler seus posts, quando tiver area restrita?!

        1. Não, Rê, eu tenho um porrilhão de idéias furadas. Eu tenho um talento nado para me meter em roubadas. Aliás, mais da metade de todas as minhas aparentes boas ideias eram retumbantes furadas em potencial. Eu acho que fui esperto casando com a mulher mais pé no chão do universo. É a Nivea que me segura. Acho que sem ela eu já estaria preso, falido ou no minimo sem alguns dentes na boca.

      3. Oque gosto no Philipe, eh a sutileza e o sapateado que ele responde os coment’arios mais est’upidos e in’uteis, que ‘e claro, apare em qlq lugar….
        Mas poucas pessoas conseguem fazer isso sem levar pro lado pessoal, e de maneira t~`ao boa quanto ele…

  6. pooo tava doido pra entrar, mas parece que esbarra mesmo na burocracia, penso que juntar gente pra comprar algo legal, sortear entre os participantes e receber uma parte da grana como taxa de administraçao nao me parece errado. mas apesar de voce estar informando todos os riscos, o seu sistema é honesto, entao creio que deva haver uma lei contra isso.

    UmPonto

    1. Na verdade, a legislação brasileira é tão doida e complicada que sempre há uma maneira de se fazer tudo.
      Por exemplo, se eu não disser que há um sorteio, se eu disser que quem comprar o pen drive vira sócio com acesso a área restrita a membros e se não disser que as pessoas que comprarem o cartão-pen drive vão concorrer, aí pode. É apenas uma venda normal, com um cadastro para membros da “confraria gump” de brinde.

      Aí logo depois, se eu seguir o que manda a lei e cadastrar o blog uma promoção cultural (mesmo que a pergunta seja estupida como “o nome do meu blog é mundo_________” ) restrita aos leitores associados, eu posso sortear brindes entre eles.
      Na pratica deu no mesmo que o banquinho da felicidade, mas não constituiu contravenção. (pelo menos foi o que uma amiga minha que é advogada me disse)

      No Brasil o que é foda é isso. Não pode fazer as coisas abertamente, tem que ser sempre com subterfúgios, com truques e manobras jurídicas.
      Desanima.

  7. assino aonde?
    poxa pq isto averia de ser ilegal?vejo milhares de pessoas gastando fortunas en joguinho de mega sena ou loteria e não ganham absolutamente nada en troca aqui no caso voce ta dando o tal pendrive ainda. n intendo. o cara ali fala que todomundo ten de sair no lucro pra ser legal mas pera ae eu mesmo ja apostei varias veses na loteria e naão ganhei nadinha de nada mas nada mesmo nuca nunquina ganhei nada. :shocked:

    1. A raiz da ilegalidade me parece que advém do não pagamento de tributos ao governo.
      O governo brasileiro funciona como o “dono da bola” se ele não ficar com a melhor parte, não deixa a galera jogar. As loterias funcionam porque o governo arrecada pra ele mesmo. No melhor esquema “eu posso, mas mas ninguém pode. Só eu”.

  8. a desculpe ta aqui denovo mas. quero aproveita pra perguntar se pedir doação num saite é conta lei? to pensando en faser isto.. tipo pedir esmola sabe como se foce um mendigo so que de uma forma mais bonitinha e pra milhares e milhares de pessoas. ps : penso em mandar e-maisl tamben pedindo um valor do tipo seila 50 centavos e ver oq da….quero comprar unma placa de video que meu pc não tem sabe. aproposito . Philipe porque voce não poen umas salas de chat aqui no seu site pra os posts n ficarem muuuito lomgos como os meus? seria bom junta os leitores para um papunho imformal não?

    1. Nunca tinha pensando em fazer uma sala de chat. Boa idéia. Vou ver se dou um jeito nisso.
      Com relação a sua pergunta, pedir esmola não é contra a lei. Só que vai ser foda (beirando o impossível) alguém te dar 0,50, porque isso é complicado de fazer on line. Mendicância virtual funcionou há algum tempo atrás, quando o paypal foi inventado. Hoje caiu meio que numa invisibilidade. Minha sugestão é que você encontre algo de valor para oferecer ás pessoas em troca de doações. Tipo programar um plugin que seja últil, escrever um ebook sobre algo que você saiba bastante, etc. Isso faz com que as pessoas te doem trocados por gratidão. Quanto mais útil for, mais dinheiro você pode ganhar.

  9. Na verdade qualquer sorteio seria ilegal, porém como se trata da aquisição de um bem (o pendrive no caso) a coisa muda de figura. Mas ainda sim que ter autorização e auditoria.
    Esses sorteios que ocorrem na tv são feitos assim: A pessoa manda um sms e “compra” um pacote mensagens sobre um assunto, veja que elas estão comprando algo e não apenas pagando para concorrer! Porque se fosse assim configuraria crime.
    Então vc já evoluiu a idéia do primeiro banco ao vender o pendrive.
    Quanto a pirâmide basta que apesar do dinheiro ficar acumulado o comprador do pendrive ao pagar por ele concorreria a um número pré-deterindado de sorteios (dois por exemplo) se quiser concorrer a mais deverá comprar outro produto.

    O maior problema aqui é que vc parece estar baseado que a cada dia 12000 pessoas diferentes entrem no site, mas o que ocorre na realidade é são as mesmas pessoas, claro que sempre entra alguém novo, mas provavelmente não essa quantidade. Esse problema pode ser resolvido com redes sociais.

    Outro problema é que todos os potenciais compradores teriam que ver a idéia, logo o primeiro tópico teria que ser fixo ou algo equivalente a isso.

    Você teria que saber quantos pageviews vc tem de ip’s diferentes e ainda considerar que uma mesma pessoa entra no site por computadores diferentes.

    Na verdade isso tem que ser conversado são muitas variáveis e não é possível escrever todas em um comentário de post.

    Mas se você for empenhado vai se informando e resolvendo todos esses detalhes um a um até conseguir lançar o “banquinho da felicidade”, que com certeza não poderia ter esse nome!

  10. outra coisa com relação as pirâmides, elas partem da premissa que ao entrar a pessoa recebera lucro em cima das outras que ela adicionar no esquema e aqui não tem nada disso. Procure se informar com alguém especializado no assunto, mas não me parece pirâmide.
    Como disse no outro comentário está mais para aqueles sorteios de sms que o faustão e pânico fazem. A difença (pra melhor) é que ao invés de comprar “spam” em forma de sms ( eles vendem horoscopo, informações/curiosidades sobre um assunto) estriamos comprando um objeto.

  11. Realmente, a idéia não constitui pirâmide, mas é de qualquer modo modalidade de sorteio ciminosa que quebraria o monopólio dos concursos de prognósticos detidos pela União e operados pela Caixa Econômica Federal.

    O concurso cultural é uma opção, e não há exigência quanto à complexidade do questionamento — por exemplo, “qual é o Blog mais gump do Brasil”, ou qualquer pergunta idiota dessas.

    1. Pois é, cara. Mas você concorda comigo que é uma parada meio hipócrita essas artimanhas, né? A lei brasileira é muito metida a abarcar tudo. Quer abraçar o mundo com as pernas e não consegue. A legislação nacional é tão confusa e cheia de meandros que torna muitas questões judiciais que seriam resolvidas simplesmente com o bom senso de um juiz numa infinita sucessão de apelações, e instâncias, num mar sem fim de papeis e burocracias que tragam dinheiro publico como nem um buraco negro seria capaz de tragar.

  12. @ ivan zoz e philipe:

    mendicância é sim contra a lei, desde que configure coação moral ou constrangimento de qualquer natureza.

    dêem uma olhada na Lei de Contravenções Penais.

    1. Por que você acha isso? Minhas hipóteses são:
      1- Porque daria merda e eu seria preso. – Neste caso vc está certo.
      2- Porque eu poderia (em tese) ganhar uma bela grana, o que me levaria a ter mais tempo livre, o que significaria mais posts, mais bonecos, mais contos e talvez uma equipe trabalhando no blog, oferecendo assim posts de melhor qualidade.

      Mas fique tranquilo. Ainda não me decidi se levarei isso a diante ou não.

  13. O segredo é a simplicidade, se vc “vender” um boné do mundo gump a 0,90c, um chaveiro do mundo gump 0,90c e uma caneta do mundo gump 0,90c vc ja garantiria q as coisas seriam bem mais simples pra vc, p q vc estaria vendendo um produto, e na compra desse produto a pessoa geraria um numero de sorteio, a cada mes a pessoa compraria um produto diferente e no fim teria um mini-kit Mundo Gump, fora a chance de ganhar nos sorteios. So uma ideia!

  14. Philipe,

    Poderia me passar algum contato com esse fornecedor chinês de credit-card-usb?

    Um email, um site, qualquer coisa. Encontrei uma tal de “Shenzhen Trankoo Technology”, mas não sei se é o mesmo que o seu…

    Trabalho em uma empresa de telecomunicações no RJ e achei esse gadget muito bom para entregar a clientes, com drivers de modem, programas úteis, até mesmo arquivos de ajuda, etc.

    Obs.: Sou seu leitor através do RSS. Não caí aqui de paraquedas… =)
    Obs².: Caso prefira, me passe o contato por email. Coloquei o pessoal, mas se você quiser o profissional (para saber o nome da empresa), eu passo…

    Forte Abraço,

    Marcos Victor.

  15. Philipe, nunca comento mas estou sempre aqui no seu blog. O que eu vejo de complicação na sua idéia é que você quer relacionar os sorteios. Não entendo nada de direito, mas não ficaria mais fácil tratar cada sorteio individualmente?

    Exemplo: Você vende os 50 pen drives e sorteia algo pros 50 leitores que compraram. Aí depois vende outro produto pra 50 leitores e sorteia entre eles. Com o tempo, o número de interessados cresce e você passa a vender 100 produtos invés de 50, e por aí vai… Aumenta o interesse e aumenta o seu lucro, entendeu?

  16. Também não entendo muito de leis e tal, mas acho que você deve ir pelo caminho apontado pelo Eduardo.

    Diversos blogs fazem sorteio de gadgets, após os reviews…

    A única diferença é que eles condicionam a participação a atos que não envolvem a compra de um bem, mas a atos “sociais” como dar RT em um tweet, se cadastrar aqui e ali, etc.

    Vai por esse caminho que você deve encontrar a luz.

    Abraços.

  17. nossa, essa ideia é pra lá de maluca! /narrador da sessão da tarde ON
    mas falando sério, as ideias de produtos do primeiro post do banquinho me pareciam melhores… esse pen drive card aí não me agradou =/ por 20 reais sou mais uma camiseta, boné, caneca (adoro canecas *_*) ou algo do gênero, com o logo do mundo gump, é claro.
    ah mas nem sei se eu ia ganhar… vc tem tantos leitores! já ganhei algumas coisas em concurso cultural, bingo (kkk) e álbum de figurinha (!) mas pra sorteio não tenho sorte =/
    como um cara comentou lá no 1º post, prêmios menores mas em grande quantidade funcionam bem (especialmente no começo), a ideia da caixa de bombons é sensacional, adoraria ganhar! :love:

  18. Não sei quem disse a você que é possível “ficar rico” sem trabalhar e assumir riscos. Esse maravilhoso esquema que você viu no Faustão e no Pânico, não é fácil de ser elaborado e obviamente, não é feito sem dinheiro. Quando os caras do Pânico dizem que vão dar um carro, eles tem que dar o carro. Mesmo que só um cara ligue pra lá e pague os 5 reais, eles tem de arcar com o prejuízo e dar o carro pro cara. Você não tem nem 600 reais pra arriscar e começar o negócio e quer ficar rico?
    Você me parece um cara inteligente, mas acreditar que o esquema do Faustão e Pânico é feito “nas coxa” é querer provar o contrário. Não existe um concurso, onde primeiro se arruma 50 panguás pra comprar uma porcaria qualquer da china, vê-se o lucro (no seu caso 400 reais) e só depois pensa em qual vai ser o prêmio dado e o sorteia. O correto é: primeiro você compra os pendrives e o prêmio marca a data do sorteio e diz qual vai ser o prêmio e diz o que cada comprador tem de fazer para concorrer (se não vender tudo até a data, problema do investidor – seu, no caso) então faz-se o sorteio de forma legal e com testemunhas pela Caixa e entrega o prêmio. Se der lucro, sorte sua. Se não ser, foda-se. Não é problema do comprador.
    Eu sou advogado e já ganhei bastante dinheiro entrando em sorteios e concursos mal feitos e processando depois, reclamando meus direitos. Conheço vários outros caras caçadores de sorteios mal feitos como eu. Se você for mesmo fazer, elabore bem o contrato, disponibilize (Faustão e Pânico disponibilizam seus contratos na internet) e se houver algo errado, pode contar com minha “participação” (e com meu processo, é claro).
    Take care.

    1. Se ele quisesse mesmo fazer tudo nas coxas, como você mesmo disse, ele não estaria fazendo um post pedindo opinião e lendo os coments com tanto cuidado.. não acha? Já teria lançado o bagulho, desde o primeiro post.. que faz teeeeeempo.
      Seria bem melhor se você tivesse vindo aqui, com todo seu conhecimento de advogado e ajudasse a pensar em algo legal..

    2. O Philipe já deixou claro que não quer fazer nada ilegal, quer tudo nos conformes e esse é o motivo do post. Você me parece um cara inteligente, mas não perceber a premissa do post é querer provar o contrário.

    3. João, certamente que se eu quisesse fazer de qualquer maneira eu teria feito, uma vez que a ideia original deve ter quase um ano, senão mais. Mas você está certo no amplo espectro do seu comentário, onde diz que concursos mal feitos merecem tomar processo na cabeça. Concordo integralmente. É por isso que eu, após ter a idéia, abri o funcionamento e pedi sugestões aos leitores. Eu creio que você não entendeu bem a mecânica do projeto. Eu realmente irei lançar mão do investimento necessário para a compra do prêmio, cara. Eu não sou nem maluco e nem 171. Isso é o básico e o mais importante.
      O prêmio é SEMPRE comprado antes do sorteio. O que eu estou fazendo que ninguém faz, porque não possuem a própria mídia, (com exceção do Pânico) é questionar aos potenciais participantes se realmente existe o interesse, para que eu não invista no escuro. Eu só posso fazer isso porque eu sou o dono da midia, que é o Mundo Gump.
      Mas a lógica original seguiria esta ordem:
      – Primeiro sorteio –
      1-Levantamento de potenciais interessados para redução do risco.
      2-Compra dos pen drives na china – entrega, desembaraço alfandegário (por minha conta)
      3-Venda dos pen drives aos interessados – (Cobre custos da parte 2 e sobra para a parte 4)
      4-Compra do premio e divulgação do mesmo
      5-Sorteio de um Mp5 ou gadget de preço acessível
      6-Entrega e divulgação do ganhador

      O primeiro sorteio é a alavanca. Ele é feito co um premio de baixo custo, e serve para testar a metodologia. É a partir do segundo que as coisas começam a esquentar. Todos os não sorteados no sorteio 1 acumulam suas chaces para o sorteio 2, mas não para o 3. Caso queiram participar com mais chances, podem repetir o processo de inscrição comprando um novo produto. Se o cara faz isso, ele concorre com “dois bilhetes”. Quanto mais comprar, mais chances tem de ganhar.
      E assim o processo se repete. Agora, como as pessoas viram que o primeiro foi tudo legal, mais gente acredita e entra. Com esta entrada, há um aumento do valor acumulado e o premio pode ser melhor. Vamos dizer, uma Tv de LCD, por exemplo. Eu só começaria a ganhar dinheiro realmente a partir do terceiro. Tudo depende diretamente da habilidade em fazer as pessoas quererem participar. Quanto mais gente participa, mais dinheiro vai pro fundo de compra do premio. É um processo cíclico.

      Mas isso é só uma ideia. A metodologia não está completamente elaborada, porque varias coisas tem acontecido na minha vida pessoal e isso está me atrapalhando ter tempo de parar para estudar, planejar e por as coisas em ordem. Hoje, eu diria que existem bem menos chance de eu fazer isso do que há alguns dias atrás, porque como eu já disse, não vou fazer nada contra a lei e nada nas coxas.

  19. Primeira vez comentando, mas ja leio faz um bom tempo, desde a época que era blog, e to dentro, se for rolar pode contar comigo! e tomara que fique rico mesmo, seu trabalho aqui é muito legal!!!

    1. Brigadão, Luis. Ao longo de quatro anos este blog tem me proporcionado muitos tipos de riqueza. As melhores são as imateriais. Graças a ele eu sou obrigado a vasculhar a rede todos os dias em busca de coisas interessantes. Para cada post existem muitas horas de pesquisa e estudo e isso tem contribuído muito pra minha cultura geral. As amizades e relações sociais também. Elas cresceram e atingiram um grau que eu nunca pensei que seria possível. E os anúncios dão uma graninha preciosa que ajuda a pagar as contas e ainda sobra pra pagar as prestações do meu apartamento.

  20. Kling, algumas questões:
    1) O pendrive já chegou da china? pois independente do banquinho, eu quero o meu. Puta demora e eu precisando de um pra transportar meus V´s e Criminal Mind aqui do escritorio lá pra casa…
    2) Se você for sortear o lucro liquido, posso pegar minha parte em $$ e não em premios?
    3) Meu frete do carddrive já está embutido? Você conhece o contrato de e-comerce dos correios?
    4) E agora, o pendrive já chegou?

    1. OI Verena, o banquinho é só uma idéia. Com base nas sugestões dos leitores eu estou gradualmente aperfeiçoando o modelo, mas até o momento eu tenho mais razões para não fazer do que razões para fazer.

      1. Mas eu não to perguntando do banquinho não, e sim do produto mesmo!!! Se depois de vender os 50 carddrive você quiser premiar uns 5 escolhidos, eu vou achar ótimo, se não, sem problema!

        O banquinho tem mais gente agourando do que apoiando, então não acho que deva faze-lo dessa forma que pensou.

        Mas volto a dizer, eu quero comprar esse card-drive, a 20 reais, com um giga de espaço.
        Acho que enquanto o banco não rola, porque você não põe o card em prévenda e depois decide se vai premiar alguém?

Deixe um comentário para Alberto "Montanha" Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

© MUNDO GUMP – Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução sem autorização.