fbpx

Textos

Ah, não! O Alboghetti morreu.

É com pesar que eu comunico a vocês que o famoso Alborghetti morreu. O Alborghetti foi um dos primeiros repórteres policiais do...

Escrito por Philipe Kling David · 57 segundos de leitura >

É com pesar que eu comunico a vocês que o famoso Alborghetti morreu. O Alborghetti foi um dos primeiros repórteres policiais do estilo pinga sangue que ficou famoso por falar o que pensava no ar. Nunca vou me esquecer do dia em que ele saiu do palco do programa e deu porrada de verdade no câmera.
O Ratinho, por exemplo, fez fama imitando descaradamente o estilo do Alborghetti, inclusive o lance do cassetete do Ratinho (Que foi repórter do Alborghetti durante 12 anos) foi chupado na maior cara-de-pau do porrete com que o Alborghuetti castigava uma mesa surrada a cada notícia de morte, assalto, estupro, etc. O Luis Carlos Alboghetti ficou famoso por seu bordão “cadeia nele!”
EU ria muito com este cara. Ele sempre aparentava estar nervoso, fora de controle. Não raro bufava e babava durante a apresentação do programa. Mas quem acompanhava sabia que ele criou um estilo. Alborghetti era muito bem humorado à sua própria maneira.
Vai deixar saudades no universo do Tv-show-bizarro nacional. Ele morreu vítima do câncer no pulmão. (Como já dizia o próprio Alborghetti, “fuma desgraçado!”)

Pra quem não conhecia o cara deixo aqui a fonte da Wikipedia.
Mas para lembrar dele nada melhor que alguns dos seus bons momentos na Tv:

Aqui Alborghetti manda um recado para os seres do espaço, naquela época em que disseram que uma nave viria descer na Terra dia 14 de outubro.

Deve ser por isso que os aliens da Blosson Goodchild não vieram, hahaha.

Alborghetti fala sobre como Ratinho passou ele para trás.

Escrito por Philipe Kling David
Designer, blogueiro, escritor e escultor. Seu passatempo preferido é procurar coisas interessantes e curiosas para colocar neste espaço aqui. Tem uma grande atração por assuntos que envolvam mistérios, desconhecido e tecnologia. Gosta de conversar sobre qualquer coisa e sempre tem um caso bizarro e engraçado para contar. Saiba mais... Profile

Balanço de 1 ano em Portugal

em Curiosidades, Textos
  ·   9 Minutos de leitura

Fui operado e não posso nada

em mundo gump, Textos
  ·   43 segundos de leitura

O homem solitário

em Textos
  ·   1 Minutos de leitura

13 respostas para “Ah, não! O Alboghetti morreu.”

  1. Na verdade no video “OVNI De 14 de outubro de 2008” ele não está se referindo aos marcianos e sim ao ET da transamérica que estava copiando ele.

      1. É porque ele é paraibano (João Pessoa) e o resto do país não dá muita importância a aqui.

        E também porque ele desce o pau no povo (agora desce meeeeesmooo) e se ficasse “famoso” ia chover processo, assim como já chove aqui. Hehehe.

        Ele passou um tempão fora do ar porque vivia chamando o ex prefeito daqui de filha da puta safado (hoje senador Cícero Lucena da máfia das ambulâncias e sanguessuga) no rádio.

        Veja os videos aí e veja o que ele acha dos homossexuais, por exemplo. =]

  2. Alborghetti ownavaaaaa… “tem que por tudo no pareeedãooo… enfia uma trolha na bunda delesss” ahuAHuHAhUAHUHAUA

  3. Tirando alguns pára-quedistas tipo o André Mendes ali que fez o comentário desagradavel, que mal devia conhecer o Alborghetti, a grande maioria da população, principalmente o pessoal que mora no Paraná, sentirá a falta desse grande ícone do jornalismo policial. Lembro que numa grande parte da minha infância assistí esse cara aí na TV, e sempre o admirei por não ter papas na lingua. Seus gritos muitas vezes enlouquecidos acabam sendo uma forma de expressar a revolta que o brasileiro engole, cada pancada na mesa, uma expressão da raiva de não poder fazer nada frente aos governantes corruptos, falsos moralistas e e o aumento crescente da violência. E se tinha uma coisa que o Dalborga odiava, era o falso moralismo. Pessoas que usam direitos humanos para dar mordomias a um assassino estrupador na cadeia, e simplesmente abandonam a família da vítima, por exemplo. Alborghetti parecia louco, mas fazia ótimo uso de sua loucura.

  4. Vale lembrar que o ratinho era reporter do Dalborga e que tomava cada “mijada” no ar que era de matar de rir…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.