A cobra que engoliu o gatinho

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Categorias
Night mode

Veja que legal um raio X de uma cobra Píton que engoliu um gato inteiro. Não sei porque isso me lembrou o chestbuster de Alien o 8 passageiro.

Engraçado é como um trambolho desse passa por aquela cabecinha minúscula. Uma coisa incrível de se ver. Ela desloca os maxilares para poder engolir a presa. Ela consegue abrir o maior bocão porque o maxilar dela não é preso no crânio. São dois e estão ligados ao crânio por ligamentos elásticos.

Fonte

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

9 respostas

  1. A Píton é uma das maiores cobras do mundo, chegam a medir mais de 8 metros e mais de 85 quilos, desta forma percebemos que o tamanho da cabeça não é tão pequeno assim.

    Penso que um gato é algo pequeno para ela, apenas um aperitivo. :shocked:

    abração

  2. Caro Amigo Philip..

    As cobras não deslocam a mandibula…

    elas podem comber algo maior que a cabeça por 3 motivos..

    a mandibula não é presa ao cranio, a madibula inferior e dividida em duas partes, esquerda e direita.. e ligamentos elásticos…

    isso faz que a cobra possa engolir algo grande se muito problemas.. basta que não tenha algo que atrapalhe no caminho como chifres ( por isso elas costumam começar pela cabeça )

    :B eu sei.. eu sou um nerd chato!

  3. O nerd chato esqueceu de dizer que tudo que entra sai, ou seja as pregas da cobra são bastante elásticas também…por isso que elas não tem hemorróidas… :B

Deixe um comentário para Atila Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

© MUNDO GUMP – Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução sem autorização.