Sobre muçulmanos e bombas

O curioso caso do menino que levou um relógio para a escola e que foi confundido com um terrorista com uma bomba ganha um novo prisma.