A cadeira obscura – Parte 12

Renato ainda teve um microscópico segundo de reflexão. Pensou que aquilo não era possível  Só podia ser um pesadelo. Mas não era. Era real e o monstro estava mesmo lá. O Bicho pulou de dentro da banheira e veio com tudo na direção da porta. Renato colou o corpo contra a cabeceira da cama antiga. […]