As esculturas de Joseph Marr

Quando eu era mais novo, e ia na pracinha, costumava ouvir um barulho recorrente. Era um plec-plec-plec contínuo, que surgia do nada, e imediatamente eu e todas as crianças que ouviam aquele som, corríamos ao seu encontro. Ali estava o “homem do pirulito”. O barulho era produzido por uma placa de madeira contendo um tipo […]