Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Se você perdeu os posts anteriores aqui estão:

Incríveis pedras azuis

Incríveis pedras multicoloridas

Incríveis pedras roxas

Incríveis pedras vermelhas

Incríveis pedras amarelas

Incríveis pedras verdes

 

Dando continuidade a minha série de pedras coloridas, aqui está o post com dez incríveis pedras cor de rosa.

10 Incríveis pedras Cor de Rosa

1- Quartzo Rosa

Quartzo rosa ou Quartzo róseo é um tipo de quartzo, que tem uma tonalidade cor-de-rosa clara (mais luminosa e brilhante). A cor deve-se geralmente a uma quantidade pequena de impurezas de titânio no material maciço e, como tal, raramente se encontra na forma de cristal. A verificar-se, a sua cor deve-se a um fosfato e não a uma impureza. Estudos recentes de difração de raios X sugerem que a cor é devida a finas fibras microscópicas de possivelmente dumortierita dentro do quartzo. Os primeiros cristais foram encontrados na pegmatite, encontrada próximo a Rumford, Maine, EUA, mas a maioria de cristais no mercado vêm de Minas Gerais, Brasil.

Não é muito popular como gema facetada porque sua cor cor-de-rosa clara é frequentemente demasiado pálida e as pedras são sempre fuscas, e tenham, muito frequentemente, falhas grandes. Quando o quartzo cor-de-rosa é cortado em cabochons, ou arredondado em grânulos para colares ou esculpido, torna-se de longe mais eficaz.

Os exemplares mais apreciados pelos colecionadores são os cristais quase transparentes (diz-se quase porque a sua transparência nunca é total) que no mercado chegam a atingir preços elevados. O quartzo rosa é a variedade mais valiosa dos quartzos translúcidos. Os exemplares mais espetaculares vêm de Madagascar, onde encontram-se os melhores exemplares incluindo os cristais quase transparentes, contudo a produção do Brasil é mais abundante.

2- Strenguita

strengita é um mineral da classe dos minerais fosfatados , e dentro dela pertence ao chamado “grupo variscita “. Foi descoberto em 1877 na mina Eleonore em Wetzlar, Hesse, sendo nomeado em homenagem a Johann A. Streng, professor de mineralogia da Universidade de Heidelberg (Alemanha).

3- Safira Rosa

É dado o nome Safira a qualquer variedade de coríndon de qualidade gemológica que não seja de cor vermelha (a variedade vermelha do coríndon é o rubi).

Ótimas gemas vêm de Myanmar (Ratnapura) e as maiores, da Austrália. É rara no Brasil, existindo no Mato Grosso, Goiás, Santa Catarina e Minas Gerais. A safira situa-se entre as gemas mais valiosas, embora já tenha havido época em que era usada apenas em mecanismos de relógio. A variedade azul-escura com tons de violeta é a mais valiosa de todas. Por tratamento térmico, a safira pode ficar tanto mais clara quanto mais escura. A amarela fica incolor e a violeta fica rósea. Usam-se temperaturas entre 1.500 °C e 1.800 °C, em forno elétrico, em ambiente com oxigênio ou não, e o processo demora de duas horas a três dias. Safiras praticamente incolores do Sri Lanka podem ficar bem azuis. Expostas a radiações, as safiras incolores ou róseas ficam alaranjadas. A incolor ou amarelo-clara, sob ação dos raios X, fica amarela, semelhante a alguns topázios.

4- Turmalina rosa

Os minerais do grupo da turmalina constituem um dos mais complexos grupos de silicato quanto à sua composição química, sendo todos eles ciclossilicatos.

A turmalina apresenta uma grande variedade de cores. Geralmente as ricas em ferro vão desde o preto ou preto-azulado ao castanho escuro; aquelas ricas em magnésio são castanhas a amarelas e as turmalinas ricas em lítio apresentam-se praticamente em todas as cores azul, verde, vermelho, amarelo ou cor-de-rosa etc. Muito raramente são incolores. Os cristais bicoloridos e multicoloridos são relativamente comuns, refletindo variações da composição do fluido durante a cristalização. Os cristais podem ser verdes numa extremidade e cor-de-rosa na outra ou verdes no exterior com interior cor-de-rosa (este último tipo é por vezes chamado turmalina melancia).

5- Rodocrosita

rodocrosita ou rodocrosite é um mineral constituído por carbonato de manganês, com composição química MnCO3. Descoberta em Cavnic, Maramureş, Romênia, em 1813. O seu nome deriva da palavra grega para cor-de-rosa.

Ocorre em veios de origem hidrotermal, conjuntamente com outros minerais de manganês, em depósito de baixa temperatura, como nas minas de prata da Romênia, onde foi pela primeira vez identificada. Em Capillitas, Argentina, é explorado um depósito em que a rodocrosita ocorre em bandas, de onde se obtêm alguns exemplares com qualidade suficiente para serem utilizados em peças ornamentais e joalheria.

6- Kutnorita

Kutnorita faz parte da família das dolomitas. Muitas  vezes é encontrada crescendo junto com a aragonita. Possui uma delicada cor rosa sendo opaca e extremamente frágil.

7- Diamante cor-de-rosa

O diamante rosa é um tipo de diamante que tem a cor rosa. A origem de sua cor rosa é muito debatida no mundo gemológico, mas é mais comumente atribuída à enorme pressão adicional que esses diamantes sofrem durante sua formação.

Os diamantes rosa pertencem a uma subcategoria de diamantes chamados diamantes de cores extravagantes , o nome genérico de todos os diamantes que exibem qualquer tipo de cor. Os diamantes rosa variam de perfeitos a incluídos, assim como os diamantes brancos. Vários diamantes rosa com uma clareza perfeita internamente foram descobertos, mas apenas um é conhecido por ser completamente perfeito, o Pink Star (que logo foi rebatizado de Pink Dream até ser desviado para a Sotheby’s ).

8- Thulita rosa

9- Dolomita

Dolomita ou dolomite  é um mineral anidro de carbonato de cálcio e magnésio, com fórmula ideal CaMg(CO3)2, muito abundante na natureza sob a forma de rochas sedimentares dolomíticas. Este mineral é utilizado como fonte de magnésio e, sobretudo, para a fabricação de materiais refratários.

10- Berilo cor de rosa ou Morganita

O mineral berilo é um ciclossilicato de berílio e alumínio com fórmula química Be3Al2(SiO3)6. Os cristais hexagonais do berilo podem ser de tamanho muito pequeno ou atingir dimensões de alguns metros. Os cristais terminados são relativamente raros. O berilo exibe fratura concoidal, tem uma dureza de 7,5-8, um peso específico de 2,63-2,80. Possui brilho vítreo e pode ser transparente ou translúcido. Clivagem basal fraca, com hábito bipiramidal dihexagonal. O berilo puro é incolor, mas é matizado frequentemente por impurezas; as cores possíveis são verde, azul, amarelo, vermelho, e branco. O seu nome tem origem no grego beryllos (bela cor azul-esverdeada da água do mar). O berilo cor de rosa é comumente chamado de Morganita. Sua cor rosa é devido a manganês e ferro na composição mineral)

E aí qual você gostou mais? Deixe sua escolha nos comentários.

10 incríveis pedras rosa

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Uma ideia sobre “10 incríveis pedras rosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Alerta: Conteúdo protegido !!