Viking Warrior parte 4 – Construindo o Viking

Oi pessoal. Eu sei que vocês já devem estar de saco cheio de tanto falar em bonecos e esculturas e etc. Mas não tem jeito. Aqui vai mais uma etapa da peça Viking Warrior.

Depois de um tempo sumido, estou de volta com mais um capítulo da série, onde eu vou mostrar em passo-a-passo a construção de uma escultura que se resume a um viking lutando e despencando com um monstro do alto do pico de uma montanha, em meio a neve.

Após a construção do monstro, eu começo a fazer uma estrutura humanoide de arame. Esta estrutura não é detalhada, mas serve para definir a pose. Depois de definida a pose eu construo um esqueleto melhorzinho.

 

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

Só testando a posição. Este ainda é um proto-esqueleto do boneco.

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

Definida a posição, eu faço o esqueleto oficial. A diferença entre os dois é meramente a tensão do arame e as dimensões.

Para ficar certinho, eu uso uma referência anatômica impressa na escala do boneco, onde tranço de arame as partes seguindo as dimensões da figura.

Como eu queria um monstrão bem maior que o cara, fiz uma estrutura um pouco menor que a do monstro. Em seguida, usando um alicate de bijuteria eu dobro as juntas deste esqueleto para a posição que desejo.O passo seguinte, foi espremer uma quantidade de apoxie em volta da estrutura de arame para dar uma certa resistência a ela. Como o apoxie, como toda massa epoxi é pesada, eu usei apenas a quantidade necessária para que o boneco ficasse firme.

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

O lance é que numa peça em balanço como esta, eu tenho que deixar o modelo o mais leve possível, já que ele vai se apoiar no monstro, que já está bem pesado.

Após a base de aepoxie eu coloquei um pouco de volume usando polyclay macia.

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

Quando chega a hora de modelar a cabeça, eu usei a poliart doll.Esta é uma massa polyclay traslúcida da MSFX que parece bastante com a supersculpey, tanto na capacidade de obter detalhes quanto na cor.

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

O Leo fabrica duas linhas dessa massa, sendo a poliart doll pele de bebê e a pele de fada.

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

Eu fiz uma mistura de poliesculp bege com poliart doll bebê e fada, mas um resto de super sculpey que eu tinha em casa para obter uma massa mista e ver no que dava. O resultado dessa mistura me agradou bastante. O passo da escultura foi simples. Peguei uma porção da massa e fiz uma bolinha. Sobre ela tracei as linhas dos olhos nariz e boca. Com um instrumental de dentista eu vou adicionando e retirando minúsculas porções de massa. Os olhos eu fiz com bolinhas de poliesculp, que endureci com o secador de cabelos. Eu resolvi experimentar uma nova técnica de olhos nesta peça. Em vez de fazer os olhos totalmente separados como no lobisomem, eu fiz as esferas separadas, mas deixei a parte frontal plana. Minha idéia (que eu não sei ainda se vai dar certo ou não) é depois de pintar a peça, aplicar uma gota de resina gelificada ali para formar o cristalino só no fim de tudo. Isso porque o olho do lobisomem demorou muito pra endurecer e eu queria ver logo a peça pronta.

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

 

Após modelar a cara do viking eu aplico minhocas de massa na cara dele para blocar a barba.

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

O passo seguinte é aplicar o cabelo nele.

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

Aqui vemos a cabeça já espetada na estrutura básica do corpo.

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

Com a massa translúcida eu fiz uma série de ajustes, aumentando um pouco a massa muscular do boneco.

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

 

Sob a calça grossa de couro do viking eu coloco um tipo de pino de arame mais grosso. Este pino sobe por dentro da perna até mais ou menos a altura do joelho. A função do pino é ajudar a ancorar o viking sobre o monstro, sem ficar bambo.

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

Eu também uso um esquema similar nas mãos. Ele tem dois arames finos passando em cada mão. Este arame serve para formar a massa quando eu esculpir os machados.

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

Eu fiz um tipo de saiote de couro que protege uma saia maior de tecido de lã. O saiote de couro é trabalhado com arabescos celtas.

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

Como todo viking que se preza tem que ter uma trança no meio dos cabelos, eu coloquei uma também no Varmod.

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

O couro das botas dele será feito em massa.

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

Por isso, eu modelei usando uma faquinha afiada milhares de cortezinhos paralelos. O efeito final engana o suficiente, parecendo pêlos mesmo. Costuma funcionar bem este tipo de textura se a pintura ajudar. Espero que isso “funcione” nesta peça, porque nela vamos ter pelos de verdade, sintético e pelos esculpidos, como estes aí.

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

Para enfatizar o aspecto assassino do monstro, eu resolvi fazer aqueles cortes no melhor estilo “Conan versus criatura das trevas”. Quem curte Conan sabe como é, são sempre três cortes paralelos, em geral nas coxas, ombros ou muque. Até mesmo o Bruce Lee em “Operação dragão” usou isso.

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

É clichê, eu sei. Mas também é legal e funciona bem com este tipo de escultura.

O passo seguinte é usar uma broca diamantada para perfurar o monstro no ponto de contato onde eu colocarei o pino de fixação do viking.

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking


%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking %name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

Tudo o que eu precisei fazer foi colocar o viking na posição que eu queria e usar uma caneta de retro-projetor para marcar no monstro o ponto da perfuração. Só que não é tão simples. Como a perna do Viking estava em ângulo o arame não desce reto. Com isso o ponto de perfuração não é exatamente onde a ponta do arame bate, mas sim onde ocorre o contato do tornozelo dele com a barriga do monstro.

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

Graças a este pequeno detalhe, eu tive que furar duas vezes. Mas no fim das contas foi até bom, porque por uma fração de poucos milímetros na posição, o arame não entrava onde devia. Eu apertei um pouco e finalmente os dois pés do viking entraram nas suas posições de forma bem justa, e com uma certa pressão. Isso deixou o boneco super firme. Nem precisei usar cola.

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

Depois, com o clássico aepoxie da fxarte, eu modelei os pés do viking.

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking %name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking



Também modelei os cabos para os machados.


%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

O cabo dos machados não tem segredo algum, sendo apenas minhocas de epoxie com cortes longitudinais para formar os veios da madeira. Depois, usando referências de antigas armas vikings reais eu modelei a cabeça do machado. Modelei sobre a tampinha de polietileno da apoxie mesmo, porque epoxi não cola em polietileno, tornando fácil remover ela do plástico para modelar depois a outra face.

%name Viking Warrior parte 4   Construindo o Viking

Depois de feito o primeiro machado e endurecido o epoxie, eu fiz uma marcação com a caneta de escrever em CD, decalcando a forma do machado na tampa da embalagem. Isso garantiu que o segundo machado não ficasse muito desproporcionado em relação ao primeiro.

Cada machado é feito duas vezes, pois só dá pra fazer uma face por vez. Outra vantagem deste processo é que dá pra colocar uma lâmina realmente afiada nele.

É isso aí. Espero que vocês estejam curtindo. Fiquem ligados aqui no Mundo Gump, pois a qualquer momento, vem a parte 5: A montanha.

Artigos relacionados

Comments

comments

32 comentários em “Viking Warrior parte 4 – Construindo o Viking”

  1. Putz cara, você tem os dons. Ta ficando perfeito esse treco!
    Rola uns cortes profundos de machado na barrigo do monstro também hein!

    Meu, parabéns mas uma vez, você devia ser intrevistado pelo Jó! hhahhaha

  2. Caralhooooooo, pode chingar aqui?
    Então lá vai

    Caralho muito foda maluco
    amo você
    XD
    amo coisas medievais ou guerreiros e essas coisas e tal e compania
    XD

    como eu moro em niteroi, vo ai na tua casa pega pra mim isso ai
    *.*

  3. Carayo, véio…
    Como tu tem coragem de dizer q ‘vai encher o saco da gente com bonecos mais uma vez’? Hahhaha… A cada boneco novo, fica melhor ainda…
    Parabéns!!
    Muito bons mesmo!!!

  4. Caraleo Philipe, tua família é foda hein ? Teu pai fazendo o Maglev e tu com esse talento para escultura e para escrever… Vai ver que teu cachorro toca guitarra melhor que eu.

    Parabéns véio, tá ficando muito foda !!!

  5. Além do indiscutível talento de esculpir, o que eu acho muito foda no teu trabalho é que tem pesquisa, conceituação e uma história que faz com a peça não seja gratuita. Eu vejo muita escultura por aí que mostra muito mas não fala nada.

    Como sempre, quando é para elogiar, a gente elogia e quando é para criticar a gente critica… então lá vai: Na escultura do lobisomem eu curti mais quando estava sem os pêlos… sei lá… achei a idéia de colocar pêlos muito boa, a execução boa, mas achei que escondeu muito os detalhes e no final a escultura perdeu um pouco. Se puder, toma cuidado para não ficar um capitão caverna e esconder o nível incrível de detalhes que está agora. Não sei se vc vai levar em consideração, mas enfim: opinião de leigo, né? 🙂

    Parabéns pelo o que foi feito até agora! Aguardo pela montanha…

  6. Mindu, vc tem razão. O lance dos pêlos tem que ser bem pensado, pq senão atrapalha mais do que ajuda na peça. Eu vou tentar o pelo de coelho pq ele é bem mais fino. Acho que umas 4 vezes mais fino que o pelo sintético que eu usei no lobisomem.
    Vamos ver no que dá…

  7. [quote comment=""]Mindu, vc tem razão. O lance dos pêlos tem que ser bem pensado, pq senão atrapalha mais do que ajuda na peça. Eu vou tentar o pelo de coelho pq ele é bem mais fino. Acho que umas 4 vezes mais fino que o pelo sintético que eu usei no lobisomem.
    Vamos ver no que dá…[/quote]

    Boa sorte! Como todos estou ansioso pelo resultado final!

  8. Cara, tá ficando muito legal!
    tenho acompanhado os bonecos desde o John Locke, e to achando cada vez melhor.
    dos três que vi até agora, este é o que estou mais gostando.
    parabéns! não só pelo boneco, mas também pelo site.
    to viciada nele, entro todo dia…

  9. Puts… Não consigo visualizar as imagens, justamente deste post… Não sei o que esta acontecendo… Não consigo visualizar tbem o “Gigante pela própria natureza”… Usei o F5, cliquei no título, reiniciei a máquina e nada adiantou… Que posso fazer?

  10. TEnta o seguinte:
    Entra em http://www.vtunnel.com
    e lá no campo coloque o endereço do post que vc quer ver. As imagens deverão abrir.
    Isso ocorre porque eu hospedo as imagens em servidores gratuitos de imagens, e muitos desses servidores acabam bloqueados por alguns provedores sem uma razão lógica aparente. Usando um tunnel você vai conseguir ver.

  11. Obrigado pela dica, mas mesmo assim não consegui visualizar nada. Amanhã tentarei acessar de um outro pc… Mal posso esperar para ver como ficou… Quando li a história pensava num tipo “thor na fase barbuda”…

  12. Pronto, me deu uma trabalheira desgraçada mas recoloquei todas as imagens que tinham ido para o saco. Tenho certeza que todo mundo vai conseguir abrir pq eu mesmo estou hospedando essas.

  13. incrível a abilidade que tu tem, eu faço algumas coisas mais uso argila e sempre quebra. Gostaria de testa essas duas massa que vc usou, aonde eu posso acha-las? Valeu abraços.

    • Cara as massas da Fx arte dava pra comprar no site fxarte.com mas parece que eles tem tido alguns problemas lá e o site hora tá no ar, hora não está. Já Super Sculpey vc vai encontrar para comprar pelo site companhia do papel.

  14. ola amigos gostaria de saber mais da massa ,pois estou interessada em fazer fadas,gostria de sabe onde consigo a massa e como maunseio,que tipo de tinta serve para pintala,aguardo resposta ,obrigado deste já!!

    • Pintura = tinta acrilica.
      A massa, eu te digo, existem as nacionais que são espetaculares e as brasileiras que são de péssimo a razoável. Para comprar tem no site http://www.dimclay.com as da marca Bozzi.
      Mas de qualidade mesmo, a massa boa se chama cernit doll. Tem pra vender pelo ebay.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.