Vespa da areia

Sharing is caring!

Ontem eu estava perto da quadra do meu condomínio quando notei muitas moscas voando na areia. Pensei inicialmente que eram moscas, pelo seu vôo inquieto, não ficando nem um segundo pousadas na areia. Mas como sei que moscas não são muito de pousar na areia, preferindo pontas de mato, caules e gramas, resolvi dar uma olhada mais de perto. Assim que consegui fixar os olhos numa delas, percebi que estava diante de uma vespa, e não duma mosca.

vespadaareia7_low

A vespa tinha a padronagem tigrada e após me abaixar para ver de perto, notei que algumas delas estavam dando belos mergulhos na areia, onde começavam rapidamente a cavar buracos.

Era a vespa da areia, ou Stictia signata.

vespadaareia8_low

Essa vespa tem umas características bem interessantes, e a principal delas é cavar um buraco na areia onde ela vai colocar o ovo, um único. Após colocar o ovo, entre oito e vinte centímetros de profundidade,  ela fecha o buraco na areia e vai em busca de comida.

 

Essa vespa cava numa velocidade inacreditável! Parece até um tatuí voador! Olhando bem de perto, vi que as patas dianteiras tem uma mutação curiosa para ajudar a cavar (note o detalhe na perna da vespa que ilustra a primeira foto deste post) . Essas patas dianteiras abrem-se num estranho leque, o que melhora seu uso como se fossem pás. Quando a vespa decola ela recolhe as patas dianteiras sob a cabeça e esse leque das pernas fica parecendo uma gravatinha.

vespadaareia10_low

Após caçar algum bicho, ela arrasta o infeliz paralisado por seu veneno poderoso para dentro do buraco que ela cavou e depois tampou. Ninguém ate hoje descobriu como que a vespa consegue saber EXATAMENTE onde ela largou seu filhotinho, que tem um apetite voraz. De tempos em tempos, ela volta ao buraco e traz mais e mais comida para a vespinha filhote, até que ela esteja habilitada a sair do buraco e voar por conta própria, recomeçando todo o processo de acasalar e cavar um buraco para colocar o ovo…

Apesar de ser um bicho infeliz para fazer macro, (ainda mais no meu esquema que não mata o bicho) consegui algumas fotos dela cavando os buracos e até voando. Tudo com a câmera na mão.


vespadaareia9_low

vespadaareia6_low
vespadaareia4_low vespadaareia3_low vespadaareia2_low

vespadaareia5_low
vespadaareia11low

Eu achei essa vespa aqui algo curioso, porque segundo o fotofauna.org essa espécie é lá da Argentina e Uruguai. Eu não esperava achar este animal em plena cidade de Niterói. Seja como for, meu condomínio tem muitos bichos, ela não é o primeiro bicho de longe que dá as caras aqui…

vespadaareia1_low

Ufos,mistérios,curiosidades e muito mais
Luminária Ufo

16 comentários em “Vespa da areia”

  1. Olá Philipe. Esta vespa ataca seres maiores? Lembro de dezenas delas nas areias da quadra do meu colégio quando era moleque. Mas acho que ela existe no Brasil todo. Morei no Pará e lá existiam também, apenas um pouco mais esverdeadas, acredito eu.

    Responder
  2. Na minha cidade (Lontra, norte de Minas) tem muito dessa vespa aí. Ela cava não só em areia, mas em barro também que é bem mais duro. Quando menino tínhamos uma brincadeira de captura-las com saquinhos de chupa-chupa (gelinho, geladinho, chup-chup depende de como você chama) só para ver quem era mais rápido (soltávamos depois ok? rsrs)
    A cor delas pode variar desse tigrado amarelo, laranja, rosa e até vermelho.

    Responder
  3. Eu estava em Paraty na semana passada, na praia de Jabaquara e a gente viu uma dessas! Eu fiquei muito curioso, achando que era uma “abelhinha” que cavava na areia…. Ficamos sem saber nada sobre ele e coincidentemente você posta sobre ela 🙂
    Show de bola!

    Responder
  4. Esses dias estávs no litoral norte paulista especificamente em Barra do Una e vi cerca de uns 10 deste q estavam voando e cavando sem parar, fiquei admirado e com certo medo de ser picado. Gostaria de saber se o veneno é prejudicial ao ser humano e se esses insetos chegam a atacar os seres humano.

    Responder
    • João, eu não sei se elas atacam. Toda vespa tem veneno, eu acho, mas não deve doer mais que uma picada de marimbondo. Eu estive em meio a centenas delas para fazer essas fotos, e elas são bem mais tranquilas que os marimbondos.

      Responder
  5. No nordeste, passávamos a infância com o litro rente ao buraco delas nos montes de areia, esperando saírem. Era o nosso pokemon go, elas devem ser bem antigas e disseminadas no Brasil, acho que meus avós já faziam isso.

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Vespa da areia

Apoie este projeto

Criar este website não é uma tarefa fácil. Mais de 5000 artigos, mais de 100.000 comentários e conteúdo próprio, demandam muito trabalho. Saiba como você pode ajudar a manter o Mundo Gump cada vez melhor e evitar que ESTE SITE ACABE
Ajuda aí?
MUNDO GUMP – © 2006 – 2020 – Todos os direitos reservados.