Uma micro-casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo

Como já tem um tempinho que não falo das micro-casas, aqui está um projeto que achei super legal. Essa micro-casa foi erguida rapidamente na Escandinávia e chama a atenção pela simplicidade funcional e pelo bom gosto.

Com ridículos 24 metros quadrados essa casa tem como um de seus grandes trunfos a sacada de trocar uma parede inteira por vidro. Com isso, a sensação de espaço aumenta, bem como a entrada de luz que contribui para o aquecimento (lembre-se, Escandinávia!) e de quebra reduz o gasto com energia. A casa fica a oeste da Jutlândia, na Dinamarca.

 

%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo %name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo %name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo %name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo %name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo

Outro grande segredo da ampliação do espaço é a “varanda” ao redor da lateral da casa. Uma boa ideia para um lugar quente, mas não sei quanto na Dinamarca. Me parece que lá, em certos lugares, o vento consegue arrancar até o asfalto do chão (sério).

A decoração é a típica do local. Paredes brancas, elementos de tons azuis e madeira clara.  Acredite ou não, essa casa consegue ter dois “quartos”.

%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo

Eles conseguiram isso engenhosamente encaixando uma cama de casal no sótão da casa, perto do telhado. A outra cama, de solteiro, é feita com o uso do sofá cama na sala.

%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo %name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo %name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo %name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo %name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo %name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo %name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo %name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo
%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo %name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo

O resultado superou as expectativas, uma vez que um projeto desse, todo em madeira, deve ser facilmente realizável em poucos dias por uma equipe de carpinteiros competentes.

Outro projeto bastante interessante não é exatamente uma casa mas sim um sistema de otimização de espaço para quartos com o uso de beliches.

Beliches embutidos

Os beliches não são uma novidade, mas ao que parece, o uso deles embutidos como nichos, pode levar os projetos a outros níveis de otimização do espaço.

%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo %name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo %name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo

Neste aqui achei interessante a ideia das cortininhas.

%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo

Um projeto que me intrigou é este. Imagino que deve ser problemático para um casal ter a cama do filho com vista panorâmica para o papai e mamãe (se é que você me entende)…

%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo

Mas a julgar por outros projetos que vi, isso não parece ser um grande problema para os pais europeus:

%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo

Há também projetos que incorporam guarda-roupas:

%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo

E outros para muitos filhos. Cada qual com sua luz de leitura.

%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo
%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo %name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo %name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo

E para finalizar o post, já que eu tenho um monte de boneco de extraterrestres para lixar, aqui está um curioso projeto de mini-casa.

A casa de papelão

Quando a gente pensa em casa de papelão, é difícil não torcer o nariz. A primeira coisa que vêm à mente é algo assim:

%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo

 

Mas e se eu disser que existe uma empresa que fabrica e vende casa de papelão? Você certamente vai achar que eu fiquei maluco, mas é exatamente isso que está acontecendo. E a ideia é MUITO BOA! E acredite se quiser, ela tem até LAREIRA!

%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo

A ideia veio de uma empresa alemã, que lassou quatro anos trabalhando na construção do sistema que permitiria fazer casa usando papelão reciclado.


%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo

A ideia parece bem óbvia até: Basicamente eles inventaram um jeito de fazer o papelão ficar rígido e moldaram em uma forma predefinida usando um molde. Esse sistema faz com que o papelão pegue a forma do molde, que é criado em módulos. Assim, uma casa de papelão pode ser de qualquer tamanho, bastando adicionar mais e mais módulos a ela!

%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo

O trabalho começa quando a fabrica de papelão reciclado entrega um imenso rolo de papelão com as especificações da fabrica de casas de papelão:

%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo

Esse papelão é cuidadosamente fabricado com os padrões necessários para a fabricação. Ele chega em rolos, mas uma maquina especial vai pegar o rolo e desenrolar e em seguida vai colar faixas de papelão imensa, umas sobre as outras, usando cola comum.

%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo

Aqui está o “pulo do gato”. Esse processo de colagem se dá em cima de um molde em forma de casa:

%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo %name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo

Esse molde tem a capacidade de alargar e contrair, para poder renovar o papelão depois. E ele gira 360 graus, permitindo que a maquina cole varias voltas de papelão ao redor do molde.

%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo

Uma vez que a cola seca, ela forma um bloco espesso e bem rígido de papelão. A peça é tirada do molde, e um ovo módulo recomeça. A maquina faz diversos módulos por dia. Cada módulo tem 24 voltas de papelão sobre o molde.

Após o modulo de papelão sair, ele vai para a fase de montagem, onde será revestido. (eu acredito que seja revestido de algum tipo de resina de poliéster ou similar, que vai dar uma dureza absurda no molde. Ele então é revestido internamente com uma folha de madeira. Os moldes também são revestidos com tratamento isolante, térmico e hipermeabilizante. Depois recebem a cobertura final.

 

%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo

O resultado é uma casa que você jura de pé junto que não é feita de papelão!

%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo

Banheiro, cozinha, tudo é embutido.

%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo

O cliente encomenda quantos módulos quiser e a casa vem no tamanho das necessidades dele. Todos são de 1,2 metros.

%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo

Quando ele quer uma janela, basta pedir na fabrica o “módulo de janela” e colocar na posição que mais lhe convém.

%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo

E como eu disse, aqui está a pequena lareira:

%name Uma micro casa na Escandinávia e outros projetos de cair o queixo

Eu achei a ideia sensacional, uma vez que ela é muito boa, barata e ainda usa papelão reciclado! Entre as mais impressionantes vantagens está no fato de que ela é CONSTRUÍDA EM UM DIA!  E com sua estrutura super leve, ela pode ser colocada em qualquer lugar sem qualquer fundação necessária!

Obviamente ela precisa ser estruturada no local, para não sair voando com uma tempestade, hehe.

 

fonte fonte fonte

 

Artigos relacionados

Comments

comments

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.