Um documentário super legal

O que os misteriosos círculos ingleses tem a ver com a fome na África e os campos de concentração da FEMA nos EUA? Muitas coisas que discutimos aqui no blog, como aquecimento global, tesla, energia livre, assassinatos estranhos, redução acentuada nas taxas de fertilidade no mundo, crises econômicas, bancos enriquecendo, moedas sem lastro real, aviões despejando produtos químicos no ar… Tudo poderia estar correlacionado de uma estranha – e perversa- maneira? Talvez.

Um amigo me indicou este documentário chamado Thrive –   É na linha do clássico Zeitgeist, de modo que você tem todo direito de desconfiar do que eles dizem, mas mesmo assim é interessante ver um outro ponto de vista sobre algumas questões globais. Pega uma pipoca e um refri e assiste aí.

Related Post

13 comentários em “Um documentário super legal”

  1. Muito interessante… principalmente se você juntar essa parte:
    http://www.youtube.com/watch?v=V7tdNsX6XwE#t=816s
    (levando em conta que o vídeo é de 2012, se não me engano)

    Com o que foi levantado neste site:
    http://imgur.com/a/Nx8EU

    Muito GUMP!

  2. ví este post do site ontem a noite, e confesso que fiquei impressionado, também fiquei impressionado o quanto tempo que se demorou para que se aparecessem comentários sobre esse post, pois o que o Philip postou posteriormente já tinha alguns comentários e esse nenhum. Mas voltando ao assunto, essas coisas estão acontecendo em tempo real nos EUA se analisar os links no comentário do Catu.

    Valeu Philip excelente post. Estava sentindo falta de seus bons post´s

  3. esse documentario parece uma alusao ao livro(de muito sucesso aqui e la fora)chamado O SEGREDO. ele diz tudo? oq somos,e do q somos capazes.somos criaturas maravilhosas.de fazer o certo e o errado.somos unicos.cada um de nós.e nao estamos aqui por acaso.o livro diz quase tudo isso q ele ta falando.atomos,ensinamentos..c­omo nós humanos somos feitos e direcionados.mas ele assim como o livro nao diz nada sobre DEUS.é como q a nossa lei fosse a ordem e nao a lei de DEUS.em suma,ele vai contra DEUS.
    e olha amigos,nem sou religioso,nem vou em igrejas e etc.na verdade nem tenho religiao.mas tenho a DEUS.e acredito nele,assim como o nosso inimigo tambem existe.ele nem menciona DEUS.diz q ao q parece somos frutos do acaso.e q sendo assim podemos fazer qualquer coisa,ja q nao somos de lugar algum,a lei de DEUS nao vale nada aqui.pois somos? ensinados desde bebes a sermos materialistas supremos.mostrando lindas imagens da natureza,onde ele pensa q tambem veio do acaso.somos frutos da lei da fisica,quimica e tal.essas armadilhas sao postas para nos enganar.e eu nao defendo e nem defendarei nenhuma religiao aqui. mas defendarei a DEUS e a verdade.

    • Biano, não acho que tenha qualquer relação com “O Segredo”.
      Este documentário não trata da nossa origem e nem diz que temos o poder de usar nosso pensamento para atrair o que queremos pra nós. Nem mesmo diz que os seres humanos são maravilhosos.

      Eu acredito que existem outras civilizações em algum lugar do Universo e que eles já tenham e continuem até hoje, nos visitando.

      Em relação à energia livre, ele apresenta alguns bons argumentos, porém como não fui atrás pra saber se os nomes e fatos são verídicos, prefiro ficar com a pulga atrás da orelha.

      Sobre o controle da economia mundial através dos bancos, empresas de energia, de medicamentos, eu acredito, e acredito que no final quem manda nos governos são essas organizações.
      Não sei se da para levar tão à sério a parte da “nova ordem mundial”, é muito roteiro de filme pro meu gosto.

      E achei interessante que o idealizador deste documentário, em tese, poderia ser um cara que estaria no controle de uma grande organização e com contatos neste mundo oculto que ele apresenta.
      Agora não sei se ele foi deserdado, ou se seria somente um primo distante da família principal. hehe

  4. Eu estava olhando o vídeo, e teve aquela parte onde ele falava sobre as formas de dominação, e uma das fases é a incorporação de dispositivos de rastreio e controle sobre os meros mortais, e eu pensei que besteira, que forma descarada de fazer isso sendo que todo mundo já ouviu essa historia de implantes de microchips etc… mas daí eu me liguei numa coisa, acho que na verdade, não que seja para a elite dominadora, mas de certa forma já somos rastreados e monitorados 24hrs por dia por um chip que prontamente carregamos: o celular. Tem algum dispositivo que mais sabe sobre nós do que ele? Realmente não. Nem precisariam implantar nada em ninguém, era só usar o celular de todos que saberiam o que acontece conosco, nossa localização, etc.
    E além disso, pelo sistema do jeito que é, já somos dominados a muito tempo, mas, como Morfeus falou em matrix, “a liberdade é uma ilusão criada pela elite para você não ver a verdadeira realidade…”, acho que isso vale na vida real também.

    • Somos monitorados mesmo, mas por enquanto é algo que ainda temos controle. O meu medo é a progressiva perda desse controle. Até aqui, o interesse disso foi econômico, e em poucos casos uma reação à violência dos grandes centros urbanos. Não é impossível que no futuro regimes totalitários optem por monitorar pessoas com base em implantes, alegando que é para a segurança delas.
      Vamos imaginar um cenário futuro onde um regime totalitário produza uma implantação compulsória e em massa na população. Se houver uma rebelião, bastaria um leitor de ondas de Rfid para saber exatamente quem eram os que participaram da manifestação, e assim encontrar e prender um a um. Por outro lado, isso também poderia ser usado para o bem, como encontrar a família de idosos com Alzheimer que desaparecem, localizar crianças desaparecidas, reduzir o potencial dos sequestros, enfim. Como tudo na vida, há os dois lados, embora saibamos que a índole humana, não raro, é duvidosa na hora de usar as tecnologias que desenvolve.

      • Como apareceu outro Rafael, vou usar meu sobrenome.
        Philipe, e em relação ao documentário, pq você não deu sua opinião? rs
        Acredita em quais partes dele?

  5. Eu assisti, admito que, mesmo sendo cético quanto a teorias alternativas como as apresentadas no documentário, gostei muito dele. É notável seu esforço para encontrar base em suas teses. Algumas de suas teorias são um tanto bizarras, como aquelas que envolvem nova ordem mundial e extraterrestres. Porém há uma teoria que me despertou curiosidade: que o universo inteiro segue o padrão torus (forma geométrica semelhante a um donut), desde os átomos até as galáxias. Procurei por alguns nomes descritos no documentário que estavam relacionados a essa teoria do padrão torua, e são reais. Aqui eles:
    -Buckminster Fuller.
    -Arthur Young.
    -Nassim Hamereim.

    O ultimo nome parece ser um dos mais fervorosos apoiadores da teoria. Recomendo que assistam essa palestra com ele:

    http://www.youtube.com/watch?v=5gd3OfhGKt8

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares