40 Comentários

  1. loira

    Sei muito bem como é isso..escola então nem se fala…quando eu não ia com o uniforme na escola…( nao usava por que nao gostava de ser igual aos outros tontos…rsss) me botavam lavar banheiros imundos 🙁 …isso era extremamente humilhante…rsss e quem diria…hoje eu trabalho com moda… 😀 😀

    Responder
  2. guga baade

    Pow tb passei por isso, não de ser exculhachado ( cm X mesmo, teu caso mereci ) como foi contigo, mas minha mãe vivia me tirando de colegio e me colocando em outro

    Responder
  3. Nina

    Se eu fosse vc, processaria o colegio da “O Dia em que eu passei de ano. De um ano para o outro – Episódio II”, ou algo assim, afinal, tava na lista de material q vc era da 8ª serie B!

    ;*

    Responder
  4. Barbara

    Olha, se isso te consola, ta mãe fez você fazer só uma série de volta. Minha avó fez uma das minhas tias voltar da 8ª para a 5ª sem dó nem piedade. :omg:

    Responder

  5. Ah, mas o J pode, porque ele é deficiente. Ele tem esta perna retorcida que ele tem que arrastar pela eternidade. Além disso, o j fica com uma parte abaixo da linha. Ele é o aleijão do alfabeto. Eu não gosto do I mas tenho pena do j.

    Responder
  6. Olá

    Pedreira ein? Agora você tem que escrever sobre três grandes realizações de sua vida… Para compensar, sabe? Mas mudando de saco para sacola, que tipo de escola mais doida a tua… rolava uma questão de segregação entre as turmas, por uso de cores… sem contar a total falta se senso do cara que te chamou na sala…

    Responder
  7. Denny

    Fala a verdade hein Philipe…trágico mas engraçado…morri de rir lendo, ainda bem que não passei por isso apesar de sempre ter passado de raspãoo kkkk

    Responder
  8. Guilherme Guerra

    Imagino a galerinha do São Vicente só rindo da tua cara quando foram te buscar na sala…hehehe, é brabo…a história foi trágica, mas ri demais.

    Responder
  9. Thiago

    Você escreve muito bem, meus parabéns!

    A do ‘repetente’ foi a pior. Nossa, deve ter sido FOGO!

    Já passei por coisa parecida mas não por repetir.. não estou lembrado.. hehehe

    Responder
  10. Andre

    AHAHAHA a do ronaldinho das letras foi demais… fiquei imaginando o i fazendo palhacadas com o pingo hahahaha.

    Responder
  11. mel

    Matemática também foi meu pesadelo durante um bom tempo,
    me levou pra recuperação umas 4 vezes! Felizmente eu conseguia notas como 9 e nunca precisei repetir!
    Se tivesse passado por uma situação como a sua acho que ia querer me enterrar…e que falta de “tato” a do tiozinho hein?! Antes tivesse te chamado pra fora da sala e dado a infeliz noticia.

    Responder

  12. Cara, sobre as medalhas… Que bom que não eram de chocolate. xD
    ashuashuhuashuas
    É triste a história, mas ri. :X
    ahsuhuas :/

    Responder
  13. Vinicius Mendes

    Muito interessante, adorei teu blog, pode contar com mais um leitor assíduo.
    É verdade, escreves muito bem, mas pude encontrar erros no texto que causam um certo… “desconforto”.

    Acredite ou não, nunca gostei do “i” Também.
    Adoro matemática, o meu problema é com História :/

    Responder

  14. [quote comment="68238"]Muito interessante, adorei teu blog, pode contar com mais um leitor assíduo.
    É verdade, escreves muito bem, mas pude encontrar erros no texto que causam um certo… “desconforto”.

    Acredite ou não, nunca gostei do “i” Também.
    Adoro matemática, o meu problema é com História :/[/quote]

    Valeu cara. Consertei os erros lá. (os que eu consegui descobrir).

    Responder
  15. Elecktra Stone

    Como a loira eu também passei por uma ironia do destino, fiquei em recuperação por 3 anos seguidos em Artes e Inglês, e adivinhe: hoje sou professora de Inglês e pinto quadros nas horas vagas…

    Parabéns pelo blog, arrasando como sempre!!!

    Responder

  16. Ahuahuhauhua… muito legal as suas histórias malucas… me fez bem lê-las. E tive uma recordação bizarra! Qdo estava na 5ª série, uma colega me negou um pouco de água da sua garrafa, ao pedir a professora pra beber no bebedouro da escola, pasmem, a tal colega me pediu para que enchesse a tal garrafa. Não exitei e os pensamentos já fuíram para o mal dela. Fui no banheiro e enchi com a água da privada.. rsrs!!! E logo após me saciei de prazeer ao vê-la tomando a tal água! kkkkk
    Acho que nesse feito alcancei suas proezas, Philipe.
    Bjos! :ohhyeahh:

    Responder
  17. Jorge Pires

    Meu amigo, lendo suas historias lembrei da minha infância no colégio publico. Sempre fui nerd em ciências, mas sempre fraco em matemática, hoje compreendo melhor a matéria. Mas o problema é a forma como a matemática nos é ensinada, só pra ter uma idéia, eu cheguei a sexta série sem saber divisão, ninguém me havia dito que na divisão ao contrario das demais operações, você não começa da unidade para a dezena, centena etc… Então aquilo nunca dava certo, a culpa era de um garoto de 7 anos ou dos professores que nunca perceberam essa “deficiência”? de segunda série em diante ficava em recuperação, e fui reprovado na quarta série, quando percebi que seria reprovado novamente na sexta desisti de estudar. Teria que fazer um trabalho em casa durante as férias de meio de ano , óbvio que não fiz o tal trabalho,quando as férias terminaram eu nem sequer voltei a freqüentar as aulas, saia de casa pra escola, mas não entrava no colégio, a farsa durou até agosto quando minha mãe descobriu e me deu a decisão: ‘ Não quer estudar vai trabalhar, não vou criar vagabundo!’. Hoje olhando pra trás acho graça, mas quantos potenciais cérebros são desperdiçados no nosso pais por desqualificação dos nossos professores… ( Sei que aqui não se está discutindo a qualidade do nosso ensino, mas deixe eu fazer esse desabafo). Eu havia assumido que de fato era incapaz de aprender matemática e isso me desestimulou a seguir adiante. Hora se você não sabe as 4 operações básicas como pode entender o que vem depois disso? Parabéns pelo texto bem redigido e coeso. Abraço!

    Responder
  18. MiNeRoX

    tirei nota baixissima na prova de redaçao pq meu texto alem de ser um lixo eu num botei nenhum pingo nos “i”. -.-‘ eu tb odeeeeeio a letra “i” principalmente por causa do pingo estupido. uheuheuheuheu

    Responder
  19. fernanda

    A minha pior coisa fooi mora com minha \ hoje eu sofro por nao ter meu pai por perto :sly: :/

    Responder
  20. Raissa

    Odeio o i também… eu já me lasquei em redação só por que a professora achou que meus pingos pareciam bolinhas…
    .-.

    Responder
  21. goreth

    Querido filho,

    Pais sofrem muito quando sao jovens e tem filhos criativos como foi o seu caso. Várias vezes tentamos te ajudar, como no caso do uniforme da 8ª série eheheheh! Também tomei a decisao dificil de pedir para vc repetir porque baseada no sucesso de tal atitude com seu irmao Raphael havia sido muito acertada a repetencia. Como poderia saber que a escola numa cidade maior iria ser mais “fraca”??? Como mae pensei em estar tomando a melhor medida pra vc aprender “matematica”.Valeu como base para sua vida de “escritor”…

    Responder
  22. Juninho

    -O que você tá fazendo aqui na oitava série com este uniforme? Você é repetente!
    Que cara babaca, aposto que vc estudava em escola publica, pessoas assim não tem preparo nenhum para trab com crianças e adolescentes.

    Responder
  23. Dad

    o importante, nessas horas, é DAR A VOLTA POR CIMA!!!

    Philipe, adorei seu blog, e pude notar que vc está construindo uma família cibernética…

    também estudei em colégio salesiano (2 anos e meio), o resto foi em escola pública (tenho muito orgulho!).

    eu sempre fui o aluno bonzinho, e aquele conhecido como puxa-saco, cdf, etc… bom, mas na 7 e 8 séries tive meus momentos de “escape” e rebeldia transviada, onde pude notar que realmente não dava pra coisa.

    abs: David

    Responder
  24. Borg

    Caro Philipe: Sou muito fã dos seus textos, quem não seria? Agora, prá quem tem pena das coisas terríveis que aconteceram com você, eu digo: você mereceu cada uma delas. Porque é claramente impiedoso com as mazelas alheias. Onde já se viu fazer tão levianamente metáforas com portadores de deficiências? Sem falar que você deixa bem claro seu desprezo por pessoas que não julga, digamos, atraentes ou…brancas. Porém, deixemos para lá essas coisas desagradáveis porque eu quero te dizer também que você, Philipe, merece também o sucesso e o prestígio que conquistou, porque é criativo, surpreendente, único.

    Responder
    1. Philipe3d

      Muitas vezes as palavras escritas nos traem de formas desumanas. Por estar sempre expondo meu pensamento, diariamente, ao longo de mais de quatro anos, é de se esperar que em certas situações eu não tenha me expressado de forma suficientemente clara, provocando impressões errôneas como esta que você tem de mim.
      Eu não desprezo pessoas que não julgo atraentes ou… brancas.
      Não sei de onde você tirou isso. Na verdade se não estou enganado, eu tenho um post aqui no blog em que teço longamente minhas impressões sobre a questão racial, que aos meus olhos, só existe a humana. O resto é papo de babaca.
      Corta um negão no meio e vê se o sangue dele é menos vermelho que um branco. É? Não é.
      Eu seria idiota se pensasse que um negro é diferente do branco em alguma coisa pra além das características que nos diferem individualmente.
      Muitas vezes sou acusado de expor pessoas com doenças bizarras e grotescas aqui, como se eu estivesse caçoando delas e de seu sofrimento. Não entendo porque algumas pessoas entendem que pessoas com deformações ou doenças raras não devem ser vistas, devem ser escondidas e trancadas em porões para que ninguém saiba de sua existência. Vejo os ataques muitas vezes como projeções do preconceito de certas pessoas, que ao invés de assumí-los, preferem apontá-los nos outros.
      Obviamente que não sou nenhum santo e não defendo o “bom mocismo hipócrita” que hoje impera em todos os lugares midiáticos. E por conta disso tenho que reconhecer integralmente a minha culpa por desprezar realmente pessoas estúpidas.
      Felizmente, eu tenho os leitores para apontar minhas falhas e me tornar (na base da porrada no quengo) uma pessoa mais ligada.

      Responder
  25. fabio fiuza

    Caralho. Pseudonerd mesmo. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder
  26. maldonado

    cara achei seu blog por acaso mas agoa virei leitor muito bom e sobre seu caso da escola comigo aconteceu parecido eu tinha passado de ano e por engano algum disgraçado me coloco como repetente  ateh arrumarem a merda lá fiquei 1 mes estudando na serie que eu ja havia passado com monte de babaca me chamando de burro kk’

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.