Dessa vez eu tiro meu chapéu e não boto mais.

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Philipe, dessa vez eu tiro meu chapéu e não boto mais. Já havia falado que você ocupa um lugar no meu ranking de escritores favoritos junto com Stephen King e Alfer Medeiros, mas o que você fez em A Caixa me deixou de boca aberta, foram quantos meses do início até a conclusão? Todo esse universo que você criou é digno de uma mente extremamente (leia 10 vezes a palavra “extremamente”) criativa e você é um dos escritores que mais me inspiram a escrever. Esse final de A Caixa conseguiu mexer com meus sentimentos de tal forma que me peguei com os olhos embaçados no meio do capítulo, e adorei a reencarnação do Cabelinho. Philipe, parabéns e muito obrigado por criar essa obra de arte e aguardo ansiosamente o livro de A Caixa.

P.S.: Ainda não esqueci do livro do Zumbi

Comments

comments