Teleconverter do McGuyver

Quem mexe com fotografia sabe o que é uma teleconverter.

Quem não mexe, não faz nem ideia do que é isso. Eu mesmo, durante algum tempo que ja fotografava ignorava a existência desse treco. Na minha opinião de semi-leigo, a teleconverter é um tipo de lente de aumento, que multiplica a distância focal por um valor pré-definido. Quanto mais aumenta, mais caro o bagulho é. Mas dá pra entender porque ele é um equipamento caro: A teleconverter pega sua distância maxima de teleobjetiva (lente de dar zoom) e multiplica ela. Como sabemos, quanto mais zoom uma teleobjetiva dá, mais cara ela é. Isso se resume a qualidade ótica necessária para dar o zoom sem perder definição.

Assim, se o cara tem uma câmera dslr, e liga nela um teleconverter de 2X, e nele uma lente de 300mm, ele vai ter na verdade uma foto de 600mm! (o que significa na língua de gente normal, um zoom cabuloso)

Se ele usar a teleconverter de 2X em uma lente de 500mm… Isso mesmo, são 1000mm de zoom. Ou seja, um zoom cabuloso ao quadrado!

Claro, não existe almoço grátis. Por um aumento que dobra o tamanho das coisas, você perde uma boa quantidade de luz. Mas em certas situações isso é bem aceitável. Quanto menos luz o teleconverter comer, melhor e mais caro (óbvio) ele é.

Quem usa este tipo de lente de aumento intermediária entre a lente de verdade e a câmera é quem precisa aumentar o zoom sem gastar muito, tipo paparazzos pobres, caras fanáticos por macro e caras que fotografam bichos na natureza e a Lua. Mas veja, estou dizendo sem gastar muito no universo da fotografia, que significa “gastando muito, mas não indo a falência completamente”.

Aqui que entra o jeitinho McGuyver na parada.

Teleconverter do McGuyver
Fala sério! Com isso, meu canivete e um clipe, eu faço uma ogiva nuclear!

Eu queria fazer fotos melhores da Lua, mas a minha lente de 500mm catadióptrica (me sinto “o Einstein” falando catadióptrica. Uma lente catadióptrica é uma lente que funciona com um espelho interno, que pega a luz e joga num buraco no centro do espelho, exatamente como faz o hubble e os bons telescópios) não me deixava ir além de um certo aumento. A solução era usar um teleconverter, mas no Brasil, TUDO de fotografia é caro pra dedéu.

Olha um teleconverter dos baratos aqui quanto sai usado no mercado livre:

teleconverter

 

Claro, que com grana sobrando, o melhor é comprar um teleconverter de verdade mas para os que – como eu – estão passando por um momento transitório de descapitalização compulsória em decorrência do rebento, esta dica pode funcionar.

O que eu fiz foi: ir ao e-bay e comprei no leilão um teleconverter quebrado, usado, de um mount (mount é o encaixe da câmera) antigo. Eu comprei uma merdinha dessa aqui, quebrada,  que no leilão me saiu a miseráveis dois dólares mais o envio.  Por um preço tão barato, compensava correr o risco de não funcionar.

Teleconverter do McGuyver
teleconverter 2X Kalimar – tem no ebay uns ainda, na faixa de cinco a vinte

dólaresUma vez que comprei meu lixinho usado, de um cara lá da Grécia, (veio com a lente interna suja demais, o que não é um problema, se vc souber limpar), peguei meu alicate de corte e arranquei fora sem dó nem piedade os pinos de conexão do mount dele, (um mount antigo, que tinha um monte de ferrinhos estranhos, alguns travados e outros soltos. Acho que era este o defeito)

Em seguida, segurando com a mão, eu fiz um teste, prendendo o teleconverter na lente e fazendo o foco ao mesmo tempo. Foi difícil, mas animado, vi a lua com o dobro do tamanho. Isso me mostrou que mesmo sem encaixar, seria viável usar um teleconverter quebrado de maquina analógica numa dslr de mount EOS como a minha cannon T3i.

A parte fácil vem agora. Tudo que eu precisei fazer foi entrar no deal extreme e comprar um extensor macro. O extensor macro é basicamente um cano. São uma série de tubos de metal pretos, que você vai adicionando para aumentar o macro. A parada se parece com isso e é bem barata, me custou oito dolares e setenta centavos:

Teleconverter do McGuyver

 

Olhando o canudo aí em cima, vc vai ver que ele é composto de três partes no meio e mais duas nas pontas. As partes são identificadas pelas linhas verticais. Essas coisas são rosqueadas.  As partes que me interessam são as pontas. Isso porque o tubo é feito para encaixar em qualquer lente, então ele tem um adaptador EOS macho numa ponta e fêmea na outra. Só precisei desrosquear, meter cola no teleconverter quebrado e colar num lado a ponta macho do tubo extensor e na outra a parte fêmea. O encaixa funcionou bem e usei cianocrilato (cianorilato é a base do super bonder, mas a minha é mil vezes mais foda que a cola do BBB) para aderir legal. O reforço interno eu fiz com cola epoxi, tipo araldite.  É importante que as pontas estejam bizonhamente coladas, porque esse treco tem que aguentar sem quebrar uma lente pesada.

Usei minha heatgun para acelerar a secagem. Aqui está minha teleconverter McGuyver:

Teleconverter do McGuyver

 

Testes:

Imagem de controle em 55mm (só a lente, e quase não da pra ver a bananeira do cara da cobertura):

Teleconverter do McGuyver

Imagem com a lente 70-300mm no talo, sem a telegambiarra:

Teleconverter do McGuyver

Já é um zoom formidável, é verdade. Mas vamos ver com a telegambiarra o que acontece:

 

Teleconverter do McGuyver

UUUUULHA! Agora com a 500mm, sem a telegambiarra:

Teleconverter do McGuyver

 

Há pouca diferença, porque a 300mm+telegambiarra vira 600mm. Agora a 500mm com a telegambiarra:

Teleconverter do McGuyver

 

Viu o passarinho ali? Muito massa, né? Claro, ela escurece um pouco, mas deixando o iso no automatico, isso passou batido. Não tem nem de longe a qualidade de uma teleconverter profissional, e sem os contatos, ela não me permite usar as propriedades de autofoco das lentes, nem estabilização e etc e tal. Mas existem os tubos extensores com os contatos, só que em vez de oito custam cem dólares  o que encareceria um pouco, além do mais, grande parte das minhas fotos eu faço o foco na mão mesmo e minha lente catadióptrica é 100% manual. Além disso, eu não sabia se ia funcionar.

Achei que o resultado foi melhor do que eu pensava que seria, e além de tudo, qualquer coisa que gere uma economia de mais de mil reais merece alguma consideração, hehehe. Agora só preciso que a Lua dê as caras por aqui.

Related Post

11 comentários em “Teleconverter do McGuyver”

  1. Muito bom o post. Gosto muito de fotografia e achei muito útil suas informações. Aprecio a astrofotografia, que são fotos de objetos celestes (tô ensinando o padre a rezar a missa né?). Na observação astronômica tem uma lente que, quando acoplada aos telescópios, magnifica a imagem, dobrando ou até triplicando o alcance e resolução do equipamento. São as lentes Barlow, que creio você já ouviu falar. Funcionam como as teleconverter.
    Obrigado novamente pelas dicas.

  2. Ansiosissimo para ver as fotos da lua.
    Título: MINHA TELEGAMBIARRA E AS MAIS BELAS FOTOS DA LUA!

    Mas tire bastante fotos procure ver se da para ter noção de alguma formação ou detalhe interessante ta?

  3. Cara, se tu morasse em Aparecida do Norte ficaria milionário com estas gambiarras! É a Meca dos pobres, neguinho lá acenderia velas para vc! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  4. Me lembrou uma vez que fiz uma lente macro com aquele rolo de esparadrapo e uma lente de luneta… hehehehe… É a essência do hack! Maneiro!

  5. Philipe, eu queria tirar uma dúvida: Eu preciso de uma meia tele (aprox. 100mm ou se puder um pouco mais, tipo 135mm). Eu tenho uma boa lente prime zuiko de 50mm f1.8. Valeria a pena eu colocar nela um teleconverter barato? Ou valeria mais a pena comprar uma tele mecânica e usada por uns 300 reais? Abração!

    • No seu caso, que tem uma boa 50mm, eu primeiro tentaria comprar no ebay uma teleconverter kalimar antiga, para maquinas analogicas. em uns la saindo por 10 dolares, até menos. Quando chegar, vc vai cortar os pinos do mount antigo e vai soldar (com araldite) um mount que vc vai tirar de um daqueles tubos extensores de dez dolares da deal extreme. Solde as extremidades do mount da sua maquina nas pontas no teleconverter e torne-o pronto para dslr! Fiz isso e a minha ficou por 30 reais. Ja fiz com duas mas uma ficou bem mais precisa que a outra. Uma das teleconverters que eu comprei tinha a lente regulavel com uma rosca de precisão, assim eu pude ir montando e ajustando ela. Essa é a solução de menor custo. Assim que vc fizer ela, ja solucionara a sua necessidade e podera juntar mais grana para depois ir pra uma lente tele mais parruda. Recomendo a tamron. Mais barata e mais sharp que a Canon!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares