Blood table – A mesa invisível

Eu estava comentando com um amigo meu que é designer de móveis sobre esta mesa. Uma idéia realmente muito criativa. Parece de fato que há uma mesa invisível, coberta de tinta vermelha (ou sangue) no meio da sala. A obra é quase uma escutura e foi crada pelo designer John Nouanesing. Ela se chama blood …

Leia maisBlood table – A mesa invisível

O azarado

Um sujeito chamado Victor Gonzalez foi trabalhar como sempre fazia. Ao chegar no escritório, notou um clima estranho. Não deu outra, ele foi demitido naquele dia mesmo. Para muitas pessoas, ser demitido é algo terrível, que equivale em dor a perder um ente querido. Victor ficou muito desiludido e voltou para casa. E chegou em …

Leia maisO azarado

Camas Bizarras parte 2

Uma cama para o meu vizinho. Outro dia eu fui pegar meu batmovel (um corsa 96 todo cheio de barulhos) quando vi um bólido ao lado do meu carro na garagem. Era um veículo que eu nunca tinha visto até então. Um belo carrão preto brilhante com faróis que mais pareciam olhos de boneco mangá. …

Leia maisCamas Bizarras parte 2

Camas bizarras – Parte I

As pessoas estão ficando cada vez mais esquisitas e isso acaba se refletindo nos hábitos sociais, nas roupas, na arquitetura e também nos móveis, afinal, maluco que é maluco escolhe cuidadosamente a decoração do seu cafofo. A prova disso é que camas estranhas são cada vez mais populares pelo mundo. Vejamos algumas: Medo de ataque …

Leia maisCamas bizarras – Parte I

Móveis muito loucos

Os designers criadores de móveis nunca param de nos surpreender. Veja que legal algumas dessas criações para quem precisa de versatilidade: Cadeiras de parede – Sua casa é apertada e eventualmente seus amigos não tem onde sentar? A solução é este genial esquema de cadeira de parede. Engenhoso e sem gastar espaço. (você ainda poupa …

Leia maisMóveis muito loucos

Uma fábrica de brinquedos na China

O tão esperado dia das crianças vem chegando e com ele, o sonho de brinquedo de muitos bacuris se aproxima da realidade, ou da decepção, em certos casos.

É inegável que os pais, pelo menos os da classe média, são altamente afetados por este tipo de marketing que gerou o dia dos pais, dia das mães, dia das crianças, e agora quer implantar o “dia da sogra” como uma data presenteável.

Como se já não fosse suficiente a páscoa e seus ovões de chocolate (a mídia e o marketing querem que você pense que quanto maior o ovo, maior seu amor pelo presenteado) o natal e seus milhões de comerciais com velhinhos de óculos sorrindo com panetones ou chester bolinha nos braços, o ano novo e suas roupas brancas com detalhes em prata, e as cores da moda para atrair de tudo, menos desgraça, o carnaval e a cerveja, e seus pacotes de viagem, seus hotéis com traslados, os ingressos, os abadás e as lembrancinhas de lugares longíncuos o início das aulas e os materiais, cadernos, mochilas, livros. As épocas de gastança se espalham pelo ano.

O fato, meus amigos é que somos engrenagens de uma maquina que não se sustenta. Uma bicicleta gigante que está em permanente pedalar para não cair. Somos forçados pela lei do consumo capitalista. Bem, isso não é necessariamente uma constatação tão ruim, uma vez que, sob certos aspectos, até na natureza o consumo é praticado. Pelos menos nós já saímos da fase de consumir uns aos outros.

Aí vem a pergunta fatídica : Será?

Leia maisUma fábrica de brinquedos na China