Conheça a Vovó Unicórnio

Conheça a Vovó Unicórnio

China como sempre, fornecendo material para o Mundo Gump. Agora é uma idosa unicórnio que tem um chifre gigante que desafia medicina.

Krokodil – A nova droga que transforma viciados em zumbis

Krokodil - A nova droga que transforma viciados em zumbis

Vários leitores me deram a mesma dica de post sobre uma droga russa que está transformando viciados em (quase literalmente) zumbis. Não, este não é um eufemismo para pessoas que resolvem passar o resto da vida “fora do ar”, mas sim quase uma literalidade. Os viciados em Krokodil estão literalmente se desmanchando!

AVISO: Daqui em diante as coisas ficarão mais nauseabundas, então, se você não curte ver nojeira, pule este post e vá para o post dos bichinhos mais fofinhos do mundo.

Devido às imagens serem fortes, nós embaçamos as imagens para que o post estivesse em conformidade com as regras do Google. Você poderá baixar o arquivo zip com as imagens sem alterações aqui.

Leia maisKrokodil – A nova droga que transforma viciados em zumbis

Com a minhoquinha no olho

Com a minhoquinha no olho

Olha que estranho o olho deste sapo. Ele tem um parasita nauseabundo preso no  globo ocular.

Você pode imaginar o quão desesperador pode ser sentir uma coisa dessas se debatendo dentro do seu olho? Acredite se quiser, isso também acontece com seres humanos!

loa loa eye Com a minhoquinha no olho

Este legítimo rebento de Satã chama-se Loa-Loa worm, e surge justamente nos olhos das pessoas, onde nada se debatendo estabanadamente, provocando graves infecções e também cegueira. Este nematódeo é transmitido através da mordida de uma mosquito. Ele pode passar anos vagando pelo seu corpo sem ser notado, mas quando finalmente chega nos olhos, a coisa fica séria. O jeito mais fácil de conseguir este inquilino para o seu corpo é visitar as áreas de pântano e florestas tropicais da África. è lá que o mosquito que é o vetor da doença pode ser facilmente encontrado.

Vermes nojentos que infectam os olhos também costumam atacar cães e gatos domésticos. Em quase todos os casos eles provocam cegueira e também atacam o sistema nervoso, onde vão parar nos miolos do infeliz hospedeiro, onde provocam ataques e podem causar até a morte. Um verme perigoso é o Toxocara canis, uma minhoca de 20 centímetros que habita o intestino dos cães. Se um cão desses vai para uma praia, parquinho ou área onde existem crianças, é fácil o ser humano se contaminar, e é por isso que cerca de 10.000 crianças aparecem com este verme, só nos EUA. Países com sistemas de saúde degradados e pífios no controle da higiene como o nosso são o paraíso para essas minhoquinhas.
Enquanto as pessoas se desesperam ao pensar que crianças podem se contaminar no solo, por contato direto com as fezes dos cães infectados, os cientistas tem más (muito más) notícias. Estudos mostraram que enquanto as fezes dos animais contaminados apresentavam um volume grande de ovos do verme, eles descobriram que mais de 180 embriões do verme em cerca de 1 grama dos pêlos dos cães contaminados. É a desgraça que vem pelo ar e você nem nota quando respira os ovos direto para seu organismo!

Outro tipo de problema envolvendo minhoquinhas no olho é bem comum no Brasil, e sobretudo em regiões agrícolas. Algumas moscas colocam ovos na pele humana e os vermes resultantes comem a carne da pessoa, até produzir um buraco onde se desenvolvem até chegar a um grau de maturidade onde caem dos buracos e vão se tornar outras moscas e retomar o ciclo. Geralmente, essas moscas, Dermatobia hominis, chamadas moscas varejeiras, colocam um filhote que chamamos de “berne”. Elas preferem a carne de boi, mas na falta dessa, “vai de gente mesmo”.
E se o infeliz azarado do hospedeiro estiver tirando aquela bela soneca, corre o risco de ter um berne no olho, que vai ter que ser retirado com pinça num sensacionalmente trágico momento de sua vida:
AVISO: Não recomendo olhar o que vem a seguir. Feche seu navegador e corra para as montanhas! E não olhe para trás!

Leia maisCom a minhoquinha no olho