A arte da caça РParte 2

Antes de começar a ler este texto, sugiro que você leia a parte 1.

Um √īnibus¬†corta a estrada no entardecer…

Leia maisA arte da caça РParte 2

A arte da caça РParte 1

-Nome?
-Laerte Soares Giancarlo Motta
-Idade?
-46
-Estado Civil?
-Casado.

Leia maisA arte da caça РParte 1

O fera da motoserra

Quando duas grandes √°rvores ca√≠ram, o senhor Randall D. Boni n√£o perdeu tempo. Pegou a serra el√©trica motoserra e foi brincar de esculpir. O cara √© muito fera em esculpir usando uma serra el√©trica motoserra. Tudo √© feito a partir de um √ļnico bloco de madeira. O trabalho dele fala por si, ent√£o s√≥ me resta mostr√°-lo.O fera da motoserra

Este post tem muitas imagens.

Leia maisO fera da motoserra

Eu desarmei a bomba at√īmica

Depois de passar uns dias com a minha esposa em Long Island, apenas pescando e me divertindo, eu havia esquecido completamente como o deserto √© frio de madrugada. A verdade √© que apenas as lembran√ßas dos √ļltimos dias me mantinham de olhos abertos. Eu estava morrendo de sono e preenchia um irritante formul√°rio de seguran√ßa, …

Leia maisEu desarmei a bomba at√īmica

O monast√©rio vulc√Ęnico

O monast√©rio vulc√Ęnico

Voc√™s devem ter notado que n√£o teve post ontem. A explica√ß√£o para isso √© que eu tinha mais de 800 coment√°rios para ler e aprovar, um a um, num √ļnico post. Este foi o recorde do Mundo Gump. Dando prosseguimento aos posts de hoje, aqui est√° um lugar muito, muito estranho e esplendoroso. Trata-se de …

Leia maisO monast√©rio vulc√Ęnico

Uma história de honestidade

Fui dar uma olhada no meu email e achei um subject que me chamou a aten√ß√£o: “Honestidade: Algo raro”. Com um t√≠tulo assim, imediatamente preparei meu esp√≠rito para ler mais uma daquelas f√°bulas que circulam entre amigos. Mas n√£o era. No email estava escrito: Meu caro colega, creio que nao seja muito inteligente abrir seu …

Leia maisUma história de honestidade

Viajando sem drogas

√Č impressionante o poder da mente humana. N√≥s temos a fant√°stica capacidade de viajar, de sair por a√≠ em devaneios semi-delirantes, indo onde nenhum outro pensamento jamais esteve. Muitas pessoas precisam de drogas e instrumentos artificiais que libertem sua mente das garras cruas do real. Mas eu preciso confessar que bastam duas coisas para que …

Leia maisViajando sem drogas

Particípio presente do verbo roubar

Edir Macedo ensina mais uma li√ß√£o valiosa aos internautas: Quem entende de internet¬† fica quieto. Quem n√£o entende, paga! Parece estranho? Voc√™ n√£o est√° ligando o t√≠tulo do post ao primeiro par√°grafo, n√£o √©? Explico. Acabei de ver a not√≠cia ultra-fucking bizarra publicada pelo blog controle remoto. A not√≠cia diz que Edir Macedo teve a …

Leia maisParticípio presente do verbo roubar

Uma f√°brica de brinquedos na China

O tão esperado dia das crianças vem chegando e com ele, o sonho de brinquedo de muitos bacuris se aproxima da realidade, ou da decepção, em certos casos.

√Č ineg√°vel que os pais, pelo menos os da classe m√©dia, s√£o altamente afetados por este tipo de marketing que gerou o dia dos pais, dia das m√£es, dia das crian√ßas, e agora quer implantar o “dia da sogra” como uma data presente√°vel.

Como se j√° n√£o fosse suficiente a p√°scoa e seus ov√Ķes de chocolate (a m√≠dia e o marketing querem que voc√™ pense que quanto maior o ovo, maior seu amor pelo presenteado) o natal e seus milh√Ķes de comerciais com velhinhos de √≥culos sorrindo com panetones ou chester bolinha nos bra√ßos, o ano novo e suas roupas brancas com detalhes em prata, e as cores da moda para atrair de tudo, menos desgra√ßa, o carnaval e a cerveja, e seus pacotes de viagem, seus hot√©is com traslados, os ingressos, os abad√°s e as lembrancinhas de lugares long√≠ncuos o in√≠cio das aulas e os materiais, cadernos, mochilas, livros. As √©pocas de gastan√ßa se espalham pelo ano.

O fato, meus amigos é que somos engrenagens de uma maquina que não se sustenta. Uma bicicleta gigante que está em permanente pedalar para não cair. Somos forçados pela lei do consumo capitalista. Bem, isso não é necessariamente uma constatação tão ruim, uma vez que, sob certos aspectos, até na natureza o consumo é praticado. Pelos menos nós já saímos da fase de consumir uns aos outros.

Aí vem a pergunta fatídica : Será?

Leia maisUma f√°brica de brinquedos na China