Celebrando as cores

Existe um curioso festival que acontece todo ano quando chega a primavera na √ćndia. As pessoas se pintam e vestem¬† roupas coloridas e se re√ļnem para festejar. O resultado visual √© bem impressionante, parecendo mais uma propaganda de impressora do que um festival de verdade.O festival indu se chama “Holi” e acontece na √ćndia, Nepal, …

Leia maisCelebrando as cores

Por que não mais um dia de desfiles? Idéias para um carnaval mais legal

Ontem eu fiquei acordado tentando ver os desfiles aqui do Rio na Tv. A tarefa mostrou-se t√£o imposs√≠vel quanto ver “…E o vento levou”.¬† Eu n√£o sei o que √© que tem na transmiss√£o da Globo que me d√° um sono desgra√ßado. Eu dormi no meio do desfile da primeira escola… Gente, isso √© um …

Leia maisPor que não mais um dia de desfiles? Idéias para um carnaval mais legal

Uma f√°brica de brinquedos na China

O tão esperado dia das crianças vem chegando e com ele, o sonho de brinquedo de muitos bacuris se aproxima da realidade, ou da decepção, em certos casos.

√Č ineg√°vel que os pais, pelo menos os da classe m√©dia, s√£o altamente afetados por este tipo de marketing que gerou o dia dos pais, dia das m√£es, dia das crian√ßas, e agora quer implantar o “dia da sogra” como uma data presente√°vel.

Como se j√° n√£o fosse suficiente a p√°scoa e seus ov√Ķes de chocolate (a m√≠dia e o marketing querem que voc√™ pense que quanto maior o ovo, maior seu amor pelo presenteado) o natal e seus milh√Ķes de comerciais com velhinhos de √≥culos sorrindo com panetones ou chester bolinha nos bra√ßos, o ano novo e suas roupas brancas com detalhes em prata, e as cores da moda para atrair de tudo, menos desgra√ßa, o carnaval e a cerveja, e seus pacotes de viagem, seus hot√©is com traslados, os ingressos, os abad√°s e as lembrancinhas de lugares long√≠ncuos o in√≠cio das aulas e os materiais, cadernos, mochilas, livros. As √©pocas de gastan√ßa se espalham pelo ano.

O fato, meus amigos é que somos engrenagens de uma maquina que não se sustenta. Uma bicicleta gigante que está em permanente pedalar para não cair. Somos forçados pela lei do consumo capitalista. Bem, isso não é necessariamente uma constatação tão ruim, uma vez que, sob certos aspectos, até na natureza o consumo é praticado. Pelos menos nós já saímos da fase de consumir uns aos outros.

Aí vem a pergunta fatídica : Será?

Leia maisUma f√°brica de brinquedos na China

√ą carnaval. Tempo de not√≠cias template.

√Č carnaval. Que maravilha.…T√°. Quem eu estou querendo enganar? Vou passar a porra do carnaval todo trabalhando em mais um filme do God√ī.Vai ser duro. Vai ser um calor do caramba, l√° fora os blocos e trios el√©tricos, a multid√£o saltando, as mulheres loucas, cerveja voando pelo ar, b√™bados caindo pelos cantos. Sacanagem rolando solta …

Leia mais√ą carnaval. Tempo de not√≠cias template.