SFBT – Boneca totalmente articulada

SFBT - Boneca totalmente articulada

Caraca, muito maneira essa boneca, que tem (eu acho) o corpo de boneco mais articulado do mundo. Dá uma olhada aí no bagulho:   Ela se chama SFBT (special fullaction body type 1) e é impressionante a quantidade de articulações que os designers conseguiram enfiar neste troço. São nada menos que 206 peças e 80 …

Leia maisSFBT – Boneca totalmente articulada

A maior colecionadora de Barbies do mundo

A maior colecionadora de Barbies do mundo

Hoje em dia, as Barbies ainda vendem muito, mas já existe uma concorrência enorme na área de bonecas infantis. Acho que foi durante a década de 80 que a Barbie nadou de braçada aqui no Brasil, com vendas astronômicas a cada ano que passava. Eu me lembro muito claramente como era interessante ver as escolas …

Leia maisA maior colecionadora de Barbies do mundo

Propaganda maligna!

Mostre isso a qualquer pessoa normal e ela vai dizer que esta e uma das propagandas mais assustadoras jamais inventadas. Ritual para assistir: Apague as luzes, aumente o som e olhe fixamente para a tela. Puts, botou a boneca da Xuxa e o boneco demoníaco do Fofão no chinelo, hein? Fala sério. Parece que convidaram …

Leia maisPropaganda maligna!

Vovó Elfa

Eu estou tentando inventar um jeito de fazer uma espécie de tinta que funciona como uma pele, de modo que a luz consiga atravessar as camadas de pele do boneco, aumentado o realismo.
Consegui um sucesso parcial misturando um polivinil acrílico com base de maquiagem da marca mais vagabunda que eu encontrei. Eu ainda estou fazendo inúmeros experimentos para chegar no material certo. E este foi um deles. Acho que esta é a pecinha mais rápida que eu já fiz. Acho que não levou nem 4 horas pra ficar pronta. E como isso vai entulhar meu Hd, achei bom colocar aqui pra vocês verem o processo.

Começo criando uma estrutura para a cabeça com a polyclay poliesculp, da Fxarte. Os olhinhos são de vidro, usados em bonecas. Eu não sei onde vende, porque esses aí eu ganhei de um amigo.  Então eu modelei este treco aí, meio bizarro. Mas isso é só a base. Por isso tem esta cara de maluco, hehehe.  Acho que na próxima peça farei esta parte em polyclay vermelha.

Vovó Elfa

Leia maisVovó Elfa

Dez produtos bizarros da Hello Kitty

Dez produtos bizarros da Hello Kitty

Hello Kitty é, segundo a Wikipedia, um dos muitos personagens criados pela empresa japonesa Sanrio. O personagem é a figura de uma gata branca com traços humanos que usa um laço ou flor na orelha esquerda e não possui boca. Ela tem uma irmã gemea chamada Mimmy e namora um gatinho branco (semelhante a ela) chamado Daniel. Nos desenhos animados Hello Kitty tem uma boca.

Patenteada em 1976, a Hello Kitty é hoje uma marca mundialmente conhecida.

A Hello Kitty foi criada originalmente pelo designer da Sanrio Ikuko Shimizu em 1974. Shimizu deixou a companhia aproximadamente um ano depois. O segundo designer, Setsuko Yonekubo, assumiu por cinco anos até 1980, quando essa tarefa foi dada a Yuko Yamaguchi, que ainda está à frente do trabalho. O personagem apareceu originalmente em pequenos artigos para jovens meninas, como bolsinhas para moedas.
A Hello Kitty recebeu um nome inglês porque a cultura britânica era popular entre as garotas japonesas na época da sua criação. O nome Kitty veio de um dos gatos que Alice criava no livro Through the Looking Glass de Lewis Carroll.

O fato é que a Hello Kitty se tornou uma franquia tão popular e adquiriu tamanho vulto ao longo de gerações que sua imagem despertou a sensação de que a criatura vai dominar o planeta, tese do meu amigo Brunno, lá do Virou Kibe.

A prova disso é que podemos ver a Hello kitty em circunstâncias tão estapafúrdias que é irresistível não fazer uma lista com os dez produtos mais estranhos da hello kitty.

Vejamos…

Leia maisDez produtos bizarros da Hello Kitty

Boneco – Lobisomem sinistro – Parte I

O Fabio Sousa me perguntou cadê os posts de modelagem. Só então eu caí na real de que tinha abandonado esse segmento do Mundo Gump desde o fim da promoção do boneco do John Locke. Pois bem, aqui está um post de boneco. eu vou colocando os updates a medida em que for terminando as …

Leia maisBoneco – Lobisomem sinistro – Parte I

Neste natal, dê boneca para sua filha

Neste natal, dê boneca para sua filha

Eu recebi do Silvano um link com bizarras bonecas. Não sei quanto a vocês, mas eu tenho um certo medo de bonecas. Aqueles olhos esbugalhados e a aparência de criança morta que certas bonecas têm me deixam desconfiado. Meu medo de bonecas macabras começou quando eu vi aquele trecho do Poltergeist onde o boneco do …

Leia maisNeste natal, dê boneca para sua filha

Uma fábrica de brinquedos na China

O tão esperado dia das crianças vem chegando e com ele, o sonho de brinquedo de muitos bacuris se aproxima da realidade, ou da decepção, em certos casos.

É inegável que os pais, pelo menos os da classe média, são altamente afetados por este tipo de marketing que gerou o dia dos pais, dia das mães, dia das crianças, e agora quer implantar o “dia da sogra” como uma data presenteável.

Como se já não fosse suficiente a páscoa e seus ovões de chocolate (a mídia e o marketing querem que você pense que quanto maior o ovo, maior seu amor pelo presenteado) o natal e seus milhões de comerciais com velhinhos de óculos sorrindo com panetones ou chester bolinha nos braços, o ano novo e suas roupas brancas com detalhes em prata, e as cores da moda para atrair de tudo, menos desgraça, o carnaval e a cerveja, e seus pacotes de viagem, seus hotéis com traslados, os ingressos, os abadás e as lembrancinhas de lugares longíncuos o início das aulas e os materiais, cadernos, mochilas, livros. As épocas de gastança se espalham pelo ano.

O fato, meus amigos é que somos engrenagens de uma maquina que não se sustenta. Uma bicicleta gigante que está em permanente pedalar para não cair. Somos forçados pela lei do consumo capitalista. Bem, isso não é necessariamente uma constatação tão ruim, uma vez que, sob certos aspectos, até na natureza o consumo é praticado. Pelos menos nós já saímos da fase de consumir uns aos outros.

Aí vem a pergunta fatídica : Será?

Leia maisUma fábrica de brinquedos na China