41 Comentários

  1. Eduardo Tomazett

    kakakkakaka

    chorei de rir aqui…

    Estive no RJ com minha noiva nesse final de ano e tivemos que levar ela no hospital (dor de garganta). Fomos num hospital na Laranjeiras e a sala de espera era exatamente como vc descreveu. Seria essa uma característica dessas bandas daí? Pq aqui “no Goiás”, as salas de esperas são espaçosas, mas é claro, sempre tem a Veja ali, com a matéria de capa do tempo do início do Plano Real.

    Bom, voltando ao exame…
    [modo sacana on]
    me diz uma coisa.. oq esse médico fez com a Sra Gump heim? hehe Qdo vc estava era ruim e sem vc é bom? hummmm
    [modo sacana off] :happy:

    abraço!

    Responder
  2. Ivan

    Pode ser que tenha doido mesmo, mas as vezes a sua mulher teve o bom senso ( coisa que com todo respeito parece que você não teve), de não assustar mais uma dona que estava la pela primeira vez e antes mesmo de saber se doi ou não, ja estava com medo.

    Responder
  3. Daniel

    Pois é caro Philipe, eu andei pensando exatamente a mesma coisa que o Eduardo Tomazett…

    Responder
  4. Jude

    ps: mas eu não estou a favor do Eduardo Tomazett.. mulheres são mulheres… (muitas reticências (…))

    Responder

  5. [quote comment="68000"]kakakkakaka

    chorei de rir aqui…

    Estive no RJ com minha noiva nesse final de ano e tivemos que levar ela no hospital (dor de garganta). Fomos num hospital na Laranjeiras e a sala de espera era exatamente como vc descreveu. Seria essa uma característica dessas bandas daí? Pq aqui “no Goiás”, as salas de esperas são espaçosas, mas é claro, sempre tem a Veja ali, com a matéria de capa do tempo do início do Plano Real.

    Bom, voltando ao exame…
    [modo sacana on]
    me diz uma coisa.. oq esse médico fez com a Sra Gump heim? hehe Qdo vc estava era ruim e sem vc é bom? hummmm
    [modo sacana off] :happy:

    abraço![/quote]
    É que na ultima vez ela fez 3 punções de uma só vez e desta agora só fez uma. Acho que o limiar de dor dela subiu alguns pontos.

    Responder

  6. huahuahau Achei que acontecia só comigo huahuahu Se tivesse falado o contrário, ela saía chorando.

    Responder
  7. thiago

    aheuiaeuihae
    imagino a cara do povo..
    mas na boa, quatro punções aspirativas não é normal
    experimenta ir em outro médico

    Responder

  8. Meu, que agonia de agulhas… foi me revirando enquanto lia…

    Claro que a biópsia vai trazer um resultado positivo e nunca mais vão precisar voltar la.

    Mas caso aconteça a infelicidade um de vocês terem que fazer esse exame denovo, combinem que um vai ficar agonizando as pessoas na sala de espera, enquanto o outro fica berrando e gemendo la dentro.

    Responder
  9. andre azevedo

    cara, sensacional seu texto. sabe qual o nome disso? MANHA… toda mulher faz, qdo tá com marido ou o pai. tenho 2 filhas adolescentes, q encaram qq emergencia medica na boa, mas basta eu aparecer no quarto q até lágrimas nos olhos aparecem. cretinas! isso é pra nos colocar lá embaixo, pra nos prender eternamente. hahahahahaha… um abraço, saude para ambos!

    Responder

  10. [quote]Acho que deu um “pã” no windows dela. Nisso, me liguei que 99% de todos os da sala iriam passar por aquilo lá. Tava uma platéia me olhando. Todo mundo com a cara de “Pã! -Esta pessoa executou uma operação ilegal e será fechada”.[/quote]

    huahuahuahau
    cara de “pã” é demais rsrsrs

    Responder
  11. Nuno

    Belo texto. Bem escrito, divertido.

    Relembra os “cronistas”, próprios do Rio de Janeiro (Rubem Braga, Paulo Mendes Campos, Sabino…).

    Parabéns.

    Responder
  12. Felipe Quevedo

    Quer a explicação real do fato de que sua mulher não achou ruim quando tava sem você?

    Simples:

    M A N H A

    Sua mulher é manhosa, assim como a minha.

    Chorou, se assustou e etc., porque você tava lá pra fazer dengo.

    Quando não tava, segurou a barra e pronto. Cabou.

    😉

    Responder
  13. raphael

    KKKKK!!!! As mulheres de vcs são “moles”. A minha uma vez estava fazendo brigadeiro, quando estava quase pronto, espirrou um pouco em sua perna (nossa! o troço estava fervendo), dai ela olha pra minha cara na maior calma e fala:
    Ihh espirrou… e na maior calma continua mexendo o brigadeiro que era pra não grudar na panela (quem sabe fazer brigadeiro, sabe do que estou falando rss).
    Nisso eu fiquei com a maior cara de “pã”, sem entender como ela poderia não estar sentindo dor, se fosse eu teria largado a porcaria do brigadeiro e teria feito o maior fuzue…
    Enfim as mulheres estão sempre prontas a nos surpreender, elas são assim.
    Abraços e espero que sua esposa esteja 100%

    Responder
  14. Nivea Bruzzi

    Gostaria apenas de saber se a pessoa que me chamou de manhosa já fez alguma punção na vida…

    Responder

  15. [quote comment="68726"]KKKKK!!!! As mulheres de vcs são “moles”. A minha uma vez estava fazendo brigadeiro, quando estava quase pronto, espirrou um pouco em sua perna (nossa! o troço estava fervendo), dai ela olha pra minha cara na maior calma e fala:
    Ihh espirrou… e na maior calma continua mexendo o brigadeiro que era pra não grudar na panela (quem sabe fazer brigadeiro, sabe do que estou falando rss).
    Nisso eu fiquei com a maior cara de “pã”, sem entender como ela poderia não estar sentindo dor, se fosse eu teria largado a porcaria do brigadeiro e teria feito o maior fuzue…
    Enfim as mulheres estão sempre prontas a nos surpreender, elas são assim.
    Abraços e espero que sua esposa esteja 100%[/quote]

    Ela por acaso não tem perna mecânica, né? :lol2:

    Responder

  16. [quote comment="68588"]Belo texto. Bem escrito, divertido.

    Relembra os “cronistas”, próprios do Rio de Janeiro (Rubem Braga, Paulo Mendes Campos, Sabino…).

    Parabéns.[/quote]

    Quem me dera. Tenho que comer muito arroz com feijão ainda.

    Responder
  17. Anônimo

    [quote comment="69163"][quote comment="68726"]KKKKK!!!! As mulheres de vcs são “moles”. A minha uma vez estava fazendo brigadeiro, quando estava quase pronto, espirrou um pouco em sua perna (nossa! o troço estava fervendo), dai ela olha pra minha cara na maior calma e fala:
    Ihh espirrou… e na maior calma continua mexendo o brigadeiro que era pra não grudar na panela (quem sabe fazer brigadeiro, sabe do que estou falando rss).
    Nisso eu fiquei com a maior cara de “pã”, sem entender como ela poderia não estar sentindo dor, se fosse eu teria largado a porcaria do brigadeiro e teria feito o maior fuzue…
    Enfim as mulheres estão sempre prontas a nos surpreender, elas são assim.
    Abraços e espero que sua esposa esteja 100%[/quote]

    Meu, não mesmo, a coxa dela é de carne e osso. Diga-se de passagem, bem gostosa por sinal!!!!! :ohhyeahh:

    Responder
  18. Dany

    eu adorei esse post :love:

    ahh..

    e as mulheres naum são manhosas naum… :X

    é q a presença dos maridos dexam elas maix nervosas só issu!!! 🙂

    Responder
  19. VAiNESSA

    Falha na matrix? Tsc tsc tsc… o nome disso é MULHER! x_x :curious:

    Responder
  20. Diene Eide

    Philipe, que talento para retratar situações hein?
    Encontrei seu site por acaso, que satisfação!
    :love: Também sou de Belém/Pa e moro na Wandenkolk, acabei de lêr seu texto e adorei. Com certeza tornar-me-ei frequentadora assídua!
    Em referência ao seu texto, conheço muito bem o procedimento de punção por ultrasson que tu descrevestes com detalhes, digo que não é pra qualquer um, tem que ter bravura!
    Desejo sorte e saúde à Nívea, até breve!
    Valew!

    Responder
  21. igor giovani de oliveira bica

    Li 2 textos do site – gostei muito dos dois…por enquanto 100% de satisfacao !!!

    Responder
  22. josiel loureto

    Quero relatar aqui um pouco de minhas travessuras, na juventude; o meu primeiro caso que eu vim a conhecer uma mulher para tranzar, eu estava mais ou menos com uns 13 a 14 anos, moravamos no interior da Bahia, na fazenda de meu avô, e eu já estava cansado de meter nas galinhas, e já tinha matado 2 de tanto enfiar na bunda das coitadas; pois eu pensava o seguinte se elas aguentam botar um ovão daquele tamanho para fora evidente que tinha que aguentar meu piruzinho que era pequeno e fininho; quando não era as galinhas eu pegava uma porca uma cabra, e até uma cachorra que tinha uma chimbica enorme; depois eu arranjei um pedaço de uima revista feminina que fazia propaganda, de lingerie para mulheres e tinha, umas fotos de algumas só de calcinha; ai eu corria para a beira de um rio que passava nos fundos da casa, já tinha o meu lugar apropriado para tocar punheta,e onde nós os meninos se ajuntava pra tocar punheta e colher o esperma em uma foha de mato qualquer pra ver quem tinha mais (gala) era o nome que agente chamava a esperma.
    Então com aquela vidinha de escola pela manhã e faze4r coisas erradas a tarde nós iamos vivendo, uma vida feliz e tranquila e sempre bolando alguma coisa pra fazer; eu tinha uma prima que eu era doido pra dar uma foda nela mais nunca consegui nada com a dita cuja;tinha uma vizinha que a fila dela de uns 12 anos de vez enquando agente dava uma raladinha nela e tal, mais não passava disto pois eu as vezes metia nas coxas dela e pensava que tinha entrado, e sai dali todo feliz; até que um dia um primo meu me falou de uma maluca que morava proximo dali, e que todo mundo comia ela; entaõ ele me explicou como fazer, e um dia numa tarde quente de verão lá vou eu pra casa da fulana e primeiro passei na venda, comprei um pedaço de fumo de rôlo, que é aquele fumo preto que se usa na roça pra fazer cigarros de palha; então levei o fumo chegei na casa da maluca e chamei lia ou lia, ela respondeu quem é; ai eu falei vim te trazer um pedaço de fumo, pra voce pitá; ela veio abriu a porta eu olhei todo sem graça, era uma criola mal vestida, com os cabelos todo emaranhado, aí segundo as imformações que meu primo me deu, era só dar a ela o fumo, que ela já deitava abria as pernas , tu enfiava o pinto duro ali, gozava e ia embora.Assim mesmo eu fiz quando dei o fumo a ela deitou-se no chão da cozinha, eu até então não sabia como era uma boceta, nesse dia é que tive noção de como a bicha era feia; um negócio preto cheio de cabelo em volta, e quando ela abriu as pernas que vi aquele troço vermelho, quase que saio correndo; mais eu estava ali para fuder uma boceta e iria fazer isto de qualquer geito; deite por cima dela e enfiei a piroca na criola, e ela começou a gemer, daí a pouco ela se extremeceu toda, e eu senti uma sensação gostosa tinha gosado tambem, peguei a saia dela limpei bem o pirú e saí dali com o maior nojo de min; pois quando eu lembrava daquela sena me dava vontade de vomitar; mais de quaquer geito eu gostei e tambem tinha desencantado pois fudí uma boceta de mulher ,que era o meu maior sonho;
    Aqui eu termino com a historia da Lia a muluca que foi a minha primeira xoxota que comi. e breve eu vou contar a voces a historia da jumenta, que meu avô tinha que chamava bandinha e nós só viviamos fudendo essa jumenta.
    um abraço do amigo josiel.

    Responder
  23. Henrique

    Muito boa essa
    o seu site foi ate pros meus favoritos depois de ler que o pessoal ficou com cara de “Pã!” do windows hahaha :lol2:

    Responder
  24. Priscyla

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, cara de pã! essa é a coisa mais engraçada que eu li essa semana!

    Responder
  25. Caio

    cara eu to lendo as historias no trampo…
    ja chorei de rir e meus alunos(sou prof. de informatica),ficam todos desconfiados…

    Responder
  26. makina do amor

    meu tio disse que quando ele morava no ceará a primeira vez dele foi com uma jumenta….rsrsrs
    cara.. sei nao mais ..deve serr mohh escroto fuder com uma jumenta… principalmente se ela dè um coice..kkkkk

    Responder
  27. makina do amor

    a minha parece o cão em forma de gente…. ela fala que seu eu deixa-la ela me capa. e pior ela passa o dia me fazendo pressao psicologica … cara é um tormento…..!!
    queria ajuda pra eu me livrar dela…..

    Responder
  28. Leila

    Josiel,

    Que nojo!! Transar com animaaaaaais!!

    Coitado do animal não merece “ESSE JUMENTO””!!

    Vcs caras são os que contribuem para as doenças sexualmente transmissíveis!! AIDS veio do macaco!!

    Nojentos!!!!!!

    Responder
  29. Callori

    Mulher tem dessas, ja passei por várias situações como esta com minha noiva rssrr da uma raiva do kct affz

    Responder
  30. Babii

    kkkkkkkkkk
    neem vou dizer q ri alto akii do “cara de pã” pqe tdo mundo jaa disse isso nee.. rs
    maas enfim, qto maais leeioo nesse site maais vidrada fiko akii.. lendo um seguido do outro !
    Parabéens heein..

    Responder
  31. DanXP

    imagino a cara de “Puta que Pariu, era pra assustar véia porra” que você deve ter ficado

    Responder

  32. [quote]Acho que deu um “pã” no windows dela. Nisso, me liguei que 99% de todos os da sala iriam passar por aquilo lá. Tava uma platéia me olhando. Todo mundo com a cara de “Pã! -Esta pessoa executou uma operação ilegal e será fechada”.[/quote]
    HAHAHAHA, cara, tu é FODA!

    Na hora deste Pã eu até escutei o barulhinho do windows, aquele som do Pã literalmente juntamente com a telinha da mensagem “Esta pessoa executou uma operação ilegal e será fechada” EU VI MENTALMETENTE A CARA DAS PESSOAS, deve ter sido pokerface, akele estilo -> ‘_’

    Imaginei também a famosa Tela Azul nakelas pessoas, fazendo aquela pane mental ao perceber o futuro que esperava elas.

    Muito bom, parabens, esplhou o terror num hospital. ASUHASUUHusauhasuhSAUHHUSA

    Responder
  33. Ricardo

    “A frivolidade é salutar; alivia a tensão e o medo da morte” -O Exterminador do Futuro 4-A revolução das Maquinas 
                 Algum tempo atras tive uma incomoda dor de garganta, mas fui levando até não aguentar mais, certo domingo de sol teria de ir ao mercado e chamei meu filho de 6 anos para me acompanhar, disse a ele que antes iria ao hospital dar um jeito naquela dor de garganta, me consultei e o médico me receitou uma bela injeção para resolver de vez com o problema, quando saímos do consultório meu filho grudou em mim e perguntou -Você vai tomar pai? Claro que vou filho – Mais dói!! Disse ele com a voz engasgada – Tá tudo bem, espera aqui. Disse a ele entrando a enfermaria. Quando sai resolvi comove-lo ainda mais e fui ao seu encontro arrastando uma perna como se estivesse incapaz de move-la, nisso a enfermeira passou por nós e disse  -O lado da injeção foi  o outro senhor!!!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.