Retrospectiva 2012

É sempre assim. Passa o natal e começa a fase das retrospectivas. Todo canal que você liga ta falando daquelas mesmas coisas, de retrospectiva em retrospectiva, você revive o que de mais importante aconteceu naquele ano, e de quebra, ajuda os canais a ganharem alguma audiência com notícias requentadas. Mas já que é tradição fazer uma retrospectiva e (eu não sei se faço, acho que não) por conta de 2012 ter sido um ano peculiar na minha vida e neste blog, eu vou fazer. Vou dividir minha retrospectiva em três categorias: Minha vida, Mundo Gump e Bizarrices do Mundo.

 

2012 na minha vida

O ano de 2012 começou de uma forma muito interessante. Eu tinha viajado para Ilhéus com a primeira dama, onde me hospedei por uns dias na casa de amigos queridos, a Aninha e o Silvio. Fizemos diversos passeios, e comemos bem, (algo que a gente sempre fazer quando se encontra). O Reveillon, passamos numa casa muito show por sinal, de uma amiga deles do trabalho. Foi uma festança com muita comida e bebida avontê. Rolou musica, danças e tudo mais. Como sempre fazia ao longo de pelo menos a última década, fiz um pedido ao Criador na virada do ano. Eu queria um filho. Como eu não recebia a tal “graça”, eu incansavelmente pedia a mesma coisa, no melhor estilo “o chato”. O fato é que meu pedido na virada de 2011 para 2012 foi completamente inútil. O neném já estava na barriga da Nivea e eu igual um zé mané estava pedindo por ele. Fomos descobrir isso de uma maneira Gump, depois de meia noite, lá em Itacaré. Ela resolveu fazer o exame, só por desencargo de consciência, já que tínhamos contratado um passeio meio hard core, que a moça da empresa de turismo disse que não podia ter grávida. A menstruação da Nivea estava atrasada, mas como ela estava com uns miomas, a gente tava achando que era mioma, mas na verdade, era “Filhoma”.

Retrospectiva 2012
Só na vidinha mais ou menos.

Imagina como algo assim, descoberto por acaso bagunça a cabeça da gente. Corri para comprar outro teste de farmácia, mas já tinha fechado. Passamos a noite teorizando em parte sobre  o “e agora”, e o “teste que podia estar com defeito”. Felizmente não era defeito. Era o Davi.

Aquele pequeno detalhe mudou o ano de 2012 radicalmente. Ao longo deste ano, fui acompanhando a barriga da Nivea crescendo, os enjôos, as roupas não cabendo, o neném mexendo, os soluços dele dentro da barriga. Trocamos o Honda Fit por um carro maior, já imaginando que o volume de bagulhos que iríamos transportar aumentaria substancialmente.  A primeira ultra, a segunda, a terceira. A morfológica, aquela que você vai se cagando de medo do médico te dar uma má notícia… É muita emoção, maluco.  No dia 8 de agosto, fomos para uma das últimas consultas no obstetra, (um cara muito louco, só digo isso) e ele fez uma cara de que estava preocupado. “O bebê esta muito baixo” ele disse. Pra complicar a pressão da Nivea tava tão irregular que ele desconfiou que o esfigmomanômetro (aparelho de pressão) estava com problema.

Quando voltamos do obstetra para casa, foi trocar de roupa, sentar na frente do computador e começar um post para ver a Nivea aparecer na porta. Ela ia falar alguma coisa comigo e no meio do assunto, plá! Estourou a bolsa. Putamerda! Aí bateu a nóia. Aquele foi um dos piores dias de trânsito na cidade. Um ônibus pegou fogo na ponte, tinha uma greve que bagunçou a cidade, era hora do rush… Um merdelhê dos diabos e meu filho estava nascendo.

Tampamos para a Maternidade, e por um grande sorte, o caos do trânsito foi tamanho que prendeu a equipe do plantão no hospital. Se não fosse isso, certamente pegaríamos o atraso do obstetra na mudança de turno. Por sorte tinha uma anestesista super gente boa lá, que já tinha terminado o plantão e estava esperando a zona na rua acabar para ir embora. Se não fosse isso a coisa ia complicar. O anestesista da equipe do obstetra simplesmente não conseguiu chegar. Eu me caguei de medo ao ligar para o obstetra para avisar e ouvi um sambão animado.  Lembrei que era o aniversário dele.

O cara veio, custou a chegar. Ele chegou NA HORA de tirar o neném. Por pouco não chega.

Mas chegou animado, sambando e cantando o Oi,oi,oi da novela e dizendo que ia perder a cena em que a Rita confrontava a Carminha. Eu pensando no meu filho, uma pilha de nervos,  e o médico pensando na novela.

Eu fiquei na duvida se ele estava maconhado ou bêbado. Mas era difícil de saber, porque ele sempre foi do tipo “relax”, e aquele jeitão sonambúlico era o jeito dele mesmo.

Finalmente o Davi nasceu. Um mês antes da hora, no dia oito do mês oito. E ali estava eu, na nova condição de pai de família.

Retrospectiva 2012

Eu olhava pra ele e achava que 2012 tinha sido um ano agitado. Ah, como eu era inocente. A fase agitada mesmo veio depois que ele saiu da barriga. Os primeiros dias foram hard. Ele era um faminto, mas não saía leite no peito da Nivea. Todo mundo dizia que era normal o leite demorar, mas bate um perrengue foda de imaginar seu filho com fome. O jeito era improvisar, fazíamos uma mamadeira com um pó especial lá e com uma cânula nasogástrica ligada numa seringa, injetávamos o leite artificial na boca do Davi enquanto ele sugava o peito. Teoricamente aquilo devia fazer o leite sair. Mas não saía.

Teve um dia que eu perdi a paciência, meti a boca nos peitos dela e liguei o roto-rooter! Alguém tinha que chupar esses peitos like a boss para o leite sair. Eu não sei se deu certo ou foi uma coincidência, mas no dia seguinte, apareceu o leite… E como! Pensei em abrir um laticínio aqui em casa.

Era tanto leite que mesmo mamando feito um bezerro, tinha além do normal. Começamos a doar para o banco de leite, salvando a vida de varias criancinhas. Com esta atitude aparecemos na exposição “Mães que alimentam os filhos de Niterói” que a esta altura já deve estar em exposição lá no Congresso Nacional.

Desde o nascimento do Davi não sei mais o que é acordar de mau humor. Ele abre um sorrisão enorme naquela boca sem dentes quando me vê e cada sorriso dele é como ganhar na loteria. O Davi começou a crescer rápido.  Mas enquanto ele me deu as maiores felicidades de 2012, foi com ele o pior sofrimento.

Por ser prematuro, o pediatra mandou uma pá gigante de exames adicionais ao teste do pezinho, de modo que o teste do pezinho dele foi no braço. Ele tinha poucos dias de vida e a moça do laboratório tentou diversas vezes tirar o sangue dele, coitado. Ele fez um escândalo, e eu que tinha que segurar. Chorou até perder as forças. Foi traumático até pros caras do laboratório que fazem isso todo dia. Aquele foi um momentinho desgraçado. A sensação de estar torturando o próprio filho é uma merda.

A gente fica estimulando o Davi num esquema quase 24/7, e ele responde muito bem. Agora ele esta na fase de querer falar e eu tenho acordado com um filhote de arara gritando do meu lado. Ele está ficando a cada dia maior, e tem quase o dobro do tamanho dos amiguinhos da idade dele no prédio. Com quatro meses usa roupa de um ano de idade.

Retrospectiva 2012

Nem tudo foram flores este ano. A Vó Glorinha, mãe do meu pai, morreu prestes a fazer 91 anos. Ela gostava muito de mim, e fazia cajuzinho e torta de maçã pra mim desde sempre. A morte dela foi de causas naturais. Ela estava na casa da minha tia, tinha almoçado e estava vendo televisão. Ela chegou a comentar como o BBB é um programa babaca e tudo.  Então ela fez um shut down. Simples assim. Baixou a cabeça, suspirou e não voltou mais.  Mas é um tipo de morte que todo mundo entende, e me arrisco a dizer, inveja.

Morrer em paz, com lucidez total, já tendo criado uma família enorme, sem stress, sem hospital nem aparelhos, sem dor… Como quem tira um cochilo, é para poucos escolhidos. Presente para quem cumpriu com desenvoltura sua missão na Terra.

Em termos de apertos, na minha vida, esse ano foi mais sossegada, felizmente.

Tive uma pedra no rim este ano (mais uma para a coleção) mas ela passou numa boa aqui e nem doeu para sair, o que foi um grande alívio, dada as outras pedras que até cirurgia já me obrigaram a fazer no passado. Frente a frente com a morte, eu só estive uma vez em 2012, mas escapei numa boa. Foi na gravação de um promo de documentário que minha empresa estava preparando em parceria com uma outra produtora. Eu estava numa pedra alta, no Parque Nacional de Itatiaia, a dois mil e bordoada metros de altura. Estava filmando o paredão rochoso quando fui dar um passo para trás afim de focalizar melhor com a lente de 500mm…. E não havia NADA atrás.

Eu despenquei de uma altura enorme, e lembro que numa fração de segundo que durou minha queda eu pensei: “Agora fudeu!”   Mas aterrissei de costas, segurando a câmera e o Tripé, como se fosse um boneco. Havia um capim alto na fenda onde eu caí, com uma camada grossa de turfa molhada no fundo e isso amorteceu a queda como um colchão. Macuquei um pouco o braço, mas nada sério. Eu podia ter me lascado se tivesse uma pedra na reta da minha cabeça, e ali é cheio de pedras. Pra piorar, eu tinha me separado do grupo e estava sozinho num cantão lá, apenas com a câmera, apetrechos e um radiocomunicador. Acabei me perdendo, porque não consegui escalar de volta para voltar de onde vim, e abri caminho usando o monopé do meu amigo Vinícius.

Resultado, passei horas molhado naquele lugar frio pra dedéu, mas pelo menos eu saí vivo e o video ficou legal. Aliás, em termos profissionais, 2012 foi bom pra mim. Fiz bastante coisa, sempre coisas diferentes, e até as tentativas que não deram certo se mostraram interessantes no aspecto da aprendizagem.

Em termos de saúde eu tive um susto em 2012, quando desmaiei do nada de madrugada, quando fazia xixi. Investiguei a causa e até agora a melhor hipótese é “desmaio por comer demais”. Eu tenho feito bastante Pilates e os exames cardiológicos se mostraram bem legais.

Dediquei boa parte do meu tempo de estudo deste ano à fotografia, que ainda estou aprendendo.


Retrospectiva 2012

Iniciei com macro  de insetos, fotos experimentais, e lentamente fui passeando pelos outros estilos, de paisagens a retratos.

Retrospectiva 2012

Retrospectiva 2012

 

Em 2012 coloquei meu site de fotografias no ar.

2012 no Mundo Gump

 

Em 2012, as grandes mudanças da minha vida se refletiram negativamente no Blog. Dá pra entender isso porque este blog não é uma agência cheia de gente, não tem equipe, supervisor, redatores, ilustradores. Aqui é o “show do eu sozinho”, muito embora eu não possa deixar de citar amigos importantes que me ajudam a manter este blog, como o Lucas Gimenes que sempre me manda ideias de posts, e o Pedro Gafanhoto que me ajuda (e como!) na parte técnica de manter este site no ar. Mas sendo um blog pessoal, quando dá algum rolo eu não posto, e isso impacta diretamente na taxa de visitas.

Se olharmos só pelos números, a coisa foi ruim: uma diferença na casa dos dois milhões de visitas entre 2011, que fechou com cinco milhões, 480 mil e uns quebrados contra três milhões, quinhentos e setenta e oito mil leitores únicos em 2012.

Os picos de acessos de 2011 ainda são o recorde histórico do Mundo Gump, com mais de cem mil malucos entrando num só dia. Em 2012 o nosso recorde foi de 38 mil num dia, o que é risível perto do Everest gráfico dos 120 mil acessos únicos num só dia,  de 2011.

Outros problemas envolvendo o Mundo Gump se deram na escala do invisível. Pense num blog como um iceberg. O que os leitores vêem é uma pequena fração de 20% da monstruosidade de trabalho que dá, sendo que 70% desse trabalho é invisível, é coisa de servidor, bakups, é pesquisa para postar, é produzir os bonecos, é fazer as coisas do lado de fora. O leitor vê apenas o post,  e só lembra que existe o bastidor quando dá uma merda e o blog sai do ar.

Nossa e como o Mudo Gump saiu do ar em 2012! Acho que foi o recorde. Acho importante dizer isso, porque eu não sou do tipo do editor que tampa o sol com a peneira, mascarando maus resultados. Nossos problemas maiores foram com o servidor de hospedagem. No inicio do ano as tarifas de hospedagem da Porto Fácil aumentaram, o que me obrigou a sair, já que eu tinha uma planilha de custos bastante limitada, não me permitindo ousar financeiramente, já que eu havia comprometido uma parcela grande do faturamento do blog com outros projetos paralelos. Mudei para um servidor VPs numa empresinha fundo de quintal, que fazia revenda de hospedagem  da Digital One nos EUA. Me arrependi amargamente. De windows pirata a péssimo atendimento, bugs e mais bugs, o blog capengava terrivelmente.

Some isso ao período onde eu não estava com o chapéu de blogueiro na cabeça, mas sim com o de pai.  Eu só queria saber do Davi. Cada segundo dedicado ao blog foi menos um segundo dedicado ao Davi, de modo que o Mundo Gump de prazer começou a significar uma caixa de encheção de saco. Dei uma banana para os problemas do blog e fiquei as atenções no meu filho.

O blog saiu do ar? Dane-se! Eu quero é dar banho no Davi. O blog tá carregando uma tela cinza? Dane-se! Eu quero é limpar a baba do Davi. O blog carrega o post e dá erro 502? Dane-se! Eu quero é limpar o cocô do Davi. Eu só comecei a ter mais tempo para o blog quando o Davi começou a dormir mais.

Foi no meio do mar de problemas da empresinha fundo de quintal que resolvi chutar o pau da barraca e contratar uma empresa maior, pagando mais, e com uma estrutura de servidores em nuvem. Isso aconteceu no fim do ano e revelou-se uma boa pedida. A taxa de acessos dobrou na hora, e com ela subiu a renda do adsense, que já estava ficando deprimente. Investi num novo tema, responsivo. Testei novas formas de publicidade (que causaram ódio de muitos leitores).

A quantidade de posts em 2012 diminuiu um pouco, embora que eu, pessoalmente, não tenha sentido uma queda na qualidade dos posts. Eles continuam me dando bastante trabalho.  Em 2012 foram 351 posts (até agora) enquanto em 2011 e 2010 foram aproximadamente 400 posts por ano.

Em termos de escultura, 2012 foi fraco. Fiz o zumbi padre apenas, porque esses materiais químicos que eu trabalho tem cheiro forte e não quis correr o risco de descobrir se meu filho era alérgico por tentativa e erro.  Outro lance que falhou miseravelmente este ano foi o filme do zumbi. Sem a grana que o Zumbi padre daria para a produção, eu teria que fazer efeitos de maquiagem de qualidade duvidosa. Pra fazer qualquer merda, optei por deixar o projeto do curta em stand by. Outro fato que atrasou o filme foi que o meu amigo Diogo, o ator principal, se machucou e teve que operar, uma atriz descobriu um serio problema se saúde e o cara que era gordo ficou magro. Com tudo isso, mais a falta de grana e  um neném para gerenciar, deixei o projeto de lado até ter condições de fazer direito.

Em termos de contos, este ano foi proveitoso, mas não tanto como 2011, quando eu lancei o conto do Zumbi em capítulos, que virou livro e também A Busca de Kuran. Os contos de 2012 foram “Os outros” e “Estranha obsessão”, ambos em capítulos.

O Mundo Gump retomou seu crescimento no final do ano, e agora acho que 2013 deve superar 2012 (eu espero).

 

Bizarrices do Mundo

 

Muita coisa doida aconteceu em 2012, sendo que muitas delas todo mundo se lembra. O Oscar Niemeyer morreu, desanimando todos que apostavam suas fichas na imortalidade do arquiteto. Outra que morreu foi a Sylvia Krystel, a eterna Emanuelle. Obama venceu a eleição e a previsão do fim do mundo no dia 21 de dezembro se revelou um Fail épico. Agora o top mais bizarro de 2012 acho que foi aquela “restauração da pintura de Jesus feita por uma aposentada Espanhola.

Retrospectiva 2012

Outro que concorre ao Oscar do Bizarro em 2012 é o cara que cortou o pênis e serviu para convidados num estranho rega-bofe no Japão. Mas claro que teve muita coisa louca em 2012, de dançarinas fazendo strip para estátua na Tailândia ao casal que guardou o cadáver do filho no freezer , o cara que sobreviveu a 70 paradas cardíacas e o canadense que tatuou 100.000 endereços da web no corpo.

 

Bom, eu espero que 2013 seja um bom ano, superando 2012, um ano complicado para o blog, mas de longe um dos mais felizes da minha vida.

Retrospectiva 2012
Tim-tim! Um feliz 2013 pra você!

 

 

Related Post

25 comentários em “Retrospectiva 2012”

  1. Philipe, uma coisa eu te digo: você já se tornou uma figura folclórica da internet para mim ;).

    O Mundo Gump entrou para o meu cotidiano como o velho hábito de ler o jornal hehehe .

    Parabéns e um excelente 2013 para você e sua família!

    Forte abraço!

  2. Eai cara blz? depois de quase dois anos vendo o gump virou um habito ligar o pc e ver o mundo gump de primeira,me incentivou a criar um blog tambem http://planetarad.blogspot.com.br/
    o q mais gosto no gump é as suas aventuras kkk gostaria q tivesse mais, bom FELIZ 2013,felicidades e PARA DE CRESCE TAO RAPIDO DAVI!!!!

    • Valeu Douglas. Fico feliz quando me dizem que o Mundo Gump estimulou as pessoas em algum nivel. Alguns passaram a leu mais, outros começaram a escrever, e criaram blogs. De longe, este feedback é o mais gratificante que traz uma sensação boa de dever cumprido para mim. Mas ao mesmo tempo há muito a fazer. Eu tb adoro as aventuras, mas elas são muito trabalhosas, porque eu começo sem saber o tamanho que elas vão ter. Se dá um lance tipo o do zumbi nessa fase da minha vida, eu tô lascado, porque as aventuras em capítulos BEBEM o meu tempo com gelo e limão. E agora estou tendo que trabalhar muito mais porque é mais uma boca para sustentar, hehehe.

  3. Bueno mestre Philipe, sou fã do seu blog , das coisas bizarras e legais escolhidas a dedo para os posts, e da maneira como eles são escritos. Seus contos, além de ser uma experiência literária definitivamente GUMP pra quem lê, são uma grande inspiração pra meus projetos como escritor amador. Desejo, em nome dos seus fãs gaúchos barbaridade, um Feliz 2013, e muita saúde pra ti e pro filhão!

  4. Eu já sou figurinha fácil aqui no blog, Philipe! Acompanho tudo religiosamente, mas pouco tenho comentado. Ando numa correria que só ultimamente, pois é a vida está frenética! Desejo tudo de bom para você e sua família em 2013! Putz, o Davi está lindo!! Como está crescidinho!

    E eu sou uma bobona… Fiquei com os olhos cheios d’água ao ver a foto dele. Ando naquele momento em que meu relógio biológico está me traindo e pedindo um bebê, mas por enquanto as coisas precisam esperar.

    Que 2013 nos traga muita coisa boa! Feliz Ano Novo Gump!

  5. Só tenho a agradecer ao Mundo Gump e desejar boas festas, saúde e felicidades para você e toda sua familia (o que inclue os leitores do blog – certo!?)

    Que em 2013 façamos contato!

  6. parabéns por mais um ano de MG, e que o ano de 2013 seja muito melhor que este!!! a coisa ironica é que para alguns, o ano foi bom, o que é otimo, aliás, todos deviam ter anos maravilhosos, mas para alguns, este ano foi uma facada terrivel!!! mas como não é só de coisas ruins, devo dizer que apesar deste ano não ter sido o melhor para mim, ainda teve momentos muito bons, o que de certa forma conforta os ruins!!! e que venha 2013, e muitas postagens divertidas e historicas para o mundo gump!!! eeeeeeeeeee!!!! *estoura o champagne*

  7. Só consegui entrar no blog hoje, estava muito ocupado com assuntos da minha formatura do ensino médio, fim de ano, problemas familiares. Mesmo com os problemas que houveram no blog, ainda continuei acompanhando (quando se tem 2 anos de leitor do Mundo Gump, não dá pra largar). Adorei os contos que você publicou em 2012, meu preferido foi o Estranha Obsessão. E nesse ano, após ler mais o Mundo Gump, os posts mais antigos, finalmente decidi tirar o meu Histórias de um 22 da geladeira. Obrigado por manter o blog mesmo com os contratempos, e também obrigado por ser um dos blogueiros e um dos escritores que mais me inspiram.

  8. “Teve um dia que eu perdi a paciência, meti a boca nos peitos dela e liguei o roto-rooter! Alguém tinha que chupar esses peitos like a boss para o leite sair. ”

    UEHUAEHUH eu não acredito nisso…

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares