Pessoas magnéticas

Compartilhe

Pode parecer estranho dizer isso mas existem pessoas que alegam ter propriedades magnéticas, como ímãs.

liewthowlin Pessoas magnéticas

Essas pessoas descobriram estes estranhos “poderes” e hoje vivem de demonstrar suas capacidades de atrair metais com o próprio corpo.

Fisicamente, isso é algo bastante improvável. Mas o que dizer quando essas pessoas de todo o mundo surgem com mais que apenas alegações, surgem fazendo as demonstrações na frente de qualquer um? Olha só isso:

É difícil olhar para um video assim e – desconsiderando a hipótese de efeitos especiais obviamente – não ter uma clara impressão de que ele tem poderes magnéticos. O nome deste senhor de 70 anos, atualmente aposentado na Malásia é Liew Thow Lin. Ele alega ter poderes sobre-humanos que o permitem colar qualquer metal no corpo. Suas propriedades magnéticas são tão impressionantes que ele encosta uma placa de metal ligada por correntes em um carro e puxa o automóvel com a placa aderida ao sua barriga. Os elementos uma vez colados em seu corpo não se descolam nem com marteladas, ou usando pesos como tijolos sobre eles. fonte

Um fato curioso acerca das pessoas magnéticas é que aparentemente há algo de genético neste fenômeno. Os netos do coroa magnético também demonstraram ter este “poder”.

Embora pessoas com alegadas propriedades magnéticas existam em diversos lugares do mundo, a Indonésia parece ser um celeiro deles.
Na Indonésia, há um menino conhecido como o “garoto magnético”. Ele teria as mesmas propriedades que Liew Thow Lin demonstra ter.

O jovem consegue aderir até pedras ao seu corpo! O pai do menino que também tem esta característica incomum e bizarra, disse que descobriu que tinha este poder no exército. Quando ele teve filhos, ficou admirado ao ver que garfos, colheres e outros talheres colavam no corpo da criança com grande facilidade.
Segundo o pai, os dois filhos do casal conseguem realizar as proezas de atrair objetos. Há inclusive um deles que consegue prender objetos não só metálicos, como também vidro ao corpo. Como o vidro não é magnético, isso levanta suspeitas sobre o alegado poder magnético dessas pessoas.

A medium russa Eugenia Davitashvili – Djuna também demonstrou esta curiosa habilidade.
Do mesmo modo que o menino malaio e seu pai, Eugenia consegue realizar atração de materiais não magnéticos. Nos anos 80, quanto convidada de um programa de tv em Belgrado, Eugenia demonstrou que conseguia prender e levantar uma caixa de cigarros com a palma da mão.

Também da Rússia é este cara aqui, que consegue prender metais em seu corpo. Valeri Cobileanschi é um engenheiro elétrico. fonte
valeri11 Pessoas magnéticas

Da Holanda, temos este cara aqui que consegue atrair diversos elementos nele, chaveiros, colheres, facas, inclusive um celular:

Há também um cara chamado Miroslaw Magola, que ficou conhecido por demonstrar seus poderes magnéticos passando talco nos objetos, para demonstrar que o que adere essas coisas a sua pele não é o suor. Miroslaw alega ser capaz de atrair objetos usando luvas cirúrgicas. Veja:

Aqui a experiência com o talco:

Há também esta mulher que demonstra ter os mesmos poderes:

Outro caso bastante curioso é o de Elena Kovaleva. Esta Russa sofreu uma grave descarga elétrica quando tinha 45 anos. Elena não morreu mas adquiriu um estranho poder: o magnetismo.magnetot Pessoas magnéticas

Assim como acontece com muitas outras pessoas magnéticas, qualquer objeto de metal que adere a seu corpo, sobe de temperatura. Elena também alega que após o incidente do choque, passou a conseguir predizer o futuro.

Quando tinha 45 anos, Kovaleva trabalhava de camareira em uma cantina.

– “Alguém esqueceu a torneira de uma pia da loja aberta e tinha cabos elétricos por todo o local. Ainda tentei ser previdente e busquei fechar a torneira com um pedaço de pau, mas havia água por todo o piso e sofri um forte choque, mas tive a sorte de permanecer viva”, explica.

Além dos metais, o corpo dela também atrai ao plástico e o cristal. Quase qualquer material cola no seu corpo e quando isso acontece, os utensílios sobem de temperatura e fica muito difícil tirá-los. É necessário, então, esperar que esfriem para que comecem a cair.

Outra mulher que ficou famosa graças a seu magnetismo é a britânica Brenda Allison. fonte

mulhermagntica243x300 Pessoas magnéticas

Hoje uma senhora de 50 anos, Brenda Allison diz que desde pequena sabia que havia algo diferente com ela.

Seu corpo atrai pregos, chaves e moedas que podem permanecer grudados nele por até 45 minutos. Desde criança ela disparava alarmes de carros, causava interferência em aparelhos de televisão, explodia lâmpadas e não podia usar relógios sem que os quebrasse. Seus pais sabiam que a menina tinha algo incomum, mas nunca a levaram ao médico.

Ela passou a manter um diário, e percebeu que o magnetismo ficava mais forte após seu período menstrual.
O Romeno Aurel Railieanu também teria esses poderes. Aurel surrpreende as pessoas com suas demonstrações. A coisa mais estranha que colou nele foi uma televisão:
Talvez a pessoa mais famosa que se tem notícia de ser magnética é o russo Leonid Tenkaev, que trabalhava perto da usina nuclear de Chernobil. Segundo afirma, depois do acidente nuclear ele descobriu que tinha incríveis poderes magnéticos. Seria um efeito da contaminação radioativa? Tal qual Peter Parker, o Homem Aranha, que  passou a aderir às paredes após ser picado por uma aranha radioativa nos quadrinhos e cinema, Tenkaev disse que se surpreendeu com seus novos poderes. Após algum tempo, Tenkaev conseguia segurar objetos de 23kg com seu peito.
Ele e sua fampilia foram levados para o Japão, onde passaram por exaustivos exames.
Uma das testemunhas, a Dr Atsusi Kono, que era na época o médico chefe do Hospital Si Djo Idai em Tóquio, ficou tão impressionado que ele comentou: ” Não há absolutamente nenhuma dúvida de que os objetos aderem, é como se seu corpo fosse magnético.”

russianmetalman Pessoas magnéticas
Outro russo que ganhou fama com o poder magnetico de seu corpo é Nikolay Suvorov, um policial.
Segundo a matéria do The Guardian, em 1990, uma conferência reuniu nada menos que 300 “ímãs humanos” em Sofia, na Bulgária. As pessoas com poderes magnéticos são reportadas e documentadas desde o século 19.

Segundo o Orange, esta menina Sérvia consegue atrair objetos também. Jelena Momcilov, de apenas dez anos de idade impressionou familiares e médicos ao demonstrar seus poderes.

schoolgirlmagnetichands Pessoas magnéticas

Experts da universidade Nis estão estudando o caso da menina afim de encontrar uma explicação para seu poder magnético. fonte

Essas pessoas muitas vezes se submetem a diferentes exames afim de constatar e comprovar suas alegadas propriedades, afinal, alguns vivem justamente de shows e demonstrações desse pretenso poder.

Seriam essas demonstrações uma prova de paranormalidade? Seria o mais puro charlatanismo?

Minha opinião pessoal é que esses alegados poderes passam longe, muito longe mesmo, do magnetismo. De fato, os objetos parecem aderir aos corpos dessas pessoas, mas isso pode ser produto de alguma característica da pele das pessoas, somado a inclinação. Tirando as demonstrações realmente curiosas de Miroslaw Magola, (confira outros videos do cara no youtube) a maioria dos casos poderia ser explicada pela criação de vácuo entre objetos muito lisos e a pele.

Já as demonstrações de Magola são impressionantes o suficiente para me fazer suspeitar de truques de mágica.

Tem um em que ele demonstra o fenômeno para o publico e manda pessoas comuns tentarem reproduzir o fenômeno. A maioria não consegue, mas quando Magola coloca a mão dele sobre  a mão delas,  de modo que o objeto não esteja ligado diretamente a ele, mas sim as pessoas da audiência, os objetos são atraídos.

Parece muito bom para ser verdade, não é?A história de Magola envolve mais que apenas aderir objetos metálicos.

Ele alegou inicialmente que ele também poderia levitar. Investigando o paranormal, eu descobri que Magola apareceu em um programa de televisão Inglês, chamado Beyond Belief, em 1996, mas foi incapaz de levitar, embora suas habilidades tenham atraído um forte interesse do público. Magola afirma ter aprendido a aumentar a força de seu “magnetismo” de modo que quando ele era “investigado pelo Dr. Friedbert Karger do Instituto Max Planck, na Alemanha”, em Janeiro de 1997, ele foi capaz de demonstrar essa bizarra capacidade ao “pegar uma copo do chão, sem tocá-lo e controlar sua suspensão no ar ” fonte: (Tutt, Keith. (1997) True Life Encounters. Londres: Millennium. p.15).

fonte

Baseado na simples observação, eu posso notar que se objetos que não são magnetizáveis como rocha, plastico e vidro são aderidas a pele dessas pessoas, deve haver uma explicação para isso que transcende a questão magnética.

Também pude notar que todas as pessoas que fazem as demonstrações de “magnetismo” não tem pêlos. Não vejo pessoas tentando aderir garfos, colheres e outras tralhas em áreas como o couro cabeludo? Por que? Certamente que as áreas sem pelos da pele oferecem superfícies mais fáceis de se extrair o ar ao contato dos objetos. Dessa forma, minha suspeita é que os poros funcionam como milhares de pequenas ventosas, que agarram o objeto.

Observe por exemplo, que na foto de Kovaleva, ela segura um ferro de passar com uma inclinação. O peso do objeto somado a superfície lisa da mão e o suor dificultam seriamente que o ferro caia.

E como o ferro não cai com os tijolos lá do coroa? Minha hipótese é que a inclinação produzida pelo músculo peitoral dele coloca o ferro – que tem superfície larga e muito lisa – em ângulo e o peso adicionado não trabalha na direção de descolar o objeto do corpo do velho, mas sim o contrário. Quanto mais peso ele colocar ali, mais o ferro vai ficar aderido ao corpo dele.

Mas é como eu disse, esta é a minha opinião. Eu posso estar errado e se tratar de um poder paranormal bastante difundido no mundo. Seria algum tipo de telecinese?

Artigos relacionados

15 comentários em “Pessoas magnéticas”

  1. fizeram um stop otion no final do primeiro video, o do senhor que pucha um carro, e nele pode-se ver claramente que a medida que um novo objeto é adicionado ao torax do senhor ele fica mais inclinado para trás, mostrando claramente que não há nada de magnético nele.

  2. O primeiro vídeo tem uma parte impressionante. Logo no início, em torno de 5 segundos de vídeo, tem uma cena de um objeto preso à barriga do cara balançando como se fosse um pêndulo. Não tem como explicar isso dizendo que o peso está apoiado nele, nem através de vácuo…

    Os demais não me impressionaram muito. O Magola, em particular, parece usar “vácuo” nos dois vídeos do post.

  3. Bahh, nunca tinha visto isso antes, muito estranho e gump tbm hehe
    sera que ninguem estudou esses caras pra ver de fato como eles fazem isso,??
    abração, cada vez melhor o site

  4. Muito legal essa materia, Philippe! Gostaria de saber a explicacao do Ceticismo aberto (porque a Ciencia com C maiusculo pode nao ter, mas eles sempre tem).

    Esse post me lembrou do Uri Geller. Eu sempre tive ele como charlatao, mas ha dois anos conheci uma pessoa que quando adolescente (hoje ela tem 42 anos) conheceu o Geller, levado a casa dela pelo amigo do pai. Na frente de todos, informalmente, ele fez coisas incriveis. Ela disse: “nao é como fazem na teve, por exemplo quando querem desmitificar a questao de entortar talheres”. O cara soh colocava os talheres entre as maos paradas e saiam totalmente torcidos, como uma espiral. Isso entre outras coisas, nao faz soh com talheres, mas soh pra contar o que essa minha amiga testemunhou quanto a metais.

    Eu pergunttei como ele tinha adquirido esses poderes, se falava em Deus, essas coisas. Ela disse que ele nao da a isso nenhuma conotacao religiosa, nao faz nenhuma teorizacao a respeito. Foi assim: crianca ainda, ele pescava (num rio, se nao me engano) e estava pra choverl, um raio o atingiu e ele desmaiou. Inconsciente, ele teve a visao de um ser que disse que a partir daquele momento ele teria alguns poderes. Acordou, e a partir dali foi descobrindo o que podia fazer.

  5. Bom, mas segundo minha amiga, é a historia que o Uri Geller contou. Sei la…

    Lenda ou nao, interressante que a relaçao acidente com eletricidade e magnetismo aparece seguidamente.

  6. Ah, pára, né? Deixem de ser ingênuos. Faz muitos anos que o James Randi já desmascarou esse tipo de charlatães.

    Aqui tem um vídeo ÓTIMO do Randi desmascarando um deles: http://vids.myspace.com/index.cfm?fuseaction=vids.individual&videoid=11511547

    Tem ainda um comentário do Randi sobre isso aqui, em inglês: http://www.randi.org/jr/082704gluton.html#7

    É truque barato de mágico. Os caras usam suor e outros fluidos grudentos pra colar coisas no corpo. Meu, abram o olho um pouquinho e verão que não tem sentido. Não existe relato de alguém levando bússola e ela ficando louca ao apontar pro sujeito. Essas pessoas não grudam na lataria de carros, não ficam presas em portas giratórias.

    E, obviamente, não passam no simplíssimo requisito do vídeo: PASSAR TALCO NO CORPO. Aí os objetos não grudam. 😉

    Por que o pensamento cético – melhor dizendo, a postura cética – é tão difícil de achar aqui? Não só nesse blog, mas no Brasil, no ideário popular. Parece que ser cético, ter pé atrás, é ser chato. Na hora de comprar um automóvel usado, todo mundo sabe que você tem que testar o carro, tem que verificar o motor, tem que avaliar a possibilidade de estar sendo enganado. Por que com esses “poderosos de araque” vocês se portam diferentemente?

    Eu já reclamei com o Philippe sobre a postura crédula dele e continuo reclamando. Gosto muito do blog, mas gostaria mesmo que ele fosse mais ponderado ao considerar essas loucuras fora da biologia e física que conhecemos.

    P.S. Acreditar em Uri Geller? Em THOMAS GREEN MORTON? Credo… Falta o quê agora, o tal do Jucelino da Luz? Pára, né?

    • vc leu o post todo cara? Leu com atenção?
      Leu a parte em que eu disse:

      “Seriam essas demonstrações uma prova de paranormalidade? Seria o mais puro charlatanismo?

      Minha opinião pessoal é que esses alegados poderes passam longe, muito longe mesmo, do magnetismo. De fato, os objetos parecem aderir aos corpos dessas pessoas, mas isso pode ser produto de alguma característica da pele das pessoas, somado a inclinação. Tirando as demonstrações realmente curiosas de Miroslaw Magola, (confira outros videos do cara no youtube) a maioria dos casos poderia ser explicada pela criação de vácuo entre objetos muito lisos e a pele.

      Já as demonstrações de Magola são impressionantes o suficiente para me fazer suspeitar de truques de mágica.

      […]

      Baseado na simples observação, eu posso notar que se objetos que não são magnetizáveis como rocha, plastico e vidro são aderidas a pele dessas pessoas, deve haver uma explicação para isso que transcende a questão magnética.

      Também pude notar que todas as pessoas que fazem as demonstrações de “magnetismo” não tem pêlos. Não vejo pessoas tentando aderir garfos, colheres e outras tralhas em áreas como o couro cabeludo? Por que? Certamente que as áreas sem pelos da pele oferecem superfícies mais fáceis de se extrair o ar ao contato dos objetos. Dessa forma, minha suspeita é que os poros funcionam como milhares de pequenas ventosas, que agarram o objeto.

      Observe por exemplo, que na foto de Kovaleva, ela segura um ferro de passar com uma inclinação. O peso do objeto somado a superfície lisa da mão e o suor dificultam seriamente que o ferro caia.

      E como o ferro não cai com os tijolos lá do coroa? Minha hipótese é que a inclinação produzida pelo músculo peitoral dele coloca o ferro – que tem superfície larga e muito lisa – em ângulo e o peso adicionado não trabalha na direção de descolar o objeto do corpo do velho, mas sim o contrário. Quanto mais peso ele colocar ali, mais o ferro vai ficar aderido ao corpo dele.

      Mas é como eu disse, esta é a minha opinião. Eu posso estar errado e se tratar de um poder paranormal bastante difundido no mundo. Seria algum tipo de telecinese?”

      Num dos videos postados aqui o sujeito passa talco no objeto e ainda assim ele cola (o que não impede que tb seja um truque), mas só tô comentando pq vc mencionou que eles não fazem exatamente algo que está no post.

      Eu sempre, SEMPRE considero e considerarei o que está fora da biologia e física e química que conhecemos como assuntos factíveis de serem tratados no Mundo Gump. Não só pelo fato deste blog ser meu e a decisão do que publicar ou não ser inteira e exclusivamente minha, mas porque não sou prepotente de achar que tudo que a Ciência conhece é o que existe. Sempre há algo escondido na escuridão. A ciência ainda não conhece nem uma pequena fração do que ainda irá conhecer, como há menos de 50 anos atrás o que sabemos existir e construir hoje pareceria coisa de “flash gordon”.

      Mas há uma diferença clara entre considerar, e dizer que existe, que é isso ou é aquilo, pois até para se negar a existência de algum fenômeno é necessário estudá-lo a fundo e embasar a negação com argumentos sólidos.
      Em muitos casos, existem citações de frases de outras pessoas, que embora não coincidam com minha opinião pessoal, eu coloco. E sempre coloco as fontes, para que o leitor tire suas conclusões e possa se aprofundar nos assuntos.

  7. Concordo completamente contigo, Philippe.

    Pesquisei sobre as historias, e realmente quem fala de pescaria eh o Green Morton. Nao sei se minha amiga se enganou com o nome, ou fui eu…

    De qualquer jeito, eu gosto de ouvir o testemunho das pessoas, de quem viu de perto o evento. Talvez eu seja mesmo ingenua, mas eu dou muitas vezes um voto de confiança quando conheço a pessoa, ou quando a pessoa me parece sincera.

    Quanto ao Randi, ateh o padre Quevedo ja disse que ele sempre vai ganhar, porque os fenomenos genuinamente paranormais se reproduzem espontaneamente e justmente quando a consciencia nao esta muito acionada. Um exemplo simples: sabem quando a gente esta tentando lembrar de uma coisa ou resolver um problema e a coisa soh vem quando a gente nao estava mais pensando nisso? Eh porque “espairecendo” a gente acaba tendo acesso ao subconsciente ou incosciente.

    Eu tenho um exemplo de uma coisa que aconteceu comigo e que vai ilustrar o que eu penso (é soh um exemplo, todo mundo ja passou ou conhece alguem que passou por algo parecido).

    Assim: ja estava separada ha 3 meses do meu ex-marido e nao tinhamos contato, eu nao tinha noticias dele, nao sabia e nem queria saber. Mas pensava ainda muito nele, continuamente. Um dia, eu simplesmente tive a certeza de que ele nao estava bem. Nao sei explicar como eu sabia, soh SABIA que aquela sensaçao ruim que eu sentia era dele. A noite, ele me ligou, eu me surpreendi mas lembrei do que tinha sentido e imediatamente perguntei se ele estava bem. Ele disse que nao, que estava muito mal porque NAQUELE DIA a medica da mae tinha chamado todos os filhos pra dizer que a mae ja estava com metastase em todo o corpo.

    O que eu quero dizer é: Como reproduzir esse tipo de evento propositalmente???? A “telepatia” soh se deu porque tinhamos uma ligacao afetiva e porque ele estava sentindo algo muito forte (angustia). Ou seja, tudo se passou mais em nivel da emoçao do que da intencao.

    Por isso acredito que muitas coisas nao poderao ser estudadas se se insistir numa ciencia baseada no metodo cartesiano.

    Os fenomenos ditos espiritas tambem sao ignorados pela ciencia que se faz na Universidade. Afora alguma dissertacao ou tese avulsas, alguem ja viu a ciencia se debruçar sobre essa questao? Seja a Psicologia, a Sociologia, ou o que for? Alguem ja viu Parapsicologia sendo estudada nas Universidades? O que sao tantas pessoas relatando verem espectros (de pessoas mortas ou vivas)? Pode ser alucinacao? Pode. Mas entao, que fenomeno psicologico é esse? (Sem falar do fenomeno ovni).

    Eu acho estranho que a ciencia de as costas pra certas coisas, como se elas nao existissem.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.