Parecia até cena de filme, mas não era.

Uma viagem familiar tranqüila revela um enorme acidente onde um caminhão tomba e explode em chamas. Parecia até filme, mas não era. O motorista do caminhão morreu carbonizado.
Sabe aqueles momentos em que você só sabe exclamar: Caraaaaaaacaaaaa! Ou então berrar um sonoro PQP! Engraçado o guri ali, totalmente alheio à desgraceira do lado de fora.

Para os incrédulos: Aconteceu mesmo.

Related Post

13 comentários em “Parecia até cena de filme, mas não era.”

  1. Realmente o bbzinho quebra o clima de choque da cena, hehe. Olha eu aqui dando o primeiro coment mais uma vez.=P
    Philipe, tu só posta a essa hora eh? Rs!

  2. Ontem (quarta) não deu pra postar, porque eu tô editando minha demo reel desse ano. Uma merda… Acabei só conseguindo postar depois da meia noite. Comi mosca, hehe.
    Mas eu não tenho hora fixa e nem quantidade determinada pra postar, posto só quando tenho uma brecha que permita. Eu sei que isso atrapalha um pouco os leitores que gostariam de saber que horas entram os posts e tal, mas atualmente a publicidade aqui do blog rende pouquinho e eu não posso largar o trabalho para viver de Mundo Gump. Mas isso è um sonho que eu tenho certeza que acontecerá, e aí serão dezenas de posts diários!
    Me ajuda a divulgar o mundo gump?

  3. Muito interessante, mas dada a pequeníssima probabilidade que um caminhão sem carga combustível (caso das carretas com caçamba quadrada) explodisse desse jeito, não acho impossível que seja uma edição muito bem-feita, como aquele vídeo do 747 pousando em cima da Ranger ou aquele outro do sujeito saltando do prédio. Inclusive isso explicaria por que o bebê não olha para a explosão.

    Duas referências boas (em inglês, infelizmente) pra explicar por que explosões desse tipo não acontecem (com detalhes sobre o porquê de gasolina não pegar fogo em temperatura ambiente facilmente): aqui e aqui. Acho que é importante pra audiência desse blog ter sempre esse contraponto, pra não causar pânico excessivo; por exemplo, um pai de família preocupado, em um acidente em que o carro vire, pode tentar tirar os filhos o mais rápido possível “antes que o carro exploda”, e desse jeito pode complicar uma situação de ossos quebrados ou coluna em posição frágil, causando paralisia ou morte. Isso é muito sério e não deve ser levado com leviandade, o conhecimento de física das pessoas é importantíssimo para certas ocasiões bem reais.

  4. Arranjei um tempo pra traduzir…

    Uma parte importante da maioria dos filmes de Hollywood é a caçada de carros gratuita. É um jeito de se aproximar do fim do filme sem ter que realmente escrever algum script ou avançar o enredo. Uma parte importante da caçada ao carro é o carro que explode assim que bate em outro veículo ou cai de um penhasco convenientemente localizado. De fato, o oposto é verdadeiro: é surpreendentemente difícil fazer um tanque de petróleo explodir.

    Petróleo é uma mistura complicada de vários hidrocarbonetos, elevadores de octanagem e detergentes. Os hidrocarbonetos são somente químicos que contêm hidrogênio e carbono. Até onde a indústria de óleo sabe, a parte adorável dos hidrocarbonetos é que eles queimam. Quando o óleo sai do chão, ele contém diversas moléculas diferentes de hidrocarbonetos – alguns deles com centenas de átomos de carbono. A parte boa sobre hidrocarbonetos longos é que eles dão muita energia. A parte ruim é que eles são difíceis de fazer queimar. Portanto os hidrocarbonetos longos que saem do chão são quebrados em hidrocarbonetos menores. No petróleo, a maioria das moléculas facilmente queimáveis têm entre 4 a 12 átomos de carbono. Esta faixa dá uma boa mistura para queima fácil e bastante energia.

    Agora vem a parte interessante. Petróleo, o líquido, não queima. O que queima é o vapor que sai do petróleo.

    E agora fica ainda mais interessante. Se você encher a cabine de um carro com vapor de petróleo, não queimará – porque embora haja muito combustível, não há oxigênio para queimar o combustível. Portanto vapor de petróleo na concentração de 100% não queima. Suponha que você vá para o outro extremo e encha a cabine do carro com 0% de vapor de petróleo e 100% de ar. Obviamente, não queimará porque não há combustível.

    Vapor de petróleo queimará somente quando está na proporção de 2% a 8% do volume e o ar tem o resto. Não é tão fácil conseguir que o vapor de petróleo fique nessa faixa – o que significa que tanques de combustível explodindo não são algo tão comum.

    Nos carros de hoje o tanque de petróleo é normalmente abrigado profundamente no meio de fortes placas de aço. Mas um carro estadunidense dos anos 70, o Pinto, sofria de projeto bastante ruim. Como resultado, ele poderia explodir em chamas quando acertado de trás. Primeiro, o cano que juntava a portinha do tanque com o tanque facilmente rasgava em uma colisão traseira. Em segundo, em tal colisão, o tanque de petróleo ficaria esmagado contra o diferencial – aquela grande abóbora de metal no meio do eixo traseiro. Isso significa que petróleo líquido vazaria no chão. Se uma faísca (de fios desencapados ou partes de metal arranhando) ocorresse onde o nível de vapor estivesse entre 2% e 8%, o vapor queimaria e explodiria. Cerca de 500 pessoas morreram e outras 400 foram gravemente queimadas como resultado de fogos de petróleo causados por colisões traseiras em Pintos.

    Mas este era um caso bastante atípico. Em geral, carros muito raramente pegam fogo.

    Então como os carros de filmes explodem em nuvens de fogo? Um método popular é colocar algum dinamite dentro de um pequeno leito cheio de petróleo no banco traseiro do carro. A primeira explosão de dinamite espalha o petróleo em todas as direções, de modo que pelo menos parte dele esteja no nível desejado de 2 a 8%. Quase imediatamente, uma segunda explosão dá certeza que queime, se a queima não começou com a primeira.

    Temos sorte que, diferente dos filmes de Hollywood, carros não explodem queimando tão logo as rodas deixem o chão. Pense em como seria difícil para seu mecânico cuidar de seu carro, se ele queimasse toda vez que o tentassem levantar como o elevador hidráulico. Mas se carros queimassem tão fácil, talvez quem comprasse no supermercado fosse mais cuidadoso com seus carrinhos de compras no estacionamento…

    [P.S.: Tem explicações melhores falando sobre o posicionamento do tanque, da cabine, dos fios etc. nos carros e caminhões, mas não posso traduzir por falta de tempo)

  5. Nem precisa, cara, Sua contribuição foi mais que suficiente pra todo mundo passar a achar filme de hollywood uma coisa boçal, hahahaha.

    Mas só um adendo, o caso é real: http://www.canada.com/edmontonjournal/news/story.html?id=c305225f-b66c-49ff-993a-e46a171f6033&k=19523

  6. Nossa. oO
    É, dada a notícia, foi real mesmo então. Só acho estranho chamarem a carreta de “tractor-trailer”, não conhecia esse termo. E na notícia é dito que os tanques foram rasgados quando o veículo bateu na divisória lateral, nesse caso é possível mesmo que tenha havido a combustão, imagina o combustível espirrando e ainda a lataria atritando na divisória, as faíscas devem ter iniciado a queima do vapor do combustível mesmo.
    Tenho que dar o braço a torcer.

  7. HAHA cara acabei de ver esse video segundos antes de acessar o Mundo Gump quanto estava pulando de canais na TV e passou em um jornal da Record agora de manhã.

    Mas no jornal cortaram a parte que o molequinho aparece, acho que pra não quebrar o clima! XD

    Pelo jornal o caminhão percorreu 36 kilômetros na contra mão (!!) e bateu em um muro de contenção.
    As autoridades desconfiam que o motorista (diabético) desmaiou ao volante.

  8. Patola, nao viaja…

    Primeiro, um caminhao, nao tem um tanque de “petroleo” ou de “gasolina” … (alguns pequenos até usam gasolina…)

    ELE USA DIESEL!!
    O diesel nao precisa de fonte de igniçao, como um fagulha ou fosforo, apenas de aumento de pressao ou temperatura, tal como qualquer combustivel, e se inflama menos facilmente que a gasolina por ter cadeias de hidrocarbonetos maiores.

    Caminhoes nao tem o tanque entre chapas fortissimas de aço, alguns tanques sao até de plastico, e ficam nas laterais do cavalo mecanico (a parte que puxa o baú, ou carreta)… eu até concordo que seria dificilimo explodir, mas caminhoes nao se arrebentam num muro a mais de 100km com frequencia…

    Segundo, que eu saiba, QUALQUER substancia só queima no seu estado gasoso, e nunca sem 02 (exceto em reaçoes quimicas onde o proprio produto queimado fornece o oxigenio, termite por ex.)

    Terceiro, o petroleo nao é uma mistura de hidrocarbonetos, detergente e elevadores de octanagem, petroleo SAO HIDROCARBONETOS e ponto, quase sempre com presença de sal marinho e enxofre. Misturas, sao seus subprodutos.

    Quarto, gasolina realmente nao pega fogo em temperatura ambiente, seria combustao espontanea, nao acha? rs… A gasolina, assim como qualquer hidrocarboneto, precisa de uma fonte de igniçao+oxigenio…o problema é que a gasolina se evapora facilmente, e no estado gasoso, com a concentraçao de oxigenio adequada é altamente explosiva. Lembrando que gasolina é o nome que se dá ao produto final.. cheio de aditivos (20-22%), alcool e corantes… o correto seria chamar de nafta, que também é a materia prima importantissima para a industria de plasticos.

    e por ultimo, só pra esclarecer, o processo de obtençao de derivados de petroleo numa refinaria, é basicamente por destilaçao e craqueamento catalitico. a menor molecula que pode se chamar de petroleo tem a compsiçao quimica CH4 (um carbono+4 hidrogenios) cadeias maiores, produtos diferentes.

    destilaçao: se aquece o petroleo fazendo-o passar por tubulaçoes dentro de fornos, e em uma torre fracionadora se extrai o gás, nafta, diesel, aguarraz, asfalto, etc… o residuo da destilçao, segue para o craqueamento, que é a quebra das moleculas através de processo quimico, nesse processo, é gerado mais nafta, gas, etc etc etc

    o ultimo restinho do petroleo, que nao pode ser nem destilado ou craqueado, segue para outras unidades, e é transformado em coque, que é uma especie de carvao, utilizado em fornos de siderurgicas.

    espero ter sido claro, e ajudado alguma coisa, nao sou eng de petroleo ou expert em quimica organica, mas trabalho em uma refinaria de petroleo, e aqui se fala disso o tempo inteiro… sinto nao poder informar mais, mas o que está ai, está CERTO.

    Nao dá pra acreditar em tudo que a gente ve, mas duvidar de tudo tb é ser radical… 😉

    E.. evitemos viajar na maionese galera… o post era só sobre um acidente, nao sobre explosoes cenograficas e refino de petroleo ;P

    abraços,

  9. é né, mas vc conhece a raça humana, sempre fazendo sacanagem como matar animais por prazer (eu disse por prazer, nem pra comer faz) ou levar à morte um inocente :worry:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares