33 Comentários

  1. Rick

    Apesar de ter um texto simples é uma estória mt boa.E eu torço mt pra q alguem compre sua ideia, pra um dia vermos o filme do sobrevivente.

    Responder
    1. matheus

      olha philipe esses textos estao sem moral pq fazer uma coisa que sempre da merda no final nao to criticando apenas comentando eu leio muitos livros e sei do que estou falando ninguem vai querer ver um filme q tudo acaba em bosta.na minha opiniao os contos são ótimos mas o final é péssimo!!!!!!!!quem comenta e diz qué é bom nao sabe do que ta falando eu entendo de livros e sei que falta algo nos seus é uma critica positiva nao leve a mau!!!!!!!!!abraço leitor fiel do mundo gump

      Responder

      1. Hummm. Talvez eu realmente não saiba o que estou fazendo. Ou talvez você entenda de literatura menos do que pensa. Nem todos os bons livros se resumem a finais felizes. Há grandes livros com finais trágicos. “Crime e Castigo”, de Dostoievski, “Madame Bovary”, de Flaubert,“Os Maias”, de Eça de Queirós, “O Vermelho e o Negro”, de Stendhal, “O Retrato de Dorian Gray”, de Oscar Wilde, “1984”, do Orwell, entre outros. É fato estudado e analisado na ciência da literatura, que livros com finais felizes são os mais queridos do publico, porém, os finais trágicos são eternizados na memória, porque o ser humano não é naturalmente preparado para a tragédia. O fim trágico é uma apunhalada no leitor, que se torna uma marca indelével e talvez por isso não saia mais da cabeça.
        Como um autor medíocre que acho que sou, não me preocupo nem um pouco se o leitor irá gostar ou não. A vantagem de não depender de venda de livro para subsistência, é ligar o foda-se para o que o publico quer e fazer o que eu quero, hehehe. Mas nem todos os finais são tristes. Apenas alguns são. Leia A caixa.

        Responder

        1. Philipe, você esqueceu de citar Caio o pano, livro que mata o personagem preferido da Agatha Christie, Hercule Poirot. E por conseguinte, encerra em uma narrativa trágica. E cara, nem precisa mencionar, um romance magnífico que preservou a integridade de um dos melhores detetives da literatura.

          Responder

  2. wtf?
    kct e eu falando para voce não judiar da aude
    putz
    mata!!!!
    to sem palavras
    suas historias são 10 philipe
    nunca fiquei assim ao ler uma historia
    boa philipe
    sou seu fan

    Responder
  3. Douglas

    Grande garoto, porem esses ultimos acontecimentos poderiam tem se espandido mais, deixar um pouco mais de suspence meio q um pouco de perseguiçao da Aude emcida deles…

    Responder
  4. brunotere

    um dia talvez felipe quem sabe, se meus projetos e planos derem certo e vc estiver vivo até la pq sou concerteza bem mais novo que vc, eu com maior prazer investirei em seus roteiros e ideias, ganharemos muito dinhero e nos tornaremos(vc se tornará) imortais da literatura e cinema nacional…

    Responder
  5. Daniel Pissetti Machado

    Philipe

    Acompanho seu blog há muito tempo – ele está cada vez melhor. Parabéns!

    Trabalho como produtor de eventos e também atuo como agente literário e não vejo dificuldade nenhuma em publicar um livro seu – au contraire. Já te disse isto antes e repito: nenhuma editora negaria um projeto seu. Forte abraço! Daniel Pissetti Machado

    Responder
  6. alexandre wesley

    Dá pra dar uma extendida no finalzinho, talvez uma “Asimovada” na Aude.. pra dificultar um pouco pra ela matar assim a Eva. Talvez de forma q ela tivesse q criar uma situação onde não infringisse as “Três leis da Robótica”, sabe? Seria bem legal…
    Mas assim, do jeito q tá já ficou genial cara! Bem estilo Alien mesmo, tipo “sozinho no espaço” e talz… Parabens mesmo hein!! Quem sabe um dia a gte num ve essa historia numa tela!!!
    Abs

    Responder
  7. caio

    kralho muito boa a historia !

    só que o que eu gostei foi isso mesmo, a linguagem jovem, a historia simples e cativante !

    já pensou em…sei lá mandar isso pro faustão,luciano hulk,fantastico…aposto que eles vão adorar e te publecar

    Quanto sai aquelas suas esculturas de esculpey ?eu queria uma de uns 14 cm²
    me falo o preço pelos comentarios e dai eu te mando o conceito

    Responder
  8. Paulo Roberto

    Um final um tanto inesperado…..repentino demais…mas, uma boa estória.
    Parabéns!!!!

    Responder
  9. Inácio

    Gostei da história, mas por outro lado, fiquei pensando como seria isso encenado… axo que poderia parecer akeles filmes pôrno do cine privê que passa na band,……. tipo o cara vagando pelo espaço e do nada se depara com uma cápsula com uma puta morena gostosa dentro, louca p dar p ele???? heheheh

    Responder

  10. É, ninguém na terra, ninguém no espaço e a unica xoxota que tinha se fudeu. Depois dessa eu formatava esse robô e dava a ela a inteligência de um PATO! :B

    Responder
  11. luiz

    E não é que acertei o final. Mas eu imaginava algo diferente, tipo os dois fugindo da robô até conseguirem escapar com vida, mas gostei assim mesmo.

    Responder

    1. Certamente que se uma Warner ou Fox da vida estivesse pagando o final seria por aí, hehehe. Já que a lei do cinema hollywoodiano impede de matar o herói, ou do mesmo modo, deixá-lo nas postas da morte. De uma certa forma entendo isso, já que eles precisam do filme para faturar grana, e o cinema é uma espécie de fuga da realidade. Ninguém gosta de fugir para uma realidade pior do que a própria. Mas como seria Romeu e Julieta se a Fox financiasse a peça do Shakespeare? Romeu e Julieta não morreriam, eles conseguiriam se salvar da morte no último segundo, e ainda explodiriam alguma dimensão paralela antes de no fim acabariam juntos e felizes.

      Responder
  12. Lucas B

    Olha Philipe, gostei muito da história, mas achei o final meio repentino, não imaginava um final assim tão rápido, porém entendo seu ponto de vista.É interessante esse modo de terminar uma história ou um filme, tipo como se tivesse uma conclusão no final.Gostei muito mesmo Philipe e torço para que vc continue criando mais histórias boas como esta ou então desenterre outras de suas gavetas, que provavelmente devem existir.
    Também espero que vc consigo produzir este filme, pois tenho certeza que faria muito sucesso, torço por vc conseguir pelo menos muitos de seus objetivos, pois com certeza eu adoraria, pois sou um grande fã seu a muito tempo, não posto muitos comentários, porém eu vejo o Mundo Gump diariamente, desde 3 ou 4 anos atrás.
    Se eu puder, no futuro(pois ainda sou muito novo) com certeza irei investir em seus projetos !!
    E por favor, escreva um livro, se vc escrever irá ficar ótimo e com certeza muitos irão comprar

    Responder

    1. Então tenho uma boa notícia: O livro do Mundo Gump está pronto e sai ESTE MÊS!

      Sobre o final ser repentino, isso acontece porque não havia muito para onde seguir com a história senão para o desfecho trágico. Lembre-se que não é um conto propriamente dito, mas sim um roteiro que eu tinha pretensão de filmar. Era pra ser um curta, mas na dimensão já estava um média e estender a história, por mais que fosse legal, seria converter o projeto num longa, tornando o trabalho potencial de produzir isso com baixo custo em algo inviável.

      Responder
      1. Lucas B

        wuwuwuwuuwuwuwuwuuwuwuwuwuwuwu ESTE MÊS !?!?!?!?/!!
        Meus Deus eu vou comprar com certeza, mas lança este mês só ai no Rio ou em outros lugares também? De qulquer forma fiquei MUITO feliz e com certeza irei comprar e recomendar!
        E também entendo seu ponto de vista para fazer um curta com essa história, eu não acho que um curta precise ter muuuitos detalhees assim.

        Abraços

        P.S. : Eu adoro Curta Metragens, porém não conheço nenhum site muito bom de Curtas, se vc souber um ai, mande-me o link por favor ^^

        Responder

        1. Cara eu tb não conheço – tá aí a dica pra um bom blog de nicho, né?
          O lançamento será nacional. A questão da distribuição, eu não sei te dizer, porque é uma outra empresa que faz. Mas o que eu garanto é que vai ser possível comprar on line. Vou conversar com o editor para ver se dá pra colocar na saraiva e na americanas.com também. Aqui mesmo pelo blog vai dar pra comprar tb (eu espero)

          Responder

  13. :$ Soh mesmo estando com ETA(excesso de tesao acumulado) para nao perceber que a aude tava enlouquecida e ia matar um ou outro mesmo.

    Tava obvio e longe de nossa existencia avisar aos 2 que ia dar merda… mas fazer o que? Mas se ele pensar pelo lado bom, a robozinha nunca vai ficar de TPM enchendo o saco dele uma vez por mes…

    O final podia ter evoluido melhor mesmo, mas entendo que vc queria diminuir o orcamento do filme. Espero que um dia isso saia do papel, como minhas ideias insolitas.

    Quanto ao livro Mundo Gump, vc podia fazer algum concurso aqui no MG para sortear uma unidade autografada por vc mesmo, seria 10.

    ateh!

    Responder
  14. Renato

    Penso que depois do aparecimento de Eva, aconteceu tudo muito rapido, seria bom dividir mais o tempo e mostrar um pouco mais do casal e de Aude com ciumes.
    Gostei da ideia do sorteio de um(ou varios) exemplar do livro.
    Abçs

    Responder
  15. Garcia

    Cara, acompanho seu trabalho a pouco tempo (1 ano), e gostaria de dizer que, apesar de não conhecê-lo pessoalmente, admiro-o bastante.
    Ficou bem claro que a história é um esboço e não foi “re-trabalhada”, mas acho que isso nem importa, o que importa é que a idéia e criatividade são mesmo de primeira linha….
    Curto muito ficção cientifica e acho que esse roteiro daria um filme muito bom!

    Responder
  16. Maria Goreth

    Querido diretor de curtas Philipe,

    Amei sua aventura no espaço de um instante! O curta seria genial e o ator seria vc coisa que me encheria de orgulho materno eheheh! Daria ate para sonhar em participar de um festival de curtas, sei lá…
    Ah! meu garoto, vc continua original como sempre!
    PS. A música veio bem a calhar, ja que falava de “Pequena Eva “…

    Responder

  17. Muito legal o conto. Adoro Asimov, e curti muito a homenagem. Como roteiro, acho que ainda está um pouco clichê. Falta desenvolver um pouco mais o Paul e seu sofrimento, a relação com a Eva (escolha de nome óbvia demais, tira um pouco do charme) e o ciúme da Aude. Talvez a forma como ela matou a Eva, imagina se ela joga a morena lá fora e deixa o Paul vendo tudo através do vidro. Ô agonia. :B
    Mas adorei a ambientação, imaginei tudo e putz, isso ficaria (ou ficará, quem sabe) lindo numa tela.
    Parabéns, e continue produzindo textos instigantes.
    Ps. Eu tb sonho com o dia em que veremos uma ficção científica brasileira. Se algum dia conseguires tirar isso do papel, conte comigo.

    Responder
  18. DANIEL

    Fikou muito bom, excelente roteiro. Fiko imaginando como seria como um filme, eu compraria ingresso no primeiro dia. Parabéns!!!

    Responder
  19. BEZALEL

    Viajou um pouco aí, com essas história de robô que sente ciúmes. Robô é robô., é uma máquina e pronto!
    Mas talvez quando escreveu, como v. mesmo disse, (muito jovem e sonhador), não imaginava que pudesse existir um ser hibrido, meio humano meio robô para tornar as coisas mais emocionantes.Essa seria uma das alterações (ou atualizaçôes), do roteiro.

    “Quando todos foram embora, ficar pode não ser um bom negócio. O filme provoca essa reflexão ao mostrar que sozinho, privado do outro, a eternidade não é nada senão um pesado fardo para atormentar uma alma humana já à beira da loucura.”
    Lembrei de um filme que falava sobre viver eternamente, sem morrer. O personagem considerava— se amaldoçoado a viver eternamente enquanto todos os que amava podiam morrer, e assim a vida eterna seria muito triste e pesarosamente solitária.
    Mas foi uma história emocionante, mesmo assim, imaginar o cara sozinho na imensidão do universo, pensando ser o único sobrevivente de uma espécie!
    PARABÉNS e um mais um abraço!

    Responder
  20. Mércia

    Simplesmente FANTÁSTICO!! suas historias são sempre muito legais. olha se algum cineasta resolver transformar suas historias e contos em filmes, pode acreditar que estarei como louca na fila do cine para assistir a todos!
    Muito sucesso para voce Philipe.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.