O mistério da ilha fantasma

O nosso leitor Hamurabi deu a dica deste post, sobre uma estranha e misteriosa ilha que teria surgido do nada em Imbituba, localidade que fica próximo da cidade de Laguna, em Santa Catarina. O Hamurabi mora em Capivari de Baixo, que fica uns 20 km de Laguna e disse que lá o povo ta bolado com o mistério da ilha fantasma.

Tudo começa quando uma moça estava na praia, tirando fotos. Ela conhece bem o local, e se espantou ao olhar para um lugar que não tinha ilha e ver uma ilha enorme, com grandes colunas de pedra surgindo do mar. A moça pegou sua câmera e fotografou a ilha.

%name O mistério da ilha fantasma

Horas depois, a ilha desapareceu completamente. A ilha fantasma não teve só uma testemunha. Diversas pessoas teriam visto o enorme rochedo se elevando no mar num local onde não há ilhas. A Marinha do Brasil disse que não era nenhum submarino e descartou essa possibilidade.

Fico imaginando as pessoas de imaginação fértil já especulando que poderia ser uma grande base alienígena, subindo à superfície como a enorme cidade alien em “O segredo do abismo”.

%name O mistério da ilha fantasma

As pessoas com o pé no chão, disseram logo que isso só poderia ser produto de uma miragem. Ocorre que muitas pessoas tendem a confundir a miragem (que é um fenômeno físico) com alucinação ( que é um fenômeno psíquico). E é justamente por ser um fenômeno físico que a miragem da ilha pôde ser fotografada.

O mistério da ilha fantasma se explica plenamente com o conceito das miragens. Há vários tipos de miragens, e algumas das mais espetaculares ocorrem justamente no mar. Segundo a Wikipedia:

Trata-se de uma imagem causada pelo desvio da luz refletida pelo objeto, ou seja, é um fenômeno físico real (ilusão de óptica) e não deve ser confundida com uma alucinação. Miragem pode ocorrer em diferentes condições, causando vários tipos de imagem do objeto. A luz solar, em direção ao asfalto, sofre refração devido ao gradiente de temperatura das camadas de ar a medida em que se aproxima do asfalto. Essa refração desvia a direção de propagação da luz, e por final, ela reflete-se (reflexão total) nas camadas de ar próximas ao solo, fazendo com que a luz agora se distancie dele. Desta forma, tem-se a ilusão que a superfície do solo está espelhada (poça de água aparente). O fenômeno também é observado quando o solo está muito frio, neste caso as imagens refletidas no ar são invertidas.

Miragem é apenas um dos muitos fenômenos ópticos que podemos observar no céu. Efeitos como arco-íris, halo, iridescência, coroa, nuvens noctilúcias, dentre outros, também podem ser confundidos com ilusões de óptica, mas são fenômenos reais envolvendo a propagação da luz na atmosfera, além de serem muito agradáveis de se ver.

Existem vários tipos de miragem, com diferentes processos de formação. Basicamente, a miragem é dividida em dois grandes grupos: miragem inferior e superior. A primeira é a miragem de deserto e rodovias, em dias quentes, e a segunda é mais comum em regiões polares e menos comum do que a primeira. fonte

Fotos de Miragens

Aqui tem algumas fotos legais de miragens:
%name O mistério da ilha fantasma

%name O mistério da ilha fantasma

%name O mistério da ilha fantasma

%name O mistério da ilha fantasma

%name O mistério da ilha fantasma

%name O mistério da ilha fantasma

%name O mistério da ilha fantasma

%name O mistério da ilha fantasma

Aqui tem o video da reportagem que fala da tal ilha fantasma.

Algo que me chamou muito a atenção com relação a este video, é um fenômeno interessante que não é a miragem, mas sim a insistência da testemunha em querer sugerir que viu algo inexplicável, quando o que ela viu e registrou é um fenômeno completamente explicável e conhecido da ciência. Vemos este tipo de tentativa desesperada de se agarrar ao mistério, no que eu chamo de “Síndrome do agente Mulder”, o investigador da série Arquivos X que tinha um poster com um ovni e a frase “Eu quero/preciso acreditar”.

Muitas pessoas registram coisas estranhas, mas jamais se darão por vencidas quando confrontadas com explicações mundanas para seus registros. É uma questão de natureza meramente psicológica. É muito comum inclusive que o dono de um registro peculiar, quando vê seu grande registro do pé grande, de Jesus no reflexo da Janela, ou de seu disco voador no meio da noite, quando questionados comprem a maior briga, chegando inclusive a perder a compostura, acusando o cético de ser burro, ou achando que todos os que apontam outras possibilidades para seu registro espetacular, estão contra elas, com inveja de seu sucesso ou querendo denegrí-las como farsantes.

Isso é extremamente comum, e poderia arriscar dizer, sem medo de errar, que é parte do dia-a-dia de todo ufólogo, uma vez que um volume colossal de tudo que se registra de bizarro pelo mundo é proveniente de desconhecimento e/ou erro de interpretação.
O exemplo mais coum deste tipo de caso é o cara que fotografou com flash alguém num churrasco de noite e quando viu a foto notou uma esfera luminosa que “não estava lá”. Se voc~e diz que o cara fotografou uma simples gota de sereno e não um orb, vai conseguir um inimigo.

Navios fantasmas

Voltando ao problema da Miragem e da ilha fantasma, o fenômeno que causou a ilha pode ser também o responsável pelo mito dos navios fantasmas.
Eles são causados por um tipo de miragem mais rara e muito impressionante, que são as chamadas “miragens superiores”.

Ao contrário das miragens inferiores, que são comuns no deserto, indicando para os infelizes perdidos oásis que não existem, as miragens superiores ocorrem por uma distribuição de temperatura inversa, ou seja, uma camada de ar mais fria próxima à superfície e, acima dessa, uma camada de ar mais quente. Essas miragens também são difíceis de serem vistas por aí, porque são típicas de regiões polares ou de água muito fria.

As miragens superiores fazem o objeto visto parecer muito acima do que ele realmente está. (lembre deste detalhe para rememorar a enorme coluna vertical de pedra na ilha fantasma)

Com este curioso tipo de miragem, você pode, por exemplo, ver um barco flutuando no ar, ou ele pode parecer muito mais alto do que é na verdade. No caso das miragens marítimas, é possível a formação de imagens invertidas de navios que, devido à curvatura da Terra, ainda nem estão visíveis. Além disso, dá pra ver sensacionais imagens de icebergs, navios e até pedras levitando, suspensas sobre o horizonte.

O Guiness Book of Records – Livro dos Recordes Mundiais – registra o mais distante objeto já visto por meio de uma miragem. A escuna Effie M. Morrissey estava no meio do caminho entre a Groelândia e a Islândia em 17 de julho de 1939, quando o Capitão Robert Barlett avistou a geleira Snaefells Jökull, na Islândia, que deveria estar a uma distância de 536 a 560 km. A distância aparente, no entanto, era de apenas 40 a 50 km. Se não fosse pela miragem, a geleira não poderia ser vista além de 150 km. Atualmente, sabe-se que várias geleiras que foram descobertas eram, na verdade, miragens.

Você pode ver um fenômeno óptico similar a miragens superiores em qualquer dia de céu claro. Como a atmosfera terrestre não é um meio homogêneo – quanto maior a altitude, mais rarefeito é o ar – a densidade atmosférica diminui da superfície para o espaço. Esse fato faz com que a luz proveniente de um astro, ao atravessar a atmosfera, siga uma trajetória não retilínea.

Em consequência, quando olhamos para o sol, nós o vemos não em sua posição real, e sim mais alto do que ele realmente está. Por isso, o sol pode ser visto após se pôr e antes de nascer, mesmo estando abaixo da linha do horizonte. Além disso, quando o sol ou a lua estão bem próximos à linha do horizonte, os raios luminosos vindos da borda inferior encurvam-se mais acentuadamente do que os raios vindos da borda superior, fazendo com que pareçam um pouco ovais.

%name O mistério da ilha fantasma

Artigos relacionados

Comments

comments

11 comentários em “O mistério da ilha fantasma”

  1. ainda bem que a imagem representa indiscutivelmente uma ilha caso houvesse a mínima aparência humanoide já haveria um monte de babacas sem noção reunindo barquinhos para fazer romaria

  2. Philipe, lembrei na hora de um outro post seu sobre miragem na China. Aquelas fotos sim são as melhores.
    http://www.mundogump.com.br/incrivel-cidade-fantasma-surge-na-china-impressiona-ate-cientistas/

  3. Poxa, não esperava uma resposta tão rápida como essa tua pois mandei o e-mail recentemente hehe.
    Eu achei que poderia ser algo relacionado a outra dimensão seila, mas depois dessa explicação não tenho mais dúvidas. parabéns pelo trabalho e pela atenção que tem com os leitores.

  4. A fantasia é mais consoladora que a realidade, por isso alguns se apegam a ela, pelo simples desejo de querer acreditar. Eu acho a realidade mais fascinante!!

  5. na minha opinião, as tal ilhas fantasmas podem ser uma falha no cordão do tempo dos universos paralelos, uma vez que há relatos de até pessoas que foram nesses locais ou veio de lá.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.