O fim dos cabelos brancos se aproxima, galopante

Há algum tempo atrás, em 2008, num post sobre cabelos brancos, eu disse que em breve uma empresa acabaria descobrindo uma maneira de fazer os cabelos brancos virarem coisa do passado. Até hoje, não há muita solução para os cabelos brancos além da tintura, que é um processo extrínseco de alterar a aparência deles.

Ao que parece, tem muitas empresas de olho nesta mina de ouro potencial. E esta descoberta de agora vem com um bônus inesperado que quadruplica o potencial de sucesso e faturamento da pesquisa. Os caras descobriram uma proteína que não só faz o cabelo voltar a cor original, como pode FAZER NASCER CABELO!

Saca só:

Em uma série de experimentos, os cientistas identificaram uma proteína chamada ‘wnt’ e a isolaram. Ela parece ser vital para a produção de cor nos cabelos. A descoberta levanta a perspectiva de drogas, loções ou xampus que irão elevar os níveis de wnt – e assim restaurar os cabelos brancos ou cinza para sua cor natural.

“Os pêlos brancos dos ratinhos e os cabelos humanos são muito similares na forma como eles são estruturados e a forma como eles contêm células-tronco dos melanócitos. Descobrimos que a via de sinalização Wnt é ativado da mesma forma “,

disse Piul Rabbani, uma estudante de graduação no Centro NYU Langone Medical.

Segundo o artigo publicado na revista Cell, eles mostram que a proteína rapidamente inicia uma cadeia de reações que levam as células “mãe” no couro cabeludo amadurecer e produzir o pigmento que dá a cor do cabelo. Os cientistas do New York University’s Langone Medical Centre já sabem que algo similar ocorre no organismo, mas ainda estão estudando o que é a falha que produz uma quebra neste mecanismo e gera como resultado os cabelos brancos. Assim que o completo processo da quebra da produção da pigmentação do cabelo for compreendida, as pessoas não precisarão mais de medicamento para retornar a cor do cabelo. (a malícia me diz que por não ser tão vantajosa para os laboratórios, esta pesquisa nunca saia do papel realmente)

Seja como for, o Wnt é também vital para o crescimento do cabelo, o que sugere que ao fazer um tratamento que acaba com o cabelo branco e volta a cor do seu cabelo, teria a vantagem extra de interromper a calvície.

Cabelo branco é mole. Brabo mesmo é o pentelho polar!

Outras pesquisas anteriores mostraram que wnt também é responsável pela produção de novos folículos capilares. Pensava-se que os folículos, as minúsculas estruturas responsáveis ??pelo crescimento do cabelo, sempre foram formadas antes do nascimento, e com sua morte gradual, levariam a pessoa à calvície.
Mas as pesquisas do wnt indicam que a quebra desta proteína pode não ser a único responsável por interromper o embranquecimento do couro cabeludo. Um estudo da Universidade de Bradford descobriu que o Excesso de enxaguante bucal, sobretudo esses que prometem clarear os dentes produzem como efeito colateral o aumento dos cabelos brancos. Tudo indica que o desgaste do nosso corpo leva a níveis perigosamente elevados de peróxido de hidrogênio circulando no sangue. A “água oxigenada” atua nas raízes de nossos cabelos, bloqueando a produção de pigmento.

 

Os pesquisadores disseram que as mulheres jovens que usam tinturas baseadas no peróxido de hidrogênio para clarear os cabelos não devem necessariamente se preocupar em ficar com eles brancos. Mas nas mulheres mais velhas, o descolorante pode acelerar o processo de envelhecimento.
Atualmente atribuímos o embranquecimento dos cabelos a uma questão genética, embora a Ciência já saiba que o estresse, fumo, álcool e má alimentação são fatores que aceleram o processo. Segundo o Daily Mail, a maioria dos britânicos começam a ver surgir os cabelos brancos em torno dos 25.

Num mundo marcado por homens cada vez mais metrossexuais, não será surpresa se uma corrida para ficar com as madeixas pretas como a asa da graúna explodir em todo o mundo assim que o medicamento resultante dessas pesquisas parar nas prateleiras. Mas cabelo preto é sinal de vantagem onde mais importa: No seu potencial de atração?

Pensando nisso, o programa “Good morning America” fez um experimento paracientífico, onde uma senhora chamada  Gail Cohen, de 61 anos se inscreveu num site de relacionamentos amorosos. Ela criou dois perfis. Num com os cabelos grisalhos naturais da idade e noutro com uma cabeleira preta digitalmente gerada.

O resultado foi que o perfil grisalho conseguiu 75 propostas de interesse de homens, enquanto a versão com os cabelos pretos só obteve 55 interessados. Cohen disse que isso não a impressionou muito. ” Eu me sinto mais confiante comigo mesma com o cabelo branco do que com o cabelo preto”, ela disse a ABC News. “Eu também prefiro do jeito que eu sou”.

 

fonte fonte

15 Comentários

  1. UmPonto 19 de junho de 2011
    • Philipe3d 19 de junho de 2011
  2. Jaqueline Correa 19 de junho de 2011
    • Philipe3d 20 de junho de 2011
  3. Marcio Theis 20 de junho de 2011
  4. Gabriel Nunes 22 de junho de 2011
    • Philipe3d 22 de junho de 2011
  5. Carlagalli1405 15 de julho de 2011
  6. rosiley viana paulino 20 de julho de 2012
  7. lia 29 de agosto de 2012
  8. Alexandre 11 de novembro de 2012
  9. Marcelo 11 de novembro de 2012
  10. sergio 24 de junho de 2013
  11. Rosenildo Silva 24 de abril de 2014
  12. nega 19 de setembro de 2014


Deixe seu comnetário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *