77 Comentários

  1. Eduardo Tomazett Martins

    HUahuauhhauhauahu

    vc às vezes consegue se superar… mas tudo bem, foi a primeira vez.
    Só não entendi até hj o pq de sauna no motel. Ainda prefiro a boa hidro 🙂

    Responder

  2. Bwahahahahaha

    Motel rende mesmo histórias absurdas e antológicas… Eu também já bati o carro, e o pior: bati na entrada e o carro tinha acabado de chegar da oficina, onde eu mandara pra uma repintura… Como disse um amigo meu: “Fodi o carro na entrada e acabei nem fodendo…”

    Sobre o lance da zona, aqui em Belzonte, essa zona aí, com mesa e mulher dançando, um troço misto com bar, é chamada de “Scoth bar”. Zona, zona mesmo, é um prédio de salas, onde cada sala é o quarto de uma… “madame”, que geralmente fica nua (ou semi) se exibindo na porta ou dentro do quarto, com a porta devidamente aberta…

    Responder

  3. Caramba, ri alto aqui!!! kakakaska
    Eu tenho tanta neura de lugares fechados que cheguei a sentir aqui a agonia que vc sentiu!
    Ainda bem que o porre dela passou rápido!
    kakakaka

    Responder
  4. Vanderson

    Grande Philipe,
    Eu ri alto com isso! Foi ótimo. Também ja passei perrengues no motel. É um lugar que atrai certos problemas…

    Responder
  5. João

    Demorou mas apareceu uma aventura! Já emenda a outra aventura aí fazendo o favor… demorou muito!

    Responder

  6. Cara, que sinistro!! E eu achava que tinha histórias de motel… como é que tudo isso acontece com vc?? Qual o seu segredo?? Que sinistro!!

    Responder
  7. WI

    Cara, eu fiquei até paralisado e sem fôlego quando li que seu primo beijou uma puta. Nossa! pensei que fosse na boca, mas foi no umbigo ou no piercing (que ptovavelmente também estava infetado, apesar de ser de aço inox, etc…).
    Regra número 1 do frequentador de zona: jamais, jamais beijar na boca, porque as meninas (ou eventualmente os travecos) o que mais fazem é boqui-love pros clientes.
    Aqui em São Paulo boate, zona de beira de estrada, casa de massagem e sauna (gay ou mista) é tudo putaria mesmo. Até que às vezes tem umas meninas bonitas, basta perceberem que o cara tem grana já estão no colo, parece que tem até radar.
    As mais feias e velhas podem ser encontradas nas praças. Mas não tem garantia de nada – infetadas e arrombadaças geral.

    Responder
  8. koveiro

    pqp passei mal de rir quase morreu na sauna putz, depois conta a da batida no motel

    Responder
  9. Ana Luiza

    nossa, só li o primeiro parágrafo e ja vim comentar, tamanho o meu choque: sua mulher nunca mascou chiclete?! como assim!?!?!?

    bom, eu nunca comi bacon na vida, mas ainda assim, nunca ter mascado chiclete é bizarro!! huahuahuahua

    Responder
  10. Drako

    MUITO BOM! Prendeu tanto a atenção que eu até me esqueci que era a história de um quase-morimbundo!

    Responder
      1. jhonny

        philipe tenho uma pergunta. no seu livro tem só essas historias ou tem mais amigo.estou curioso
        e provalvemente te ajudarei com 45 reais (o preço do livro)

        Responder
  11. Ysa

    Nossa, eu leio esse blog a muito tempo, mas essa a primeira vez que comento. Ri demais. Mas uma coisa me intrigou:

    Sua esposa não sente ciúmes desse tipo de história?

    Eu não sou possessiva ciumenta e nem do tipo que acha que as pessoas não têm passado. Mas sentiria aquela “espetadinha na espinha” lendo isso. Hehe

    Abraço da sua fã que se manifesta pela primeira vez o/

    Responder

    1. Ysa, todo mundo tem passado. E o passado é o que já passou. O importante é o agora, o momento atual, e nele eu estou com ela. Então eu acho que ela não sente ciúmes, mas se sente, também não demonstra.

      Responder
  12. Lucas B

    Wow Philipe! suas histórias são sempre surpreendentes! kkkkkkkk morri de ri, vc se superou dessa vez cara meus parasbéns, fikou muito engraçado,ah e sinto muito por vc…^^ pelo menoz vc sobreviveu e se tornou o melhor contador de histórias do mundo^^

    Até logo 😎

    Responder
    1. lulio

      uhahuahua é verdade, quero encontrar o philipe um dia num ponto de onibus e ouvir ele falar essas historias..

      deviam fazer um filme disso talvez, tipo o cara contando as historias da vida dele e tal.. dai era só dar um nome mais gringo pra ficar bonito.. sei lá, tipo forest gump talvez 😀

      Responder
  13. Cleber

    Bem feito! Quem mandou usar mocassim…
    rsrsrs
    Ainda bem que vc não estava usando pochete, seria morte certa!

    Responder
  14. Lucas Maiceli Lopes

    Naquela época 25 reais era muito né pq o sálario mínimo era 80 reais ou estou enganado?

    Responder
  15. jackie

    Putakeparil, eu tô com dor no estômago de tanto rir. Mas vem cá, quando é que vem a história do carro batido?

    Responder
  16. Edson W

    Caro Philipe, desde que conheci seu blog por acaso, no ano passado, me deleito com suas (des)venturas.
    Embora seja a primeira vez que comento, suas histórias são realmente hilariantes, que às vezes me vejo rindo sozinho só de lembrar.
    Nesse em particular, assim como em outros “causos” descritos no blog, a juventude nos relembra o temor da descoberta e as besteiras que fazemos para tentar “fazer certo”.
    Cara, sei que rir da desgraça alheia é ruim, mas eu não aguento, só de ler suas histórias começo a me desfazer de rir. Pelo que você conta, considero você um herói.
    Um abração e parabéns belo excelente blog!

    Responder

  17. Gente… Morrer talvez não fosse uma má alternativa para se livrar desse mico! E parabéns pela coragem de ligar para o seu Mazinho… Eu, particularmente, iria embora à pé!!!

    Responder

  18. Cara, muito boa a história! E o gran finale, então (bater o carro na 2a. vez) foi de matar!
    Parabéns!

    Responder
  19. Leonardo Bluuee

    Nunca foi á uma Zona? E a história do “Com ou Sem?” ? hehehehe
    Muito boa suas historias!

    Responder

  20. engraçado demais este conto…nunca fui num motel..dá pra acreditar?um dia eu ia com uma antiga namorada,mas estava tão bebado que dormi no taxi aí voltamos pra casa…

    Responder

  21. Eu já fui em um motel, não pra trepar (Queria eu que fosse!), mas pra fazer serviço de manutenção em computadores, ganhei uma grana boa e nem fodi.

    Mas também me diverti com o que eu escutava, parecia que o pessoal tava sobindo pelas paredes! :lol2:

    Responder
  22. Lucas Fazzi

    O melhor, sem dúvida, foi a ironia da internet.

    Eis que eu estou lendo, chega na parte que vocês tiram a roupa e aparece um link em cima da palavra roupa. Por curiosidade, passei em cima e aparece a foto de um moleque de uns 8 anos. Lendo um conto de um motel + estranha ironia da internet = Michael Jackson. hahahahahahhh

    Tens que contar agora a história do carro!

    Responder
  23. Andre

    hahahaha voce esqueceu de contar que nao estavamos sozinhos nesse dia que fomos na zona, de fato a ideia original foram dos párra ( ums gemeos muito locos amigos nossos )e o mais legal foram eles rirem da cara do meu primo que nao vou mencionar o nome que beijou a puta ( foi o pircing mas ja e algo ) HAHAHAHAHAHA, mas ela nao era tao ruim assim como vc descreveu nao, se nao me engano ela tinha umas porpurinas nos bracos… mas foi muito trash, valeu por umas boas rizadas hahaha.

    Responder

    1. Muito magro mesmo. Quando eu casei eu pesava 60 kg e media 1,80. E isso foi bem antes de eu me casar, então eu era bem palito mesmo, hehehe.

      Responder
  24. Madruga

    Hahahaha, essa foi muito boa!
    E acredite, o contini continua patrocinando o arrependimento de ter tomado porre com uma porcaria tão doce!

    Responder

  25. Olá amigo, não me lembro como conheci seu blog, mas faz tempo que acesso, vejo todos os dias, adorei a estoria, forte abraço e sucesso.

    Responder

  26. Putz, eu já deixei o carro trancado com a chave DENTRO em um motel… era o carro da minha mãe, e ela nem suspeitava que eu tinha ido lá… naquele dia eu tive que dar uma de McGyver para arrombar a porta do carro…

    Bela história, Philippe! Suas histórias são sensacionais!

    Responder
  27. fran

    Ri muito alto!!!

    Que desventura a sua …Pensei que eu fosse a única a pagar mico em motel…No meu caso não foi com sauna , mas sim com a Hidro que estava tão quente que baixou minha pressão…Sai da msm, cai desmaiada e o bofe estava desesperado me sacudindo aos gritos quando voltei…rssssssss
    Depois dessa , mesmo a transa tendo sido fantástica , o homem morre de medo de ir cmg ao motel!KKKKK

    Valeu!
    Continue nos presenteando com suas histórias.

    Responder

  28. Já passei por algo parecido, com o que aconteceu com a MENINA da história, claro …

    Philipe, você é óóóóótemo! heuahuehauhuaheuae

    Responder
  29. WELLYNGTTON

    Cara, essas suas histórias contadas aqui são reais?
    Como vc consegue? VC é campeão em “enrascadas”!!
    nossa..
    muito boa historia..
    Ah! depois disto, teve segundo Hound com a mina!?

    Responder

    1. É tudo real sim. Eu sou bom em me meter em roubadas, hehehe. Eu namorei a menina por um tempo, mas não durou muito. Na semana seguinte que nós terminamos eu conheci a Nivea e tô casado até hoje.

      Responder

  30. rsrs cara muito boa sua história…
    Tava dando uma olhada por aqui, gosteii bastante do sitee parabéns …
    bjus :love:

    Responder
  31. Rafael Trilhadovento

    HAhaahaah Eu já fui a motel 3 vezes. Nas três, coisas toscas aconteceram

    1) A garota tomava remédio (uma porcaria chamada sibutramina q até já foi tirada do mercado) e no meio dos “trabalhos” ela começava a cantarolar. Sem brincadeira, no segundo seguinte o rádio tocava a música!

    2) A menina desmaiou no chuveiro, pq ouviu uma mulher gritando louca no quarto do lado 0_0 .

    3) Liguei felizão a hidro. Só que só virei uma torneira. Quando encheu, tínhamos uma banheira de água em ebulição. Não dava pra entrar e nem esperar esfriar. Tive que desmontar meu guarda-chuva e com ele abrir o ralo pra esvaziar um pouco daquele caldeirão do Zeca Urubu.

    Até hj estou protelando pra ir de novo, apesar das insistências!

    E detalhe: todas as vezes cheguei a pé! LOL

    Responder

  32. Philipe, parabéns meu amigo. Seu site é espetacular e seu dom de dissertar é maravilhoso. Sucesso merecido.
    Grande abraço

    Responder
  33. Marcos Santana1983

    Cara, eu também bati o carro no motel na primeira vez, quando tava manobrando pra ir embora. O problema é explicar depois pra família onde e como bateu….kkkk

    Responder
  34. marciogds

    Heheheeeee… as pessoas pensam q coisas bizarras só acontecem com si mesmas, mas ao entrar nesse blog, vemos como todo mundo é igual!

    mas como ela nunca mascou chiclete????

    Responder
    1. Philipe3d

      E jamais colocou uma bala na boca. Isso é muito, muito bizarro, né?

      Responder
  35. Neidelino

    Nossa!!! Ri tanto que meu filho teve que intervir com um copo de água!!!

    Responder
  36. GFC

    É uma extensão do mozilla em que se pode inspecionar o elemento da pagina web. Por exemplo, com isso daria pra eu criar um blog exatamente igual ao teu apenas examinando o código fonte.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.