85 Comentários


  1. CARAAAAAAALHO!!
    Philipe, vc é o cara!!
    Pqp, q conto foda, velho!!
    Curti a explicação do contínuo espaço-tempo do Ricardo e o desfecho, que foi fantástico!

    Você vai escrever mais contos com os outros títulos sugeridos pela galera, né??

    Abração

    Responder
  2. Inacio

    Curti, só axo que tem descricoes demais… pulei essas partes hehe
    pq vc nao faz um curta?

    Responder
  3. Troverine

    Fantástico esse conto! Adoro histórias que envolvem viagem no tempo/universos paralelos e esta foi uma das melhores que já li. Realmente daria um belo curta, pois envolve diálogo e não efeitos. NERD até o OSSO!! rsrsrs…Coloquei um conto lá no OKTOPODI também, se chama CONVITE. Passa lá depois pra dar uma lida. Abraço!

    Responder
  4. Júnior

    esse conto me fez lembrar uma história que eu li esses dias num blog aí, sobre um cara que disse que hipnotizou o amigo dele…

    hehe, zuera tah, mto doido esse conto, eu gosto dos detalhes que tu põe na historia, nos faz mergulhar num filme, mto bom msm, parabens!

    ahh, tem previsão do livro?

    Responder
  5. Bernardo

    Cara, de boa. Fico stunado com a sua criatividade, pqp! Muito bom o conto, espero por outros! E parabéns xD

    Responder
  6. gustavo

    PQP(3)!!! Nem sei o que falar Philipe- fantástico!
    É um típico episódio do “Além da imaginação” (que eu tanto amava), já imaginei o cara no bar, tendo um Flashback de uma experiência que ainda está para acontecer em 20 anos… Concordo com o que o Júnior disse aí em cima, os detalhes prendem a atenção como em um filme- muito bom.
    “Nem aquele maluco lá daquele blog do amigo do Berê inventa uma porra dessa” eheheh…

    Responder
  7. Pedro Gafanhoto

    Cara tô sem palavras realmente. Realmente mesmo. ._.

    E quando seu livro sair tenta “exportar” ele aqui pra Pernambuco que eu vou comprar, com certeza!

    Responder
  8. Pedro Gafanhoto

    Cara você deveria ser diretor de filmes curta matragens iria te gerar uma puta grana!

    Responder
  9. Vinicius

    Em tempo, muito bom o texto! Como ja disseram, voce deveria dirigir filmes, tem uma imaginacao muito boa !

    Responder
  10. Paul

    Uma mistura de Os 12 macacos, Lost e De volta para o futuro, entre outros ai.
    Mas ficou bem interessante!
    Sinto estar mal informado, mass… Seu livro vai ser sobre o que? Histórias que nem as daqui do blog?

    Responder

    1. Sim, serão as histórias, aventuras (algumas inéditas) aqui do blog mesmo.
      A idéia do livro é que muita gente não tem saco para ler no computador. Aí é mais jogo ler com o mesmo nas mãos. Também serve para dar de presente e coisa e tal.

      Responder
      1. Paul

        Bem legal então! Já li todas as suas histórias aqui no blog. Aliás, encontrei ele quando pesquisava sobre isso. Porque o que acontece é o seguinte: Também tenho histórias incríveis sobre minha vida que sempre que eu conto para meus amigos, a maioria nem acredita por achar incrível de mais! Alguns até falam “Parece coisa do Forrest Gump”.
        Pesquisando então sobre histórias, achei o seu blog e dai lendo as, percebi que você também viveu coisas incríveis! Aliás, acho que todos no mundo já devem ter vivido. Aquela coisa de que todos tem algo incrível para contar!
        Entretanto, o que acho que nós teriamos de diferente em comparação aos outros pelo que eu percebi é a boa memória! Porém, no meu caso, lembro de muitas situações sejam interessantes como banais, mas só coisas muito antigas de quando eu era pequeno. Coisas atuais, dificilmente lembro. Como o que comi hoje no almoço hahahaha 🙂

        Responder
  11. Reinaldo

    Muito bom mesmo… Quando que vai ser a proxima ‘promoção’ como essa? :B

    Responder
  12. Débora

    Cara,tô começando a me convencer de que o Kling,usa seus poderes de hipnose e macumbas gerais pra nos envolver a não sair nunca mais desse blog! hahah
    Mais uma mto boa PARABÉNS Philipe! ;]

    Responder

    1. O problema do livro se chama: Correção. Eu escrevo cheio de erros. tento escrever rápido e como letras, uma merda. Depois é selecionar o volume de material que vai entrar no livro. A primeira seleção previa deu um livro de 1500 paginas!
      Depois tem a questão dos posts inéditos, que tem que ter. Aí por fim entra a questão financeira, grafica, logística, lançamento, etc. Considerando que eu tenho que manter este blog vivo, mais um outro aí que eu estou fazendo, mais o trabalho no maglev e outros serviços diversos da minha empresa… É bem enrolado de dar conta de tudo.

      Responder

    1. Não, nunca tinha lido. Achei realmente que tem a ver. E é uma honra imaginar que eu e o Borges acabamos trilhando as mesmas pedras da lógica ilógica.

      Responder

  13. A grande pergunta é:
    O QUE DIABOS O EU FUTURO DISSE AO EU PASSADO!!!???

    Teria sido os números da MegaSena?

    Responder
  14. Pedro Gafanhoto

    Mas tipo Philipe sobre seu livro quanto vc acha que custará? E como disse você vai disponibilizar por editoras? Seria bom por que chega aqui em Pernambuco facinho.

    Responder

    1. O contrato social da minha empresa me permite publicar livros. Eu devo fazer um contrato com uma distribuidora de âmbito nacional para colocar o livro no mercado. Mas tudo depende de grana, então… É difícil mensurar valor a esta altura.

      Responder
  15. Não era assim...

    Esse blog já foi melhor.
    Parece que ele não é mais a menina dos olhos do Philipe.

    Parece que está meio largado.
    Não tem 1.000.000 de posts diários como tinha antigamente.

    Não tem mais assuntos inéditos (que poucos sites tinham). Tudo o que leio aqui, eu já vi antes no G1 (Planeta Bizarro) ou no 2Leep.

    Não tem mais o famoso passo-a-passo dos bonequinhos do Philipe.

    Dei um tempo na visitação e agora que eu voltei só os contos são novidade…

    Triste.

    Responder

    1. É fácil falar de mim. Difícil é ser eu.
      Aliás, Emilio, já conseguiu marcar minha entrevista no Jô Soares que você ia tentar?

      Responder
      1. Não era assim...

        Me ignoraram.
        Não conheço as pessoas certas que achei que conhecia.

        Responder

          1. E eu não sou o Philipe. Eu sou o Juca. O Philipe está viajando. Eu estou usando o login dele para manter o blog atualizado enquanto ele não chega.
            Peço desculpas por errar seu nome. Tenho dificuldade de pensar como os humanos.

      1. Não era assim...

        Você não devia ficar nervoso por causa de um comentário que seu blog estava meio fraco…

        Se é para nós que você escreve, acredito que nossa opnião deva contar. Correto?
        Ou você escreve para você mesmo e nós que somos xeretas?

        Do contrário, por que você fez uma pesquisa (que eu fiz muito gosto em responder) para saber o que devia mudar no blog?

        Só elogios são bem aceitos?

        Se somos (sou) fãs (fã) do site e achamos (achei) que ele deu uma caída, qual o mal em pronunciar isso?

        Se o difícil é mesmo ser você, bom, aí eu não sei.
        Meu comentário foi sobre o blog e não se sua vida era um inferno ou não.

        Mas vamos parar com isso pq está parecendo novela.

        Abs!

        Responder

        1. Acho que você me interpretou mal, cara.
          Eu não fiquei bravo não, meu. Todo mundo tem direito a uma opinião.
          O engraçado foi você reclamar que o blog tem pouco post no dia que bati o recorde de postagens.
          Minha vida não é um inferno. Ela é -pelo contrário- muito boa. Mas o excesso de atividades eventualmente atrapalha manter o blog com as metas de qualidade que eu mesmo resolvi adotar. Inclusive, se olhar uns três ou quatro posts atrás, eu falo justamente sobre isso.
          Sobre escrever para os leitores ou pra mim, é uma boa pergunta.
          Eu acho que escrevo em parte para mim, mas em parte para o leitor. Não considero os leitores xeretas, se considerasse, eu cagaria para a opinião alheia e nem mesmo perderia tempo respondendo comentários, como boa parte dos blogs com mais de 3 anos costumam fazer.
          No geral, eu considero que o leitor é como um amigo. A gente eventualmente se zoa. Eu sou zoado pra caramba aqui.
          Eventualmente os amigos sugerem posts, dão toques e comentam o que gostam e o que não gostam.

          Responder
  16. Mme. Danica

    PQP Master!!! Philipe, você arrebenta!
    Muito bom!!!!
    Estou torcedo para que o livro saia logo!

    Responder
  17. Diego

    Philipe,
    cara. Sem explicação. Viajei no conto. Muito bom. Muito, muito bom mesmo.

    Responder
  18. Vangelis

    muito maneira a sua história…
    mas ela me faz lembrar um filme do jet li, em que ele enfrenta ele mesmo… só nao lembro o raio do nome do filme…

    parabens!

    Responder
  19. Pepe

    É por causa desses contos que eu faria QUESTÃO de fazer minha família comprar (cada um) 20 cópias do livro para distribuir na vizinhança inculta.

    Responder
  20. Gustav

    Vangelis- o nome do filme é “O confronto”, ou “The One”: É sobre um cara (o Jet Li) que viaja pelas dimensões assassinando seus “EUs” alternativos, com o objetivo de se tornar o único, mas com poderes de uma divindade. Justamente quando vem para nossa dimensão é que ele encontra a sua versão mais foderosa. Daí em diante é só porradaria (uma pena pq a idéia do filme é boa).

    Responder

  21. Pv+@ que pariu… Pense num cara que escreve bem pacas… Parabéns, figura. Muito bom este conto. Um cidadão reclamou anteriormente sobre o excesso de detalhes, tudo bem que demora pro protagonista contar o que realmente lhe afligia, mas os detalhes é que prendem a atenção e transformam o conto numa história mais verossímil. No papel, isso é fantástico. No computador algumas pessoas acham meio xarope muita escrita, questão de gosto ou adaptação, sei lá. O fato é que pequenos contos como este criam um grande livro. Um grande abraço e que nunca lhe falte essa criatividade.

    Responder
  22. Carol

    velho, esse negócio de pano de mesa amarrotado faz sentido até. se não fosse pelo fato de que, se o tal “pano” fosse amarrotado não seria só um palito que sairia do lugar, né. mas, eu geralmente teria preguiça de ler isso tudo. só q nem deu pra parar ao meio. ficou realmente bom ;D

    Responder
  23. Adrilogia

    Philipe, entrei no seu blog por intermédio do twitter do Dark_Jedi_Roms… e qdo li esse conto achei fodástico!!! Cara, vc tá de parabéns!!! Não tenho o hábito de ler blogs e tals, mas o seu já está add no meu “Favoritos”! Mais uma vez, parabéns!!! T+! Tô indo ler os outros… ;D

    Responder

    1. Infelizmente não dá, cara. Este blog é autoral, e se eu fizesse isso teria milhares de contos e textos para ler toda semana, já que muitos leitores daqui também escrevem.

      Responder
  24. Lucas

    Karalho mew
    Mto bom mesmo
    Adorei esse site
    Bom pra passar o tempo 😀
    Philipe < es o cara 😛

    Responder
  25. Mario

    Cara, muito legal. Curioso é que me vejo um pouco nos diálogos, as vezes me expresso assim. Muito bom, arquivo X total. Valeu!

    Responder

    1. Fico feliz que tenha gostado Mario. Essa foi uma das histórias que eu mais gostei de escrever. E o legal é que foi baseada numa sugestão de título dos leitores.

      Responder
  26. Érick

    Muito bom, adorei, sinceramente, a historia me tocou muito, e veio na minha imaginação a mulher, o homem, a cara que ele fez, muito linda a história!

    Responder
  27. DANIEL

    Caralho, tu ta parecendo eu com 11 anos (tenho 14 e 1/2 hoje), eu fazia muita historia doida ( e eram boas, mas eu fiz o favor de perder na mudança).
    O teu blog eh fodástico, achei no google pesquisando sei lá oq, e gostei pra caramba, akabei de favoritar.

    Responder

    1. Valeu mesmo, Daniel. Estamos aqui 24 horas por dia, sete dias por semana e 365 dias por ano com novidades. (ou quase)

      Responder
      1. DanXP

        Lendo seu conto agora, eu lembrei de doppelgängers, aquelas cópias malditas que se vc ver, significa que sua morte está perto. Lembrei também da vez que eu também vi meu eu futuro, na minha rua (e tô vivo até hoje, só quase morri depois dos 2 tiros)

        Responder
        1. Philipe3d

          Faz sentido, eu tb quase morri a tiros e de mais uns 4 outros jeitos diferentes.

          Responder
  28. Victor

    Caraca…

    Muito foda esse conto!
    Meu, você escreve uns contos muito doidos.

    Esse conto e outras histórias deviam virar filmes.

    Responder

  29. Esse foi demais,visito direto aqui o teu blog

    já li muita coisa aqui,as historias do mundo gump,todas,mas os contos que tu escreve,realmente levam o leitor a uma outra dimensão,ter de imaginar os detalhes,e tal…

    apoio a idéia do curta-metragem também

    Responder
  30. Liah

    Oiii passando por aki pra dzr q tô adorando tuas histórias. Sou “nova por aki” e encontrei o blog por acaso procurando por algo na net… A primeira história q li foi “O dia em que encontrei meu eu futuro”, nossah, me apaixonei
    (pelo blog!) na hr, adoro historias/contos assim. Agr sou leitora assidua e este é meu primeiro, de muitos comentarios – rs. Enfim com certeza vc está de parabéns… Bjuh bye 🙂

    Responder
    1. Philipe3d

      OI Liah, fico feliz que goste. O blog se divide em: Posts de esculturas de bonecos, posts de histórias reais – ainda que nem eu acredite totalmente- da minha vida e contos. Além disso tem coisas estranhas, animais extraordinários, curiosidades do mundo todo. Tem mais de 3000 posts.

      Responder
  31. Tatigudluck

    Opa….delirei com o conto…como uma legítima fã de Fringe, física quantica, e outros mistérios…esse conto me cativou…escreve um livro maluco…vai fazer muito sucesso!!! Vc tem ritmo e ótima escrita!!! parabéns…

    Responder
  32. Ismael

     Puta que parÊu..
    que estória foda mermão..
     Muito massa a tua imagination.. hehehe
    Tuh é o cara !!

    Responder
  33. Cesazumalijo

    Muito bom mesmo! Mas segundo já li sobre teorias sobre viagem no tempo explicadas por cientistas renomados, se vc encontrar o seu “eu” no passado e tocar em você, ambos explodiriam numa reação semelhante a de uma bomba atômica.

    Responder
  34. Etmagal

    Nossa!!!!! Fantástico!!! Muito legal mesmo, adorei!!
    Tô me amarrando mesmo no seu blog.

    Responder
    1. Philipe3d

      Fico feliz que esteja gostando. Essa é uma das minhas histórias favoritas aqui.

      Responder

  35. uau você tem muinta noção do que e uma viagem no tempo uau ate fiquei com frio na barriga você me fez lembra tempo de sonhos, ideias ,e curiosidade me fez adora a leitura muinto tempo que não lia algo verdadeiro e bem sonhador ^^ to ate agora maravilhado com os detalhes ^^ proximo da realidade muinto proximo

    Responder
  36. Mah Oliveira

    Quando ele se perguntou o pq do outro eu ir de encontro ao destino mesmo sabendo o que iria acontecer eu já sabia que era por conta da morena hhahahahahah

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.