9 Comentários

  1. Rosi Boer Refosco

    É muito bom ler textos assim, desenvolvidos, que nos trazem algo…que nos comunicam alguma coisa. Abaixo os microtextos! Atualmente, aqui no RS, escrevem livros com meia dúzia de palavras em cada página, cobram R$40,00 e chamam de “microtextos”! Isso é assassinato da língua portuguesa, tão bela e expressiva! Camões deve estar virado de cabeça pra baixo na tumba! Uma obra deve ser bem escrita e expressa em toda a sua extensão e vocabulário, isso se chama: “escrever bem”.É o que vc faz. Infelizmente não sou poetisa, só escrevo peças técnicas. Quem sabe lendo o gump, eu melhoro….Rosi

    Responder
  2. Carol

    você escreve igual a um autor de um livro do qual esqueci o nome. hehe, comentário super produtivo, sei bem.

    Responder
  3. thamires

    Cara comecei alero seu blog recentemente,minha irmã q me recomendou,estou encantada com o seu talento…

    Responder

    1. Thamires, (adorei seu nome. Tive uma amiga que era homônima sua) fico feliz que esteja gostando. Tem muita doideira aqui.

      Responder
  4. Maria Goreth Kling David

    Olá meu filho,

    Li esta sua estoria e la vc coloca que “nao sabe de onde saiu isso …e coisa e tal” . Lembro do seu pai comentando um caso veridico de um homem que trabalhava na mesma empresa, que tinha uma amante.

    A esposa meio doente da cabeça, dada a depressoes frequentes descobriu o caso da infidelidade. O marido temendo uma crise violenta da mulher tenta convenc^-la de que foi so uma aventura louca, inconsequente mas que ela era a “mae dos filhos dele, a mulher que ele escolhera pra casar…”

    Ela ligou o telefone pro serviço do cara, deu uma dura nele… ele no serviço tentando se desculpar … ouviu qdo do outro lado da linha a mulher puxou o gatilho na frente da filha do casal… ele pediu licença ao chefe e foi correndo pra casa… ela estava morta na sala e a filha paralizada na mesa sem saber o que fazer…

    Seu pai contou a triste estoria de amor que terminou em tragédia e vc guardou partes do caso na sua memória voltando neste caso um pouco mais suavizada…

    Ficou muito bonita… Ainda hj sinto um misto de pena e tristeza por ela, por ele pela filha… Inda bem que passado uns anos a felicidade voltou pra eles numa nova oportunidade de amar…

    Responder
  5. BEZALEL

    A mulher atendeu o telefone, e não disse nada.Do outro lado o homem fazia juras de amor. A mulher só escutava e não dizia nada. Voce é a razão da minha vida, sem voce eu morrerei, desde que te conheci naquele dia lá na estação estou perdidamente apaixonado por voce. Depois de quase meia hora de papo-furado, juras e promessas ele diz: Diga alguma coisa,eu te amo, , Neuza! Neuza? Meu nome é Madalena,
    Desculpe, foi engano. tu! tu! tu!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.