8 Comentários

  1. Jose

    achei de mto mal gosto o titulo da materia “menina aranha entra na faca”, nao seria melhor dizer “menina aranha faz cirugia”?

    Responder

  2. É que o caso da menina já é bem triste. Eu quis dar um tom mais animado para o caso. “Entrar na faca” é uma gíria para “fazer cirurgia”

    Responder
  3. Thiago

    Interessante este caso! Estive observando outras anomalias, tbm neste site, e tbm no “Youtube”, e pude chegar uma resposta que a muito tempo eu me fazia: “Existiram mesmo “monstros”, com duas cabeças, com muitas pernas e braços, com duas faces, semelhantes a caprinos, homens arvore, etc, como é citado na tanto na mitologia grega, como em outras mitologias?
    Aí vem minha resposta:
    Não existiram.
    O que poderiam terem havidos, foram casos semelhantes a estes. Daí as antigas civilizações criarem personagens como os centauros, Alfeu ( homem arvore, filho da terra), pessoas com duas cabeças, gigantes, Medusa, e por aí vai!
    Com certeza, eles viam pessoas com anomalias, tipo das que eu já citei, e criavam estes personagens, ou então, buscava uma explicação baseada nos deuses sobre estas “mutações”.

    Responder
  4. Vanessa

    Ninca imaginei conhecer uma história assim.estou surpriendida :omg: :omg: :omg: :omg: Mas já que ela consegui superar isso meos parabéns 😆 😆 😆 😆 😆 😆

    Responder
  5. Vanessa

    Nunca imaginei conhecer uma história assim.estou surpriendida :omg: :omg: :omg: :omg: Mas já que ela consegui superar isso,meos parabéns 😆 😆 😆 😆 😆 😆

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *