Max Edwin – O cara que brinca de Deus no 3d

%name Max Edwin   O cara que brinca de Deus no 3d
Veja esta moça. O nome dela é Song Hye Kyo.
Vou contar uma coisa sobre ela que pode te chocar: Ela é 3d.

Já reparou que quanto mais longe do Brasil mais os caras são Bizarros? Um sujeito chamado Max Edwin é um artista 3d que trabalha com os softwares 3Dstudio Max e ZBrush em Jacarta, na Indonésia. Ele é o “pai” do modelo incrívelmente real aí em cima.
Este trabalho foi premiado em vários fóruns mundiais de computação gráfica. O Nível do realismo é de deixar qualquer aspirante a artista 3d boquiaberto.
Tanto que é possível duvidar que isso seja mesmo real, o que me obriga a encher este post de imagens que vou tentar explicar didáticamente para os leigos.

Esta imagem aqui mostra a TOPOLOGIA da malha em três vistas. Duas malhas flat e uma malha com o wire. O Wire é esta treliça da terceira imagem. Ele ajuda a mostrar como é feito o modelo. %name Max Edwin   O cara que brinca de Deus no 3d

Para construir um modelo 3d é necessário fazer uma espécie de escultura virtual do objeto. isso é feito diretamente no computador. Tá vendo a terceira cabeça toda cheia de quadradinhos? Pois bem. A imagem é constrtuída assim. Quadradinho por quadradinho. VocÊ começa apenas com um pedaço de uma caixa. Daí pega a beirada da caixa e dá um comando para criar outra e vai arrastando, criando quadradinho por quadradinho. Eventualmente você tem que colar os pontos em cada um dos lados das caixas para que eles virem um só objeto.
Calma. O cara não é tão tarado quanto parece. A cabeça está toda cheia de quadrados, mas isso é porque a malha está subdividida.
Na verdade, ela é feita com grandes quadradões. Depois tem um comando que manda o programa pegar cada quadradão, que chamaremos de FACE, e dividir a face em duas ou mais. Isso deixa o modelo cada vez mais suave, e mais pesado. O que consome mais memória e deixa tudo mais difícil. Assim, quando você vê um modelo cheio de faces assim, saiba que isso dá trabalho.
%name Max Edwin   O cara que brinca de Deus no 3dDepois de fazer o modelo, que já dá um trabalho do caramba, você tem que criar os cabelos. Criar cabelo, até recentemente, era um dos grandes problemas da computação gráfica. Isso porque cabelo usa muito processamento para desenhar fio a fio. Mas hoje isto está um pouco mais fácil. %name Max Edwin   O cara que brinca de Deus no 3d
Veja ao lado um exemplo da cabeça sem cabelo e com o cabelo. Com cabelo fica bem mais realista. E menos Britney Spears.

%name Max Edwin   O cara que brinca de Deus no 3dFeito isso, você precisa que o modelo pareça ter pele. Afinal, uma mulher da cor cinza-primer automotivo, não é lá muito realista.

Os softwares de 3d permitem que você use imagens que são representadas na superfície do modelo para dar cor a ele. Mas não só cor. Existem canais que imitam o brilho da pele, a gordura, as imperfeições, a quantidade de luz que é possível atravessar as camadas de pele e etc. Alguns destes mapas ( uma única cabeça pode ter facilmente mais de 20 desses mapas que controlam a aparência do material) são mostrados aqui.

%name Max Edwin   O cara que brinca de Deus no 3dDepois de criado o modelo, texturizado, colocados os cabelos e roupas, chega a hora de iluminar. Uma boa iluminação é fundamental.
Depois de iluminado você faz o Render.
Render é o nome do processo em que o programa 3d pega aquele monte de desenhos matemáticos e os converte num arquivo de imagem, que pode ser também um arquivo de video, afinal, um arquivo de video nada mais é do que um monte de imagem encadeada.

Viu como é fácil? Agora faz uma aí que eu quero ver.


Comments

comments

8 comentários em “Max Edwin – O cara que brinca de Deus no 3d”

  1. Song Hye Kyo existe, o que ele fez foi um modelo 3d dela. e é bem possível que você o encontre pelo nome Max Wahyudi, já que Edwin é o nome do meio. a imagem com uma tarja preta em cima, e a última, em que ela está com brincos, são stills de filmes da própria, usados como referência para o render.

  2. Cara, parabéns pela sua didática, mas quero dar ênfase ao seu bom humor ao escrever, e sem perder a seriedade… muito bom!!!…. se tiver que mudar seu estilo, não tire o humor… isto torna leve, não casativo e acaba prendendo o leitor…
    Mais uma vez, PARABÉNS!!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.