Mais um plágio para minha coleção

Que neguinho pega texto meu, arranca o nome, e republica eu tô cansado de saber. Já recebi até spam com coisa escrita por mim, 4 anos depois da idéia original ser colocada num forum . O texto voltou, mas agora assinado por outra pessoa. Isso eu já tô careca de ver. A internet é cheia de plagiadores.
Existe um site que ajuda a ver se estão te plagiando (que funciona bem se você não for um mero repetidor de notícias alheias) O site é o CopyScape. Bem legal.

Desenho meu, eu já vi em capa de Cd de funk. (que me rendeu uma bela grana num processo contra o Dj. Marlboro) texto meu eu já vi em muito blog por aí sem citar a fonte, um tipo de atitude mesquinha e babaca, porque não se sustenta e apenas queima o filme do cara que faz isso. Até mesmo um conto meu acabou indo parar em comunidades de UIfologia com partes faltando e outras editadas para parecer real. Foi o caso do “Relato de um MIB”.

Um trecho do meu livro “Capitão do Mato” que eu inocentemente enviei para a Globo na época que ela ia fazer a novela Força de um Desejo, na esperança de ganhar algum “obrigado, venha conhecer a oficina de roteiristas…” não resultou em nada além de ver uma coincidência grande demais na novela.

Mas uma coisa que eu nunca tinha visto até então, é alguém ter a cara de pau tamanha de chupar um texto inteiro aqui do Mundo Gump, não citar a fonte e ainda por cima enviar como contribuição para uma revista, faturando em cima do meu trabalho na maior cara-dura.

A sensação de ser plagiado é mais ou menos assim:

Mais um plágio para minha coleção

O caso em questão é o antológico post de outubro de 2006 sobre Os 12 Princípios da Animação. O texto foi chupado DESCARADAMENTE por este cara aqui, que publicou ele numa revista eletrônica do campo da computação gráfica.

O que vocês acham que eu devo fazer?

1-Reclamo

2- Processo

3- Mando matar

4- Costuro o nome do puto na boca do sapo

5- Mando o Harakiri resolver

Coisa feia… Tsc, Tsc. Além de querer ser “esperto” o cara queimou o filme da revista. Entrei em contato com o dono da mesma para ver o que a gente faz. Mas fica a questão. E se fosse com você? Você já foi plagiado?

Related Post

37 comentários em “Mais um plágio para minha coleção”

  1. Oi Philipe,

    Nossa, que situação! Eu voto em processar a pessoa. Você pode pedir uma boa indenização… Além disso, você pode pedir para que a revista preste esclarecimentos para os leitores na edição seguinte e receber o pagamento pela matéria publicada anteriormente pelo “outro”. E se a revista se recusar, contratar um advogado para este caso também… Que tal?
    Você poderia dizer que revista é essa e qual a matéria que foi plagiada?

  2. Philipe, eu acho q vc tinha q chamar o Harakiri, pq alem de tudo ainda ia render mais um conto gump pro blog, alem da devida puniçao ao viadinho em questao…
    agora, falando serio, isso é coisa de gente que nao tem, alem de tudo, criatividade…
    plagio é o fim da picada na minha opiniao…
    processa esse retardado!

  3. Processo!! Sem duvidas, é muita sacanagem isso, tinha uma época que volte e meia pegava uns caras roubando animações minhas, as vezes a cara de pau era tão grande que pegavam o endereço da swf e linkavam direto, ou seja, como se roubar o conteúdo não fosse o bastante, ainda usavam meu tráfego.

  4. Sugiro que você procure saber quem foi que mandou pra revista e processe o cara, ou ao menos tenha um aboa conversa com ele, e peça à revista que na próxima edição publique uma errata dizendo que o autor original do artigo é você.

  5. Bota o nome dele na boca do sapão de 40 cm.. hehehehehe
    Mas acho que cabe um processo, porque o cara não só copiou como mandou pra uma revista, isso é pilantragem, e ele precisa de um susto pra aprender, vai que o próximo cara que ele plageia é menos compreensivo….
    Saudações niteroienses
    Diana

  6. [quote comment=""]Bota o nome dele na boca do sapão de 40 cm.. hehehehehe
    Mas acho que cabe um processo, porque o cara não só copiou como mandou pra uma revista, isso é pilantragem, e ele precisa de um susto pra aprender, vai que o próximo cara que ele plageia é menos compreensivo….
    Saudações niteroienses
    Diana[/quote]

    Tô com a Diana! E eu ia falar a mesma coisa sobre o sapão! XD
    Deve ser até mais eficiente, já que o sapão tem até chifre! XD

  7. Olá Philipe, tudo bem?
    Isso que ocorreu com você tem sido uma constante na blogosfera e apesar de já conhecer o MundoGump em outras passagem, hoje vim aqui por indicação de um amigo, o Evandro, do PostMania. A razão da dica dele de eu vir aqui foi para convidar você a conhecer o pré-lançamento da campanha contra o plágio que foi criada pelo LEIA-ME e está recebendo bastante adesões dos blogueiros decentes da blogosfera.
    Para acabar com situações como esta da sua matéria, estamos nos unindo, para denunciar os vampiros de conteúdos de blogs em uma lista negra, que será atualizada diariamente e exibida em todos os blogs participantes, havendo uma estimativa de 200 blogs até o lançamento oficial da campanha. Se você tiver interesse em participar, sugiro conhecer no blog Leia-me e ver os participantes que já editaram postagens divulgando o selo da campanha.
    Abraço e sucesso.
    Carlos Lima, Leia-me.

  8. Meu voto vai em processar, pois se ele tiver que pagar uma indenização, na próxima vez que ele pensar em plágio ele irá pensar 2 vezes.

    Para amenizar os custos de um processo judicial um leitor gump advogado poderia se oferecer para fazer o trabalho no 0800, algum advogado presente se habilita?

  9. Gente, baseado na minha experiência em meter o processo no Dj Marlboro, eu acredito que processo tem que ser a última opção. Aquela que quando não tem mais jeito, quando se esgotam os argumentos, quando o risinho cínico e a sensação de impunidade impera sobre sua ira.

    Eu prefiro muito mais que o maluco lá apenas coloque a referência. Republicar não é pecado. è até bom, porque me ajuda a divulgar o blog e eu não perdi meu tempo escrevendo aquele catatau de coisa pra ficar empoeirando ná na pagina dez do google. O texto foi feito para ser lido. Só acho sacanagem o cara mandar pra revista sem nem mencionar “autor desconhecido” que seja. Dá a clara sensação que ele quer fazer parecer que ele que escreveu. Aí é foda.

    Como a revista não tem lucro, é gratuita e uma forma de incentivar o mercado de CG no brasil, sobretudo para iniciantes, acho que o melhor que eu tenho a fazer é me unir ao autor da revista e juntos trazer a publico a verdadeira autoria do texto, além de mais artigos interessantes. Sem prejuízo material, me restaria apenas num eventual processo uma ação contra prejuízo moral, que é foda de saber se o Juiz acata ou não. Acredite, tem juiz por aí que é beeeem pior que bunda de neném. Como o que o Brasil menos precisa é mais um processo para atravancar o judiciário, como eu não levei prejuízo, como o bog em questão está no blogspot e portanto fora das restrições judiciais nacionais, não compensa mesmo.

  10. É mesmo meio chato quando você descobre que as pessoas estão tirando uma certa vantagem de você.

    “Mas tem um porém”: quer dizer que existiram pessoas que gostaram tanto do seu trabalho que resolveram publicá-lo, mesmo que não soubessem que você escreveu.

    Decepciona saber que tem outro ganhando pelo que você trabalhou, mas anima ao saber que o que você fez está sendo apreciado.

  11. Philipe, se não for mal perguntar, pq vc processou o Dj Marlboro? Aquele viadinho maldito, odeio ele! Não o processei pq assim como vc acho que processo é a última hipótese.

    Quem falou ‘processa’ não sabe o trabalhão que dá meter um processo, uma perda de tempo e dinheiro.

    Se o cara é copião, vc pode entrar em acordo e só pedir os créditos, vc fez o certo. 🙂

  12. [quote comment=""]E se fosse com você? Você já foi plagiado?[/quote]

    Há alguns anos eu entrava em mIRC, fazia um site de dragon ball, todo programadinho e bonitinho (coisa profissional) e vários addons (mini-programas, que por definição são open-source).

    Só três pessoas tinham acesso aos .ASP do meu site. E eis que uma delas resolve abrir um site ‘rival’, com os meus arquivos, só trocando o meu nome pelo dele na parte ‘feito por’. Ainda pegou meus programas, que são open-source e qualquer MACACO pode editar pelo bloco de notas, trocou onde tinha o meu nome pelo dele e plagiou legal!

    Fiz uns 50 addons pra mirc, se disser que 40 deles foram plagiados não é inverdade. Nos últimos eu era obrigado a colocar meu nome em códigos de programação pra dificultar, mas mesmo assim plagiavam.

    Eu não fiz nada. Comecei a fazer novas seções e implementações no site até que o plagiado se tornou uma porcaria, comparado com o meu. Sobre os addons nunca fiz nada, a cada versão que eu lançava eles plagiavam denovo. haja! 🙂

  13. Processar não é tao simples assim.. melhor coisa é reclamar mesmo e acho que o aquilo que o plagiador chama de blog ja foi queimado o suficiente.. Cria um conto gump ai contando a historia do processo no DJ Marlboro =P~

  14. Olá!
    Sei que há um desgaste tremendo em relação a um processo. No entanto, cabe vc pessoa completamente lesada e utilizada indevidamente pôr esse filho da puta…no pau e depois enfiá-lo diretamente no saco sem piedade.

    Eu nunca fui plagiada [Glória ao Senhor!]… contudo fiz um trabalho foda! na facul. e consegui arrancar de uma professora [mt sanguinária por sinal] um: Excelente [com direito a exclamação no final = excelente!].
    Ela nao deu pra mais ninguém.. o mero detalhe: uma preguiçosa deveria ter feito o trabalho comigo e não deu as caras.. e como o nome da dupla já estava registrada a corna levou o mérito do trabalho junto de mim… fikei puta da vida!

  15. É um tema delicado… eu sou muito a favor do copyleft… ou seja, não colocarmos direitos autorias em cima de nossos textos… Mas mesmo o meu blog, que mal tem posts, já sofreu com plagios e eu também fiquei bem chateado. Então é um dilema mesmo!
    No caso da pessoa estar ganhando dinheiro, acho que tem q ir atrás mesmo… mas hoje em dia tem nego ganhando dinheiro com adsense, correr atras de todos é complicado… Acho que nao ajudei em nada, né? hahaha

    Mas é verdade, conta essa historia ai do DJ direito hahaha fiquei curioso…

    []´s

  16. Todas as opções.

    Olá Phelipe,

    Sou leitor assíduo do seu blog há uns 3 ou 4 meses, desde o dia em que o descobri por um acaso clicando num link colado numa comunidade do Orkut.

    Sou seu fã cara. Você faz um excelente trabalho, mas por conta disso mesmo você tem problemas com esse tipo de coisa.

    Sou advogado. Se precisar de acessoria jurídica, tamos aí.

    Parabéns pelo trabalho.

    Abração.

  17. Olá Philipe,
    Sabe cara eu aprendi a gostar do seu blog já faz mais de um ano, acho muito interessante e diferente de muitos que conheço, quero reiterar o meus parabéns, e dizer que sei bem o que vc está sentindo com essa coisa de plagio ou “cópia descarada”, para ir direto no popular.

    Já fui vítima de cópias descaradas de desenhos que criei, já vi um discarado desses dizer ao meu lado para um amigo em comum, que “ele criou e fez e tal”. É uma sensação de digamos roubo, assalto, furto, sei lá como descrever, quem já foi assaltado sabe bem o que estou dizendo. Uma sensação de impotência.
    Mas respondendo a sua pergunta eu creio que o que você deve fazer, é justamente aquilo que considero mais eficiente para casos assim. Divulgue aqui na net o nome desse , digamos… COPISTA DE QUINTA.
    Outra idéia seria a criação de um site com os nomes dos maiores copistas da net como sugeriu o nosso amigo Carlos Lima, eu acho essa a maneira mais eficaz de combate a cópia discarada, afinal quem vai querer ter o seu nome numa lista dessas?

    Abraços e não deixe que coisas como essa te desanimem.

    Abraços……e não desanime.

  18. Opa, então, o lance do Marlboro foi assim, eu tinha publicado na capa da revista UFO um desenho de tr~es etes descendo de um disco voador.
    Um ano depois eu estava passandoe vi numa banca de camelô de CD pirata uma imagem de disco voador. Eu parei pra olhar e levei um susto ao me lembrar que aquele desenho era meu.
    Olhei atrás em busca de créditos e o que estava ali era o nome de um outro cara.
    Aí eu fiquei puto.
    Resolvi entrar com uma ação pra exigir pelo menos o preço da ilustração de volta, mas devido ao cara usar outro nome que não o meu para assinar meu desenho, achei que era justo danos morais.
    O juiz entendeu que não havia dano moral, e condenou o DJ a pagar 10X o valor da ilustração em questão como castigo.
    No fim das contas, levei dois anos esperando para ganhar uma graninha, mas as custas do processo ficaram bem mais caras. No final da brincadeira, o Marlboro gastou mais com a justiça do que comigo.

    A melhor parte da audiência com o juiz foi ver o Dj argumentar que não poderia me pagar porque “o cd vendeu mal”. O juiz era grosso pra caralho e meteu um:
    -PROBLEMA SEU!

    Ele fez aquela cara de bobo. Queria parcelar a grana, me fazer ir até lins de vasconcelos para receber em dez vezes. O juiz mandou outra “com as 4 patas no peito dele”:
    -TOMA VERGONHA! VOCÊ VAI DEPOSITAR ISSO NA CONTA DO GAROTO. BANCO EXISTE PRA ISSO.

    No dia seguinte entrou a grana toda de uma só vez na minha conta.

  19. [quote comment=""]Opa, então, o lance do Marlboro foi assim, eu tinha publicado na capa da revista UFO um desenho de tr~es etes descendo de um disco voador.
    Um ano depois eu estava passandoe vi numa banca de camelô de CD pirata uma imagem de disco voador. Eu parei pra olhar e levei um susto ao me lembrar que aquele desenho era meu.
    Olhei atrás em busca de créditos e o que estava ali era o nome de um outro cara.
    Aí eu fiquei puto.
    Resolvi entrar com uma ação pra exigir pelo menos o preço da ilustração de volta, mas devido ao cara usar outro nome que não o meu para assinar meu desenho, achei que era justo danos morais.
    O juiz entendeu que não havia dano moral, e condenou o DJ a pagar 10X o valor da ilustração em questão como castigo.
    No fim das contas, levei dois anos esperando para ganhar uma graninha, mas as custas do processo ficaram bem mais caras. No final da brincadeira, o Marlboro gastou mais com a justiça do que comigo.

    A melhor parte da audiência com o juiz foi ver o Dj argumentar que não poderia me pagar porque “o cd vendeu mal”. O juiz era grosso pra caralho e meteu um:
    -PROBLEMA SEU!

    Ele fez aquela cara de bobo. Queria parcelar a grana, me fazer ir até lins de vasconcelos para receber em dez vezes. O juiz mandou outra “com as 4 patas no peito dele”:
    -TOMA VERGONHA! VOCÊ VAI DEPOSITAR ISSO NA CONTA DO GAROTO. BANCO EXISTE PRA ISSO.

    No dia seguinte entrou a grana toda de uma só vez na minha conta.[/quote]

    Eu já achava vc um kra legal, mas depois dessa eu sou seu fã. E desse juíz tb.

  20. Philipe eu reclamava e metia um processo contra o cara, muito cara de pau, eu adoro o Mundo Gump, vejo todo dia e se eu pegar alguma coisa do site pra publicar em outro lugar pode ter certeza absoluta que vou citar a fonte com muito prazer.

    Abraços

  21. Cara, eu até já peguei alguns textos aqui que achei interessante e coloquei no meu blog .. Mas claro, botei a fonte.. MundoGump, com link do blog aqui e tudo 😉
    Acho mó palhaçada isso de pegar texto e não colocar fonte, o cara tem mó trabalho pra fazer e vai um outro, copia e ganha todo o credito, acho isso sacanagem. Eu copio alguns mas sempre boto fonte ..

  22. Plágio na Universidade Federal de Rondônia. Veja matéria publicada no jornal Extra de Rondônia:

    http://www.extraderondonia.com.br/modules/smartsection/item.php?itemid=159

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares