Mais algumas fotos que eu fiz

Compartilhe

Hoje estou meio sem inspiração para escrever. Um misto de cansaço e vontade de não fazer absolutamente nada. Não sei se é deprê, mas tem dias que eu acordo com vontade de ser uma planta e ficar parado sem fazer nada nem pensar em nada. Talvez seja reflexo de ter trabalho igual um infeliz ontem, ajudando minha amiga Vivian do blog Temperaria (vai lá) fazer seus videos.

Bom, assim, resolvi dar uma olhada no email e ali estava um email da leitora Marina Dias que reclamou que eu tinha parado de colocar as minhas fotos aqui. Ela chegou a pensar que eu parei de fotografar. Na verdade, eu continuo fotografando direto, só não estou postando aqui. Tenho postado lá no facebook algumas delas, mas o que eu posto lá é tipo 10% das fotos que eu faço. Então, vou escolher algumas que eu gostei de fazer e do resultado final, e vou postar aqui.

Vamos à elas. (não estão por ordem de preferência, data ou qualquer ordem. Eu gosto do caos!)

meioazul low Mais algumas fotos que eu fiz

 

Essa foto acima eu chamei de “meio azul” porque me pareceu um nome óbvio. Gosto da simetria natural dos dois declives de morro cobertos com vegetação rasteira e o mar azulaço de Cabo Frio ao fundo.

 

porta da casa low Mais algumas fotos que eu fiz

 

Essa é uma das minhas fotos mais recentes. Parece uma cena de pintura romântica ou coisa do tipo, mas era os fundos de um restaurante que fica lá na Floresta da Tijuca. Fiz uma manobra danada para não sair um carro supermoderno que tinha atras daquele muro na esquerda, e que ia estragar o clima da foto.

olhodecão low Mais algumas fotos que eu fiz

 

Essa foto do peixe é curiosa, porque ela tem uma história Gump. Esse peixe me acertou quando ele veio voando (calma, não pirei) pelo ar e me atingiu no braço. Levei um puta susto. Ocorre que um pescador estava na beira da pedra, onde eu tb estava fotografando o por do sol, já havia escurecido, e sei lá que merda que o cara arrumou que ele puxou o peixe com força da água  e o peixe literalmente decolou na minha direção e me acertou. Pedi licença para registrar o pobre animal em seus segundos finais de existência. Destacam-se o contraste espetacular da cor do peixe e seu olho monstruoso. Esse peixe se chama olho-de-cão e é vermelho assim, porque lá no fundo do mar, o vermelho vira preto. E o olhão ajuda a ele ver na escuridão. Quando falei isso para o velhinho que tava pescando ele fez cara de quem achava que eu estava inventando. Pior que eu não estava.

Teto da floresta low Mais algumas fotos que eu fiz

 

Fiz essa cena em grande angular da floresta da Tijuca em meio à neblina. Gosto de como os troncos conduzem a visão, convergindo para o centro da imagem.

beijaflor low Mais algumas fotos que eu fiz

 

Um simples beija-flor. Criatura espetacular. Também na Floresta da Tijuca. POr ser bem no meio do restaurante, fiz a imagem com flash fraco para não incomodar os diversos gringos que ali se empanturravam de feijoada. Mesmo assim, o olho do bicho ficou vermelho, o que achei legal. Também foi bom, porque quando clareei a imagem, ela acentuou a iridescência das penas. Pretendo voltar la novamente qualquer dia desses, para fazer esta foto com uma lente mais decente. (desde que meu amigo Rafael possa ir comigo, afinal a lente decente é dele!)

strangepanorama low Mais algumas fotos que eu fiz

 

Uma cena noturna de Niterói. Gosto dessas cores. E do avião, que parece um cometa na imagem de longa exposição.

ceugeribacolors low Mais algumas fotos que eu fiz

 

Este é um dos belos entardeceres de Búzios, no Rio de Janeiro.

laranjaepreto low Mais algumas fotos que eu fiz

 

Esta imagem me atrai por alguns motivos que não sei bem explicar. É algo com a questão dos ângulos, com esta pedra escura descendo na diagonal até chegar no mar horizontal. O contraste do preto com o laranjão e essas duas ilhas longe. Eu gosto dessa imagem porque ela me lembra uma pintura moderna.

debaixodaponte2 low Mais algumas fotos que eu fiz

 

Esta aqui em cima é uma foto difícil de fazer se você não tem uma lancha à sua disposição (meu caso). Peguei a barca para Paquetá e tinha uma fração de segundo para bater a foto no exato momento em que a barca passa através dos pilares da Ponte Rio-Niterói. Isso permitiu pegar esses infinitos pilares, gerando uma perspectiva clássica de ponto de fuga inferior.

casalpaisagem2 low Mais algumas fotos que eu fiz

 

Eu não tenho certeza se já postei essa foto aqui ou não. Seja como for, aqui está ela. Eu estava fotografando o por do sol no alto do Parque da Cidade em Niterói, quando surgiu este estranho casal, que parecia muito apaixonado. O cara, altão, com cabelos compridos em contraste com ela, baixinha de cabelos curtos já parecia suficientemente legal, mas ele puxava a mulher que estava com os olhos tampados. Vi que era surpresa, fui para trás deles e fiz a foto na hora que ela abriu os olhos para ver a paisagem.

davichutandoagua low Mais algumas fotos que eu fiz

 

Esta é do meu filho, brincando na água ao entardecer. Gosto de como a luz do sol deixou a água quase flamejante.

aguanaspedrascomsol low Mais algumas fotos que eu fiz

 

Era isso que eu estava fotografando pouco antes do peixe vir voando e me acertar.

10361341 707349895977487 3305426128931592432 n Mais algumas fotos que eu fiz

 

Essa está representando as dezenas (centenas, na verdade) de fotos de inseto que continuo a fazer em macro.

10535562 750534124992397 7624204749003713931 o Mais algumas fotos que eu fiz

 

Também não lembro se postei essa aqui ou foi no face somente. São belos coqueiros de tronco bem fino que estão lá em São Gonçalo, às margens da BR 101, e fazer essa foto foi um desafio que levei um ano para concluir. Eu tinha que sair na hora certa e é um lugar bem arriscado para fotografar. Por sorte, no dia, os navios ao fundo estavam alinhadinhos, o que deu um plus à foto.

10549787 754619031250573 5635510784503043135 o Mais algumas fotos que eu fiz

 

Essa foto aqui mostra um pedaço do Museu de Arte Contemporânea do Niemeyer, uma das jóias de Niterói, com a lua cheia, “quase caindo”. Achei que ficou legal, embora minha lente pudesse ser mais crisp. (ser pobre é foda!)

10649085 757351457643997 701830882470659060 o Mais algumas fotos que eu fiz

Aqui nós temos uma imagem que poderia ser até de outro planeta. Com a longa exposição, consegui fazer o mar que castigava o rochedo parecer uma neblina, e o contraste do sol das algas deixou-as parecendo kriptnoita. Lembra muito uma pintura.

cordaslow Mais algumas fotos que eu fiz

 

Gosto especialmente dessa foto, porque ela representa o mundo atual. (uma bagunça do caralho) Além de representar os mais velhos, os mais novos, os diferentes e tudo mais que você conseguir encontrar aí.

10628763 757351914310618 2711563793623267826 o Mais algumas fotos que eu fiz

 

Muita gente acha que esse menininho aí é o meu filho. Pior que não é e a foto não foi posada. Eu tava na praia fotografando a natureza quando vi esse menino, que correu e sentou ali no meio da rosa dos ventos. Foi o tempo de correr feito louco para o outro lado da rua e fazer o click. Em menos de meio segundo ele se levantou e foi para o carro dos pais. Depois, olhando a foto me espantei como ela funciona bem representando a juventude, o destino e todas as suas potencialidades.

Artigos relacionados

15 comentários em “Mais algumas fotos que eu fiz”

  1. Que lindas fotos! Gosto em especial do modo como vc imprime significados especiais a elas…não é apenas um mero recorte do momento, ou o olhar sensível os detalhes, ângulos, iluminação, mas também a poesia implícita…muito bom!

  2. Philipe (OffTopic),

    Sem querer puxar o teu saco, mas já puxando.

    Quando é que você vai migrar (se é que vai) pra outras mídias? Um canal no youtube por exemplo?

    Talento você tem, óbvio.

    Não seria uma boa ideia complementar o MundoGump com um canal paralelo de vídeos? Você lançaria a pedra fundamental no canal, e aqui destrincharia o tema mais profundamente.

    Outra coisa, será que não teria como você escrever um romance? Os contos são ótimos, mas queria ler uma obra mais profunda sua, mais complexa e extensa, no estilo Stephen King!

    Uma última dúvida, você já foi convidado pra escrever roteiros de filmes, jogos, programas e etc?

    PS: Se em algum momento você já foi questionado sobre esses temas e não tiver mais saco pra repetir as respostas, cola só o link aqui que eu vou lá ler! KKKKKK

    • Oi Alvaro, vamos por partes.

      Quando é que você vai migrar (se é que vai) pra outras mídias? Um canal no youtube por exemplo?

      Migrar nunca. Migrar pressupõe sair de um lugar e ir para outro. O que pretendo é migrar fisicamente e me mudar para a Europa ou Canadá assim que der. Já a criação de videos, eu acredito que isso vai acontecer. Não sei dizer quando. Muitos leitores são contra, mas creio que os que se opõe a essa ideia são os que gostam de ler, e eu definitivamente não pretendo parar de escrever, nem a pau. Se rolar um canal, será algo a mais, um complemento a este blog.
      O que posso dizer é que há uma chance real disso acontecer ainda em 2015, mas não será um treco feito de qualquer jeito. Até porque eu tenho todos os equipamentos, e já trabalho na minha empresa fazendo os filmes de clientes!
      No entanto, apesar de saber, poder e querer, e já ter toda a parafernália necessária, eu preciso equacionar custos. Videos (coo o podcast e o programa na radio) demandam tempo, pelo menos dois dias de trabalho integrais da minha semana. Se eu paro de trabalhar para os outros para trabalhar para o Mundo Gump, preciso que o blog pague esse tempo, senão é prejuízo pra mim. Estou tentando modelar uma forma de financiar este projeto ainda, conversando com parceiros e investidores.
      Uma das ideias é o Patreon, onde eu poderia ter leitores sendo patrões do blog e financiando os projetos, em troca de coisas como esculturas exclusivos para os financiadores, brindes do blog, área restrita no site, sugestão de posts, posts colaborativos com os leitores, e fotos minhas impressas em material de alta qualidade… Financiamentos coletivos parecem ser o caminho para sair das limitações que o modelo econômico baseado em anúncios dá. Se eu conseguir bons patrões, eu posso parar tudo que faço que não é o blog e concentrar todos os esforços no blog e dará post PRA CARALHO, videos, esculturas, tudo em dose cavalar.

      Outra coisa, será que não teria como você escrever um romance? Os contos são ótimos, mas queria ler uma obra mais profunda sua, mais complexa e extensa, no estilo Stephen King!

      Sim, tem. Bom, a verdade é que eu ja fiz isso. E algumas vezes. Dá uma olhada neste link aqui: http://www.mundogump.com.br/sobre/

      Este ano sai pela Avec Editora a versão ampliada do livro do Zumbi. Ainda em 2015 se tudo der certo, eu farei o segundo livro.
      Existe também o meu primeiro livro, que escrevi com 22 anos, chamado Capitão do Mato, que é um romance histórico onde inclusive a Globo parece que chupou um pedaço e colocou numa novela depois que eu burramente, mandei o livro para o autor como presente.
      Também existem os contos longos, que são basicamente romances em capítulos. Alguns são até bem grandes. Se juntar tudo vira livro. Recomendo dar uma olhada la no “Despachante da morte” “A caixa” e no “Ganzu” http://www.mundogump.com.br/historias-longas/

      Uma última dúvida, você já foi convidado pra escrever roteiros de filmes, jogos, programas e etc?

      Já. Eu ja fui convidado para escrever roteiros com alguns parceiros e sozinho. Nada acabou nas telas e eu tb já tentei fazer alguns projetos de filme, foram três na verdade, e deu merda em todos, hahaha.
      Mas pelo menos o zumbi parece que funfou, fui convidado, usei meus personagens e escrevi o roteiro do jogo, que esta sendo feito na UNreal Engine 4, é o primeiro jogo do Brasil com a famosa engine e se tudo der certo sairá para Playstation, Xbox e Pc.

      • “Migrar” foi mal empregado, eu queria dizer expandir!

        O Patreon é uma ótima idéia. Vi pela primeira vez com o canal do Velberan no youtube. Achei massa. Olhe que o Velberan, sem querer desmerecê-lo pois é um canal excelente, não deve ter nem 50% do público que você tem e ele tá quase vivendo exclusivamente do canal do youtube.

        Eu tinha esquecido do Zumbi, foi mal, deleta a pergunta.

        Quanto ao jogo, se ainda sair pro Play3 (tô esperando o preço do 4 baixar) será ótimo!

        E boa sorte aí! Continua fazendo a gente ficar a madrugada lendo teu blog!

        • Sim, mas tive uns problemas bem complicados de contornar, a locação que era perfeita para o curta foi demolida, entre problemas de doença no elenco e falta de grana.

  3. Philipe, primeiramente obrigado, por compartilhar conosco (seus leitores) fotos tão maravilhosas. Confesso que umas 3 ou 4 eu imprimiria em um formato bem grande e a colocaria em alguma parede da minha casa.
    Em segundo lugar, por favor, sempre que postar outras fotografias, NUNCA deixe escrever as legendas, como fez nestas fotos. Acho muito legal as observações do artista sobre a a criação de sua arte. (as dificuldades, os pensamentos, etc).
    Concordo com o leitor acima, a última imagem (garoto sentado na rosa dos ventos) é realmente a foto que nos faz penar em muita coisa.
    PARABÉNS !!!!!

    • Para ter mais qualidade de vida. Poder ver meu imposto sendo melhor revertido em serviços, para poder comprar alguma coisa pela internet e saber que vai chegar, que não vai ser roubado dentro dos correios, para poder conhecer outros lugares, não ser refém de impostos extorsivos, oferecer ao meu filho a possibilidade de uma outra língua ainda na infância, porque tenho amigos no Canadá e porque tenho a família na Europa, porque o Canadá está com diversas cidades entre as dez com melhor qualidade de vida no mundo, porque no Canadá eles tem um governo que administra com retidão e com ética e possui uma economia sólida, e a segurança é infinitamente maior que onde eu moro, onde vagabundo rouba até o cachorro das pessoas que levam o bicho pra passar, porque o canadá é um dos países mais lindos do mundo e eu curto fotografar, e por outro lado porque a Espanha é cheia de castelos e dali eu posso visitar um porrilhão de países facilmente, pegando um ryanair promocional por até dez euros, enquanto aqui eu gasto o dobro disso para ir numa simples reunião no Rio (eu moro em Niterói)!

      A merda é que eu ja devia ter feito isso antes de ter filho. Com filho pequeno tudo complica 1000%

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.