Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?

Lá vamos nós para mais uma história esquisita.

De acordo com a reivindicação sobre as múmias descobertas num sítio arqueológico cuja localização vem sendo mantida em segredo no Peru, o Dr. Konstantin Korotkov, professor de Ciência da Computação e Biofísica da Universidade de São Petersburgo, as múmias são aliens ou híbridos humanos-alienígenas. Obviamente que as mesmas já foram largamente rejeitadas como uma farsa pela comunidade científica.

As descobertas, por si só, já são estranhas o suficiente para que se dê uma olhada, tentando deixar de lado nosso preconceito. Afinal, gente com três dedos não é uma novidade. Eu mesmo tenho um amigo que nasceu com três dedos nas mãos e pelo que me constem ele não desceu aqui dum disco voador. Mas é fato que logo que essas múmias foram descobertas,  Uma das coisas que chamou a atenção foi o fato de possuírem apenas três dedos, além de cabeças alongadas.

Do mesmo modo que ter três dedos, um indígena do passado ter uma cabeça alongada no Peru não é uma grande novidade. Saca só:

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?
crânios alongados dos índios Paracas no Peru

O que me chamou realmente a atenção no caso de “Maria” a múmia peruana, é que apesar dela ter três dedos, sua radiografia mostra que ela tem um numero maior de falanges! Maria teria sido descoberta num tumulo coletivo com outros pequenos seres. Todos com um numero enorme de ossos nos dedos, e sempre com três dedos.

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?

Sem polegar opositor, a vida dessa mulher deve ter sido uma merda. Mas vamos voltar ao numero de ossos, porque isso me parece realmente intrigante aqui.

Observe uma mão humana “normal” no raio X:

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?

Então se compararmos com a mão das criaturas do Peru, veremos algo realmente estranho:

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?
Ossos pra Cacilda!

Inicialmente suspeitaram que as múmias e criaturinhas poderiam ser apenas esculturas. Sua cor de gesso ajudava a imaginar isso. Mas como ocorre em alguns processos de mumificação, poderiam ser corpos cobertos com algum tipo de lama ou massa que aceleraria o processo de mumificação. Isso não é incomum em rituais fúnebres em grupos indígenas.

Falando nos pequenos seres, dá uma olhada nisso:

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?
Quando eu vi também achei que era uma escultura

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será? %name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?

 Realmente, tudo levava a crer que era mais um hoax com alienígenas, e com boneco bem precários, diga-se. Mas de fato, os exames preliminares mostraram algo interessante. Seja o que for essa merda, haviam ossos de verdade ai dentro. E alguns dos pequenos tinham conformações ósseas completamente bizarras.

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será? %name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?

Agora, um especialista russo alega ter feito testes de DNA para provar que eles não são humanos. Konstantin Korotkov é um professor de Ciência da Computação e Biofísica da Universidade Federal de São Petersburgo, acredita que as múmias são de fato, seres “alienígenas”. O dr. Korotkov não é estranho a controvérsias. Ele foi amplamente criticado em 2008, quando afirmou ter “criado uma câmera que poderia fotografar a alma humana”.

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?
Uma das mumias inclusive parecia conter o que chamaram de “ovos” em seu corpo.

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?

Vamos abstrair esse detalhe.

Continuemos com as múmias esquisitas: Segundo consta na mídia internacional, essas múmias vieram ao mundo por intermédio de ninguém menos que Jaime Maussan. Quem gosta de ufologia sabe que apenas esse nome já é um bom indício de que qualquer coisa por mais espetacular que pareca vir dali deve se ter o pé atrás. Maussan já apareceu algumas vezes com alegações extraordinárias, como as fotos do alien da área 51. Eles foram revelados ao mundo em uma conferência no México, onde ele cobrava £ 15 (US $ 20) para as pessoas assistirem a uma transmissão de vídeo ao vivo do evento. Dizia-se que os slides haviam sido cuidadosamente pesquisados, mas logo se descobriram que eram fotos de uma múmia em uma exposição de museu. Aqui esta o post.

“Jamie Maussan é famoso por promover vídeos suspeitos de OVNIs e artefatos alienígenas”, disse Watson.

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?
Maussan é considerado por muitos o rei do sensacionalismo ufologico

Maussan diz que seu “grupo de pesquisa” teria achado o primeiro corpo no início de 2017. Imediatamente, chamou sua  atenção a cabeça deformada, a forma do corpo e os dedos alongados. Assim, criaram um pequeno documentário sobre a descoberta.

O dr. Korotkov, da Universidade de São Petersburgo, disse na época que as características não eram uma deformidade e que a descoberta era “outra criatura, outro ser humanóide”, algo ainda desconhecido. Agora o Dr. Korotkov, sua equipe, afirma ter realizado testes genéticos em amostras de tecido retiradas da múmia, bem como um segundo indivíduo encontrado nas proximidades chamado Vavita, conforme relatou o Sputnik News.

Eles disseram que os corpos datam do século 5 dC e acreditam  que podem ser “extraterrestres ou ciborgues”. E disse que é a maior descoberta do século 21.

Obviamente que tudo pode se tratar de (mais uma) farsa.

Um dos que aposta em uma farsa é o especialista em extraterrestres britânico Nigel Watson, autor do Manual de Investigações OVNI. Ele disse que os achados são “provavelmente uma farsa”. Em entrevista ao jornal MailOnline: ele disse que acha que toda a saga de encontrar essas múmias “é risível” e elas “são muito provavelmente falsas”.

Recentemente, as evidências indicaram que Maria é em algum aspecto, humana. A única coisa estranha é que ela tem uma estrutura de costelas incomum. Isto é provavelmente porque ela seria produzida com uma montagem óssea feita por falsificadores.

Se você pensar sobre isso, como alienígenas humanóides com três dedos longos sobreviveriam? Eles seriam incrivelmente desajeitados e parece duvidoso que eles seriam capazes de fazer sequer uma xícara de chá, que dirá um disco voador!

MÚMIAS DE NAZCA

Um grupo de autoproclamados pesquisadores paranormais afirmam ter encontrado provas de alienígenas perto da cidade de Nazca, no Peru. A equipe diz que encontrou um misterioso “humanoide mumificado” de três dedos com crânios alongados. No início do ano passado, o grupo gravou um pequeno documentário de uma viagem de pesquisa em uma caverna perto de Nazca, onde encontraram o que parecia ser um corpo mumificado. O corpo foi encontrado coberto de pó branco, que a equipe diz que foi usado para preservar os restos mortais. Eles alegam que as amostras de datação por carbono do corpo datam de 245 a 410 dC, embora a validade desses testes ainda não tenha sido verificada. Desde este achado, o grupo diz que eles encontraram pelo menos cinco outros corpos alienígenas na região de tamanhos e proporções semelhantes. Alguns teóricos da conspiração acham que as múmias de três dedos, encontradas no ano passado, podem ser os restos de visitantes alienígenas que vieram ao planeta Terra no passado.

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?
%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?

O fato de Maussan estar envolvido traz bastante descrédito o achado.  Em maio de 2015, ele promoveu slides fotográficos que afirmavam ser fotos de um alienígena recuperado do acidente de disco voador de 1947 em Roswell, que mais tarde provaram ser falsas. Há quem suspeite que tudo isso é pra tirar dinheiro de crédulos trouxas.

“Também não parece bom que esta notícia revolucionária tenha sido originalmente transmitida para nós através de um site que você deve assinar, ao invés de através de canais científicos oficialmente reconhecidos.”

Nick Pope, que costumava investigar OVNIs e outros mistérios para o Ministério da Defesa, e é um dos maiores especialistas em teorias da conspiração. Ele disse ao MailOnline que ele também duvidava da validade da descoberta, uma vez que todas essas histórias de alienígenas mumificados – ou híbridos humanos / alienígenas mumificados – são notícias falsas, ou mal-entendidos da variação humana normal, talvez onde algo tenha sido perdido na tradução.

Seja como for, essa mão cheia de falanges ou é fraude deliberada (o que eu aposto) ou é um alien mesmo, porque não me parece ter falha de tradução num raio X.

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será? %name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?

Quando o corpo do suposto alien Vavita surgiu, o grupo que o encontrou alegou que ele tinha nove meses quando morreu e Maria era adulta, levando-os a acreditar que ali estavam mãe e filho.

O dr. Korotkov disse ter realizado varreduras tomográficas nos seus esqueletos. Segundo apurou inicialmente, o tecido tem natureza biológica e sua composição química indica que são seres humanos. Seu DNA possui 23 pares de cromossomos, assim como nós. Eles parecem humanos, mas, na opinião do russo, não são.

“Sua estrutura anatômica é diferente.”

O pesquisador acrescentou que a estrutura das costelas dos indivíduos é radicalmente diferente da dos humanos, já que os ossos são em forma de quilha na parte superior e a caixa torácica é composta por costelas semicirculares completamente estranhas aos primatas terrestres.

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?

Quanto ao pó branco, que a equipe diz que foi usado para preservar os restos mortais, novos testes mostram que o produto químico usado foi o cloreto de cádmio.

Mas realmente, o que chama nossa atenção mesmo é como alguns caras acham que as pessoas vão engolir isso aqui:

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?
Querem 95 dolares por ano pra você acompanhar onde isso vai dar.

Até o Cientista é fajuto?

O pesquisador, segundo alegam, é professor de ciência da computação e biofísica na Universidade Federal de Tecnologias da Informação, Mecânica e Ótica de São Petersburgo. Embora seu site alega que ele trabalha como pesquisador na “Academia de Cultura Física de São Petersburgo” e como presidente da ‘União Internacional de Bioeletrografia Médica e Aplicada“, mas não há sinais dessas instituições on-line.

Seja como for, o grupo de Maussan continua a alegar que estudaram também os órgãos internos das múmias.

“Percebemos claramente os contornos da traquéia e dos brônquios, do coração e de suas câmaras; Podemos até ver a forma das válvulas, disse a radiologista Natalia Zaloznaya. “Também podemos ver claramente os contornos do diafragma, do fígado e do baço.”

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?

“Quanto mais exótica a afirmação, mais atenção despertam, e por isso temos ‘revelações’ cada vez mais bizarras sobre cadáveres alienígenas, destroços de discos voadores e mensagens de nossos “mestres alienígenas”.

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?
o local da descoberta
Mário é um ladrão e saqueador de túmulos, (tipo o Indiana Jones sem o glamour)  e apareceu, contando que tinha descoberto algo realmente “bombástico”. E foi assim que ele vendeu o segredo que levou o francês a descobrir mais corpos estranhos. Ao acertar um dindim de cem mil dólares, Mario levou Thierry até um lugar com pinturas rupestres de figuras humanoides de três dedos. Começava assim a saga que levaria ate o corpo de Maria e de mais algumas criaturas (incluindo um bebê).

É uma posição deveras estanha para um morto. Note que os cotovelos sequer se apoiam nas pernas. Estão no ar. Parece pouco lógico que um morto conseguisse tônus para se manter nessa postura sem um suporte. Diante da tomografia, novas discrepâncias se acentuam:

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?

O esqueleto de Victoria tem muitas anomalias. A cavidade torácica é extremamente estreita e a coluna parece desproporcionalmente grande, de modo que haveria pouco espaço para os pulmões ou para o coração. A coluna também parece ocupar a maior parte do espaço na cavidade abdominal, de modo que não haveria espaço para os órgãos existirem também.

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?

Eu não vejo um esterno em Victoria e suas costelas parecem ser faixas planas não naturais que continuamente envolvem o corpo sem começo nem fim. Fora isso, Victoria não possui ossos da tíbia e da fíbula na parte inferior das pernas, rádio e ossos da ulna nos antebraços. Os tetrápodes (vertebrados de quatro membros, incluindo primatas, humanos, répteis, aves, sapos, baleias, etc.) têm esses ossos ou ossos homólogos a eles. Em casos raros, como no caso dos sapos, eles são fundidos…

“Ah, mas são extraterrenos, ué!”
De fato, vamos em frente. A rotação hominídea do punho vem do rádio e da ulna, torcendo-se e desenroscando-se um ao outro. Sem essa estrutura óssea dupla e a capacidade de girar nossos pulsos, não teríamos sobrevivido como espécie. Com os antebraços de osso único de Victoria, parece que seja la o que ela for, seria incapaz de girar as mãos para ficar de frente ou para longe de seu corpo. Victoria seria incapaz de executar tarefas simples, como alimentar-se, pegar um objeto vertical como uma corda pendurada, lavar-se ou fazer ou usar ferramentas.

Tudo isso me leva a formar uma certeza de que esse corpo chamado Victoria é uma montagem. Mas talvez Maria não seja. Maria poderia ser uma múmia humana real, que passou por um trabalho de “ajustes” para se assemelhar a um alienígena convencional? Talvez sim.

Idades discrepantes

Segundo o site Disclosurepack, os resultados da datação por carbono para Maria e Victoria têm uma relação intrigante com o Acordo de Maomé.

Corey Goode afirmou que, no passado, vários seres extraterrestres e avançados da Terra Interior estavam interagindo abertamente com a humanidade da superfície e às vezes batalhando uns contra os outros nos céus. No entanto, em meados do século VII, vários dos grupos não humanos determinaram que isso era prejudicial ao desenvolvimento da humanidade. Um tratado foi assinado concordando em permanecer escondido da humanidade e manipular apenas seus líderes. Este tratado é referido como o Acordo de Mmaomé porque foi acordado logo após a vida do Profeta Maomé. Muitos mitos antigos, lendas e textos religiosos do período anterior à suposta assinatura deste tratado contêm informações que podem ser interpretadas como evidência de interação aberta não humana.

Pessoalmente, quando leio coisas desse tipo, acho que as pessoas andaram usando entorpecentes, mas seja como for, ao que parece, estão sugerindo que Maria, que parece ter sido um ser vivo genuíno, é datada de um período bem anterior ao Acordo de Maomé.  Dessa forma, teria sido possível que durante esse tempo de contato extraterrestre aberto, Maria estivesse interagindo com a humanidade da superfície. Ela pode ter sido enterrada em um túmulo subterrâneo protegido por respeito a ela e sua espécie. Mas Victoria é de um período de cerca de 400 anos após o acordo de Maomé. Durante esse tempo, as pessoas podem ter desejado a interação que seus ancestrais já tiveram com seres extraterrestres como Maria.

Dessa forma, talvez a figura de Vctoria seja uma interpretação religiosa, feita como uma espécie de relíquia relacionada à homenagem a Maria e por isso colocada no túmulo.

A prática de preservar e, às vezes, fabricar relíquias religiosas é encontrada em todo o mundo, então é possível que os povos antigos da região de Nazca também o fizessem.

Ao contrário dos outros corpos, Maria era muito maior, tinha todos os órgãos, impressões digitais e dedos dos pés. Os corpos foram entregues no Instituto Inkari de Cusco, Peru, em abril de 2017. O instituto investiga as descobertas arqueológicas relacionadas à civilização inca. Thierry Jamin, presidente do Instituto INCARI, acredita que a múmia Maria poderia ter sido um “híbrido” entre uma raça humana e uma raça alienígena, conhecida como Grays.

Steve e o investigador Barry Fitzgerald viajaram para o país sul-americano para ver os corpos. Durante a viagem, foram levados para um lugar secreto nos altos Andes para ver os corpos de diferentes tamanhos. Ele examinou os corpos em questão por raios-X.

“Organizamos a maior parte de nossa pesquisa sobre Maria, porque ela é claramente um corpo, não a mãe dos demais seres, como mencionado muitas vezes, porque ela tem seus órgãos internos. Nossos cientistas e professores do Laboratório Genetech no Sri Lanka confirmam que Maria tem um DNA muito incomum, e NÃO HUMANO. Foi descoberto que ela é 98,5% primata, (como seres humanos) e 1,5% desconhecidos. <Também tem uma grande mutação em seus genes que não podem ser identificados em nenhuma doença conhecida. “

Fora tods os detalhes relatados acima, Maria também apresentava algumas das características notáveis, como as cristas dérmicas horizontais, a ausência de orelhas e dentes caninos inferiores.

“As amostras foram tiradas de médicos no Peru, liderados por nossos cientistas. Nós obtivemos uma cadeia completa de custódia. Acreditamos que somos os únicos com uma cadeia de custódia. Sem isso, não é possível demonstrar que as amostras de DNA estão corretas e nenhuma amostra foi coletada. Simplesmente, sem cadeia de custódia, qualquer análise é inútil. Durante a visualização das digitalizações, fotos, vídeos e os raios-x, os cientistas não foram capazes de identificar qualquer alteração anatômica ”.

Steve e Barry estão tentando que Maria seja entregue ao governo peruano. “Estávamos em comunicação com o prefeito de Nazca, que quer que os corpos sejam  colocados em um museu em Nazca. As autoridades continuam a busca pelos corpos e até desenvolveram um grupo de trabalho chamado “Grupo de Trabalho Wawita”.

A conservação desses corpos é extremamente importante, uma vez que eles estão rapidamente se degenerando.

O alien com ovos

Um dos corpos mais estranhos é o do corpo apelidado Josefina. Josefina diferente de Victoria tem um crânio. E isso não ajuda muito uma vez que é um crânio diferente de tudo que já se viu, com um osso maxilar que parece não ter função.

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?

Fora as coisas que podem ser pedras ou ovos em seu corpo, ela tem uma placa metálica na altura do peito.

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?

Esse alien é deveras intrigante, porque sobe ainda mais o cacife da descoberta. Se você quer falsificar algo, você deve reduzir ao máximo as chances de ser descoberto, tática chamada “hide my ass”. Logo, menos é mais. Assim, um outro alien, completamente diferente dos anteriores, com uma cabeça, e placas metálicas, ossos estranhos e morfologia bizarra deixa tudo mais confuso. Josefina tem um dos ossos do braço quebrado indicando manipulação clara para ficar no mesmo tamanho do osso do outro braço.

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?

De todas as anomalias dessa criatura, talvez a que mais salte os olhos pela inviabilidade corporal da mesma são as juntas do fêmur na bacia.  O fêmur, um osso articular de função vital na movimentação é SEMPRE acoplado na bacia do ser vivo num tipo de junta homocinética. Por isso, o fêmur tem uma especie de esfera na sua ponta superior, que é acoplada por natureza num tipo de “socket”, um encaixe côncavo da bacia. Somente isso permite a articulação para que um ser possa andar. Aparentemente, quem fabricou Josefina não sabia sequer o básico de anatomia e descuidando disso, produziu uma marmota biofísica onde o osso do fêmur não se acopla em nada:

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será? Com pernas desse tipo, é possível que Josefina se movesse quase como um Playmobil, se eles fossem vivos.
Dessa forma, podemos inferir com uma razoável certeza que o corpo de Josefina foi construído por alguém, e esse alguém não dominava os processos de anatomia humana/animal em profundidade. Apesar disso, salta os olhos a habilidade que essa pessoa teve em juntar um monte de ossos, talvez de crianças, e recriar com eles um pequeno ser de aparência bizarra.  No entanto, apesar do corpo não ser um corpo de algo real, ele poderia ser usado como um item de cunho religioso tal qual a outra potencial “Oferenda”, Victória?

Isso não podemos dizer ainda e acho razoável que essa hipótese se mantenha em aberto.

As pessoas se prendem demais na questão do “é extaterrestre ou não é?“, Realmente, é uma grande questão a elucidar em qualquer alegação do tipo. Mas enquanto isso, em paralelo, ao meu ver, tudo isso tem alguns valor bastante mensurável em outro espectro. O da arte. Dadas as características dessas criaturas, veja, mesmo que isso se constitua numa grande fraude pra vender livro, palestra e documentários, temos aqui uma genuína contribuição à história da “taxidermia fantástica”, das fraudes e da exploração da boa fé humana, sem entrar no mérito de um julgamento moral. Um dos mais famosos exemplos disso é a famigerada “Sereia de Fiji“.

Você talvez se espante como o caso dessa sereia mostra que a história se repete.

A bizarra Sereia de Fiji

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?
Nego acreditou. Sério!

Em meados de julho de 1842, um jovem cavalheiro com o nome Dr. J. Griffin, um membro do Liceu Britânico de História Natural, chegou a Nova York com uma curiosidade notável: uma sereia de verdade supostamente capturada perto das ilhas Fiji no Sul do Pacífico. A imprensa estava esperando por ele, pois durante todo o verão eles estiveram recebendo cartas do médico descrevendo sua intrigante descoberta. Ao chegar no hotel, os repórteres estavam esperando-o, pedindo para ver a sereia. A contragosto, o homem mostrou a criatura, que convenceu a todos com a sua “autenticidade”.

Logo depois, o empresário P.T. Barnum visitou os principais jornais da cidade, onde explicou que estava tentando convencer o Dr.Griffin para exibir sua sereia em seu museu. Infelizmente, o médico não estava disposto a fazê-lo. Barnum ofereceu aos jornais o uso de uma xilogravura de uma bela e seminua sereia. Os jornais, cada um pensando que tinha o desenho exclusivo, aceitaram a oferta e no domingo 17 de Julho de 1843, xilogravuras de sereias apareceram em todos os jornais. Simultaneamente, Barnum distribuiu dez mil cópias de um panfleto sobre sereias por todas a cidade.

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?

Panfleto do jornal “Charleston Courier” anunciando a exibição da sereia.

Com toda essa publicidade, a curiosidade para ver a sereia de Fiji (ou Feejee) foi o tema principal das conversas de toda a cidade. Todos queriam ver por si mesmos. Então Dr.Griffin concordou em exibí-la durante uma semana no Concert Hall, na Broadway. Enormes multidões apareceram na exposição, e Dr.Griffin deu paletras para multidões sobre suas experiência como explorador, contando também suas teorias da história natural. Essas eram um tanto peculiares. Por exemplo, seu principal argumento era  de que as sereias deveriam ser reais uma vez que todas as coisas na Terra também existiam no oceano – como cavalos marinhos, leões marinhos, cães marinhos, etc. Desse modo, deveríamos assumir que também há “humanos marinhos”.

Ao longo de todo esse tempo, o público tinha se decepcionado três vezes. Em primeiro lugar, apesar dos anúncios mostrarem a sereia como uma mulher jovem e bonita, a criatura era bem menos atraente. Tinha o corpo murcho de um macaco e o rabo de um peixe seco. Como o correspondente do jornal “Charleston Courier” colocou:

“É uma alusão… a visão da maravilha foi para sempre roubada de nós – jamais teremos novamente o discurso, mesmo na poesia, da beleza da sereia, nem conquistaremos uma sereia mesmo em nosso sonhos – pois a senhora Fiji é a própria encarnação da feiura”.

A criatura era um exemplar de uma forma de arte tradicional aperfeiçoada por pescadores no Japão e Índia orientais que construíam falsas sereias costurando a parte superior de corpos de macacos com a calda de peixes. Eles muitas vezes criavam esses animais para uso em cerimônias religiosas. Acredita-se que a sereia de Fiji tenha sido feita por volta de 1810 por um pescador japonês. Em seguida, foi comprada por comerciantes holandeses, e em 1822, comprada por um capitão americano, Samuel Barret Eades, que teve que vender seu navio para comprá-la. Ele esperava fazer fazer fortuna com a sereia ao exibi-la, mas não teve sucesso. Além disso, os naturalistas britânicos tiveram a oportunidade de examinar a criatura, sendo logo desmascarada pela imprensa e amortecendo o interesse do público na hora.
A sereia orginal de Fiji (depois vieram outras) teve um triste fim. Após excursionar pelos Estados Unidos com uma prolífica vida de exibições em museus e salões de curiosidades, ela foi parar no museu de P.T. Barnum.  É possível que ela tenha sido destruída quando o Museu de Barnum foi incendiado em 1865.

Seriam os novos extraterrestres mumificados de Jaime Maussan um remake da clássica história da sereia de Fiji? Ainda não sabemos, mas não é impossível que sejam. Afinal, não basta que algo pareça morto para ser real, como podemos ver por este amiguinho bonito aqui:

%name Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?

fonte fonte fonte fonte fonte fonte

 

Artigos relacionados

Comments

comments

1 comentário em “Investigadores independentes confirmam que a estranha múmia encontrada no deserto é de um extraterrestre. Será?”

  1. Já acompanho o Mundo Gump faz vários anos, mas nunca fui de comentar mas depois dessa não posso resistir.
    Eu trabalho num laboratório do RJ e MANDARAM PRA GENTE UM PEDAÇO DESSE BICHO, mas namoral, eu não sou de acreditar nessas coisas não, agora depois de ler esse post eu acredito ainda menos hahaha.
    Enfim Philipe, bom post como sempre.
    Abraços.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.