12 Comentários

  1. Kamper

    Algumas são realmente hilárias. Uma coisa que dá pra se notar no filme, é que o pessoal é realmente ingênuo (imagina o filme, vintage!!!) ou muito corajoso.

    Caraca, tinha coisa ali emque os caras realmente se arriscavam…

    Valeu, muito bom o post….

    Responder
  2. Crispim

    O filme é de 1977 pelo que andei pesquisando e tem até trilha sonora. Veja no link:
    http://www.imdb.com/title/tt0074573/soundtrack
    Eu adorei a música “Let It Go – P.J. & J. Steven Soles” que é a trilha usada na parte das demolições, procurei feito um doido esta música em tudo que é lugar da web e nada, se alguém puder me ajudar a encontrar, agradeço. Abração e parabéns pelo site.

    Responder
  3. Gustav

    Eu vi uma parte desse documentário na TV Cultura há muito tempo atrás (e põe muito nisso)… Parece que eles reeditaram o filme e tiraram as partes em que os “inventores” morrem durante a demonstração; como é o caso do sujeito que pula da Torre Eiffel com asinhas iguais às do gavião negro e se esborracha diante da platéia… No texto do 100nexos diz que foi para não cortar o barato das pessoas que assistiam as projeções… Depois das cenas de morte, paravam de rir por 15 minutos- Será que na época, entre esses curiosos que compareciama a esses “shows” não rolava um bolão do tipo vai “morrer-vai morrer”? eheh

    Responder
  4. Uber

    Não é uma idéia tão absurda o táxi que libera gás lacrimogêneo.
    Quem inventou isso foi um visionário!
    Pergunte aos taxistas de hoje o que acham da idéia.
    Atualmente existem táxis que possuem uma divisória à prova de balas para separar motorista de passageiros, acho que são aqueles de Londres.
    E teve um brasileiro que inventou um cabine à prova de balas para instalar nos táxis daqui e isso foi há poucos anos.

    Responder

    1. Cabine a prova de balas ainda vai, mas gas dentro do taxi iria afetar os bandidos e o próprio taxista, além do mais gas não impede tiro. Acho que o vidro a prova de balas é uma boa idéia mesmo.

      Responder
  5. Cheetara (ou Mario)

    Um dos melhores posts do Mundo Gump na minha opnião. Os Anos 20 eram os melhores.

    e eu acho que a piscina é só pessoas entrando de trás-prá-frente e o filme rodando em reverso. Usaram a mesma tecnica no “imã pra peixe” (e tambem em vários filmes dos Trapalhões)

    Mas Philipe, eu ainda acho que este é o momento certo pra você postar a segunda parte daquele post sobre “hipnose e invocação de demonios”, e por favor nada de “Mib 2.0” (ou talvez sim. seria engraçado ser enganado de novo)

    Responder

    1. Provavelmente mesmo, Mario. Acho que vc matou a charada da piscina, mas daí eu penso qual o sentido de um invento que recorre a truques de efeitos especiais da época?
      Sobre o outro post, eu já comecei ele três vezes e apaguei. O problema é que essa história envolve pessoas que não querem e nem podem aparecer. É difícil falar sobre certas coisas, porque eu fiz um juramento de segredo e me foderia de verde e amarelo se abrisse o jogo. O segredo é parte integrante das ordens místicas há séculos. Mas eu não abandonei a idéia deste post. Eu só não sei como contar algumas coisas. Mas que vou dar um jeito eu vou.

      Responder
      1. Rafael Martini

        Ahhhh….eu e minha namorada também nunca esquecemos este post sobre as sessões de hipnose que você fazia…..não vemos a hora de ler a continuação….!!!
        Eehhehehe… abraços

        Responder
  6. Andre

    E tb o dos professores incriveis, esse seria um bom post para o inicio das ferias, ja que seguramente muita gente estara abandonando seus respectivos maestros incriveis, mesmo que ainda nao tenham se dado conta.
    Abs
    Andre

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.